Taxes & Accounting

BOLETIM ANALÍTICO 85569/2013 PARECER TECNICO PARECER TÉCNICO DE CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS COM BASE NOS CRITÉRIOS DA NBR : PDF

Description
PARECER TÉCNICO DE CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS COM BASE NOS CRITÉRIOS DA NBR :2004 Fibria - MS IDENTIFICAÇÃO DO RESÍDUO: Compostos Orgânicos Página 1 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013 ÍNDICE 1.
Published
of 5
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
PARECER TÉCNICO DE CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS COM BASE NOS CRITÉRIOS DA NBR :2004 Fibria - MS IDENTIFICAÇÃO DO RESÍDUO: Compostos Orgânicos Página 1 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013 ÍNDICE 1. OBJETIVO E INTRODUÇÃO 2. ESCOPO E METODOLOGIA 3. DETALHAMENTO TÉCNICO 4. RESULTADOS 5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS 6. ANEXOS Página 2 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013 1. INTRODUCAO / OBJETIVO É apresentado neste relatório uma avaliação dos resultados analíticos da amostra de resíduo identificada como Compostos Orgânicos, coletada no dia 23 de Abril de 2013, em comparação com os critérios estabelecidos na Norma ABNT NBR de O presente relatório tem como objetivo interpretar e sintetizar os laudos enviados, sendo transcritos somente os resultados que ficaram acima de nosso limite de quantificação e que estão contemplados nos respectivos itens e anexos da NBR ESCOPO E NORMAS TÉCNICAS Esta avaliação foi realizada com base nos resultados analíticos obtidos na massa bruta e nos extratos lixiviado e solubilizado. As normas técnicas utilizadas nesta avaliação estão descritas a seguir: ABNT NBR 10004:2004 Resíduos sólidos classificação; ABNT NBR 10005:2004 Procedimento para obtenção de extrato lixiviado de resíduos sólidos; ABNT NBR 10006:2004 Procedimento para obtenção de extrato solubilizado de resíduos sólidos; ABNT NBR 10007:2004 Amostragem de resíduos sólidos. 3. DETALHAMENTO TÉCNICO Para a caracterização de resíduos, é necessário realizar ensaios na Massa Bruta, no extrato Lixiviado e no extrato Solubilizado. Os resíduos deverão ser classificados conforme ABNT NBR :2004. Resíduos Classe I Perigosos: São aqueles que apresentam periculosidade em função de suas propriedades físicas, químicas ou infecto contagiosas, podendo apresentar riscos à saúde pública e ao meio ambiente. Estes resíduos são classificados de acordo com características descritas nos itens a da norma NBR , ou constem nos Anexos A, B, C, D e E da mesma norma. Um resíduo é classificado como Classe I (Perigoso), quando um ou mais parâmetros obtidos para o extrato Lixiviado e/ou Massa Bruta estiverem acima dos valores máximos permitidos pela NBR 10004:2004 ou seus Anexos Resíduos Classe II - Não Perigosos Resíduos Classe II A - Não Inertes: São aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos Classe I ou de Classe II B. Os resíduos classe II A Não inertes podem ter propriedades tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água. Um resíduo é classificado como Classe II A - Não Inerte, quando um ou mais parâmetro obtidos para Página 3 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013 o extrato Solubilizado estiverem acima dos valores máximos permitidos pelo Anexo G da NBR 10004:2004. Resíduos Classe II B - Inertes: São aqueles que submetidos ao teste de solubilização, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, dureza, turbidez e sabor, conforme anexo G da norma ABNT NBR : RESULTADOS Massa Bruta Resultado Unidade ABNT NBR :2004 ph 6, a ( 2 ou 12,5) Ponto de fulgor 100 o C a ( 60 o C) Lixiviado Resultado Unidade ABNT NBR :2004 (Anexo F) Cromo 0,018 mg/l 5 Fluoreto 0,74 mg/l 150 Solubilizado Resultado Unidade ABNT NBR :2004 (Anexo G) Alumínio 0,060 mg/l 0,2 Cloreto 182 mg/l 250 Cromo 0,022 mg/l 0,05 Ferro 0,34 mg/l 0,3 Fluoreto 0,52 mg/l 1,5 Sódio 65 mg/l 200 Sulfato 12,0 mg/l 250 Surfactantes 0,10 mg/l 0,5 Zinco 0,13 mg/l 5,0 5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS Massa Bruta: Comparando-se os resultados obtidos com os Valores Máximos Permitidos pela NBR 10004:2004, podemos afirmar que: Os parâmetros satisfazem os limites máximos permitidos. Página 4 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013 Lixiviado: Comparando-se os resultados obtidos com os Valores Máximos Permitidos pela NBR 10004:2004 Anexo F, podemos afirmar que: Os parâmetros satisfazem os limites máximos permitidos. Solubilizado: Comparando-se os resultados obtidos com os Valores Máximos Permitidos pela NBR 10004:2004 Anexo G, podemos afirmar que: O parâmetro Ferro ultrapassa o limite máximo permitido. Em função dos resultados obtidos, a amostra de resíduo deve ser considerada como: Resíduo Classe II A Não Inerte 6. ANEXO I - Laudos de Análises APROVADO POR: Roberta Santos, M.Sc. Gerente Técnica de Projetos ALS Corplab CRQ IV: Página 5 de 5 - Núm. Grupo Corplab: 8045/2013
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks