Investor Relations

BC 0205 Fenômenos Térmicos

Description
BC 0205 Fenômenos Térmicos Experimento 2 Roteiro Dilatação dos metais Professor: Data: / /2016 Turma: Turno: Proposta Compreender o efeito de dilatação (contração) térmica em metais e determinar o coeficiente
Published
of 5
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
BC 0205 Fenômenos Térmicos Experimento 2 Roteiro Dilatação dos metais Professor: Data: / /2016 Turma: Turno: Proposta Compreender o efeito de dilatação (contração) térmica em metais e determinar o coeficiente de dilatação linear de uma barra de metal. I - Teoria Quando aumentamos a temperatura de um corpo sólido, aumentamos a agitação das partículas que o constituem. Em geral, isso faz crescer não só a amplitude da vibração das moléculas, mas também a distância média entre elas, resultando em um aumento nas dimensões do corpo [1-3]. Esse aumento é chamado dilatação ou expansão térmica. Uma diminuição da temperatura geralmente acarreta uma redução nas dimensões do corpo (contração térmica). A expansão (ou contração) do corpo é proporcional à variação de temperatura do corpo (, onde T F é a temperatura final e T I é a inicial), ao comprimento inicial (L I) e ao coeficiente de dilatação característico de cada material (), que é definido como o coeficiente médio de expansão linear (dado em unidades de o C -1 ). Desse modo podemos escrever a relação: (1) Alguns valores para o coeficiente de dilatação linear são apresentados na tabela 1: Tabela 1: Coeficiente de dilatação térmica linear para alguns metais. Material (10-6 o C -1 ) Material (10-6 o C -1 ) Alumínio 24 Ferro 12 Aço 11 Chumbo 29 Cobre 17 Prata 19 Latão 19 Ouro 14 1 Observando os valores típicos de coeficiente de dilatação térmica, percebemos que a variação de comprimento de uma barra para valores típicos de variação de temperatura são bem pequenos e dificilmente mensuráveis com uma régua. Portanto, é preciso um arranjo de medida que seja mais sensível a pequenas variações de comprimento. Figura 1. Arranjo experimental típico onde uma das extremidades da barra metálica está fixa enquanto a outra rola livremente sobre um ponteiro enquanto dilata. Na figura 1, temos a representação de um aparato experimental que permite este tipo de medida de comprimento. O aparato consiste de uma barra metálica apoiada sobre dois suportes. Uma das extremidades da barra está fixa enquanto que a outra pode rolar livremente sobre um fio de cobre com um diâmetro conhecido. O fio está em formato de L para que uma de suas extremidades seja usada como ponteiro. A barra é aquecida por meio do vapor d'água que passa por ela, proveniente de um gerador de vapor, através do uso de mangueiras. A expansão (ou contração) da barra faz com que o fio gire em torno de seu eixo. Esse movimento desloca o ponteiro e a indicação do ângulo do ponteiro pode ser lida em um transferidor. Dessa forma, desde a temperatura inicial até a temperatura máxima alcançada pela barra, temos uma variação proporcional no comprimento da barra metálica que causa o giro do ponteiro, assim temos uma variação do ângulo de rotação de. Lembramos que para ângulos pequenos é válida a relação, onde r 0 é o raio do fio (ponteiro). Como no nosso caso a superfície abaixo do ponteiro está em contato com um suporte onde há um L 2r rolamento, neste caso a distância líquida da expansão da barra seria, o o, onde 0 é o diâmetro do fio (ponteiro). Isto nos permite reescrever a eq. 1 de modo a obter: o L T I (2) A expressão acima permite determinar diretamente o valor do coeficiente linear em função do ângulo medido com o ponteiro. 2 II - Procedimento Experimental Objetivos do Experimento: Neste experimento, iremos determinar o coeficiente de expansão linear da barra metálica e avaliar as incertezas experimentais associadas a esta medida. Materiais: Régua; Paquímetro; Transferidor; Barra metálica; Suporte; Termômetro; Gerador de vapor. Procedimentos: O aparato experimental que será utilizado neste experimento é similar ao apresentado na fig. 1. Siga as instruções a seguir para a realização do experimento: 1 - Meça o diâmetro do fio (ponteiro) com o paquímetro. Seja bastante cuidadoso nesta medida e escreva o resultado obtido abaixo: Diâmetro do fio: 0 = ± mm 2 - Monte o aparato experimental (como mostrado na figura 1) certificando-se que a barra esteja fixa em uma das pontas e a outra ponta esteja sobre o fio e o ponteiro, que deverá ficar na posição vertical. Ajuste e anote o ângulo inicial do ponteiro (dica: ajuste para que o ângulo seja exatamente zero no início do experimento). 3 - Meça o comprimento da barra desde a sua ponta fixa até a posição onde está preso o ponteiro, esta é a medida do comprimento inicial da barra (L I ), anote este valor com a respectiva incerteza da medida. Comprimento inicial da barra: L I = ± cm 4 - Com instrumento adequado, meça a temperatura inicial da barra e anote este valor com a respectiva incerteza. Temperatura inicial da barra: T I = ± o C 5 - Acople o gerador de vapor à barra de metal através do tubo de polipropileno. Tome cuidado para não mover o ponteiro durante o processo. Caso isso ocorra, tenha certeza de ajustar o ângulo do ponteiro novamente sem modificar o comprimento de L I medido anteriormente. 6 Aguarde até que a barra metálica entre em equilíbrio térmico com o vapor. Meça o ângulo até o qual se deslocou o ponteiro e apresente a variação do ângulo com a devida incerteza em radianos. Variação angular do ponteiro: = ± radianos 3 7 Meça novamente a temperatura da barra após a expansão. Apresente a temperatura final com a devida incerteza. Temperatura final da barra: T F = ± o C 8 Meça o comprimento final da barra (do ponto fixo até o ponteiro) com a régua. Seja cuidadoso para não se queimar ou danificar a régua, pois a barra está quente. Comprimento final da barra : L F = ± cm Com base nas medidas realizadas, responda: 1) Observando os valores de comprimento inicial e final medidos com a régua, é possível uma determinação precisa do valor do coeficiente de dilatação térmica linear por meio destas medidas diretas? Justifique sua resposta. 2) Por meio da equação 2 e das medidas realizadas, determine o valor do coeficiente de dilatação linear da barra. Explicite os seus cálculos. 3) Calcule a incerteza do coeficiente de dilatação linear ( ) obtido na questão 2. Observe que deverá fazer o cálculo considerando o erro medido nos quatro parâmetros: 0, L I,, T. Escreva a fórmula para o cálculo da incerteza em termos das variáveis relevantes explicitamente e depois determine o seu valor numérico. 4 Apresente abaixo o valor do coeficiente de dilatação linear da barra metálica com sua respectiva incerteza: Coeficiente de dilatação linear: = ± o C -1 4) Calcule o valor de L F (eq. 1) usando os valores obtidos para o coeficiente de dilatação linear. Compare com o valor obtido por meio da medida direta com a régua. Com base nestes dados, é possível justificar o porquê do uso do ponteiro na medida de em lugar do uso de uma medida direta do comprimento? 5) Compare o valor obtido experimentalmente para com o valor listado na tabela 1 para o material do qual a barra é feita. Qual o erro percentual do valor medido em relação ao esperado. Você considera que o experimento obteve um resultado adequado? Justifique as suas respostas. III - Referências [1] Halliday, Resnick, Walker, Fundamentos de Física 2, Ed. LTC, Rio de Janeiro (2006). [2] Sears &Zemansky, Física II termodinâmica e ondas, 10 edição, Ed. Pearson Addison Wesley, São Paulo (2003) [3] A. A. Campos, E. S. Alves, N. L. Speziali, Física experimental básica na Universidade, Ed. UFMG (2008). 5
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x