Documents

exercícios de revisão II modernismo 131 1º bim

Description
Nome do(a) aluno(a): _________________________________________ Turma: 131 Professor: Mônica Marcelle S. Spada Data: ____/____/_____ ATIVIDADE DE LITERATURA REVISÃO MODERNISMO BRASILEIRO - PARTE II 1. (UFRS) Em A Bagaceira, de José Américo de Almeida, notam-se uma atitude reivindicatória, em face do meio hostil e decadente que descreve, e a adequação da linguagem ao assunto de que trata. Essas serão, posteriormente, características marcantes: a) do romance regionalista da década de 30. b) do roma
Categories
Published
of 7
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
     Nome do(a) aluno(a): _________________________________________ Turma: 131Professor: Mônica Marcelle S. Spada Data: ____/____/_____  ATIVIDADE DE LITERATURAREVISÃO MODERNISMO BRASILEIRO - PARTE II1. (UFRS) Em  A Bagaceira , de José Américo de Almeida, notam-se uma atitude reivindicatória, em face domeio hostil e decadente que descreve, e a adequação da linguagem ao assunto de que trata. Essas serão,posteriormente, características marcantes: a) do romance regionalista da década de 30. b) do romance psicológico, desenvolvido por Lygia Fagundes Telles e Cyro dos Anjos.c) da prosa coloquial e regional dos contos de Antônio de Alcântara Machado.d) do moderno teatro brasileiro, realizado por Oswald de Andrade e Nélson Rodrigues.e) da poesia concreta, que busca descobrir a linguagem literária mais adequada à descrição da realidade brasileira. 2. (FEMP-PA) Foi com ......... de .......... que se inicia o .......... da ficção modernista, abrindo assim uma novafase da nossa história literária. a)  Fogo morto ; José Lins do Rego; 2o momento. b)  A bagaceira ; José Américo de Almeida; 2o momento.c) O rei da vela ; Oswald de Andrade; 1o momento.d) Corpo de baile ; Guimarães Rosa; 3o momento.e) Gabriela, cravo e canela ; Jorge amado; 3o momento. 3. (UFGO) O Modernismo tem ao menos duas fases bem distintas: a primeira que vai de 1922 a 1930; aoutra, posterior a 1930. A primeira foi chamada a “fase heróica” e se caracterizou por uma revolta e porum experimentalismo na ficção e na poética. No entanto, a herança que deixou — segundo Mário deAndrade — foi a seguinte: a) hermetismo total da poesia, mudança radical na estrutura sintática, nova orientação no traçado gráfico do texto. b) respeito aos estratos da linguagem literária, aos caracteres materiais da pontuação e à estrutura sintática dodiscurso.c) o direito permanente à pesquisa estética, a atualização da inteligência artística brasileira e a estabilização deuma consciência criadora nacional.d) o bom senso como critério estético, a imitação da natureza segundoa visão naturalista, o ufanismo nacionalista, enquanto literatura compromissada. 4. (F. C. CHAGAS-SP) Relacionando o período literário que se inicia em 1928 ao período imediatamenteanterior, podemos dizer que: a) a década de 30 é continuação natural do movimento de 22, acrescentando-lhe o tom anárquico e a atitude aventureira. b) o segundo momento do Modernismo abandonou a atitude destruidora, buscando uma recomposição de valores ea configuração de nova ordem estética.c) a década de 20 representa uma desagregação das ideias e dos temas tradicionais; a de 30 destrói as formasortodoxas de expressão.d) as propostas literárias da década de 20 só se veriam postas em prática no decênio seguinte.e) o segundo momento do Modernismo assumiu como armas de combate o deboche, a piada, o escândalo e aagitação. 5. (PUC – RS)  Então desanimamos. Adeus, tudo!A mala pronta, o corpo desprendido,resta a alegria de estar só e mudo.  Os versos anteriores demonstram um dos traços marcantes da poesia de Carlos Drummond de Andrade,que é o: a) misticismo b) euforismoc) desencantod) radicalismoe) egocentrismo 6. (FUVEST-SP) Leia atentamente o texto:Dados biográficos “Mas que dizer do poetanuma prova escolar?Que ele é meio patetae não sabe rimar?Que veio de Itabira,terra longe e ferrosa?E que seu verso vira,de vez em quando, prosa?.............................................Que encontrou no caminhouma pedra e, estacando,muito riso escarninhoo foi logo cercando?”Esses “dados biográficos” são do poeta:a) Jorge de Lima. b) Manuel Bandeira.c) João Cabral de Mello Neto.d) Carlos Drummond de Andrade.e) Guilherme de Almeida. 7. (PUC-RS) “Não faças versos sobre acontecimentos. Não há criação nem morte perante a poesiaDiante dela, a vida é um sol estático, Não aquece nem ilumina.” Uma das constantes na obra poética de Carlos Drummond de Andrade, como se verifica nos versos acima,é: a) a louvação do homem social. b) o negativismo destrutivo.c) a violação e desintegração da palavra.d) o questionamento da própria poesia.e) o pessimismo lírico em “fazer rimas”. 8. (UNICAMP-SP) Leia com atenção os dois fragmentos a seguir, extraídos do poema de Carlos Drummond deAndrade cujo título, “Procura da poesia”, também indica seu tema. Compare-os e explique como o tema édesenvolvido em cada um deles, Fragmento 1: “Não faças versos sobre acontecimentos. Não há criação nem morte perante a poesia.Diante dela, a vida é um sol estáticonão aquece nem ilumina.As finalidades, os aniversários, os incidentes pessoaisnão contam. Não faças poesia com o corpo,esse excelente, completo e confortável corpo, tãoinfenso à efusão lírica.” Fragmento 2:  “Penetra surdamente no reino das palavras.Lá estão os poemas que esperam ser escritos.Estão paralisados, mas não há desespero,há calma e frescura na superfície intata.Ei-los, sós e mudos, em estado de dicionário.” ____________________________________________________________________________________________  ____________________________________________________________________________________________  9. (CESESP-PE) Preso à vida, é o poeta participante, mãos dadas aos contemporâneos. Em alguns momentos, foia sua voz mais diretamente ecoante, como em  A rosa do povo mas o seu sentido de equilíbrio artístico, atransfiguração e deposição do transitório livraram-no da retórica sem ressonância. Seus temas preferidos são: aangústia do homem escravo do progresso, emparedado nas grandes capitais, o medo, o tédio, a náusea, adesintegração das personalidades... (Celso Luft)Esses conceitos caracterizam o mundo poético de:a) Manuel Bandeira. b) Mário de Andrade.c) Carlos Drummond de Andrade.d) Alphonsus de Guimaraens.e) Olavo Bilac. 10. (PUC-RS)  Então desanimamos. Adeus, tudo! A mala pronta, o corpo desprendido,resta a alegria de estar só e mudo. Os versos acima demonstram um dos traços marcantes da poesia de Carlos Drummond de Andrade que é o:a) misticismo. b) euforismo.c) desencanto.d) radicalismo.e) egocentrismo. 11. (CESESP-PE) 1. Poeta participante a quem o equilíbrio artístico evita de enredar-se no transitório, para dar dimensões maisduradouras à visão dos problemas do seu tempo.2. Em sua poesia encontra-se a palavra poética por excelência, como entendiam os românticos e parnasianos.3. Sua poesia está impregnada de misticismo e otimismo.4. Usa do verso livre e da linguagem rica em intenções, em sutilezas e em sarcasmos.Características da obra de Carlos Drummond de Andrade se acham expressas nas afirmações acima.a) Só na 1 e 2. b) Só na 1 e 4.c) Só na 3 e 4.d) Só na 2 e 3.e) Só na 2 e 4. (FUVEST-SP) Leia atentamente o texto para responder às questões 12,13 e 14:Toada do amor “E o amor sempre nessa toada: briga perdoa perdoa briga. Não se deve xingar a vida,a gente vive, depois esquece.Só o amor volta para brigar, para perdoar,amor cachorro bandido trem.Mas, se não fosse ele, tambémque graça que a vida tinha?Mariquita, dá cá o pito,  no teu pito está o infinito.”(Carlos Drummond de Andrade) 12.  Neste poema, o tratamento da temática amorosa é característico da primeira fase do Modernismo? Por quê? ____________________________________________________________________________________________  _____________________________________________________________________________________  13. “No poema, a utilização de rimas é uma forma de combater a estética parnasiana.” A seu ver, está correta talafirmativa? Justifique sua resposta.  ____________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________ 14. Transcreva do texto alguns elementos que você considere característicosdo tipo de linguagem utilizado pelos modernistas. Explique por que você os considera assim.  ____________________________________________________________________________________________  _____________________________________________________________________________________ 15. (FGV) Os seguintes versos, de Vinicius de Moraes,“De repente do riso fez-se o prantoSilencioso e branco como a brumaE das bocas unidas fez-se a espumaE das mãos espalmadas fez-se o espanto.”a) utilizou predominantemente neologismos e figuras de repetição sonora, e tendeu à comunicação não-verbal. b) buscou, a exemplo dos simbolistas e parnasianos, o verso precioso, o vocabulário rico, complexo e raro.c) assumiu integralmente sua herança fundamental: o pensamento e a forma legados pelo classicismo.d) fez, também, uso da rima e dos metros tradicionais.e) situou sua conquista estética no significado e não na expressão da linguagem. 16. (F. C. Chagas-BA) I – Moderno e versátil, Vinicius de Moraes compõe, com mestria, tanto letras para canções populares como poemas dentro dos mais estritos padrões clássicos.II – Cecília Meireles caracterizou sua poesia pela constante sugestão de sombra, identificação e ausência; massoube também incorporar a matéria histórica, em uma de suas importantes obras.III – A Moreninha narra, em linguagem presa ao modelo lusitano, a história de um amor impossível entre um jovem da aristocracia imperialdo Brasil e uma mestiça. Assinale a alternativa correta: a) Só a proposição I é correta. b) Só a proposição II é correta.c) Só a proposição III é correta.d) São corretas as proposições I e II.e) São corretas as proposições II e III. 17. (UFPR) Como ocultar a sombra em mim suspensaPelo martírio da memória imensaQue a distância criou – fria de vida?Imagem tua que eu compus serenaAtenta ao meu apelo e à minha penaE que quisera nunca mais perdida...(Vinicius de Moraes, Soneto de véspera .) Os tercetos revelam :a) a expectativa pela felicidade do reencontro. b) a infelicidade do autor por ter esquecido a mulher amada.c) a certeza de que, ao reencontrá.la, poderá amá-la como antes.d) a presença viva da infelicidade que o afastou dela.e) a presença viva, em sua lembrança, da imagem serena da mulher 
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks