Documents

57007788 08 Passos Para Montar Uma Pastagem

Description
Pastagens (passo-a-passo) Formação de pastagem passo-a-passo Para se ter boa formação de uma pastagem, não é necessário somente comprar uma boa semente, mas uma série de passos que não custam quase nada e podem melhorar em muito o resultado na formação da pastagem. Veja o caminho que você deve seguir para ter uma pastagem de sucesso. 1º Passo Faça uma boa amostragem do solo e encaminhe a um laboratório conceituado, para verificar as deficiências nutricionais do solo e os níveis de acidez. Para u
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Pastagens (passo-a-passo) Form ação de pastagem passo-a-passo Para se ter boa formação de uma pastagem, não é necessário somente comprar uma boa semente, masuma série de passos que não custam quase nada e podem melhorar em muito o resultado na formação da pastagem. Veja o caminho que você deve seguir para ter uma pastagem de sucesso. 1º Passo Faça uma boa amostragem do solo e encaminhe a um laboratório conceituado, para verificar asdeficiências nutricionais do solo e os níveis de acidez. Para uma boa amostragem, você deve coletar nomínimo 15 sub amostras em pontos diferentes para compor uma amostra, a profundidade daamostragem deve ser de 0 a 20 cm.Em função dos níveis de fertilidade e da reposição que se pretende fazer, deveremos estar buscando avariedade de gramínea mais adaptada a fertilidade. É recomendável que se solicite a um EngenheiroAgrônomo para estar interpretando e recomendando a análise. 2º Passo Havendo necessidade de calcário é conveniente que se divida a dose em duas partes, uma no início do preparo do solo e outra posteriormente, devemos lembrar que o calcário leva de 20 a 60 dias para agir no solo e diminuir a acidez.O preparo do solo é feito com arado ou uma grade-aradora, devendo-se incorporar os restos de culturaanterior para que as mesmas sejam devidamente decompostas e não venham a prejudicar a germinação eo desenvolvimento da gramínea a ser implantada.É conveniente que os torrões sejam quebrados sem no entanto esfarelar o solo, muitas vezes o excessode preparo do solo através de gradagens sucessivas pode levar à pulverização do solo e prejudicar agerminação. Normalmente usa-se passar a grade uma ou duas vezes e depois concluir o preparo com a gradeniveladora.A falta de preparo também é uma condição adversa e prejudica a germinação.Se o terreno estiver muito compactado pode-se realizar uma subsolagem para quebrar esta camada decompactação.Em áreas amorradas nunca proceder ao preparo do solo no sentido morro abaixo, sempre em nível.Realizar a conservação do solo através de curvas de nível e/ou terraços.O fósforo pode ser aplicado parte durante o preparo do solo e parte no plantio ou, integralmente no plantio. 3º Passo Um ponto muito importante a ser observado é quanto a umidade do solo e portanto, devemos atentar  para a época do plantio. É recomendável que se aguarde o início efetivo das chuvas para que tenhamosno solo uma reserva de umidade de aproximadamente 100 mm de chuva e uma perspectiva de novaschuvas chegando. O uso de plantio no pó é uma técnica não recomendada, pois apresenta alto risco deinsucesso. 4º Passo A escolha da gramínea a ser plantada exige a observação de alguns detalhes, tais como:-Uma propriedade deve ter pelo menos três tipos diferentes de gramíneas, este fator é importante principalmente em relação a pragas, florescimento da gramínea e o seu comportamento na rebrota,durante o período das águas.-Como é a topografia do terreno a ser formado?Em áreas mais amorradas e sujeitas a erosão, devemos evitar de plantar gramíneas de touceira.  -O terreno onde a pastagem será formada é seco ou úmido?Existem algumas gramíneas que se adaptam melhor em terrenos úmidos e outras não.-Qual a finalidade de uso da pastagem? Dependendo do animal que irá fazer uso da pastagem (bovino,eqüino, ovino ou caprinos) existe uma gramínea mais adaptada.-Como é a fertilidade do terreno?Temos gramíneas mais exigentes que outras em fertilidade do solo.-Qual o nível tecnológico a ser adotado? Existem gramíneas que apresentam uma rebrota mais rápida esuportam uma capacidade maior de animais por área. 5º Passo Alguns cuidados devem ser tomados no momento da compra da semente.-Comprar semente somente de empresas idôneas.-Sempre exigir Nota Fiscal da semente e fazer constar o lote, na mesma nota.-Verificar se a sacaria encontra-se em boas condições.-Verificar a validade da semente.-Verificar junto a etiqueta se o que está recebendo é o que foi comprado.-Armazenar a semente sobre um estrado e em local seco e ventilado.-Adquirir a semente sempre com antecedência de 30 dias antes da data de plantio, para poder checar aqualidade da mesma.O armazenamento na propriedade deve ser feito com muito critério, pois a semente é um ser vivo ecomo tal ela respira e transpira, consumindo assim energia, diminuindo o seu vigor e perdendo aqualidade. O ideal é que a semente seja armazenada em local fresco e ventilado, isenta de umidade elivre de roedores. Deve-se evitar armazenar a semente com defensivos agrícolas. 6º Passo Com o que a semente pode ou não pode ser misturada no momento do plantio? Chamamos isso deveículo, seria um enchimento para fazer um volume maior e facilitar a regulagem da plantadeira.Podemos misturar a semente com os seguintes materiais:Adubos fosfatados.Calcário.Esterco curtido e peneiradoPalha ou areia. Não usa com as sementes:Adubos nitrogenadosAdubos PotássicosPalha ou areiaÉ conveniente que após a mistura, o plantio seja o mais rápido possível.A quantidade a ser usada vai depender das condições de plantio, existem três condições distintas (ideal,média e adversa), e para cada uma delas uma quantidade de sementes adequada, (veja a tabela na pág.11).A profundidade de plantio é um fator muito importante a ser analisado, temos dois tipos de sementes e para cada uma, profundidade adequada. Sementes graúdas (Brachiaria) a profundidade adequada é deaté 2 cm e para sementes miúdas (Panicum) até 1 cm de profundidade. 7º Passo Após o plantio, deve haver um acompanhamento periódico da área e as condições climáticas devem ser monitoradas.Muitas vezes dependendo do tipo de solo, topografia e a intensidade da chuva, pode haver estrago naárea e esta deve ser recuperada o mais breve possível.A adubação potássica e nitrogenada pode ser feita após o primeiro pastejo.Antigamente tinha-se como hábito deixar a planta sementear para depois colocar os animais para o primeiro pastejo, esta técnica não é recomendada pois gera inúmeros prejuízos para a formação da pastagem.  Após a semeadura devemos cobrir a semente ou compactá-la, podemos cobrir a semente com uma gradeniveladora totalmente travada, sempre tomando o cuidado para não enterrar demasiadamente a sementee só utilizá-la, em solos pesados (argilosos). Outra forma bastante interessante é o rolo compactador,este irá compactar a semente fazendo com que a mesma germine mais rapidamente e tenha o seudesenvolvimento mais precoce. O rolo compactador poderá ser utilizado tanto em solos pesados(argilosos), quanto leves (arenosos). Veja como fazer um rolo compactador:Recomenda-se que por volta dos 60 a 70 dias realize-se uma simulação do corte dos bovinos puxando a ponta do capim e caso consigamos cortar a planta sem abalar a raiz, está no momento do primeiro pastejo. Este deve ser feito com animais jovens e mais leves, cortando apenas as pontas do capim e aseguir, vedando-se o pasto por mais trinta dias.Quando a pastagem entrar no sistema de manejo normal, o período de descanso e a altura do corte devevariar para cada cultivar,(veja a tabela na pág. 11). 8º Passo: Afinal de contas, qual a quantidade de semente que devemos utilizar?Em primeiro lugar é fundamental definirmos qual a condição de plantio que a área se enquadra.Condição Ideal:Solo analisado e corrigido.Solo bem preparado.Uso de adubo no plantio.Equipamentos em boas condições.Uso de um rolo compactador.Plantio solteiro, ou seja, somente o capim sem consorciar com uma outra cultura, como por exemplo, omilho.Boas condições de umidade.Topografia boa e sem problemas de erosão.Conservação de solo.Condição Média:Plantio a lanço em superfície sem compactação.Plantio com solo semi-preparado.Plantio consorciado com culturas anuais (milho, sorgo, etc).Época de plantio com incidência de veranicos.Área sujeita a assoreamento ou erosão.Equipamentos que não ofereçam uma regulagem muito precisa.Condição Adversa:Plantio aéreo.Plantio tardio.Plantio em terrenos com declividade acentuada.Plantio com pouco preparo do solo.Plantio em várzeas úmidas.Plantio a lanço manual.Plantio com matraca.Plantio no pó, ou seja, antes do início das chuvas.Equipamento que não oferece regulagem.Plantio pós-queimada.Qual o Valor Cultural que estarei comprando da Semente Ourofino?Ex: Brachiaria brizantha cv. Marandú VC 40%Condições Ideais: 240 / 40 = 6 Kg/ha.Condições Médias: 320/40 = 8 Kg/ha.Condições Adversas: 480/40 = 12 Kg/ha.Lembramos que, o uso excessivo de sementes é prejudicial na formação da pastagem.

BOVINO DE CORTE

Aug 17, 2017

vba

Aug 17, 2017
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks