Documents

A Pedagogia espírita e o uso do software livre na educação: a superação do status quo pedagógico

Description
Pretendemos trazer aos interessados na pesquisa da pedagogia espírita, a reflexão sobre tema de grande relevância no contexto educacional brasileiro, o uso da tecnologia na educação e o advento do software livre como recurso pedagógico. De acordo com a coerência da proposta espírita de ação social, devemos analisar criticamente o cenário educacional vigente e, sinteticamente, trabalhar na materialização de uma renovada prática pedagógica dentro e fora dos meios espíritas. Acreditamos que as reflexões teóricas sobre educação são realmente importantes, porém, precisamos considerar necessária a integração das mesmas com o contexto sóciohistórico- cultural ao qual estamos imersos, evitando desta forma o discurso fundamentalista e dogmático pouco comprometido com a realidade e com a ação social. Assim, o horizonte pedagógico com o qual nos deparamos e as políticas educacionais adotadas pelo Estado devem ser visadas, a partir de nossas reflexões para que possamos auxiliar, a partir do existente, na construção de uma realidade que melhor atenda às demandas sociais e promova-se como sustentáculo de uma sociedade mais justa e fraterna.
Categories
Published
of 8
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A Pedagogia espírita e o uso do software  livre na educação: a superaçãodo status quo  pedagógico; Joserlene Lima Pinheiro 1   RESUMO Pretendemos trazer aos interessados na pesquisa da pedagogia espírita, a reflexãosobre tema de grande relevância no contexto educacional brasileiro, o uso da tecnologia naeducação e o advento do software  livre como recurso pedagógico. De acordo com acoerência da proposta espírita de ação social, devemos analisar criticamente o cenárioeducacional vigente e, sinteticamente, trabalhar na materialização de uma renovada práticapedagógica dentro e fora dos meios espíritas.Acreditamos que as reflexões teóricas sobre educação são realmente importantes,porém, precisamos considerar necessária a integração das mesmas com o contexto sócio-histórico-cultural ao qual estamos imersos, evitando desta forma o discurso fundamentalistae dogmático pouco comprometido com a realidade e com a ação social.Assim, o horizonte pedagógico com o qual nos deparamos e as políticas educacionaisadotadas pelo Estado devem ser visadas, a partir de nossas reflexões para que possamosauxiliar, a partir do existente, na construção de uma realidade que melhor atenda àsdemandas sociais e promova-se como sustentáculo de uma sociedade mais justa e fraterna. INTRODUÇÃO Não é difícil comprovar que as reflexões sobre educação, desde longas datas, agitamdiscussões das mais variadas correntes de pensamento. Porém, nosso objetivo é delimitar otema visando contribuir mais efetivamente com tal discussão, através de propostasespecíficas, com projetos que possam mudar o paradigma pedagógico instaurado em nossaescola atual.Nosso foco de interesse é colaborar com a prática pedagógica espírita que, aliada aouso do software  livre na educação, acreditamos representar rica proposta, inclusive por apresentar-se como opção que melhor converge com os ideais espíritas e seus aspectosmorais. Pretendemos explorar neste trabalho alguns motivos que justifiquem a união daproposta pedagógica espírita e o uso de software  livre como recurso pedagógico. 1 Graduando em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Pesquisador FUNCAP. Coordenador Geral doInstituto de Pedagogia Espírita do Ceará. E-mail: lenofortal01@yahoo.com.br;  OBJETIVOS Tratamos como objetivo geral do presente trabalho, incentivar a adoção do software   livre como ato político educativo, a partir da visão espírita. Para tanto, surgem como objetivosespecíficos: explicitar os fundamentos da pedagogia espírita que implicam o uso dastecnologias da informação e da comunicação na educação, refletir sobre o uso dastecnologias na educação, comparar a filosofia do software proprietário e do software livre,descrever um breve histórico do desenvolvimento do software  livre, e destacar a coerênciaentre a filosofia da educação espírita e o uso do software  livre. JUSTIFICATIVA A compreensão da pedagogia espírita como proposta de consolidação do paradígmado espírito - processo gestado ao longo dos últimos 2.500 anos - e que traz comoconsequência radical, a educação efetivada num processo emanado dos princípios de amor,liberdade, igualdade com singularidade, naturalidade, ação e de educação integral (Incontri,2004), implica a ação crítica do educador espírita sobre o contexto pedagógico onde omesmo está inserido.Faz-se necessário, o despertar da sensibilidade dos que inspiram-se nos ideais dadoutrina dos espíritos para o reconhecimento de elementos presentes na sociedade quecolaborem com a consolidação da prática pedagógica espírita, cooperando com a superaçãoparadigmática nos meios educacionais.Pretendemos tratar específicamente do advento do software  livre e do seu uso comorecurso pedagógico, uma vez que em nossa sociedade, o uso do computador ganhaabrangência cada vez maior. Precisamos destacar, porém, que pouco discute-se sobreaspectos morais ou filosóficos na adoção de software  s específicos para o fim educacional, oque dá margem a formas de manipulação com intúitos mercadológicos cruéis, diretamenterelacionados com interesses financeiros, marcadamente excludentes e marginalizadores,características do acentuado avanço capitalista (Silveira, 2005).É exatamente na união entre elementos presentes na proposta espírita e do software   livre que esperamos incentivar uma cultura de visão fraterna e colaborativa, quetrasnscendem aos apelos materialistas, e instauram-se como opção ao quadro social vigentede acentuados individualismo e competitivismo.  Consideramos oportuno evidenciar que nossa reflexão, desenvolve-se a partir derevisão da bibliografia, onde buscamos os pontos que melhor apresentaram-se comofundamentos para o diálogo entre a pedagogia espírita e o software  livre. A PEDAGOGIA FRENTE A TECNOLOGIA Antes de adentrarmos em qualquer discussão específica sobre aspectos maisdidáticos da educação, devemos esclarescer alguns pré-supostos oportunos aodesenvolvimento deste trabalho. Considerando a educação como ato político e intencionalprecisamos, necessáriamente, evocar o conceito de educação que partilhamos, e que assimpodemos explicitar: “Educação é toda influência exercida por um espírito sobre outro, no sentidode despertar um processo de evolução. Essa influência leva o educando apromover autonomamente o seu aprendizado moral e intelectual. Trata-sede um processo sem qualquer forma de coação, pois o educador apela paraa vontade do educando e conquista-lhe a adesão voluntária para uma açãode aperfeiçoamento.” (Incontri, 2004, p. 42). Isto posto, passemos à compreensão sobre as finalidades da educação. A visãoespírita da educação compreende que tudo no universo evolui para a perfeição e está emharmonia com a finalidade particular de nossa existência na terra, pois aqui reeencarnamospara darmos mais um passo nessa jornada infinita da evolução (Incontri, 2004). Assim,segundo a autora, é correto afirmar que a educação, em sua definição, encerra sua própriafinalidade, esclarecendo que esta é auxiliar o processo de evolução própria e daqueles comos quais estamos em relação.Nesse processo evolutivo, podemos perceber que o progresso individual alavanca opróprio desenvolvimento da consciência social, que manifesta-se, ao longo dos séculos,através da efetivação de diversos progressos coletivos onde, marcadamente, destacamos apromoção da educação como direito inalienável para homens, mulheres e crianças. Outroavanço manifesto é que: “ao mesmo tempo que teorias pedagógicas pregam a necessidade daindividualização da educação, a partir do interesse, da capacidade, davocação de cada um, também se advoga com toda a razão, anecessidade de todos os seres humanos receberem algum tipo deeducação” (Incontri, 2004, p. 44). Ao tempo que o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) permeiadiversas atividades cotidianas e em varios segmentos da sociedade como o setor de  serviços, nas indústrias e inclusive na educação escolar, podemos, portanto, afirmar que autilização de forma direta ou indireta desses recursos tecnológicos nas atuais sociedadespós-modernas é crescente. É neste contexto que podemos evocar o uso das ferramentasdesenvolvidas pela tecnologia servindo aos interesses da educação. Podemos compreender,inclusive, esta tecnologia como viabilizadora de oportunidades pedagógicas para um númerocada vez maior de pessoas.Em tempos onde as TIC, “marcadamente o computador e a internet, permeiam comonenhuma outra tecnologia a área educacional” (Colombo, 2006), precisamos compreender osentido dado a este uso e, de modo crítico, viabilizar uma proposta para o uso destasferramentas que seja coerente com a essência e finalidade da educação segundo oespiritismo.Valente (1999), esclaresce que a utilização de computadores na educação é tãoremota quanto o advento comercial dos mesmos, sendo a ênfase dada a este uso, a dearmazenar informação em uma determinada sequência e transmití-la ao aprendiz, dentro doque Freire (2005) chama de concepção bancária de educação. Porém o própriodesenvolvimento da tecnologia e o movimento dialético da educação, possibilitam, hoje, umuso muito mais diversificado, interessante e desafiador, do que simplesmente de transmitir informação ao aprendiz.Podemos atualmente fazer o uso do computador para permitir ao aluno construir o seuconhecimento, utilizando o computador como uma máquina que passa a ser ensinada,propiciando condições para o aluno descrever a resolução de problemas, usando linguagensde programação, refletir sobre os resultados obtidos e depurar suas idéias por intermédio debusca de novos conteúdos e estratégias (Valente, 1999).É nesta perspectiva que a pedagogia espírita deve implementar o uso do computador como recurso pedagógico, estimulando a curiosidade, a criticidade e a atividade do aluno.Em outras palavras, transportando o projeto de Comenius, precursor da Pedagogia Espírita,“para a atualidade, com sua tentativa de organização do labirinto, justamente para a imagemnão servir de manipulação consumista e sim de co-participe de uma educaçãointerdisciplinar” (Colombo, 2006).
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks