Education

Biologia celular aula 4- Prof. Amilcar Sousa

Description
1. Aula nº 4 Prof. Amilcar Sousa Biologia Celular 2. Compartimentos intra-celular  O Núcleo é delimitado do citoplasma por um sistema membranar denominado…
Categories
Published
of 7
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Aula nº 4 Prof. Amilcar Sousa Biologia Celular
  • 2. Compartimentos intra-celular  O Núcleo é delimitado do citoplasma por um sistema membranar denominado invólucro nuclear.  Nele encontra-se o património genético da célula, sob formula de moléculas de DNA.  Normalmente numa célula humana existe cerca de 6 milhões de pares de bases de DNA.  O núcleo é uma esfera com 10 micrómetros de diâmetro, sendo assim o DNA só cabe dentro do núcleo enrolado.  Nesta base de ideias o DNA é empacotado com a ajuda de proteínas denominadas histonas.  O DNA e as histonas formam a cromatina, na qual espalha-se no interior do núcleo.  Observando microscopicamete a cromatina verifica-se: duas regiões.
  • 3. O Núcleo  As regiões são: uma mais densa denominada heterocromatina e outra menos densa denominada eucromatina.  A heterocromatina ocupa a periferia do núcleo e é constituída por sequencias de DNA que não dão origem a proteínas.  Por sua vez a eucromatina localiza-se no interior do núcleo e é constituída por genes ( muitos destes genes podem estar activos ou inactivos).  Outra estrutura que se encontra no núcleo chama-se nucléolo.  O nucléolo é muito variável e representam o local de biosíntese de ribossomas.  Os Ribossomas por sua vez sintetizam todas as moléculas que permitem a célula crescer , multiplicar-se , diferenciar-se e comunicar com as outras células.  Maior parte destas moléculas são proteínas cuja estrutura é determinada pela sequencia de pares de bases do respectivo gene.
  • 4. Ribossomas  Na sua maioria o gene que codifica uma proteína é inicialmente copiado no núcleo por um mecanismo chamado transcrição.  Após o processo de transcrição a molécula da origem ao RNA mensageiro (mRNA).  Terminada esta função as moléculas de mRNA são transportadas para o citoplasma aonde se associam ao ribossoma, com o auxilio de moléculas denominadas RNA de transferência (tRNA).  Numa célula humana existem cerca de dez mil tipos distintos de proteínas rigorosamente distribuídas pelos diversos compartimentos aonde exercem as suas funções.  Maior parte das proteínas são sintetizadas por ribossomas localizados no citosol mais também outras são sintetizadas por ribissomas associados ao reticulo endoplasmatico.  Cada ribossoma é composto por duas subunidades: cada uma das quais é constituída por moléculas de RNA ribossomal (rRNA) associadas a proteínas.
  • 5. Ribossomas  A subunidade maior contém uma maior molécula de rRNA, e a subunidade menor contém uma molécula de rRNA pequena.  Retículo Endoplasmático:  É constituído por um labirinto intracelular de cisternas delimitadas por membranas.  Parte destas cisternas estão revestidas por ribossomas e denominam-se retículo endoplasmático rugoso, e a outra parte não se associa a ribossomas e chama-se retículo endoplasmático liso.  O R. E. Rugoso é responsável pela síntese de todas as proteínas secretadas para exterior da célula.  Estas mesmas proteínas distinguem-se das restantes por possuírem um sinal que consiste numa sequencia especifica de aminoácidos.  Por sua vez no lúmen do R. E as proteínas recebem um conjunto de açucares que transformam-se em glicoproteínas.
  • 6. Retículo Endoplasmático  Por sua vez o R. E . Liso é escasso na maioria das células. Este compartimento encontra-se particularmente desenvolvido em certos tipos de células.  Por exemplo: células do fígado, musculares, e produtoras de hormonas esteróides.  Nas células do fígado o R. E. Liso acumula por um lado as enzimas responsáveis pela síntese do componente lipídico das lipoproteínas e por outro lado as enzimas que degradam drogas e outros compostos tóxicos ao organismo.  O R. E. Liso e também o local de acumulação das enzimas responsáveis pela síntese de hormonas esteróides a partir do colesterol.  Por final o R. E. Liso contém proteínas de transporte e sequestro de cálcio e por isso é muito abundante nas células musculares.
  • 7. Complexo de Golgi  Localiza-se perto do núcleo e é constituído por uma serie de cisternas empilhadas, rodeadas por inúmeras vesículas.  Em cada pilha de cisternas distingue-se uma face cis ( ou face de entrada), mais próxima do núcleo e outra face trans ( ou face de saída), mais afastada do núcleo.  Junto a face cis as vesículas representam um sistema de vaivém entre o Golgi e o R.E. rugoso.  Da face trans destacam-se vesículas destinadas ou á via da secreção ou as lisossomas.  Ao atravessarem o Golgi as proteínas sofrem uma serie de modificações que incluem a remoção de alguns açucares.  O Complexo de Golgi é portanto o loca aonde se produzem as glicoproteínas e os proteoglicanos.
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks
    SAVE OUR EARTH

    We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

    More details...

    Sign Now!

    We are very appreciated for your Prompt Action!

    x