Documents

Biosseg PDF

Description
Biossegurança
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
    Professor Marcio Amarílio Biossegurança Teoria 1 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR  www.estudioaulas.com.br BIOSSEGURANÇA BIOSSEGURANÇA   Prof. Márcio A. Donetts Diniz   Conceito   Conjunto de medidas voltadas para prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes as atividades de pesquisa, produção, ensino, desenvolvimento tecnológico e prestação de serviços, que podem comprometer a saúde do homem, dos animais, do meio ambiente ou a qualidade dos trabalhos desenvolvidos. Tipos de riscos 1. Risco de acidentes 2. Risco ergonômico 3. Risco físico 4. Risco químico 5. Risco biológico Risco de acidente  Considera-se risco de acidente qualquer fator que coloque o trabalhador em situação de perigo e possa afetar sua integridade, bem estar físico e moral. Exemplos: as máquinas e equipamentos sem proteção, probabilidade de incêndio e explosão, arranjo físico inadequado, armazenamento inadequado, etc. Risco ergonômico Qualquer fator que possa interferir nas características psicofisiológicas do trabalhador causando desconforto ou afetando sua saúde. Exemplo: o levantamento e transporte manual de peso, o ritmo excessivo de trabalho, a monotonia, a repetitividade, a responsabilidade excessiva, a postura inadequada de trabalho, o trabalho em turnos, etc. Risco físico Formas de energia a que possam estar expostos os trabalhadores. Exemplo: ruído, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações ionizantes, radiações não ionizantes, ultra-som, materiais cortantes e pontiagudos, etc. Risco químico      Professor Marcio Amarílio Biossegurança Teoria 2 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR  www.estudioaulas.com.br Substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo ser absorvido pelo mesmo ou por ingestão. Exemplo: poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases, vapores, etc. Risco biológico Consideram-se agentes de risco biológico as bactérias, fungos, vírus. Ética e moral   Ética: do grego, ethos : caráter, modo de ser, costume, conduta de vida. Moral: do latim, mos ou morales : costumes, conduta de vida. Diferença está: ética é a teoria, o pensamento e a moral é a prática, ação.   Normas deontológicas   A deontologia diz o que “deve ser” e o que não se pod e fazer diante das relações com membros da própria categoria, com profissionais de outras categorias, com seus pacientes, clientes, famílias de pacientes, autoridades, poder judiciário, administração, etc. Normas regulamentadoras (NR)   O que são? Conhecida como as iniciais de seu nome, NRs, as normas regulamentadoras é um conjunto de normas e orientações obrigatórios que tem relação com a medicina e segurança do trabalho, lembrando que tais normas e orientações são usadas apenas aqui no Brasil. Seu objetivo?  regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho no Brasil. As principais voltadas para área da saúde?  Norma Regulamentadora 32    Professor Marcio Amarílio Biossegurança Teoria 3 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR  www.estudioaulas.com.br Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde: Tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. Limpeza e higiene  Limpeza: Consiste na remoção de sujidade visível, orgânica e inorgânica, e por conseguinte na retirada de sua carga microbiana. Higiene: Parte da medicina que estuda os diversos meios de conservar e promover a saúde ou propriamente asseio. OBS: profilaxia (Emprego dos meios para evitar as doenças) é o objetivo. Termos e conceitos utilizados em Biossegurança  01) COLONIZAÇÃO Aumento numérico de microorganismos, sem causar reação fisiológica. 02) INCUBAÇÃO Intervalo de tempo entre o início da infecção e o aparecimento do primeiro sintoma ou sinal da doença. 03) INFECÇÃO Penetração, alojamento, multiplicação e desenvolvimento de microorganismos patogênicos no corpo de um hospedeiro, provocando reações orgânicas patológicas. Tipos de infecção  Infecção cruzada: é a infecção ocasionada pela transmissão de um microrganismo de um paciente para outro, geralmente pelo pessoal, ambiente ou um instrumento contaminado. Infecção endógena: decorrente da ação de microrganismos já existentes, naquela região ou tecido, de um paciente. Infecção exógena: causada por microrganismos estranhos a paciente. Infecção hospitalar Infecção hospitalar      Professor Marcio Amarílio Biossegurança Teoria 4 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR  www.estudioaulas.com.br É aquela adquirida após a internação, ou mesmo após a alta, quando for possível relacioná-las com a internação ou procedimentos hospitalares. Também são consideradas aquelas que se manifestam 72 horas após internação, estando relacionadas a procedimentos diagnósticos e/ou terapêuticos. Infecção hospitalar   Obs:  As infecções dos recém-nascidos são hospitalares com exceção das de transmissão transplacentárias. Ex.: TV (transmissão vertical): mãe filho: HIV, Sífilis, toxoplasmose, citomegalovirus, hepatites, etc. Termos e conceitos utilizados em Biossegurança - PROCEDIMENTOS 01) LIMPEZA Processo que remove fisicamente microoganismos e material orgânico. Reduz a carga bacteriana natural dos artigos e remove sujidade assim como contaminantes orgânicos e inorgânicos. 02) DESINFECÇÃO É a eliminação de microrganismos patogênicos na forma vegetativa de consultório e demais ambientes da clínica, geralmente é feita por meio químicos (desinfetantes). TIPOS:  De alto nível De nível intermediário De baixo nível Tipos de desinfecção   Alto nível: destrói todas as bactérias vegetativas e alguns esporos. (Gluteraldeído e ácido peracético) Nível intermediário: age em vírus e bactérias na forma vegetativa mas não age sobre os esporos. Age sobre os bacilos da tuberculose. (cloro, iodofóros,fenólicos e os álcoois) Baixo nível: ação relativa sobre fungos, age sobre bactérias vegetativas, porém não sobre vírus não lipídico. (quaternário de amônia) 03) ESTERILIZAÇÃO
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks