Slides

bizu 01

Description
1. 01. Sob o aspecto cirúrgico, as feridas incisas limpas cicatrizam-se por: A. Primeira intenção B. Segunda intenção C. Terceira intenção D. Drenagem E. Curativo…
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. 01. Sob o aspecto cirúrgico, as feridas incisas limpas cicatrizam-se por: A. Primeira intenção B. Segunda intenção C. Terceira intenção D. Drenagem E. Curativo diário 02. Ao se usar o bisturi elétrico, deve-se cuidar para que o paciente não se: A. Levante B. Queime C. Aborreça D. Vire 03. Histerectomia significa a retirada de: A. Baço B. Mama C. Útero D. Vesícula E. Ovário 04. Tecnicamente, a cirurgia que consiste na remoção do estreitamento do prepúcio, liberando a glande, é denominada: A. Postectomia B. Prostatectomia C. Prostotomia D. Penectomia E. Balanotomia 05. Bradicardia progressiva e hipertensão arterial, após uma cirurgia do crânio, são sintomas de: A. Edema dos centros respiratórios B. Aumento da pressão intracraniana C. Hemorragia intracraniana D. Rotura de uma artéria 06. A tromboflebite pós-operatória pode ser prevenida com o seguinte cuidado: A. Tapotagem B. Repouso absoluto C. Deambulação precoce D. Elevação dos membros inferiores E. Enfaixamento dos membros inferiores 07. A maior preocupação na recuperação pós-anestésica (RPA) deve ser com a: A. Impregnação B. Obnubilação C. Demora da volta à consciência D. Queda da PA e não recobrar a consciência E. Hipotensão e impregnação 08. O porta-agulha pertence ao grupo de instrumental: A. Especial B. Auxiliar C. De síntese D. De diérese
  • 2. E. De hemostasia 09. Diz-se que uma fratura é cominutiva quando: A. Há superposição do osso fraturado B. O osso é fraturado em, pelo menos, três pontos C. O osso fica exposto D. O osso não fica exposto 10. Uma das complicações cirúrgicas é o choque. Assinale o tipo de choque mais comum nas grandes cirurgias: A. Neurogênico B. Cardiogênico C. Hipovolêmico D. Séptico E. Hipovolêmico e séptico 11. A raspagem dos pêlos, no pré-operatório, denomina-se: A. Lombotomia B. Herniorrafia C. Laparotomia D. Tricotomia E. Toracotomia 12. Expurgo é um setor que se localiza no(a): Centro de material esterilizado com sistema de centralização geral A. Sala de operações B. Sala de preparo de luvas C. Centro cirúrgico propriamente dito D. Centro de recuperação pós-anestésica 13. Uma das atribuições do técnico de enfermagem na sala de operações é: A. Preparar o material a ser esterilizado B. Fazer estatística das esterilizações C. Preparar a sala de operações para cirurgia D. Apanhar os pacientes cirúrgicos na enfermaria e atender às necessidades do paciente na sala cirúrgica 14. A inflamação de um segmento de via é uma complicação pós-operatória conhecida por: A. Embolia B. Flebite C. Hematoma D. Trombose 15. Geralmente, os pacientes submetido à anestesia geral são transferidos para a sala de recuperação pós-anestésica. Durante :os cuidados considerados mais importantes, nesse caso, a aferição do pulso, da respiração da pressão arterial, com a seguinte freqüência: A. 15 em 15 min B. 20 em 20 min C. 25 em 25 min D. 30 em 30 min E. 35 em 35 min 16. A sala de recuperação pós-anestésica: A. É a unidade localizada no mesmo andar que a sala de cirurgia tanto quanto possível B. Não necessita de pessoal especializado
  • 3. C. Não é necessário equipamento de monitoração D. O item A está incorreto E. Os itens A, B e C estão incorretos 17. Nas duas primeiras horas que sucede uma apendicectomia, os sinais vitais devem ser verificados com a seguinte freqüência, em minutos: A. 5 em 5 B. 15 em 15 C. 30 em 30 D. 60 em 60 18. Os pacientes operados submetidos à anestesia raquidiana devem ser mantidos em decúbito dorsal horizontal, por um período de 6 a 8 horas, para reduzir a possibilidade de: A. Choque B. Cianose C. Cefaléia D. Hemorragia E. Hipertensão 19. O bisturi elétrico é um parelho que produz no corpo humano os seguintes efeitos: A. Oxigenação e pasteurização B. Fulguração e impregnação C. Congelação e oxidação D. Coagulação e dissecção 20. A circuncisão visa à cura cirúrgica da: A. Fimose B. Epispadia C. Hipospadia D. Criptorquidia 21. Como é chamada a cirurgia para remoção de vesícula biliar? A. Esofagectomia B. Gastrectomia C. Esplenectomia D. Colecistectomia E. Ooforectomia 22. Para prevenir distúrbios eletrolíticos ou sobrecarga cardíaca no pós- operatório, deve-se: A. Fazer leves movimentos passivos dos MMII do paciente de 1 em 1 hora B. Posicionar o paciente em decúbito dorsal com os pés elevados C. Conectar aos tubos de drenagem os frascos coletores e mantê-Ios abertos D. Manter corretos os gotejamentos das infusões venosas E. Controlar sinais vitais e estimular inspirações profundas de 1 em 1 hora 23. No pré-operatório de uma cirurgia eletiva abdominal, a enfermagem, na véspera, deverá prestar o seguinte cuidado de rotina: A. Lavagem gástrica B. Lavagem intestinal C. Retirada de prótese D. Canalização de veia periférica E. Cateterismo vesical de demora 24. Em doenças específicas do sangue, como a icterícia hemolítica entre outras, a cirurgia indicada é:
  • 4. A. Hepatectomia B. Esplenectomia C. Linfadenectomia D. Pancreatoduodenectomia 25. Dentre as complicações após a cirurgia cardíaca, podemos encontrar a insuficiência renal, bem como: A. Hipervolemia e hipertensão B. Hipovolemia e hipertensão C. Hipovolemia e hipotensão D. Hipovolemia e hipertensão E. Hipervolemia e sangramento persistente 26. O termo traqueostomia significa: A. Retirada das trompas de Falópio B. Abertura da traquéia C. Abertura do esôfago D. Retirada de cálculo do ureter E. Abertura do bacinete renal 27. Preferencialmente, os cateteres utilizados no pós-operatório de cirurgia cardíaca devem ser lavados com solução: A. Glicerinada B. Glicosada C. Heparinizada D. Protaminada E. Bicarbonatada 28. A posição em que o paciente é colocado na mesa de operação depende do tipo de cirurgia e do estado do paciente. Assim sendo, a posição de litotomia é indicada para as seguintes operações: A. Vaginais B. Cervicais C. Cranianas D. Torácicas 29. A cateterização de veia subclávia representa o acesso rápido a uma veia central calibrosa, útil para a administração de sangue ou líquidos, medida da pressão venosa central (PVC) e para a passagem de emergência do cateter do Swan-Ganz de marca-passo cardíaco. Sua localização fica: A. Acima do triângulo escaleno costoclavicular, formado anteriormente pelo terço medial de clavícula B. Anterior pelo músculo escaleno, posterior e superior pela primeira costela C. Posterior pelo músculo escaleno posterior e inferiormente pela segunda costela D. Abaixo do triângulo escaleno costoclavicular, formado anteriormente pelo terço medial clavicular, posteriormente pelo músculo escaleno, anterior e inferiormente pela primeira costela E. Somente as letras A e D estão corretas 30. O termo "gastrectomia" significa: A. Operação plástica do estômago B. Retirada total ou parcial do estômago C. Sutura de ferimento no estômago
  • 5. D. Abertura do estômago E. Remoção das glândulas sexuais 31. Numa deiscência total da ferida operatória abdominal, uma situação que pode ocorrer é a: A. Exposição das estruturas torácicas B. Saída de material operatório C. Exposição das alças intestinais D. Dor no local da ferida E. Inquietação geral do paciente 32. Dentre as manifestações clínicas clássicas do choque, podemos identificar as seguintes: A. Cianose de extremidades, diarréia, náuseas, vômitos e palidez B. Palidez, respiração rápida, febre, bradicardia e débito urinário aumentado C. Palidez, pele úmida e fria, respiração rápida, pulso filiforme e urina concentrada D. Cianose de extremidades, pulso filiforme débito urinário aumentado, febre e náuseas. 33. O objetivo da orientação pré-operatória quanto à realização de exercícios respiratórios é: A. Prevenir atelectasias B. Evitar insuficiência renal C. Inibir arritmias cardíacas D. Impedir complicações cardiovasculares 34. Simpatectomia é uma cirurgia referente a: A. Veias B. Artérias C. Neurogânglios D. Vasos linfáticos 35. A abertura do crânio, cirurgicamente, denomina-se: A. Cranioplastia B. Craniotomia C. Craniectomia D. Craniorrafia 36. A paralisia de Bell se deve ao comprometimento periférico unilateral do último par craniano. Esta doença se caracteriza pela paralisia: A. No tórax B. Na região cervical C. No antebraço D. No braço E. Na face 37. Na assistência de enfermagem ao paciente politraumatizado é prioritário: A. Verificar os sinais vitais B. Estabelecer e manter as vias aéreas permeáveis C. Reduzir as fraturas D. Fazer cateterismo vesical 38. Agitação, flutuação dos sinais vitais, resposta diminuída aos estímulos, aumento de cefaléia e alterações pupilares no pós-operatório de craniotomia são sinais e sintomas que caracterizam: A. Hipovolêmica B. Edema cerebral
  • 6. C. Abscessos cerebrais :i D. Meningite asséptica E. Tuberculose pulmonar 39. A medida adotada no pré-operatório que auxilia na prevenção de complicações pulmonares é o(a): A. Transfusão sangüínea B. Controle rigoroso dos sinais vitais C. Exercício respiratório D. Mudança de decúbito 40. Um exemplo de intervenção cirúrgica paliativa é: A. Colostomia B. Apendicectomia C. Mastectomia D. Laparotomia exploradora 41. Bradicardia progressiva e hipertensão arterial, após uma cirurgia do crânio, são sintomas de: A. . Edema dos centros respiratórios B. Aumento da pressão intracraniana C. Hemorragia intracraniana D. . Rotura de uma artéria 42. Na profilaxia da atelectasia pósoperatória, o procedimento mais importante é: A. Inspiração profunda e tosse B. Nebulização ultra-sônica C. Tapotagem D. Administração de broncodilatadores E. Respiração com pressão positiva intermitente 43. O processo cirúrgico de extração de um cálculo renal denomina-se: A. Nefrolitotomia B. Nefroplastia C. Nefroplasectomia D. Nefroblastomia E. Nefromielite 44. O termo orquidopexia indica: A. Intervenção cirúrgica plástica de restauração da bolsa escrotal B. Enrijecimento, esclerose testicular C. Denominação dada à incisão cirúrgica executada no testículo D. Inflamação que atinge simultaneamente os testículos e o epidídimo E. Intervenção cirúrgica de fixação dos testículos à bolsa escrotal 45. Uma das complicações na ferida cirúrgica é a infecção. Além da região se apresentar quente e dolorida, podemos identificar a seguinte manifestação: A. Anasarca B. Leucopenia C. Bradicardia D. Leucocitose 46. Após laparotomia exploradora, um paciente apresenta choque ipovolêmico. Os sintomas indicativos desta anormalidade são: A. Extremidades frias, estertores e afasia B. Taquicardia, hipotensão e palidez C. Pulso lento, agitação e sangramento
  • 7. D. Pulso rápido, nistagmo e obnubilação E. Sede, anúria e hipertensão 47. Os cuidados de enfermagem após biopsia renal são: A. Mensurar glicemia capilar de 6/6 horas e diurese de 12/12 horas B. Curativo compressivo e decúbito dorsal por 6 horas C. Controle do tempo de protrombina e pressão arterial de 6/6 horas D. Prevenção de colapso cardiovascular E. Medir diurese de 6/6 horas 48. É sinal de complicação no pós-operatório imediato de paciente previamente hígido cuja cirurgia deu-se em caráter eletivo: A. Pneumoperitônio B. Bradicardia C. Dispnéia D. Hipotensão leve 49. A presença de ar na cavidade pleural denomina-se: A. Aerofagia B. Pleurite C. Enfisema D. Pneumotórax 50. O paciente operado, ao sair da sala de cirurgia, deverá ser transportado em: A. Cama com rodas B. Maca própria com grades e rodas C. Carrinho D. Cama própria com grades e rodas 51. O paciente só será transportado para a sala de recuperação após ordem do: A. Cirurgião B. Supervisor C. Anestesista D. Médico assistente E. Enfermeiro 52. Constitui cuidado primordial com o dreno de tórax: A. Lavar o dreno com soro B. Aspirar o líquido com seringa C. Pinçar o dreno de hora em hora D. Impedir a entrada de ar na cavidade torácica 53. O técnico de enfermagem diante de um aciente com retenção urinária deve: A. Passar uma sonda de demora B. Fazer um cateterismo vesical C. Colocar uma bolsa de água quente D. Comunicar à enfermeira 54. A sedação pré-operatória deve ser feita: A. De 45 a 75 minutos antes da cirurgia, e o paciente deve estar no leito B. De 30 a 40 minutos antes da cirurgia, e o paciente deve estar no centro cirúrgico C. Duas horas antes da cirurgia, e o paciente deve estar no centro cirúrgico D. Uma hora antes da cirurgia E. Quinze minutos antes da cirurgia, e o paciente deve estar na sala de recuperação
  • 8. 55. A lesão contusa com base na ação do instrumento vulnerante (agressor) é definida como: A. Provoca da por instrumentos pontiagudos B. Produzida por lâmina de barbear C. Resulta de picada de insetos D. Provocada por queda e pancada, em que os tecidos vizinhos ficam traumatizados E. Ferida cirúrgica 56. As complicações inespecíficas de cateterização de veia central são: A. Infecção, embolia gasosa, hipovolemia, isquemia digital B. Embolia gasosa, estimulação disfragmática, hipertemia, isquemia digital C. Fratura da costela, pneumotórax, pneumonia e embolia gasosa D. Edema pulmonar, infecção, pneumotórax, pneumonia e embolia gasosa 57. Infecção, flebite e trombose, embolia gasosa e infusão de líquido no mediastino ou hidrotórax A. Exérese B. Anamnese C. Laparotomia D. Síntese 58. De um modo geral, as intervenções cirúrgicas são realizadas seguindo uma lógica de quatro fases fundamentais. Essas fases são: A. Diérese, hemostasia, cirurgia proposta e síntese B. Análise, cirurgia, hemostasia e síncope C. Incisão, abertura, exérese e sutura D. Diérese, análise, exérese e síntese E. Incisão, fematoma, exérese e análise 59. Quando um paciente apresenta sangramento no local operado, a enfermagem deve: A. Trocar o curativo cirúrgico B. Chamar o cirurgião imediatamente C. Somente anotar no relatório de enfermagem D. Fazer uma compressão no local 60. No pós-operatório, consegue-se evitar a distensão abdominal: A. Colocando sonda retal B. Com a mudança freqüente do decúbito C. Imobilizando o paciente no leito D. Administrando bastante líquido por via oral 61. Um cuidado de enfermagem com um paciente recém-traqueostomizado é: A. Trocar a cânula externa, pelo menos uma vez ao dia B. Manter a abertura pérvea, por meio de aspiração C. Colocar o obturador da cânula, para que o paciente possa falar D. Trocar a cânula interna, quantas vezes forem necessárias 62. Um cuidado de enfermagem com um paciente que tenha feito gastrectomia parcial, nas primeiras 24 horas, é: A. Colocar o paciente em Fowler modificado, para maior conforto e mais fácil drenagem do estômago B. Alimentá-Io antes de sonda nasogástrica C. Pinça r a sonda nasogástrica de 2 em 2 horas D. Aspirar a sonda nasogástrica de 1 em hora
  • 9. 63. A posição do paciente no leito pós- operatório de estapedectomia, varia de acordo com cada escola médica. Porém, qualquer que seja a orientação do cirurgião, o enfermeiro deve mantê-Io pelo período mínimo de: A. 6 horas B. 24 horas C. 18 horas D. 12 horas E. 30 horas 64. O paciente com otosclerose apresenta: A. Deposição de gordura na parte interna da parede de uma artéria. B. Perda progressiva da audição C. Inflamação no conduto auditivo. D. Perda repentina da audição 65. É considerada cirurgia potencialmente contaminada: A. A artroplastia de quadril B. O enxerto cutâneo C. A cirurgia de cólon D. A histerectomia abdominal E. A cirurgia vascular 66. O balão de Sengstaken-Blackmore é um instrumento utilizado com a finalidade de coibir o sangramento esofagiano. Esse procedimento exige do enfermeiro conhecimento e experiência para mas detectar sinais e sintomas de complicações. Na relação a seguir, qual dos indicadores está relacionado com o mecanismo? A. Tamponamento da glote pelo balão esofagiano B. Presença de secreção no espaço esofagiano C. Descompressão do balão do espaço esofagiano D. Lesão ou ruptura do esôfago E. Distensão gástrica por excesso de ar e secreção gástrica 67. Dos sufixos a seguir, o que significa abertura é: A. Ráfia B. Tomia C. Oscopia D. Ostasia 68. Espasmos diafragmáticos intermitentes, produzidos pela irritação do nervo frênico, denominam-se: A. Espirros B. Soluços C. Meteorismos D. Contrações 69. A enfermeira responsável pelos cuidados perioperatórios do paciente portador de feocromocitoma tem uma preocupação específica quanto: A. As flutuações do nível de consciência B. Ao potencial para discrasia sangüínea C. As variações extremas da pressão arterial D. Ao risco para desencadeamento de discinesias 70. Se necessária a inativação da heparina, ao final de uma cirurgia vascular, a droga indicada para esta ação é: A. Cloridrato de papaverina B. Sulfato de protamina
  • 10. C. Atropina D. Insulina 71. Em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca, o cuidado de enfermagem nas primeiras 48 horas, para prevenção de complicações, inclui: A. Realizar percussão torácica B. Verificar débito urinário C. Estimular ingesta hídrica D. Manter decúbito lateral esquerdo E. Aspirar secreções por 30 minutos 72. A irrigação do conduto auditivo externo deve ser realizada diante da seguinte condição: A. Lesão do tímpano B. Corpo estranho do tipo vegetal C. Supuração D. Sangramento E. Cerume acumulado 73. O enfermeiro, ao participar do preparo pré-operatório de um paciente, reconhece que o jejum antes da cirurgia tem como objetivo prevenir a ocorrência de: A. Febre intensa B. Broncoaspiração C. Dor do tipo cólica D. Hipertensão arterial E. Hipertermia maligna 74. O enfermeiro deve estar atento aos efetos colaterais das medicações pré- anestésicas como os opiáceos. Estes, em altas doses, pedem produzir consequências tais como: A. Hipotensão e distensão abdominal B. Alcalose respiratória e glaucoma C. Bradicardia e sialorréia D. Icterícia e dispepsia E. Diarréia e oligúria 75. A anestesia peridural é feita com a introdução do anestésico no espaço compreendido entre as seguintes meninges: A. Aracnóide e pia-máter B. Aracnóide e fina-máter C. Dura-máter e pia-máter D. Dura-máter e aracnóide E. Máter rugosa e pia-máter 76. A obstrução intestinal é uma complicação que pode acompanhar as cirurgias abdominais. Ocorre mais frequentemente após cirurgias do abdômen inferior e da pelve. A fim de identificar essa situação, o enfermeiro que atua na unidade cirúrgica deve estar atento para os seguintes sinais e sintomas: A. Diarréia e febre B. Dor abdominal e vômitos C. Desidratação e hipotensão D. Perda de peso e hipertensão 77. No pós-operatório de prostatectomia deve-se estar atento para os perigos imediatos, que são: A. Tração de cateter e hipotensão
  • 11. B. Sangramento e choque C. Oligúria e tração de cateter D. Oligúria e infecção urinária E. Disúria e hipotensão 78. As cirurgias contaminadas são aquelas realizadas em tecidos traumatizados recentemente e abertos, colonizados por flora bacteriana, bem como todas aquelas em que tenham ocorrido falhas técnicas grosseiras, na ausência de supuração local. Dentre as cirurgias a seguir qual a que se enquadra nesta descrição? A. Mastectomia parcial B. Cirurgia de ovário C. Desbridamento de queimaduras D. Cirurgia do reto e ânus com abscesso E. Enxertos cutâneos 79. Diante de uma vítima com suspeita de fratura ou luxação, o procedimento mais recomendado para o primeiro atendimento é: A. Imobilizar a parte comprometida com um tubo gessado B. Imobilizar provisoriamente a parte afetada C. Colocar bolsa de gelo no local traumatizado D. Preparar a vítima para a cirurgia E. Encaminhar a vítima à clínica especializada 80. As complicações mais importantes que podem ocorrer no trans e/ou pós- operatório de uma traqueostomia são, dentre outras: A. PCR e pneumotórax B. Sangramento e dor abdominal C. Enfizema subcutâneo e diarréia D. Náuseas e vômitos E. Febre, sangramento e dor 81. Na avaliação de paciente na sala de recuperação pós-anestésica, um sinal de complicação grave no pós-operatório imediato é: A. Sialorréia B. Hematoma C. Vômito D. Tosse E. Hipoxia 82. Após a remoção da sonda nasogástrica em pacientes submetidos à cirurgia gástrica, devemos observar: A. Restrição de líquidos orais por algumas horas B. Administrar grande quantidade de líquidos C. Oferecer líquidos gelados D. Oferecer alimentos sólidos E. Oferecer grande quantidade de alimentos da dieta branda 83. S
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks
    SAVE OUR EARTH

    We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

    More details...

    Sign Now!

    We are very appreciated for your Prompt Action!

    x