Entertainment

AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO INFANTIL

Description
AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DA BRINQUEDOTECA COMO ESPAÇO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Avanci
Categories
Published
of 29
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DA BRINQUEDOTECA COMO ESPAÇO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Avanci Belido Orientador: Prof. Ilso Fernandes do Carmo. CARLINDA/2013 AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DA BRINQUEDOTECA COMO ESPAÇO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Avanci Belido Orientador: Prof. Ilso Fernandes do Carmo. Trabalho apresentado como exigência parcial para a obtenção do título de Especialização em Psicopedagogia e Educação Infantil. CARLINDA/2013 AGRADECIMENTOS Quero agradecer, em primeiro lugar, a Deus, pela força e coragem durante toda esta longa caminhada. A minha família (Sérgio, Isadora e Jesiel) que, com muito carinho me apoiaram e não mediram esforços para que eu chegasse até esta etapa de minha vida. A todos os professores do curso, foram tão importantes para que eu concluísse mais uma etapa em busca do conhecimento. Aos amigos e colegas, pelo incentivo e pelo apoio constantes. DEDICATÓRIA Dedico, as crianças do (CEIAS) Centro Educacional Infantil Alegria do Saber em Nova Canaã do Norte-MT por me inspirar, em desenvolver a mesma. E a todos que direta ou indiretamente colaboraram para a execução da pesquisa. As crianças não aprendem apenas quando os adultos tem a intenção de ensinar (Lars Gunnarsson 1994) RESUMO Este trabalho vem contribuir para uma melhor compreensão sobre a necessidade de implantação de um espaço amplo e adequado para que as atividades na educação infantil possam vir a ser feitas com dignidade e que complemente as práticas pedagógicas para se trabalhar com cada fase da educação infantil. Esse trabalho tem como objetivo Entender e analisar a importância da brinquedoteca como mediadora pedagógica na aprendizagem das crianças a na educação infantil. Tendo como metodologia pesquisas bibliográficas procurando entender as visões de pensadores no que se refere a essa problemática, onde os quais me deram uma melhor compreensão sobre as brinquedoteca E por meio deste trabalho pude perceber que a brinquedoteca é uma aliada para a aprendizagem na educação infantil, pois o intuito da mesma não e alfabetizar e assim dar suporte para que as crianças passem por seus estagio que com facilidade e sem queimar as etapas do seu desenvolvimento. As pesquisas mostram que um brinquedo apropriado para cada fase da criança ela conseguira se desenvolver melhor, cabe aos educadores buscarem e a praticarem atividades lúdicas na brinquedoteca.. Palavra chave: Brinquedoteca,Educação Infantil,Práticas Pedagógicas SUMÁRIO INTRODUÇÃO O SURGIMENTO DA BRINQUEDOTECA: CONTEXTO HISTÓRICO PRIMEIRA BRINQUEQUEDOTECA BRASILEIRA: E SUA FUNCÃO INICIAL A IMPORTANCIA DO BRINCAR BRINQUEDOTECA: SEUS OBJETIVOS E SUA MEDIAÇAO NA APRENDIZAGEM A IMPORTÂNCIA DA IMPLANTAÇÃO E A NECESSIDADE FORMAÇÃO DO EDUCADOR PARA ATUAR NA BRINQUEDOTECA E A IMPORTÂNCIA DA DO BRINQUEDISTA...21 CONSIDERAÇÕES FINAIS...25 BIBLIOGRAFIA...27 INTRODUÇAO Buscar melhorias para o ensino aprendizado no âmbito educacional sempre foi e será um desafio constante para os educadores, pois as metodologias tradicionais já não conseguem alcançar os objetivos propostos pelo Plano Nacional de Educação. Ao utilizar metodologias diferenciadas resgata o prazer do educando em aprender e isso faz o profissional da educação refletir sobre a sua prática pedagógica, sabendo que tem o desafio de conquistar o educando a cada dia proporcionando um aprendizado livre das amarras do sistema educacional discriminatório e classificatório, dando-lhe a oportunidade de se expressar de maneira democrática, levando-o a atingir os objetivos propostos e estimulando suas competências sendo estes os grandes desafios do século XXI. Estudos comprovam que um espaço aconchegante transmite à criança uma paz interior e faz com que ela sinta-se capaz de realizar as suas atividades com segurança e perfeição. Descobriu-se que os brinquedos e as brincadeiras tornam as crianças mais acessíveis e flexivas, por isso as escolas deveriam ter um local apropriado para que essas práticas fossem mais frequentes buscando solucionar os problemas de aprendizado destes educandos, com as atividades que eles mais gostam de fazer: o brincar. Para que esta intervenção aconteça as escolas necessitariam de um espaço próprio para desenvolverem essas práticas pedagógicas. Esse espaço denominado brinquedoteca, deveria ter vários ambientes propícios a cada fase de desenvolvimento do educando, trabalhando a sua afetividade e a sua interação social com os demais alunos. O uso deste ambiente transporta a criança para o seu próprio mundo, resgatando a sua ludicidade e proporcionando prazer em fazer suas atividades sem cobrança enfrentando as suas próprias dificuldades e perdendo os seus medos. Será que realmente o uso da brinquedoteca como espaço diferenciado proporciona ao educando um mundo completamente diferente do real? E é capaz de contribuir na construção da aprendizagem das crianças da educação infantil? 08 Responder a estas questões é o grande desafio desta pesquisa, pois a maioria das escolas da educação infantil do norte do Mato Grosso não disponibiliza esse espaço adequado, o que é usado é uma simples sala de aula decorada, e com isso os profissionais tem dificuldade em trabalhar com o lúdico, informar que os objetivos a serem desenvolvidos na brinquedoteca é importante, bem como a importância de instalação de uma brinquedoteca escolar com o objetivo de amenizar as dificuldades de aprendizagem através da experimentação, ao mesmo tempo em que proporciona aos alunos a alegria e a descontração, estimulando a brincadeira saudável e colaborativa. Para apoiar esta pesquisa utilizaram-se as teorias das autoras Nylse Helena Cunha (2007) e Antonia Cristina Peluso de Azevedo (2008) que explanam a importância da brinquedoteca como mediadora para o ensino aprendizagem. As mudanças no desenvolvimento da criança fazem com que os educadores procurem soluções pedagógicas relevantes para que elas vão a escola com prazer. Novas práticas são cada vez mais experimentadas para que o objetivo do planejamento de ensino seja conquistado. Umas dessas práticas são as brincadeiras e os brinquedos que estão sendo inseridos aos poucos nos conteúdos escolares para que as crianças consigam estudar tranquilamente. Essa prática precisa de um espaço para ser realizadas com sucesso por isso fez com que alguns autores publicassem algumas alternativas de como proceder com a brinquedoteca no âmbito escolar. Segundo CUNHA (2007), o respeito pelo ser humano em desenvolvimento, fez com que ela buscasse constantemente recursos educacionais que favorecem as potencialidades da criança, e que a brinquedoteca é um dos melhores incentivos, pois a criança brinca sem medo e ao mesmo tempo sente-se livre para fazer o que quer. AZEVEDO (2008), relata que é possível integrar de forma eficiente práticas desenvolvidas no atendimento a criança que apresentam dificuldades escolares com um conteúdo que procura delinear a construção dessas dificuldades no contexto da escola, da família e das práticas sociais vigente. Baseando nos estudos sobre a brinquedoteca discutirei se este ambiente torna propício para que os educadores trabalhem de forma lúdica e natural e 09 averiguarei a possibilidade de soluções para os problemas que foram diagnosticados e a implantação de brinquedoteca escolares no município de Carlinda. O ensino dos anos iniciais está cada vez mais desafiador, os educadores desta área estão em constante busca de novas metodologias para serem aplicadas em salas de aula, para que os educandos tenham maior participação nas aulas. Hoje, temos que proporcionar atividades diferenciadas para atraírem as crianças, e prenderem a sua atenção e concentração na sala de aula, isto não está fácil, pois os meios de comunicação estão cada dia mais presentes em nosso meio. Percebe-se então que no mundo inteiro as crianças preferem ficar em casa, a ir à escola, porque seus pais para recompensarem seus filhos enchem de brinquedos industrializados, mas não os dá uma oportunidade de inventar e comandar suas próprias brincadeiras. As crianças passam o dia inteiro compromissadas com outras atividades que não conseguem tempo para brincar. Dentro dessas possibilidades de novas metodologias para os anos iniciais o ato do brincar vem conquistando um espaço muito favorável ao ensino aprendizado dos educando e dando oportunidade aos educadores em estimular a sociabilidade no educando. As novas metodologias fazem com que a criança consiga aprender brincando e desenvolva o seu cognitivo e sua psicomotricidade sem perceber que o seu desenvolvimento está sendo observado. Essas metodologias diferenciadas proporcionam às crianças a felicidade, pois seu maior prazer é brincar, e não ficar presa em um ambiente onde terá que desenvolver atividade no intuito de cobrança. A escola pode proporcionar este tempo a elas, introduzindo em seus conteúdos e metodologias algo que estimule o seu cognitivo por meio de atividades lúdicas. Os educadores sempre estão cada vez mais se desdobrando para conseguirem a satisfação do aluno, buscando algo de novo, numa destas constantes buscas verificou-se que há um ambiente em que as crianças vão com muito prazer, este é um lugar encantador. Este ambiente está sendo mediador para o ensino aprendizado das crianças, mas também ajudando os educadores a observar a criança com mais precisão, desenvolvendo o lado afetivo e social de quem o freqüenta, este lugar contém vários ambiente propicio para que o educando possa 10 se desenvolver com facilidade. Este espaço está denominado como brinquedoteca, desde quando ela surgiu teve um avanço importante pedagogicamente favorável a criança que a freqüenta, e consegue principalmente ajudar os educadores a trabalhar com eficácia e conseguindo fazer avaliação diagnóstica e reconhecendo quando o educando possui alguma dificuldade de aprendizagem e sabendo-se efetuar as intervenções necessárias. Pode-se dizer então que a brinquedoteca é um ambiente que faz com que as crianças desenvolvam as suas atividades escolares com satisfação, diante desta comprovação de que a brinquedoteca é uma metodologia diferenciada e propicia encantamento traz alegria e magia ao imaginário infantil. No primeiro, no segundo capitulo e no terceiro capitulo se destina em saber como surgiu e para que surgiu a brinquedoteca no mundo e dando a importância para o uso diferenciados para trabalhar com o lúdico da criança respeitando a sua etapa do seu desenvolvimento. No quarto e quinto capitulo já disponibilizará como utilizar a brinquedoteca para mediação de aprendizagem e também contatar que o profissional terá que ser restritamente treinado a desenvolver ações capazes de ajudar o convívio social e na aprendizagem do individuo que estará utilizando este recurso pedagógico. 1. O SURGIMENTO DA BRINQUEDOTECA: CONTEXTO HISTÓRICO Segundo AZEVEDO (2008), a primeira idéia de brinquedoteca surgiu em 1934 em Los Angeles, onde o dono de uma loja de brinquedos percebeu que alguns alunos estavam indo a sua loja para roubarem brinquedos, pois não tinham e a vontade de brincar com os brinquedos faziam com que eles os roubassem. Diante do fato, o dono da loja se queixou com o diretor da escola, para que aquele incidente não ocorresse mais e depois disto começou em Los Angeles, as Toy Loan, um serviço de empréstimos de brinquedos as crianças que não tinham com que brincar sendo o atendimento disponível a todos. Após este serviço ficar conhecido no mundo, em Estocolmo na Suécia surgiu à primeira Lekotek tendo como objetivo a orientação de pais de criança excepcionais, com o objetivo de estimular o aprendizado das mesmas. Essas Lekotek tinham grandes parceiros como o Ministério da Saúde e do Bem Estar Social, pois o trabalho era realizado por pessoas especializadas que brincavam com as crianças e ensinavam as famílias como fazerem estes procedimentos, orientandoas para que continuassem com as atividades em casa para que a criança não perdesse o ritmo do aprendizado. Desde então o mundo inteiro começou a usar a brinquedoteca como auxilio pedagógico, e a partir de 1967, na Inglaterra surgiram as Toy Libraries ou bibliotecas de brinquedos, onde a criança escolhia o brinquedo e o levava para casa, devolvendo após alguns dias. Este processo nos lembra a forma que trabalhamos com a biblioteca, pois são através de empréstimos de livros que se desenvolvem as capacidades leitoras e através dos brinquedos readquirimos o simbolismo e a magia do brincar. 2 PRIMEIRA BRINQUEQUEDOTECA BRASILEIRA: E SUA FUNCÃO INICIAL. Segundo CUNHA (2007), a brinquedoteca, é um ambiente de transformação no desenvolvimento da criança e nos conta um pouco da trajetória para a implantação da brinquedoteca no sistema de ensino brasileiro. No Brasil não foi diferente, em 1971 a Associação de Pais dos Alunos Excepcionais (APAE) demonstrou aos pais das crianças excepcionais brinquedos pedagógicos para ajudar no aprendizado destas, dando o nome de Ludoteca um lugar onde objetivava a circulação de brinquedos entre as crianças. Após a implantação, em 1973, a APAE adotou o Sistema de Rodízio de Brinquedos e Materiais Pedagógicos, os brinquedos foram centralizados com maximização no uso de todos os recursos existentes. Diante do avanço da brinquedotecas escolares, CUNHA (2007), fundou em 1984, a Associação Brasileira de Brinquedoteca (ABBri) para assessorar as pessoas e as instituições que visavam implantar brinquedotecas, criando assim uma espécie de oficinas para capacitar os educadores que viessem a trabalhar com atividades lúdicas. Conseguir aperfeiçoar o trabalho destes educadores era uma grande satisfação, este trabalho realizado por ela não era cobrado, o seu pagamento era o bom funcionamento das brinquedotecas e que eles próprios iriam tomar conta proporcionando as crianças um momento de descontração e felicidade para aquelas que ali viriam a freqüentar. [...] na Escola Indianápolis, em São Paulo, foi instituída a primeira brinquedoteca brasileira, com propósitos voltados ao ato de brincar, com empréstimos de brinquedos e orientação direcionada à criança, com assistência direta. (RAMALHO, 2000, p. 76). Com todos os esforços realizados para ajudar o desenvolvimento da criança diante dos conteúdos escolares percebe-se que o brincar está cada vez se impondo diante das metodologias a serem usadas nas escolas e resgatar a ludicidade da criança era a meta principal da proposta inicial. É comprovado que o brincar na infância estimula a criança a ter vontade de aprender, reconhecendo que ele é o fator decisivo na influência da formação do ser humano. Apesar de muitas barreiras no meio educacional, os educadores ainda conseguem incentivar estas crianças que venham para a escola por vontade e não por indução e ou obrigação, mesmo com muitos desafios existentes como a falta de espaços, objetos e 13 disponibilidade de tempo pela sobrecarga de conteúdo que limitam esta ação na escola. (SANTOMAURO, 2010, p.56.). O mercado de trabalho consome muito a vida dos pais isso faz com que eles se sintam em falta com os filhos, por isso tem em mente que se oportunizar mais tarefas fora da escola seu filho ficaria mais feliz mas, não percebe que destrói o tempo que ele teria para brincar e simpatizar cada vez mais com a própria escola. As brinquedotecas brasileiras enfrentaram e ainda enfrentam, várias dificuldades para se manterem; falta de profissionais especializados para fazer a mediação criança/brinquedo (os brinquedistas) além de problemas econômicos Enfrentando ainda dificuldades em ser reconhecidas como uma instituição educacional que visa o desenvolvimento emocional, social e intelectual das crianças. Devido o contexto social brasileiro, pode-se dizer houve crescimento do número de brinquedoteca no âmbito escolar, que hoje configuram como agentes de mudança do ponto de vista educacional. Quando a criança tem a oportunidade de conviver com outras crianças, sua chance de desenvolvimento, tanto intelectual como física, aumenta. A criança se sente mais estimulada, o que melhora a sua autoestima, pois ao contrário dos adultos, as crianças pequenas ainda estão em processo de construção de caráter e conceitos sociais, ela aceita mais facilmente as mudanças. As crianças têm maior facilidade para conviver com outras crianças e se integrar nas atividades escolares sem preconceito e distinção que crianças maiores e adultas teriam. A brincadeira é, para ela, um meio de integração com os colegas, é uma forma da criança se mostrar como ela é realmente e um espaço facilitador, como uma brinquedoteca, muito contribui para o seu desenvolvimento. 3 A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR Brincar é a linguagem que as crianças usam para se manifestar, descobrir o mundo e interagir com o outro. Quando ela é incentivada, adquire novas habilidades e desenvolve a imaginação e a autonomia. É possível brincar sem ter nada nas mãos com apenas algumas brincadeiras tradicionais como o pega - pega e a ciranda que eleva a auto-estima da criança dando oportunidades de estar livre e poder brincar sem repressões, lembrando que o brinquedo tem um papel fundamental no desenvolvimento infantil. Para CUNHA (2007.p.11), a criança quando brinca nutre sua vida interior descobre sua vocação e busca um sentido para a sua vida, diante desta frase da autora, percebe-se o quando o brincar influência na vida das crianças, pois e assim que se descobre o caráter da criança. A criança quando não brinca, supostamente será um adulto complicado, sem interesse de realizar os seus objetivos. A brinquedoteca é um espaço onde a criança utiliza para se expressar, se comunicar, se divertir, esquecer do seu mundo real para viver um mundo de fantasia, sonho, imaginação. [...] a Brinquedoteca tem como o esforço de salvaguardar a infância, nutrindo-a com elementos indispensáveis ao crescimento saudável da alma e da inteligência da criança,com respeito ao ser humano, seguindo uma filosofia educacional que potencialize sua existência (CUNHA, 1992, p. 38). Para a criança a brincadeira satisfaz o seu ego nutrindo assim as suas necessidades básicas, saúde, habitação e educação, e por ser uma atividade fundamental para o desenvolvimento das capacidades potenciais de toda criança; brincar é comunicação e expressão, associando pensamento e ação; é um ato instintivo voluntário e espontâneo, é uma atividade natural e exploratória; é um meio de aprender a viver e não um mero passatempo. Brincar ajuda a criança no seu desenvolvimento físico, mental, emocional e social. Brincar dá à criança noção de tempo, espaço e regras, faz com que ela desenvolva a sua criatividade, conheça os seus limites de forma prazerosa. Enquanto ela está neste mundo de brincadeira ela constrói a sua história através de um caminho desafiador que o brincar lhe proporciona, quando ela faz alguma atividade que lhe dá prazer libera as emoções. Na brincadeira a criança também 15 aprende, se diverte, enfrenta desafios, interage com o meio e com o seu interior, isso porque, há motivação e significado para ela. A infância é a idade das brincadeiras. Por meio delas, as crianças satisfazem grande parte de seus desejos e interesses particulares. o aprendizado da brincadeira, pela criança, propicia a liberação de energias, a expansão da criatividade, fortalece sociabilidade e estimula a liberdade do desempenho (GARCIA E MARQUES p.11). Diante desta afirmação de Oliveira podemos compreender que as brincadeiras é um caminho que facilita o desenvolvimento das atividades lúdicas, que desperta a curiosidade, exercita a inteligência, permite a imaginação e a invenção dando a criança uma imensa faixa de compreensão, compreendendo que não vive só para ser privada ou comandada por um adulto, mas dá condição a si própria para desenvolver atividades de muito valor para a vida adulta. 4 BRINQUEDOTECA: SEUS OBJETIVOS E SUA MEDIAÇAO NA APRENDIZAGEM No entanto a escola é agente d
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x