Books - Non-fiction

48243565 13 Habitos Em a

Description
HABITOS EM ORTODONTIA MARÍLIA MARQuES NETTO MERCADANTE r HÁBITOS EM ORTODONTIA 255 INTRODUÇÃO Antes de falarmos sobre hábitos propriamente ditos, vamos tecer algumas considerações sobre os impulsos naturais da criança ou instintos. A criança ao nascer é avaliada através de testes neurológicos e deverá responder positivamente aos impulsos aos quais for submetida. Entre esses impulsos o mais importante é o da sucção. Se lhe oferecemos o dedo, ela inicia a fazer sucções como que treinando para
Published
of 26
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  r HABITOSEMORTODONTIA MARÍLIAMARQuESNETTOMERCADANTE  HÁBITOSEMORTODONTIA 255 INTRODUÇÃO Antesdefalarmossobrehábitospropriamen- teditos,vamosteceralgumasconsideraçõesso- breosimpulsosnaturaisdacriançaouinstintos. Acriançaaonasceréavaliadaatravésdetes- tesneurológicosedeveráresponderpositiva- menteaosimpulsosaosquaisforsubmetida. Entreessesimpulsosomaisimportanteéoda sucção.Selheoferecemosodedo,elainiciaa fazersucçõescomoquetreinandoparafinsnu- tritivos.Quandolheéoferecidooseiomaterno elaoapreendeefazsucçõesmesmoquando aindanãoexisteleite.Umcertonúmerodesuc- çõesforneceumvolumedeleitenabocaque desencadeiaumoutroreflexo,odadeglutição, sendooalimentolevadoaoestômago.Essesvo- lumesdeglutidosacumulam-senoestômagoaté acriançaatingirasensaçãodeplenitudealimen- tar.Istolevaaumoutroreflexodirigidoaos centrosnervosossuperioresparaqueasucção cesse.Acriançaestásatisfeitanoaspectonutri- cionaletambém,acadasucção,háumasensa- çãodeprazer,conduzindoaumêxtaseemocio- nalprofundo.Umavezsatisfeitanoaspectoemo- cional,dormeprofundamentese3a4horas. Outroaspectoqueseiniciadesdeoprimei- roinstantedevidaéarespiração.Amãedeve tomarcuidadonomomentodaamamentação, paraqueorecém-nascidopossaterarespira- çãonasale,aomesmotempo,observarasua posturanoberçoparaquenãovenhaaassumir posiçõesquepossamtrazerobstáculos à suafunçãorespiratórianormal. Comocrescimentoedesenvolvimentoda criança,oimpulsodasucçãoaospoucosvai sendosubstituídopelaapreensão.Nestemes- moperíodocomeçamairromperosprimeiros dentesdecíduos.Vem,então,anecessidadede morder,quetambémconduzaumasensação prazerosa. À medidaqueadentaduradecídua secompleta,define-seopadrãomastigatórioe inicia-seoaprendizadodapalavra. Tudoistoquefoiditofazpartedociclonatu- ralevolutivodacriança.Noentanto,porrazões várias,dificilmenteamãehojeemdiareúne condiçõesparaaamamentação.Lançamãode recursosartificiaiscomoamamadeira,quedei- xapassarumfluxobemmaiordeleite,fazendo comqueacriançaatinjaemapenasalgunsmi- nutosasensaçãodeplenitudealimentarque,via amamentaçãonatural,levariacercademeia hora.Obebê,noentanto,nãofazsucçõessufi- cientesparaobteroêxtaseemocional,procu- rando,destamaneira,umsubstitutoquepode serachupeta,odedo,etc.Comoovolumede leiteacadasucçãodemamadeiraégrande,irá implicarnumtreinamentoerradodadegluti- ção,podendoocorrerdesviosdaposiçãodalín- guaeconseqüentementeainstalaçãodohábito dadeglutiçãoatípica.Alémdisso,quandoasuc- çãoéfeitanopeitomaterno,aforçaexercidaé muitomaiordoqueasucçãonamamadeira, ocasionandoummaiordesenvolvimentoema- turaçãodosmúsculosperiorais. Quandohouvernecessidade,noentanto, deselançarmãodemamadeira,deve-seoptar pelobicoortodônticoqueseassemelhamais aobicomaternoepermiteummelhorcontato dalínguacomopalato,situaçãonecessária paraumadeglutiçãonormal(Fig.13.1). Aposturadacriançaaoalimentar-secomma- madeiradeverásermaisverticalizada,paraevitar dificuldadesrespiratórias,oquefariacomque elapassassearespirarpelacavidadebucal.Apos- turanoberço'tambéméimportante,devendo-se evitarqueacriançafiquecomopescoçofletido, tendodificuldadepararespirarnormalmente, instalando-seohábitodarespiraçãobucal. Comojáfoidito,comoaparecimentodos primeirosdentesinstala-seoimpulsodemor- der. É necessárionestaépocaumadietamais sólidaparasupriresteimpulso. Umadasmaneirasdeexercitaramastigação éofereceràcriançaumbifeparaqueelasegu- reecomeceamorderesugar,mesmoantesda erupçãodosprimeiros5!entesdecíduos.Caso esteimpulsonãosejasatisfeito,acriançabus- caráosmaisvariadosobjetosparamorder, principalmenteroerasunhas,instalando-seo hábitodaonicofagia. Todasestasdisfunçõesinterferemnafona- ção,levandoaproblemasdedislalias. Alémdaalimentaçãoartificialatravésda mamadeira,admitem-seoutrascausasparaa instalaçãodadeglutiçãoatípicacomo:enfarta- mentodasamígdalas,perdasprecocesdeden- tesdecíduosanteriores,diastemainterincisal grande,etc.Noentanto,seoaprendizado inicialfoicorreto,retirando-seascausassecun- dárias,adeglutiçãosenormalizará. .Paraentendermosadeglutiçãoatípicane- cessitamosterumaboanoçãodadeglutição normal. I- FISIOLOGIADA DEGLUTIÇÃONORMAL Adeglutiçãoéumafunçãobiológicaecoor- denada,havendoumaconexãoneurológicae  pontasdosdedos,queomúsculotemporalse contraiquandoamandíbula é elevadaeos dentesentramemoclusão.Quandoopaciente nãoocluiosdentesduranteadeglutiçãonão observamosacontraçãodotemporal.Aponta dalíngua,paracolecionarasaliva,fazu,mcon- tatorápidocomasfaceslinguaisdosincisivos inferioreselevanta-selogoemseguidaparase apoiarcontraasrugosidadesdopalatoduro.As bordaslateraisdalínguatocamlevementeas faceslinguaisdosdentesposteriores.Asaliva é levadaparatrásemmovimentosondulatórios dalíngua,aomesmotempoqueseudorso abaixa.Paramanterocontatocomalíngua,o palatomoleabaixamais.Quandoasalivaatin- geafaringe,começaaaçãoreflexa. 256 ORTODONTIA·DIAGNÓSTICOEPLANEJAMENTOCLíNICO umjmecanismosmergicoeantagorucod~ açõesmuscularesregidasporarcosreflexos.E umatocontínuoedeexecuçãorápida,mas parafinsdescritivosedidáticos é geralmente divididaemtrêsfases: 1.Fasebucal-conscienteevoluntária 2.Fasefaríngea-conscienteeinvoluntária 3.Faseesofágica-nãoabordadanosestudos ortodônticos. É inconscienteeinvoluntária I.FASEBUCAL Amandíbula,noiníciodadeglutição,está emposiçãodedescanso,ligeiramenteseparada domaxilarsuperioreumpoucoadiante.A línguadescansapassivamentenacavidadebu- cal,comapontaapoiadacontraosincisivos inferioresouapoiadanaregiãodapapilapala- tina.Lábiosemcontatopassivo.Opalatomole estáinclinadoparabaixoeapoiadocontrao dorsodalíngua.Apassagemnasalseencontra aberta.Aodeglutirosdentesentramemconta- to.Oslábioscontinuamemcontatopassivoso- menteselandoaentradadacavidadebucal.A mandíbula é estabilizadapelacontraçãodos músculoselevadoresquesãoinervadospelo quintoparcraniano.Pode-sesentir,comas 2ã FASEFARíNGEA Fig. 13. I. Comporaçãoentre o bicoortodôntico eo bicoconvencional.Notarque o bicoortodôntico se ossemelhomais 00 bicodoseiomaterno, permitindo um melhorcontato da línguacom o palatoduranteadeglutição. Nestemomentoopalatomoleselevanta, fechandoapassagemdanasofaringe.Odorso dalínguaseinclinamaisedeslizaasalivaparaa nasofaringe.Aaçãoperistálticadamusculatura dafaringe,maisaatividadedodorsodalíngua, transportaasalivaparaalaringofaringe.Aativi- dademuscularfechaalaringeeasepiglotesse colocamhorizontalmente,obliterandoalaringe  HÁBITOSEMORTODONTIA 257 nasuapartesuperior.Porumafraçãodesegun- doarespiraçãoéinterrompida.Estemecanismo deglutição-respiraçãotemqueserperfeitamente coordenadoparaquenãoocorraapenetração deumapartículaalimentarpelalaringe,indo alojar-senopulmão.Paraabriraluzdafaringe, queémaisestreitaquealaringe,estaúltimafaz movimentosparaafrenteeparacima(elevação dohióideporaçãodosmúsculossupra-hiói- deos).Pordiferençasdepressãoepelaaçãodos movimentosperistálticosasalivasedirigeao esôfago.Aepiglotevoltapassivamenteàsuapo- siçãooriginal,opalatomoleseabaixaecomisto apassagemaéreaseabrenovamente(Fig.13.2). Fig. /3.2. lãlábio. 2. dentes. 3. palatoduro. 4. língua. 5. palatomole. 6.cavidadenasal. 7. epiglote. 8. laringe. 9. faringe. 3- EQUILíBRIOMUSCULAR Duranteumadeglutiçãonormaléim- portantequehajaumperfeitoequilíbrio,ou umequilíbriocomforçasqueseanulem,entre osmúsculosdoslábios,bochechaelíngua. {-língua EquilíbrioMuscular-lábio -músculodabochecha Qualquerrupturadesteequilíbrio,causada peloslábios,língua,ouaindapelomúsculoda bochecha,iráoriginarasdeglutiçõesatípicase comoconseqüênciaamáoc1usão.Oosso,em- borapareçaumaestruturadura,éumtecido bastanteplástico,moldando-seàspressõesmus- culareseésobreesteprincípioquesebaseia todaaortodontia(Fig.13.3). ., ~...:t' i I Fig.13.3.I.língua. 2. lábio. 3. bochecha. 11- DEGLUTIÇÃOATíPICA Comojáfoidito,adeglutiçãoatípicase originabasicamentedeumdesequilíbrioda musculaturaentreacintamuscularperiorale alíngua. ) I- CAUSAS Ascausasmaisprováveisdasdeglutiçõesatí- picassão:a)Desequilíbriodocontrolenervoso- sãocriançasque,porumproblemaneurológi- co,nãotêmcontrolesobreamusculaturanem coordenaçãomotora;conseqüentementetam- bémnãomantêmoequilíbriomuscularduran- teadeglutição. b)Tonsilasinflamadas-amigdalitescons- tantesfazemcomque,acadadeglutição,acriança coloquealínguanumaposiçãomaisanteriorden- trodacavidadebucal,comointuitodequealín- guanãotoquenasamígdalas,causandodor.
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks