Documents

FAUSTO,2001

Description
FAUSTO, Carlos. Inimigos Fiéis: história, guerra e xamanismo na Amazônia. Cap. 2: “Figuras da Fatura e da Escassez”. São Paulo: Edusp. 2001. pp. 103-169. Tawa = aldeia, ocupação permanente. Casa comunal, roças e praça (tekatawa). Ocidentais foram abandonando o modelo desde 1950 Orientais mantêm o modelo Casa comunal: (dia) todos (noite) mulheres\ homens e adolescente vão para tekatawa. Preparação dos alimentos dentro da casa, mas haviam várias fogueiras (alimentação não coletiva, embora caça co
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  FAUSTO, Carlos. Inimigos Fiéis: história, guerra e xamanismo na Amazônia. Cap. 2: “Figuras da Fatura e da Escassez”. São Paulo: Edusp. 2001. pp. 103 -169. Tawa = aldeia, ocupação permanente. Casa comunal, roças e praça (tekatawa). Ocidentais foram abandonando o modelo desde 1950 Orientais mantêm o modelo Casa comunal: (dia) todos (noite) mulheres\ homens e adolescente vão para tekatawa. Preparação dos alimentos dentro da casa, mas haviam várias fogueiras (alimentação não coletiva, embora caça compartilhada) Complementaridade nas atividades masculinas e femininas (H abrem roças\ M plantam e preparam mandioca) Tekatawa fica fora do centro, distante segurança e distância das mulheres (não podem ouvir a conversa). Acampamentos não têm a tekatawa. PADRÃO DE ASSENTAMENTO Ocidentais Grande mobilidade Contato com toria c. 1925 desenterram um corpo. Mandioca motivo de retorno às aldeias “A aldeia era antes um ponto de concentração para futura dispersão do que um local de morada permanente.”  Alta mobilidade relacionada às estações do ano, mas não determinadas por elas. Verão (Estiagem): aldeia\  plantar mandioca (cursos d’água reduzidos, + difícil caçar)  Inverno (Chuva): dispersão\ produção de farinha  –   caçar (+ fácil pq mais frutos)  A aldeia foi tomando a forma de acampamento Orientais Ocupação de 2 anos. 28 aldeias até o contato. Descolamentos de média distância  (pela maniva) 5 a 10 km. Uso de roças contemporâneas ( uma se exaurindo e outra nova, mais distante)  No momento do contato. “em vez de manterem fixo um local de residência, do qual as roças sucessivas se iriam apartando até ficarem distantes demais, os orientais abriam novas aldeias afastadas, para em seguida, mudarem- se para lá.” (119)  Deslocamentos de  longa distância  (pelo conflito) + de 25 km. Ocultar-se na mata em lugares bem conhecidos, próximo de onde já foi ocupado. Migrações não são direcionais, mas “seletiva e recorrente de partes de um mesmo território”. Contato + proteína animal; 15 anos no mesmo lugar; sedentarizarão; tecnologias ocidentais; fins de interditos alimentares; reunião ao redor de pontos de contato, como  posto de saúde. AGRICULTURA Ocidentais: tinham abandonado a horticultura até a década de 1960. Voltaram a plantar com a ação da Funai. Os homens assumiram a maior parte das tarefas no cultivo e  processamento. Sem organização, em necessidade de coordenação dos brancos. Orientais: contato apenas trouxe novas tecnologias, novas plantas e uma relação comercial com os brancos (surgiram daí os grupos de produção). Grupos de produção organizam a produção agrícola, coleta de castanha e relação com o mercado. A  patrifiliação estruturam os grupos. Isso acontece de maneira distinta entre outros falantes de línguas tupis. Entre os ocidentais não há esse coordenação.  MITOS Os orientais possuem mitos que versam sobre a conquista da srcem do fogo, da srcem da mandioca, a diversificação dos povos, srcem dos tabus alimentares, enquanto que os ocidentais contam uma anedota sobre a domesticação do milho. Isso reforça a ideia que os parakanãs ocidentais teriam começado a abandonar a agricultura logo depois da separação.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks