Documents

Bizú Anatomia

Description
material de estudos
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  BIZÚ DE ELEMENTOS DE FISIOLOGIA - Fisiologia: É o estudo da matéria viva. Procura explicar os fatores físicos e químicos responsáveis pela srcem,desenvolvimento e continuaço da vida. !studa as m ltiplas funç#es mec$nicas, físicas e %ioquímicas nos seresvivos.- &omeostasia: 'ma ve( que o organismo é tal qual uma máquina, que funciona continuamente, para aso%reviv)ncia, *á uma necessidade de manter constantes as condiç#es internas, mesmo so% fortes variaç#es do meioexterno. +onceito criado pelo fisiologista franc)s +laude ernard /0-/1/2 e se refere a essa permanentetend)ncia do organismo de manter a const$ncia do meio interno. - +élula: 'nidade da vida representa a menor porço de matéria viva. 3o corpo *umano 44 tril*#es de células.- +élulas Procari5ticas: 3o possuem n cleo delimitado por mem%rana. 6o constituídas somente por ácidosnucléicos. !ncontradas em actérias e 7írus.- +élulas !ucari5ticas: Possuem 8em%rana Plasmática, +itoplasma e 8aterial 9enéticos n cleo delimitado por mem%rana.- istri%uiço dos líquidos no corpo, indivíduo de 14 ;g -< =4 litros de água. >1? do peso corporal -< & @ A @>litrosso intracelular e > litros so extracelular.- +aracterísticas %ásicas em comum das +élulas !ucari5ticas: B 3utriço para manutenço da vidaC B Axig)nio para produço de energiaC B Produtos finais lançados nos líquidos que a circundamC B +apacidade de reproduçomaioria2. - Permea%ilidade 6eletiva: - +ontrola a passagem de su%st$ncias de acordo com a necessidade da célula sais,glicose, aminoácidos, etc2.- Ds células podem variar de acordo com seu formato e funço, podendo ser células: esfer5ides, estreladas,fusiformes, poligonais. escamosas, disc5ide, fi%rosa, colunar, cu%5ide2.- D estrutura dos neurEnios reflete sua funço. 'ma parte da célula rece%e um sinal de entrada. Autra parte gerasinais de saída. - 3eurEnios se comunicam devido ao seu desen*o anatEmico nico e por que eles so excitáveis. - Podem secomunicar com outros neurEnios, com m sculos e com gl$ndulas. - 3eurEnios possuem diferentes formas e taman*os. 3eurEnio multipolar é o neurEnio mais comum do sistemanervoso central dos seres *umanos.- Ds ramificaç#es dos dendritos rece%em sinais, vindo a partir de outras células e enviam o sinal em direço aoaxEnio.- A corpo celular soma2 é a principal regio nutricional e meta%5lica do neurEnio. +omo os dendritos, o corpocelular rece%e sinais a partir de outras células e envia esse sinal em direço ao axEnio. - Dm%os os dendritos e o corpo celular constituem a regio receptiva e integrativa do neurEnio- As neurEnios se comunicam com 5rgos, gl$ndulas e com outros neurEnios pela parte receptiva e integrativaatravés: dos endritos e soma corpo celular2.- A axEnio gera um potencial de aço, um sinal de saída que tam%ém é c*amado de impulso nervoso, o qual écondu(ido para a pr5xima célula. - Dnatomicamente o neurEnio é constituído por partes distintas que tem na sua morfologia funç#es específicas,relacionadas com a conduço do potencial de aço, sendo responsável por esta aço: o DxEnio.- A axEnio é a regio de transmisso ou condutora do neurEnio.- As dendritos e o corpo celular fornecem uma grande área para comunicaço com outros neurEnios, os sinais rece%idos a partir de outros neurEnios so denominados de sinapses.- !m relaço aos dendritos, podemos afirmar que: os neurEnios t)m muitos dendritos.- +ada neurEnio tem um nico axEnio, o qual tem srcem a partir do corpo celular na regio c*amada cone axonal. - DxEnios podem ramificar, formando axEnios colaterais. - 3o final do axEnio podem ramificar mil*ares de axEnios terminais. - As neurEnios possuem regi#es integrativas e receptivas. endritos e o corpo celular, os quais rece%em e integram os sinais de entrada.  Bizú de Elementos de Fisiologia - Prof Jadson Pereira Alves - Centro Universitário LaSalle 20!- B# UB$ Eterno A%rendiz   p.   - As neurEnios contam com uma regio condutiva, denominada: DxEnio, o qual gera a transmisso de um sinal desaída.- DxEnios podem variar no comprimento a partir de  a @ mm até m. - Dlguns axEnios so isolados com mielina e possuem nodo de ranvier.- 3a !sclerose 8 ltipla, qual estrutura do neurEnio encontra-se deteriorada: ain*as de 8ielina.- 3a !sclerose ateral Dmiotr5fica !D2 qual estrutura do neurEnio motor encontra-se afetada: ain*as de8ielina, endritos, DxEnio e 6oma corpo celular2, ou seGa, todo o neurEnio.- As +anais iEnicos controlam o movimento dos íons através da mem%rana neural. !ssas min sculas estruturastornam os neurEnios excitáveis.- Ds mem%ranas celulares dos neurEnios so formadas por %icamadas lipídicas, nas quais esto em%utidas proteínasintegrais. Dlgumas dessas proteínas contem poros aquosos, c*amados de canais de íons, através dos quais os íons podem passar. - +anais iEnicos controlam os movimentos dos íons através da mem%rana celular neuronal. +anais iEnicos so:6eletivosC Fec*ado ou no fec*adoC Hegionalmente locali(adosC Funcionalidade nica. - As canais de íons so seletivos, eles selecionam íons para passagem %aseados na carga do íon, taman*o do íon e oquanto de água o íon atrai e mantém em torno de si. +arga do íonC Iaman*oC Jgua.    - +anais iEnicos podem estar a%ertos ou fec*adosC químico ou voltagem dependenteC tem comportas que podema%rir ou fec*ar o canal.- +anais iEnicos a%ertos canais de va(amento2 esto sempre a%ertos. Kons podem passar continuamente pelo canal. - Dlguns canais t)m as portas controladas por voltagem, so canais que possuem comportas que podem estar a%ertasou fec*adas.- +anais voltagem dependente so controlados por voltagem. Ds mem%ranas das células neuronais t)m íonslevemente mais positivos fora e levemente mais negativos dentro da célula. !ssa diferença de voltagem édenominada potencial de mem%rana. - Luando o neurEnio está em repouso os canais de voltagem encontram-se fec*ados. urante um potencial de aço avoltagem é alterada, consequentemente, as portas iro a%rir ou fec*ar. Kons se movem através dos canais a%ertos.- Dlguns canais t)m suas portas controladas quimicamente. 3eurotransmissores tal como acetilcolina D+*2 e9DD se ligam aos canais quimicamente fec*ados causando sua a%ertura. - As canais iEnicos so regionalmente locali(ados. +anais a%ertos ou proteínas de canal so locali(adas namem%rana celular so%re os dendritos, corpo celular e axEnio, ou seGa em todo o neurEnio. As canais fec*adosquimicamente so locali(ados so%re os dendritos e o &or%o &el'lar  . As canais voltagem dependente so encontrados no &one do a()nio e nos nodos de *anvier lo&alizados nos a()nios mielinizados .- +anais de va(amento so responsáveis pelo potencial de mem%rana em repouso.- +anais fec*ados quimicamente so responsáveis pelo potencial sináptico. A Potencial sináptico: 6inal elétrico decurta dist$ncia que so sinais de entrada do neurEnio.- +anais voltagem dependente so responsáveis pela geraço e propagaço do potencial de aço, sendo esse o sinalde saída do neurEnio.- Proteínas integrais formam canais através do quais os íons se movem. - Dlguns canais iEnicos, c*amados de canaisde va(amento, esto sempre a%ertos. - Dlguns canais iEnicos t)m portas que a%rem e fec*am, permitindo que íons possam atravessá-las apenas em certascondiç#es.- +anais iEnicos regionalmente locali(ados so responsáveis pelo potencial da mem%rana em repouso, potencialsináptico e pela geraço e propagaço do potencial de aço.- As canais dependentes de neurotransmissores quimicamente dependentes2 que atravessam alguns íons namem%rana plasmática so encontrados em qual regio do neurEnio: endritos e soma corpo celular2.  Bizú de Elementos de Fisiologia - Prof Jadson Pereira Alves - Centro Universitário LaSalle 20!- B# UB$ Eterno A%rendiz   p. @  - As canais de s5dio e potássio que no so fec*ados canais de va(amento2 podem ser encontrados em qualestrutura do neurEnio: M endritos M soma ou corpo celular M DxEnio M Ierminais do axEnio em todo o neurEnio2.- As canais de voltagem dependente so encontrados em qual regio do neurEnio: DxEnio.- As neurEnios se comunicam a uma longa dist$ncia pela geraço e envio de sinal elétrico c*amado de N8P'6A 3!H7A6A ou PAI!3+ND ! DOA. - A potencial de aço é uma grande modificaço no potencial de mem%rana a partir de um valor de -14m7 ao picode Q04m7 e volta a -14m7 novamente.- A Potencial de aço inicia no cone axonal. A potencial de aço é gerado no +one Dxonal, aonde a densidade doscanais de 3aQ voltagem dependente é aumentado. As sinais a partir dos dendritos e do corpo celular alcançam ocone axonal e tornam o potencial da mem%rana mais positivo: processo c*amado de despolari(aço. As canais de 3aQ e ;Q voltagem dependente encontram-se fec*ados durante a fase de repouso.As canais de 3aQ voltagem dependente a%rem rapidamente resultando em influxo de 3aQ para dentro da célula eocorre a despolari(aço.- espolari(aço: A potencial de mem%rana é mais positivo que o potencial de mem%rana em repouso.- +omo o cone axonal despolari(a canais voltagem dependente para s5dio a%rem rapidamente, aumentando a permea%ilidade para o s5dio . D ->>m7 a mem%rana é despolari(ada para o limiar e um potencial de aço é gerado.- A potássio sai do meio interno quando os canais de íons voltagem dependente para potássio esto a%ertos. +ommenos s5dio dentro da célula e mais potássio saindo o potencial de mem%rana se torna mais negativo internamente.8ovendo-se em direço ao valor de repouso.- As canais de 3aQ voltagem dependente iniciam a inativaço e os canais de ;Q voltagem dependente começam aa%rir.- As canais de 3aQ voltagem dependente tornam-se inativos e os canais de ;Q voltagem dependente continuam aa%rir. Nsto resulta na movimentaço de cargas positivas para o meio extracelular repolari(ando a célula.- Hepolari(aço: A potencial de mem%rana se move do valor mais positivo em direço ao valor do potencial demem%rana em repouso valor negativo2.- !m muitos neurEnios os lentos canais de íons de potássio permanecem a%ertos mesmo ap5s a célula ter repolari(ado. Potássio segue saindo e o potencial de mem%rana torna-se mais negativo que o potencial de mem%ranade repouso. 3o final de *iperpolari(aço todos os canais de potássio so fec*ados.- Dlguns canais de ;Q voltagem dependente continuam a%ertos. Hesultando em movimento ;Q para fora da célula.Nsso *iperpolari(a a célula.- &iperpolari(aço: A potencial de mem%rana é mais negativo do que o potencial de mem%rana em repouso.- 7elocidade de conduço depende do di$metro e mielini(aço do axEnio.  Bizú de Elementos de Fisiologia - Prof Jadson Pereira Alves - Centro Universitário LaSalle 20!- B# UB$ Eterno A%rendiz   p. 0
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x