Small Business & Entrepreneurship

Boletim Informativo ADIBERJ ASSOCIAÇÃO DOS DIÁCONOS BATISTAS DO ES- TADO DO RIO DE JANEIRO BOLETIM INFORMATIVO Nº 011/10 SIGA, E NÃO FAÇA PERGUNTAS

Description
Boletim Informativo ADIBERJ ASSOCIAÇÃO DOS DIÁCONOS BATISTAS DO ES- TADO DO RIO DE JANEIRO OUTRAS NOTÍCIAS OUTRAS NOTÍCIAS CONTEÚDO BOLETIM INFORMATIVO Nº 011/10 DEZEMBRO DE 2010 Artigo; Aniversariantes;
Published
of 6
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Boletim Informativo ADIBERJ ASSOCIAÇÃO DOS DIÁCONOS BATISTAS DO ES- TADO DO RIO DE JANEIRO OUTRAS NOTÍCIAS OUTRAS NOTÍCIAS CONTEÚDO BOLETIM INFORMATIVO Nº 011/10 DEZEMBRO DE 2010 Artigo; Aniversariantes; Atividades; Agenda; Últimas Notícias; SIGA, E NÃO FAÇA PERGUNTAS E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na recebedoria um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantandose, o seguiu. (Mateus 9.9) ATENÇÃO Senhores Presidentes e e Coordenadores de Secções, Secções, favor enviar favor para enviar o de para o todas as programações e todas as programações atividades de sua Secção para e que atividades possamos de publicar Secção em para nosso que Boletim possa- sua Informativo mos publicar e também em nosso site. Boletim Informativo e também no site. Quaisquer dúvidas entre Quaisquer em contato dúvidas conosco através do telefone: entre ATENÇÃO em contato Visite conosco (22) o novo / através site dos Diáconos telefone: (22) Batistas do Estado 2698 do Rio de Janeiro: TEMA E DIVISA DA CBB O aperfeiçoamento dos santos na integração das gerações Mas tu, Senhor,estás entronizado para sempre, e o teu nome lembrado por todas as gerações (102:12). Sempre me fascinou o fato de Jesus ter chamado alguns homens para segui-lo e eles de pronto abandonarem seus afazeres, sem nada perguntar. Aos pescadores disse-lhes: vinde após mim, e estes deixaram imediatamente as redes e o seguiram (Mt 4.20). Encontrou a Levi, o publicano, sentado na coletoria, e chamou-o: Segue-me! e ele se levantou e o seguiu (Mt 9.9). Cadê o programa? O contrato? Quais são os riscos? Onde estão as garantias? É bem provável que eles já tivessem ouvido falar do Messias, mas isso não diminui o valor do importante passo que deram. O que Jesus deseja que eu faça não é decorar um conjunto de regras, do que pode e do que não pode fazer, nem repetir gestos, nem que pratiquemos compulsivamente determinados rituais, mas simplesmente segui-lo. Talvez a palavra que melhor resume uma vida cristã saudável seja justamente esta: Siga-me. De uma forma geral olhamos o que as pessoas estão fazendo de errado em suas vidas, e de pronto exclamamos para elas: abandonem a bebida... parem de se prostituir... chega de mentir.... É a tentativa de mudar comportamentos sem que se mude o indivíduo. Felizmente, o programa de vida que Jesus tem pra nós começa com uma só palavra: Segue-me!. Se formos honestos haveremos de reconhecer que somos seres disfuncionais, que precisam de constantes ajustes. Jesus sabe disso e em nenhum momento Ele espera que eu apresente melhoras para acompanhalo. Ao contrário, segui-lo é o tratamento que Ele tem para as minhas disfunções. E nisso, estamos todos na mesma luta, qual seja, a de submeter o nosso ser a Cristo e vencer o pecado que deseja nos dominar. Levi, por e- xemplo, pertencia à classe dos publicanos, que não eram bem-vistos pelo Página 2 povo. Talvez hoje fôssemos até ele e tentaríamos convencê-lo de seus erros. Jesus, porém, vai ao seu encontro e simplesmente o convida a segui-lo e nenhuma palavra sobre o seu estado! Possivelmente muitos cristãos terão de conviver o resto de seus dias com alguns traços, mazelas ou doenças interiores que estão arraigadas na alma. No fundo sabem que, por amor a Cristo, haverão de trilhar uma vida de renúncia diária, árdua, consciente, mas não amargurada. É como o alcoólatra que renunciou à bebida, mas cônscio que o mal continua vivo dentro dele, e dependerá da graça divina enquanto viver. O apóstolo Paulo teve um espinho na carne, e parece ter suportado isso por toda sua vida. A Bíblia revela que Elias era um homem semelhante a nós, sujeito às mesmas paixões, e mesmo assim Deus o trasladou ao céu. Até o rei Davi, em sua velhice, com o corpo entorpecido e senil, conservou até o fim o gosto de estar ao lado de uma moçoila, nem que fosse só para se aquecer (1Rs 1.1-4). Claro que seguir a Cristo também envolve a mente e o racional. Mas o problema é quando as perguntas se tornam um impedimento para levantar e seguir. Não que a resposta irá ajudá-los a tomar uma decisão, porque tão logo se lhe respondam, já maquinam outra e outra dúvida. Qual o medo? Sabem no íntimo que se der por convencidos terão de abandonar suas redes. Em Cristo não haverá respostas a priori. É preciso ter a coragem de se levantar e segui-lo. A estes, Ele dará total atenção, revelará o que há em seus corações, contará segredos reservados aos que Lhe são íntimos e desvelará tesouros ocultos. São aos seus discípulos e seguidores que Ele se agrada em dizer coisas que jamais diria às multidões, e responderá para nós algumas questões não todas pois em nossa finitude seríamos incapazes de compreender. Faça como Levi: levante-se e siga o Mestre sem fazer muitas perguntas. No momento certo ele te explicará. Pr. Daniel Rocha Oração do justo pode muito em seus efeitos (Tiago 5:16) Dsa. Isabel de Souza Martins ; Dsa. Bercholina de Souza Perroud - Igreja B. Vale do Sul - Ass. Iguaçuana; Dsa. Aydê Ribeiro Gonçalves - Igreja B. Bairro Pera Flor - Ass. Sudeste; Dc. José Mendonça - Igreja Batista Bairro Iolanda - Ass. Iguaçuana; Dc. Nelson Cardoso - Igreja B. Central de Teresópolis - Ass. Serra dos Órgãos; Dc. João Batista da Costa - PIB de Campo Lindo - Ass. Sudeste; Dc. Geraldo Paulo Fernandes Brandão - Igreja Batista Boa Esperança - Ass. Batista 1º Centenário; Dc. Noé Louzada; Dc. Eustáquio Balbino Pinheiro; Página 3 Dc. José Batista - Igreja B. Bairro Nova América - Associação Iguaçuana; 05/12 - Dc. Paulo Pinheiro; - Dc. Luiz Gonzaga dos Santos; 06/12 - Dc. Leontemo Vicente Barreto; 07/12 - Dsa. Irene da Silva Florido 11/12 - Dc. Demétrio da Silva Corôa; 12/12 - Dc. José Kiffer dos Santos; 14/12 - Dc. Manoel Tavares Campos; 22/12 - Dc. José Rezende Papoula; - Dc. Olívio Freitas Vieira; 23/12 - Dc. José Rodrigues da Silva; 26/12 - Dc. Sydinei Tunala; 31/12 - Dc. Ruy Nascimento; 31/12 - Dc. Paulo de Souza; Muitas são, SENHOR meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, são mais do que se podem contar. (Salmos 40: 5) CONSAGRAÇÃO DE DIÁCONOS AO MINISTÉRIO DIACONAL Foi ordenado ao ministério pastoral os Diáconos: José Antônio Ferreira - Igreja B. Santa Clara - Associação Iguaçuana;Miquéias Marcelino e Etiel Marcelino - Igreja Batista Nova América - Associação Iguaçuana e Paulo Roberto de Souza Coutinho - Igreja Batista Esperança - Associação Iguaçuana. Felicitamos aos amados irmãos e desejando-lhes um profícuo e feliz ministério. Página 4 DIÁCONOS FLUMINENSES RECEBEM A ADBB O povo batista fluminense é conhecido entre os batistas brasileiros pela sua disposição em propagar o evangelho, haja vista o grande número de Igrejas e Congregações espalhadas por este Estado, maior estado batista do Brasil, como também, em especial, por sua maneira calorosa de receber pessoas. No dia 19 de Janeiro próximo os Diáconos Batistas Fluminenses terão mais uma oportunidade de demonstrar essa sua marca, quando receberemos em Niterói Diáconos de todo o Brasil, por ocasião do Encontro da ADBB Associação dos Diáconos Batistas do Brasil, dentro das programações da 91ª Assembléia da Convenção Batista Brasileira 21 a 25 de Janeiro de Como representante da ADIBERJ na Diretoria da ADBB, como seu 1º Vice-Presidente, conclamo aos Diáconos Fluminenses a se fazerem presentes naquele dia, quando desfrutaremos de três momentos já bem elaborados: manhã, tarde e noite, no templo da Igreja Batista do Fonseca. A Diretoria da ADBB, tendo à frente a Dsa. Damares Beatriz, preocupou-se em convidar excelentes preletores para nos conduzirem a grandes reflexões sobre o tema Vida Plena e Meio Ambiente, sobre o nosso papel nesse contexto e nos inspirar a um serviço ainda mais excelente. Além disto, convidamos a AMBB para dirigir a música naquele dia. Sabemos que teremos boa música e agradecemos a bondade da irmã Tânia Krammer, Presidente daquela Associação, pela bondade em nos atender. O Grupo Vocal Integração é um dos nossos convidados, já tendo confirmado sua presença. Irmãos, precisamos unir as nossas forças, a fim de que os diáconos de todo o Brasil sejam recebidos da melhor forma possível e, assim, possam levar para os seus estados uma boa recordação do tempo passado aqui. A nossa comunhão é algo que contribuirá para uma acolhida calorosa e impecável. Diácono José Octávio dos Santos 1º Vice-Presidente da ADBB Complexo Caio Martins - Niterói/RJ Página 5 ATIVIDADES DA ADIBERJ DEZEMBRO 04 Reunião do Conselho e Confraternização 25 - Natal de Jesus HISTÓRIA DE CRENTE: SURPRESA NO CONGRESSO DOS DIÁCO- NOS Foi em um congresso regional de diáconos em São Bernardo do Campo que aconteceu. Bem cedo, no domingo, ônibus fretados congestionavam a estreita rua daquele bairro de periferia, afim de desembarcar dezenas de irmãos que exerciam essa função em suas igrejas. Logo no inicio, percebia-se certa movimentação entre os diáconos da igreja onde seria sediado o evento: dois jovens rapazes, aparentemente indigentes, insistiam em ficar sentados, enrolados em seus cobertores, nas proximidades da entrada da igreja. O corpo diaconal tentava removê-los de diversas formas, tentando minimizar o constrangimento diante dos que chegavam: uns oravam, outros repreendiam o demônio, enquanto gritavam em repulsa ao diabo que escolhera enviar seus agentes bem naquele importante dia. Já dentro da nave do templo, ficou-se sabendo que a muito custo, conseguiram afastar os garotos, chamados de nóias, molhando abundantemente o chão onde queriam deitar. Esse congressos são sempre muito bem organizados, cheios de pompa, cronologicamente marcados: momento da oração, momento das músicas, momentos das homenagens, momento dos estudos. Tudo sincronizado. Naquele ano, havia uma novidade: fora incluso na programação uma peça teatral. O pastor da igreja que trouxe a peça parecia angustiado quando foi a frente e anunciou o início da apresentação. O salão da igreja era estreito, mas bem comprido, e lá de trás, os atores iam entrando: cada personagem trazia em suas costas um grande saco de pano, representando seu fardo, e clamavam, até chegar a frente, no palanque onde fica o púlpito, procurando por uma igreja que fosse capaz de aliviar seu fardo. Procuravam a igreja que os aliviasse, mas nada encontravam ao chegar no palco. Entre personagens haviam a prostituta, o homossexual, o viciado em drogas, o adúltero, a adolescente abandonada por engravidar. Foi quando, para alerta geral dos diáconos daquela igreja, os dois teimosos indigentes entram pelas portas, maltrapilhos, abraçados e chorando muito, clamando em alta voz, como fantasmas que se arrastam em suas correntes. Os diáconos, em um descuido, não os viram entrar: Quem é capaz de nos ajudar? Quem será capaz de se importar conosco? Onde deixamos nosso fardo? Tá amarrado! - gritou uma das irmãs, confortavelmente sentada, no que ele respondeu: Tá amarrado, irmã? Você pensa que sou demônio? Vocês se acham preparados para cuidar dos enfermos? Jogaram água no chão para a gente não tivesse onde sentar lá na rua... Página 6 E choravam. Choravam com uma tristeza que eu, que estive lá naquele dia, compartilhei. Senti-a, pela vergonha de saber o que poderia ser feito, mas não fiz. Chorei por ter que admitir que toda aquela pompa e cordialidade, para momentos onde o Cristo nos preparou, foi denunciado na manhã ensolarada daquele domingo. Estava desconfortavelmente mexido. Os dois nóias eram atores, jovens cristãos da igreja daquele pastor angustiado: naquele dia, muitos se sentiram expostos, e ele ganhou veladamente, antipatias e inimigos. Ele sabia que esse seria o preço a pagar por ter permitido aquela apresentação. E fez o que muitos não querem: pagou o preço. Hoje, alguns anos depois, de todos os congressos e seminários que pude participar, esse é um dos poucos que ainda assalta minha memória, me levando às lágrimas, redirecionando meu curso de vida, deixando claro o quanto nos iludimos em nossa visão de cristianismo e Reino. Não me lembro dos nomes dos atores nem daquele pastor, mas agradeço a Deus pela vida deles e o chacoalho que me proporcionaram. (Extraído) Visite nosso site :
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks