Psychology

BOLETIM INFORMATIVO ADERE-MINHO NA CERTIFICAÇÃO DA OLARIA E FIGURADO DE BARCELOS ÍNDICE:

Description
2007 BOLETIM INFORMATIVO ADERE-MINHO NA CERTIFICAÇÃO DA OLARIA E FIGURADO DE BARCELOS O processo de certificação dos produtos de Olaria e Figurado será da responsabilidade da ADERE-MINHO, com o apoio de
Categories
Published
of 20
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
2007 BOLETIM INFORMATIVO ADERE-MINHO NA CERTIFICAÇÃO DA OLARIA E FIGURADO DE BARCELOS O processo de certificação dos produtos de Olaria e Figurado será da responsabilidade da ADERE-MINHO, com o apoio de uma Comissão de Acompanhamento. A Comissão é constituída por representantes das seguintes entidades: Adere-Minho, Câmara Municipal de Barcelos, PPART (Programa para a Promoção das Artes e Ofícios Artesanais), CRAT (Centro Regional de Artes Tradicionais) e IEFP (Centro de Emprego de Barcelos). A associação O Galo, aparece como convidada da comissão com o objectivo de representar os artesãos do Concelho. Esta comissão terá o papel de acompanhar todo o trabalho realizado pela Adere-Minho nomeadamente a adaptação do Caderno de Especificações ( já existente) bem como a elaboração do Regulamento para a certificação. ÍNDICE: Pág Certificação Olaria e Figurado Barcelos Pág. 2, Processo de Certificação Lenços de Namorados do Minho Pág. 4, Conferencias de Soutelo Pág Brochura das Conferencias Pág. 7, Viveiro de Micro Empresas Artesanais Pág INOVARTE 2007 A Adere-Minho e a Câmara Municipal de Barcelos, assinaram no dia 19 de Novembro, um protocolo de colaboração no âmbito da Certificação Olaria e Figurado de Barcelos. O município dirigiu o convite à Adere-Minho, no sentido desta implementar e desenvolver a certificação da Olaria e Figurado de Barcelos. Este convite reconhece o trabalho desenvolvido pela Associação, no âmbito da certificação dos Lenços de Namorados do Minho. Este passo importante permitirá aos artesãos de Barcelos que trabalham a olaria e o figurado, poderem ter um certificado nos seus produtos, garantindo aos consumidores que as peças são produzidas em Barcelos, cumprindo na integra as características e a qualidade. A Adere-Minho, homenageia a Câmara Municipal de Barcelos pelo trabalho que tem vindo a realizar, salientando todo o percurso para a certificação da Olaria e do Figurado, salvaguardando e preservando as tradições deste concelho. No primeiro trimestre de 2008, contamos apresentar as primeiras peças certificadas. Dra. Joana Garrido (Vereadora Educação/ Cultura Barcelos); Dr. Fernando Reis (Presidente C.M. Barcelos) Eng.º Abílio Vilaça (Presidente Adere-Minho) Pág Programa Dinamizar Pág. 11,12. Protocolo Facfil, Jornadas Facfil Pág. 13, Festa dos Stocks Pág Dia da Criança Pág Formação Pág. 17..Projecto GEIRA, Sensibilização Pág. 18, Breves Pág A Adere-Minho na Imprensa 1 PROMOÇÃO DA CERTIFICAÇÃO Lenços de Namorados do Minho Exposições Durante o mês de Fevereiro, a Adere-Minho promoveu vários exposições de lenços de namorados do Minho Certificados, nomeadamente nas lojas de vestuário da GANT no Porto e em Lisboa, no CRAT Centro Regional das Artes Tradicionais no Porto, na Câmara Municipal de Espinho e na Fundação Jorge Antunes, em Amarante. Estas mostras visam a promoção da Certificação. Colecção de Postais Este ano foi lançada uma nova colecção de postais alusivos aos lenços de namorados do Minho. Esta colecção é composta por doze postais, ilustrativos de alguns lenços de namorados. No âmbito do dia dos namorados, lançamos o desafio a alguns restaurantes para oferecerem aos seus clientes no Jantar a Dois de 14 de Fevereiro, postais para trocarem mensagens de amor. Esta colecção pode ser adquirida durante todo o ano nas instalações da Adere-Minho, ou através da Internet em Adere-Minho e os Storytailors A Adere-Minho esteve presente em Lisboa durante a apresentação da colecção Primavera- Verão 2008 da dupla de criadores João Branco e Luís Sanchez - Storytailors. Esta colecção de vestuário é inspirada no amor, e algumas peças foram executadas com bordados dos motivos dos lenços de namorados do Minho. Esta dupla de criadores estabeleceu uma parceria com a Adere-Minho e nesta colecção foram apresentados quatro modelos, todos com apontamentos bordados pela artesã Rosa Lopes (que se encontra instalada no Viveiro de Microempresas de Artes e Ofícios Tradicionais, em Soutelo Vila Verde). O vestido que vemos na foto tem como capa um lenço bordado em organza. AparceriaentreaAdere-MinhoeosStorytailors, vai continuar nas próximas colecções, com o objectivo de promover a tradição dos Lenços de Namorados do Minho, e sobretudo para que cada vez mais pessoas saibam que este produto genuíno tem qualidade e características que fazem dele um produto certificado. Foto em cima João Branco e Luís Sanches (Storytailors) com a artesã Rosa Lopes e a Directora Geral da Adere-Minho Teresa Costa Foto em baixo um dos Vestido com bordados apresentado na colecção 2 Veja o seu lenço certificado através da Internet em PROMOÇÃO DA CERTIFICAÇÃO Lenços Namorados do Minho Alterações à certificação - Caderno de Especificações Entra em vigor a partir de Janeiro de 2008 o Caderno de Especificações dos Lenços de Namorados, que introduz novas abordagens à certificação, e consequentemente alterações aos parâmetros para avaliação dos lenços. Para consultar o caderno de especificações na integra, pode faze-lo no Gabinete de Apoio ao Artesão, na Biblioteca Multimédia dos Lenços de Namorados do Minho, ou através do nosso site Importante para os consumidores: Indicação Geográfica Minho (Distritos Braga, Viana do Castelo, Porto e alguns concelhos do distrito de Vila Real, Montalegre, Boticas, Ribeira de Pena e Mondim de Basto); Atribuição de categoria aos lenços certificados: 1 - Lenços Clássicos; 2- Lenços Criação Clássica (Inspiração Clássica); 3 Lenços Criação Contemporânea (inovadores) Importante para os artesãos: -Os artesãos e/ou as unidades produtivas terão que estar reconhecidos, ou em processo de reconhecimento, no âmbito do Processo do Estatuto de artesão ou unidade produtiva artesanal (para tal deverão fazer-se acompanhar do respectivo comprovativo); -- As reuniões de certificação passam a ser realizadas todas as semanas às quintas feiras; os lenços deverão ser entregues até às 12h do dia da reunião, e devolvidos 24 horas depois; -A certificação tem um custo simbólico de 1,5 por lenço, aquirindo uma etiqueta (holograma) mais embalagem; --Todos os lenços sujeitos à certificação deverão ter uma etiqueta de instruções de lavagem. Criação de Biblioteca Multimédia A Adere-Minho criou a Biblioteca Multimédia, um novo espaço de pesquisa e cultura dedicada à temática dos Lenços de Namorados do Minho. Este espaço reúne documentação escrita, registos bibliográficos e multimédia, nomeadamente o DVD O Caminho da Certificação. Dirigida a alunos, investigadores e cidadãos em geral, este espaço pode ser utilizado de segunda a sexta feira, das 09.00h às 12.30h e das 14.00h às 17.30h. Projecto co-financiado pelo programa Leader+ 3 CONFERÊNCIAS DE SOUTELO Directora Regional de Educação do Norte na Adere-Minho No sequencia do ciclo de conferencias da Adere-Minho, realizou-se no dia 22 de Novembro, uma conferencia subordinada ao tema O Sistema Educativo na Região Minho. Na mesa contamos com a presença da Dra. Margarida Moreira, Directora Regional de Educação do Norte (como conferencista), Dr. Rui Silva, Vereador da Educação e Cultura do Município de Vila Verde (como moderador) e o Eng. Abílio Vilaça em representação da Adere-Minho. Aqui a Directora Regional afirmou que o maior problema de Portugal é o insucesso escolar. Insucesso que se verifica sobretudo por parte de crianças e jovens oriundos de famílias carenciadas. Após uma analise feita à cerca de um ano, esta mostrava que apenas quatro por cento dos alunos que beneficiam de apoio social escolar se inscrevem nos exames do ensino secundário. Segundo a directora regional de educação, na última década, o ensino secundário perdeu 90 mil alunos. Se por um lado as famílias deixaram de ser tão numerosas, por outro, há taxas significativas de insucesso escolar, salientando no entanto que este ano pela primeira vez, foi possível inverter esta tendência, com o regresso de 20 mil alunos ao sistema de ensino, no âmbito do programa Novas Oportunidades. d Dra. Ana Paula Fitas (Assessora Presidente CIG e Dra. Maria Carmo Antunes (Directora CRSS de Braga) 4 Dr, Rui Silva (Vereador da Educação e Cultura do Município de Vila Verde; Dra. Margarida Moreira (Directora DREN; Engº Abílio Vilaça (Presidente ADERE-MINHO) Igualdade de Oportunidades em Debate Ana Paula Fitas, assessora da Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade do Género (CIG), foi a conferencista convidada, com moderação da Directora do CRSS de Braga Dra. Maria Carmo Antunes. Aquela responsável considera urgente e indispensável que os grupos discriminados tenham representação, só desta forma, é possível que os direitos tenham visibilidade. Neste sentido, particularmente este ano Ano Europeu para a Igualdade de Oportunidades foram desenvolvidas várias acções para sensibilizar o Governo, as autarquias, as instituições públicas e privadas, a sociedade civil e todos os agentes de desenvolvimento a darem voz aos grupos minoritários. A conferencista insistiu particularmente na necessidade de representação dos cidadãos discriminados, de modo a que a opinião pública em geral lhes reconheça o direito à igualdade de tratamento. Cont. O Aeromodelismo no Desenvolvimento das Competências dos mais Jovens O Prof., João Loureiro de Sousa, Presidente da Federação Portuguesa de Aeromodelismo, foi convidado a reflectir no Minho, sendo o protagonista de mais uma conferencia. O orador começou por demonstrar o seu agrado, pela participação e entusiasmo dos jovens do Minho, pela modalidade, já que no auditório se encontravam jovens de todas as idades. O conferencista não pode deixar de enaltecer o papel da Adere-Minho na sua mobilização. A FPAM já conta com um programa de educação instituído a nível nacional. Este programa é constituído por 5 etapas bases. A Adere-Minho no seu percursorso de formação, vai desenvolver e cumprir as várias etapas. Cada uma delas consiste em fazer um protótipo de um aeromodelo a partir de um conjunto de montagem, a cumprir as metas que são propostas para o avião em termos de altura, alcance etc Segundo o conferencista, já se pratica aeromodelismo em Portugal desde o inicio da 1ª guerra mundial, nomeadamente no Colégio Militar em Lisboa, onde ainda hoje o Prof. Loureiro de Sousa é o decano dos professores nesta arte, sendo igualmente detentor de numerosos e variados recordes nacionais e internacionais em várias categorias na prática de aeromodelismo. A Adere-Minho e a Federação Portuguesa de Aeromodelismo (FPAM), assinaram um protocolo de colaboração. A Direcção da Adere-Minho, entende que a prática de aeromodelismo fomenta o saudável progresso intelectual e técnico dos nossos jovens. De referir que no término da conferencia, a Adere-Minho contou de imediato com uma dezena de inscrições para a formação, o que é bem sintomático do impacto que esta actividade teve na população. Prof. João Loureiro de Sousa (Presidente FPAM) e Engº Abílio Vilaça (Presidente ADERE-MINHO) 5 CONFERÊNCIAS DE SOUTELO Lançamento da Brochura das Conferencias A Adere-Minho editou uma brochura, cujo título é Quebrar a Resignação Minho Região de Futuro que compila as 27 Conferencias de Soutelo,. Na apresentação desta brochura esteve presente o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte, Dr. Carlos Laje, e o Chefe Nacional do PIC-Leader +, Eng.º Rui Veríssimo Baptista. Esta brochura contém uma apresentação dos 27 conferencistas, bem como o resumo das últimas 12 conferências. Este Ciclo de Conferencias realizadas entre 2002 e 2006, abordaram os mais variados temas de interesse nacional, regional e local. A obra apresentada é a demonstração rica e poderosa de como é possível cativar os grandes pensadores e figuras de prestigio a discutir com os cidadãos no seu próprio território. As conferencias concluíram com grande motivação, para um novo despertar de consciências a para uma reafirmação de Portugal, como um país vivo e inconformado que conquistará o respeito e o reconhecimento da comunidade internacional. O Presidente da CCDRN, Dr. Carlos Laje, afirmou na sua intervenção de apresentação da brochura, que o desenvolvimento local é a única resposta contra todas as formas de centralismo que dominam a sociedade portuguesa. De lembrar que esta edição teve o co-financiamento do programa Leader +, contando com o Chefe Pic-Leader + como o 27º Conferencista, sendo ainda nosso convidado aquando esta apresentação simbólica desta brochura. Dr. Manuel Lopes (C.M. Vila Verde, Eng.º Abílio Vilaça (Presidente Adere-Minho); Dr. Carlos Lage (Presidente CCDRN); Eng.º Rui Veríssimo (Chefe Pic Leader+); Sr. Manuel Lima (Junta Freguesia Soutelo) Conferencistas 2002 a Viveiro de Micro Empresas Artes e Ofícios Tradicionais Feiras dos Produtos da terra As Feiras dos Produtos Locais é um projecto com apoio do programa Leader +, que visa promover e divulgar os produtos locais, criando o hábito aos consumidores de uma feira mensal. Apoia os produtores a escoar os seus produtos, e oferece aos visitantes a possibilidade de adquirir produtos da terra. As feiras são realizadas no espaço do Viveiro de Micro-Empresas de Artes e Ofícios Tradicionais, podendo assim juntar os produtos locais com o artesanato. Feira da Uva A Iª Mostra dedicada à UVA contou com a presença de vários produtores, agricultores e artesãos que representaram as várias actividades. Os visitantes tiveram à sua disposição produtos: hortícolas, vinícolas, frutícolas, lácteos, charcutaria, pão e pastelaria, bordados, tapeçarias, vestuário, figurado, etc. A área de exposição, acolheu ainda actividades culturais e musicais, exemplo do grupo de cavaquinhos de Soutelo, que dinamizou a inauguração da feira. O evento contou com elevada participação, a começar pela população local. Feira da Castanha Depois da adesão da primeira edição, realizou-se a 20 de Outubro a Feira da Castanha. Desta vez, trouxemos até ao viveiro, criadores de coelhos, patos, galos e galinhas, estiveram ainda presentes os produtores com castanhas, hortaliças várias, frutos como os diospiros, kiwis, mas também se podia comprar, compotas, bolos e biscoitos caseiros, plantas e flores e artesanato. O objectivo é dinamizar uma feira mensal, fidelizando as pessoas a virem comprar os seus produtos preferidos. De referir ainda que esta feira contou com um magusto que animou a tarde, organizado pela Associação de Pais das Escolas de Soutelo. Feira do Pinheiro e da Pinha A 24 de Novembro, realizou-se a Feira do Pinheiro edapinha,já a pensar na época natalícia, esta mostra animou o viveiro de artes e ofícios tradicionais. Para além do Pinheiro em vaso, podia encontrar as pinhas e o azevim. Participaram igualmente vários produtores de nozes, frutos secos, avelãs, alguns produtores de vinho e as já habituais bancas de pastelaria, petiscos regionais, nomeadamente as pataniscas e as papas de sarrabulho. Nesta feira a Adere-Minho entregou os prémios do concurso INOVARTE 2007, aos artesãos vencedores. (ver pág. 9) 7 Cont. Criação de duas novas Micro-Empresas Retrosaria e Florista abrem no Viveiro de Artes e Ofícios Tradicionais Loja das Flores Retrosaria A Relha O Viveiro de Micro Empresas de Artes e Ofícios Tradicionais, continua a sua missão de dar oportunidade a desempregados que pretendam criar o seu próprio posto de trabalho. Disponibiliza espaço para a criação de PME(s). Desta feita durante o ano de 2007, abriram duas novas unidades, uma Florista e uma retrosaria. Assim o Viveiro com 13 micro empresas pode ser visitado on-line através do site no link Viveiro de Artesanato, onde encontra um Barbeiro, uma Bordadeira de Lenços de Namorados, Ferro Forjado; Bonecas de algodão biológico e arranjos de vestuário, cerâmica e olaria, uma cabeleireira, florista, papelaria, e frutaria. Para o ano de 2008 já está previsto a abertura de uma Engomadoria. Um Viveiro de Micro Empresas de Artes e Ofícios em Meio Rural 8 VISITE-NOS INOVARTE Concurso de Artesanato -IIIª Edição Vencedores INOVARTE 2007 Tema Igualdade de Oportunidades Foram distinguidas as seguintes peças e artesãos: 1.º Prémio peça Nós, da Artesã Conceição Sapateiro. 2.º Prémio peça Vamos Todos Dar as Mãos, do Artesão Júlio Ferreira. 3.º Prémio peça Rede, da Artesã Idalina Martins. A artesã Barcelense, Conceição Sapateiro, concorreu com uma peça em barro com as figuras de um homem e uma mulher, sob o titulo de Nós, foi a vencedora da edição deste ano e recebeu um cheque no valor de 500. Para a artesã este prémio é o reconhecimento de muito trabalho, fazendo votos para que este tipo de incentivos continue, de forma a criar laços de confiança nos artesãos. O famalicense Júlio Ferreira conquistou o segundo prémio e ganhou 250. O seu trabalho Vamos Todos Dar as Mãos, representava um conjunto de mãos em chapa sobre uma base de madeira. Em terceiro lugar ficou Idalina Martins, residente em Vila Verde, que confeccionou uma rede em algodão, tecida no tear, intitulada Rede para Todos, tendo ganho um cheque no valor de Projecto Dinamizar Entrega de Certificado de Participação No dia 8 de Novembro a Adere-Minho procedeu à entrega de diplomas às 18 empresas de comércio e serviços do Minho envolvidas no Projecto Dinamizar. Este projecto, da responsabilidade da Confederação de Comercio e Serviços de Portugal (CCP), tinha como objectivo apoiar PME, de Comércio e Serviços. A Adere-Minho desenvolveu este projecto nos Concelhos de Vila Verde, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso e Braga. Na cerimónia i estiveram presentes o Presidente da Assembleia-Geral da CCP, Dr. Manuel Gamito, e os Presidente e Vice-Presidente da Adere- Minho, Abílio Vilaça e Manuel Barbosa, respectivamente. Entrega de Certificados aos empresários e empresárias As 18 empresas que beneficiaram deste projecto tiveram apoios na área da consultoria, prestados por uma equipa de seis consultores multidisciplinares. A outra área de intervenção foi a formação quer para empresários quer para colaboradores. O Presidente da Assembleia Geral da CCP, Dr. Manuel Gamito explicou que a Confederação vê com o maior interesse tudo que envolva apoios às micro-empresas que ambicionam tornar-se mais fortes e competitivas. Portanto é fundamental que haja a preocupação de incentivar estas pequenas empresas que estão a começar e que têm vontade de crescer. Para a Adere-Minho, o balanço do projecto Dinamizar é bastante positivo, as dezoito empresas que receberem os certificados são prova disso, para estes empresários vai o nosso agradecimento. Empresas do Projecto: DesignGEN Comunicação Visual Lda, Manuel Graça e Filhos, Domingos Gonçalves Lda, Numisconta, Móveis Vieira, Dierum Educação de Infância, Bragaprint, Manuel Vivas Aluguer de Equipamentos, Jorketing Lda, Faxminho, Climinho, Viver Mais, Fundação Calcedónia, Verdecenter, Neves e Neves, Irmãs Nogueira, VV Informática, e Podologia Centro de Tratamento do Pé. Empresários, Consultores, Técnicos e Direcção Adere-Minho Presidente A.G. CCP 10 Adere-Minho e Faculdade de Filosofia assinam Protocolo de Cooperação Dr. Carlos Morais (Director curso Estudos Artísticos); Prof. Dr. Alfredo Dinis (Reitor FacFil); Eng.º Abílio Vilaça e José Manuel Barbosa (Presidente e Vice-Presidente da Adere-Minho) Prof. Dr. Alfredo Dinis (Reitor FacFil); Eng.º Abílio Vilaça (Presidente Adere-Minho) O protocolo potocooassinadoado entre e a Direcção da Adere-Minho, e e a Faculdade de Filosofia do Centro Regional de Braga da Universidade Católica Portuguesa, tem como objectivos principais: a promoção da formação profissional e pedagógica; a realização conjunta de cursos, seminários ou conferências; a realização conjunta de Estudos, designadamente no âmbito do património cultural, entre outros; intercambio de informações e de docentes. Para o Presidente da Adere-Minho, Eng.º Abílio Vilaça, este protocolo surge numa altura em que é necessário estimular nas populações uma maior participação nos eventos culturais e artísticos, sendo por isso urgente que, aos diferentes níveis e em todas as regiões se estimulem a realização de mais acontecimentos envolvendo os protagonistas locais. A recente parceria expressa ainda, a vontade comum a ambas as instituições, de desenvol
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks