Documents

Gabarito Prova Anterior Sao Camilo

Description
prova saão camilo medicina 2014
Categories
Published
of 21
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
   Confira seus dados impressos neste caderno. Esta prova contém 60 questões objetivas e uma proposta de redação, e terá duração total de 4h30. Para cada questão, o candidato deverá assinalar apenas uma alternativa. Com caneta de tinta azul ou preta, assine a folha de respostas e marque a alternativa que julgar correta. Encontra-se neste caderno a Classificação Periódica, a qual, a critério do candidato, poderá ser útil para a resolução de questões. O candidato somente poderá entregar a folha de respostas e sair do prédio depois de transcorridas 3 horas, contadas a partir do início da prova. 14.12.2013 Processo Seletivo 2014 Medicina 001. Prova de Conhecimentos Gerais  2 CUSC1301 | 001-ConhecGerais  3 CUSC1301 | 001-ConhecGerais Considere o texto do crítico Antonio Candido para responder às questões de números 01  a 04 .  A literatura do Brasil faz parte das literaturas do Ocidente da Europa. No tempo da nossa independência, proclamada em 1822, formou-se uma teoria nacionalista que parecia incomo-dada por este dado evidente e procurou minimizá-lo, acentuan-do o que haveria de srcinal, de diferente, a ponto de rejeitar o p arentesco, como se quisesse descobrir um estado ideal de c omeço absoluto. Trata-se de atitude compreensível como afir-mação política, exprimindo a ânsia por vezes patética de iden-tidade por parte de uma nação recente, que desconfiava do pró- prio ser e aspirava ao reconhecimento dos outros. Com o passar do tempo foi ficando cada vez mais visível que a nossa literatura é modificada pelas condições do Novo Mundo, mas faz part e orgânica do conjunto das literaturas ocidentais. Por isso, o conceito de “começo” é nela bastante relativo, e diferente do mesmo fato nas literaturas matrizes. A literatura  portuguesa, a francesa ou a italiana foram se constituindo len-tamente, ao mesmo tempo em que se formavam os respectivos idiomas. Língua, sociedade e literatura parecem nesses casos configurar um processo contínuo, afinando-se mutuamente e alcançando aos poucos a maturidade. Não é o caso das literatu-ras ocidentais do Novo Mundo.Com efeito, no momento da descoberta e durante o processo de conquista e colonização, houve o transplante de línguas e literaturas já maduras para um meio físico diferente, povoado  por povos de outras raças, caracterizados por modelos cultu-rais completamente diferentes, incompatíveis com as formas de expressão do colonizador. No caso do Brasil, os povos autócto-nes eram primitivos vivendo em culturas rudimentares. Havia,  portanto, afastamento máximo entre a cultura do conquistador e a do conquistado, que por isso sofreu um processo brutal de imposição. Este, além de genocida, foi destruidor de formas cul-turais superiores no caso do México, da América Central e das  grandes civilizações andinas. (  Iniciação à Literatura Brasileira , 2007. Adaptado.) Questão 01 Em um período posterior a 1822, ainda no século XIX, alguns autores procuraram forjar, além de um fundamento nacionalista  para sua literatura, um mito fundador para a nação então inde- pendente. Ao misturar a cultura europeia à população autóctone, tal preocupação é expressa no livro:(A) Sagarana , de Guimarães Rosa.(B)  Iracema , de José de Alencar.(C) Triste fim de Policarpo Quaresma , de Lima Barreto.(D) Serafim Ponte Grande , de Oswald de Andrade.(E)  Memórias de um sargento de milícias , de Manuel Antônio de Almeida. Questão 02 De acordo com Antonio Candido, a literatura do Brasil(A) vincula-se intimamente às literaturas ocidentais, como a  portuguesa, a francesa e a italiana.(B) é inaugurada em momento preciso, que coincide com a inde- pendência do país, em 1822.(C) tem um começo absoluto, com o descobrimento, quando a cultura europeia encontra a população local.(D) sobreviveu à chegada do europeu, diferente do que aconte-ceu com a literatura mexicana.(E) configurou-se em um processo contínuo, integrado à lenta formação do idioma e da cultura. Questão 03 Considere o trecho do primeiro parágrafo:[…] a nossa literatura é modificada pelas condições do  Novo Mundo […].Se a oração for reescrita na voz ativa, a forma verbal resul-tante será:(A) modificaram.(B) foi modificada.(C) modifica.(D) modificam.(E) está modificada. Questão 04 Considere o trecho do último parágrafo:  No caso do Brasil, os povos autóctones eram primitivos v ivendo em culturas rudimentares. Havia, portanto, afastament o máximo entre a cultura do conquistador e a do conquistado, que  por isso sofreu um processo brutal de i mposição.  Este  , além de genocida, foi destruidor de formas culturais superiores no caso do México, da América Central e das grandes civilizações a ndinas. O pronome em destaque refere-se a(A) processo brutal de imposição.(B) imposição.(C) conquistador.(D) conquistado.(E) afastamento máximo.  4 CUSC1301 | 001-ConhecGerais Questão 07  Desconfiei na mesma hora que tinha falado besteira,  por-que a professora me pediu para repetir a sentença . O trecho em destaque, em relação ao segmento que o antecede, tem sentido de(A) consequência.(B) causa.(C) condição.(D) finalidade.(E) conclusão.Leia o texto para responder às questões de números 08  a 10 . Vamos aos poucos nos esquecendo deles, dos nossos mor-tos, enquanto afundam na terra ou são queimados, ou mesmo atirados com pesos ao mar. Somem da nossa vista e transfe-rimos às ogivas de concreto, aos mármores de suas lápides, aos e mblemas de pedra ou dispostos na grama – crucifixos de m adeira, hexágonos orientais, olhos de peixe, asas de falcão, dedos em figa – o que seria puro desespero . Construímos mar-cos e m onumentos, pequenos oratórios à beira das estradas, c idadelas em miniatura para tentar esquecê-los. Fico pensando  se cada casebre não será no fundo uma lápide antecipada, e  se jamais um único t ijolo foi assentado com propósito diferent e deste – se tudo o que p areceria uso prático, abrigo contra as intempéries, interioridade aconchegante, não seria já a pedra da morte f utura, que r ugia de perto. Túmulos pavimentam o esqueciment o, permitind o à vida que faça o que tem de fazer,  seguir sem os mortos (o que nos incluirá a todos). (Nuno Ramos. Ó , 2008.) Questão 08 A frase que expressa o ponto de vista do texto a respeito da morte e dos mortos é:(A) O esforço contínuo para esquecermos os mortos baseia-se numa esperança de jamais morrer.(B) As construções tumulares são tentativas dos vivos para e squecerem os mortos.(C) Os objetos que simbolizam a morte são mecanismos para que os mortos nos esqueçam.(D) Os ritos funerários são cerimônias para que os mortos f iquem em paz.(E) Os túmulos e as lápides são construções que garantem aos corpos um aconchego após a morte.Leia o texto para responder às questões de números 05  a 07 .  Devia ser proibido debochar de quem se aventura em língua estrangeira. Certa manhã, ao deixar o metrô por engano numa estação azul igual à dela, com um nome semelhante à estação da casa dela, telefonei da rua e disse: aí estou chegando quase.  Desconfiei na mesma hora que tinha falado besteira, porque a  professora me pediu para repetir a sentença. Aí estou chegand o quase… havia provavelmente algum problema com a palavra quase. Só que, em vez de apontar o erro, ela me fez repeti-lo, repeti-lo, repeti-lo, depois caiu numa gargalhada que me l    evou a bater o fone. Ao me ver à sua porta teve novo acesso, e quant o mais prendia o riso na boca, mais se sacudia de rir com o corp o inteiro. Disse enfim ter entendido que eu chegaria pouco a  pouc o, primeiro o nariz, depois uma orelha, depois um joelho, e a piada nem tinha essa graça toda. (Chico Buarque.  Budapeste , 2004.) Questão 05 A cena narrada se passa na Hungria e descreve uma dificuldade de comunicação entre um brasileiro e sua professora de húngar o. A alternativa que, em acordo com o texto, melhor explica o d esentendimento entre os dois é:(A) O brasileiro não era fluente em português, seu idioma natal.(B) A professora de húngaro quis debochar, ainda que não houvesse nenhum problema com a frase que escutara ao telefone.(C) A frase utilizada pelo brasileiro ‒ aí estou chegando quase  ‒ não fez sentido para a professora.(D) Seria melhor o brasileiro ter utilizado a ordem direta das  palavras: estou quase chegando aí.(E) Com a frase que disse, o brasileiro expressou algo diferente do que queria de fato dizer. Questão 06 Respeitando a norma-padrão da língua portuguesa e mantendo o sentido srcinal do texto, o trecho ‒ Só que, em vez de apontar o erro, ela me fez repeti-lo  ‒ está corretamente reescrito em: (A) Porque, sem apontar o erro, ela me fez repeti-lo.(B) Todavia, a fim de apontar o erro, ela me fez repeti-lo.(C) No entanto, em lugar de apontar o erro, ela me fez repeti-lo.(D) Apenas, ao invés de apontar o erro, ela me fez repeti-lo.(E) Somente, no lugar de apontar o erro, ela me fez repeti-lo.

847404461

Sep 27, 2017
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks