Documents

Augusto Kengue Campos - Caconda e a Noiva Fantasma (Draft)

Description
Trabalhos Feitos, Baixar Monografias Feitas, Trabalhos Escolares PDF, Baixar Trabalhos Escolates, Tese de Doutoramento, Monografia, Licenciatura, Dissertacao, Artigos Axademicos Angola, Saude Angola, Lei Angolana, Baixar Material e Manuais e Livros Academinos Gratis, Baixar Trabalhos escolares Feitos, Material Universitario, Baixar Livros Academicos Angola, Materiais Angola 2015, TRabalhos Escolares Feitos Angola.
Categories
Published
of 9
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
    AUGUSTO KENGUE CAMPOS   CACONDA E A NOIVA FANTASMA Romance  Caconda e a Noiva Fantasma Augusto Kengue Campos | 3  _______________________________________________ Copyright do texto © 2015 Augusto Kengue Campos Publicado por: Autor Patrocínio: xxxxx Todos os direitos reservados. Título srcinal Caconda e a Noiva Fantasma Gênero Romance Preparação Autor Revisão xxxxx Diagramação de miolo e capa xxxxx Impressão xxxxx Luanda-2015 ISBN: Todos os direitos desta edição reservados à Augusto Kengue Campos Email: augusto.kengue.campos@gmail.com www.augustokenguecampos.blogspot.com Luanda-Angola  _______________________________________________  Caconda e a Noiva Fantasma Augusto Kengue Campos | 4  Caconda e a Noiva Fantasma Augusto Kengue Campos | 5 Cunda-Dia-Baze, Malanje, Norte de Angola, II  a  Metade do Sec. XX Nesta região, vivia uma vasta família de etnia ambundo com aproximadamente 200 membros. Estes eram nômades e todos da mesma linhagem genealógica. Eles tinha como principais actividades; a agricultura, a caça e a criação de gados assim como aves galináceas (galinha d’Angola, galos , etc). A aldeia foi fundada por um mais velho cujo nome era Kambati por volta dos anos 50. Mais velho Kambati e sua família, foram lá parar, fugidos da perseguição do homem branco, devido a sua imparcialidade a forma como este tratava os malanginos e os indíginas no geral. Em quase 20 anos, Mais Velho Kambati gerou enúmeros filhos, netos e bisnetos, estes por sua vez geraram filhos, netos, tendo facilitado o povoamento da vila.
Search
Similar documents
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks