Documents

O aborto espontâneo é quando a perda do embrião se dá antes da vigésima semana de gestação

Description
O aborto espontâneo é quando a perda do embrião se dá antes da vigésima semana de gestação, quando o feto não está em condições de sobreviver fora do útero materno. A maioria dos abortos espontâneos ocorrem durante o primeiro trimestre, diga-se, nas primeiras 12 semanas. É também chamado de aborto involuntário. Cerca de 85% das mulheres que sofreram um aborto espontâneo vão conseguir ter uma gravidez normal e saudável após o ocorrido. Por quê ocorrem os abortos espontâneos? As causas exatas são
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  O aborto espontâneo é quando a perda do embrião se dá antes da vigésima semana degestação, quando o feto não está em condições de sobreviver fora do útero materno. A maioriados abortos espontâneos ocorrem durante o primeiro trimestre, diga-se, nas primeiras 12semanas. É também chamado de aborto involuntário.Cerca de 85% das mulheres que sofreram um aborto espontâneo vão conseguir ter umagravidez normal e saudável após o ocorrido.Por quê ocorrem os abortos espontâneos? As causas exatas são desconhecidas. Quando uma mulher sofre um aborto espontâneodurante o primeiro trimestre, é muito comum que o médico não saiba determinar a causa. Semdúvida, a maioria dos abortos espontâneos ocorrem quando a gravidez não está sedesenvolvendo normalmente e em geral, não há nada que a mulher nem seu médico possamfazer para impedir.Entre os fatores que compravadamente provocam abortos espontâneos durante o primeirotrimestre, o mais comum é uma anomalia cromossômica no feto. A maioria das anomaliascromossômicas são resultado de um óvulo ou um espermatozóide defeituosos. Essasanomalias são mais comuns em mulheres acima dos 35 anos, por isso, essas mulheres sofremum maior risco de terem um aborto espontâneo quando engravidam.Na grande maioria dos casos, o médico dirá a mulher que teve um aborto espontâneo que acausa foi uma anomalia cromossômica no feto. Sem dúvidas, existem outros fatores quepodem causar a perda do feto como: infecções, problemas hormonais ou de saúde na mãe.Um estudo realizado recentemente descobriu que as mulheres com infecções vaginais têm 5vezes mais chances de terem um aborto espontâneo. Os hábitos da mãe também podemaumentar o risco de um aborto espontâneo no primeiro trimestre. Segundo o resultado devários estudos, mulheres que fumam, consumem álcool ou drogas correm um risco aindamaior.O aborto espontâneo durante o segundo trimestre deve-se à problemas externos (por exemplo,incontinência do colo uterino, mal formação uterina, insuficiência de desenvolvimento uterino,fibroma, infecções do embrião e de seus anexos). Infecções maternas ou anomaliascromossômicas também podem causar um aborto espontâneo mais tardio. Essa é uma dúvida que ronda a cabeça de muitas mulheres que usam a pílula por muitotempo, mas, segundo o especialista em Reprodução Humana José Geraldo Caldeira, doHospital e Maternidade Santa Joana (SP), essa informação não passa de um mito . ³Nãoimporta o tempo que a mulher use a pílula, isso não interfere no processo de fertilidadedo organismo . O que pode acontecer é o disfarce de um problema pré-estabelecido .  O que acontece é que na população em geral nós temos um determinado número decasais inférteis, digamos 10 ± 20% . Muitas mulheres inférteis estão tomando a pílulapor não saberem deste fato e ao interromper o método para engravidar logicamente nãoirão engravidar  . A pílula não tem nada a ver com isso .  Além de evitar a gravidez com uma grande eficácia, a pílula anticoncepcional podetrazer também os seguintes benefícios para a saúde da usuária: y   D iminuição do fluxo menstrual: diminui os dias de incômodo e diminui aincidência de anemia  y   Controle do ciclo: o ciclo costuma ficar mais regular  . A usuária pode tambémadiantar ou atrasar uma menstruação por motivos diversos ( viagens, casamento,competição esportiva, etc . ) y   Cólicas menstruais: em grande parte das usuárias, esse incômodo, tão comumentre as adolescentes, melhora acentuadamente .   y   I nfecções: a pílula protege contra alguns tipos de infecções das trompas .  Somente nos EUA ocorrem menos 13 mil internações ao ano devido a essaproteção .   y   Câncer do endométrio: a usuária de pílula tem a metade do risco de ter este tipode câncer  y   Câncer do ovário: também diminui em cerca de 40% a incidência deste tipo decâncer  y   Cistos ovarianos funcionantes: a incidência é diminuída em cerca de 90% A pílula engorda?   D epende de cada organismo e da pílula . Existem várias marcas de pílulas . As de baixadosagem e mais modernas apresentam menor tendência de ganho de peso do que asmais antigas . Com essas pílulas, o ganho de peso (se houver) não passa de 1-2 kg . Já asgarotas mais ³gordinhas´ de fato são mais susceptíveis a um aumento maior de peso .   Precisa-se ³descansar ´ todo ano de tomar a pílula?  Não . Não existe nenhuma prova científica que esse descanso seja necessário . A usuáriade pílula pode tomá-la sem tempo pré-determinado, desde que faça acompanhamentomédico anual para controle .   Como a pílula deve ser tomada? Existem dois tipos . Um deles vem em dose única e ooutro são dois comprimidos (um ingerido logo após a relação e outro após 12 horas) .  Seja qual for o tipo, deve ser usado no máximo 72 horas após a relação sexual . Quantomais tempo demorar, menor será a eficácia .   A pílula funciona como um abortivo? Não . Ela age antes que a gravidez ocorra . Se afecundação ainda não aconteceu, o medicamento vai dificultar o encontro doespermatozóide com o óvulo . Agora, se a fecundação já tiver ocorrido, irá provocar umadescamação do útero, impedindo a implantação do ovo fecundado . Caso o ovo já estejaimplantado, ou seja, já tenha iniciado a gravidez, a pílula não tem efeito algum .   Preciso de receita médica para comprar a pílula? Sim . Embora seja possível adquiri-la nas farmácias sem prescrição . No entanto, mesmo que você dispense a receita,procurar por orientação antes é indispensável . Só um ginecologista poderá dar certezade que o medicamento é indicado para o seu caso .   Ela pode causar efeitos colaterais? Sim . O mais freqüente deles é a alteração no ciclomenstrual e do tempo de ovulação . Em outras palavras, vai ficar impossível calcular seuperíodo fértil e o dia da sua menstruação será um verdadeiro enigma . Além disso, dor decabeça, sensibilidade nos seios, náuseas e vômitos são sintomas comuns . No caso devômito ou diarréia nas duas primeiras horas após a ingestão, a dose deve ser repetida .  Quem tem organismo sensível a medicamento e está tomando a pílula com indicaçãomédica deve pedir a indicação de um remédio contra enjôos para tomar ao mesmotempo .    Existe contra-indicação? A pílula é contraindicada para quem sofre de alguma doençahematológica (do sangue), vascular, é hipertensa ou obesa mórbida .   I sso porque agrande quantidade de hormônio pode provocar pequenos coágulos no sangue queobstruem os vasos .   Se eu tomar repetidas vezes, ela perde o efeito? Ela não perde o efeito, mas o risco devocê engravidar aumenta . Normalmente, ele já é de 15% se você tomar depois de 24horas de transar, contra uma média de 0,1% da pílula anticoncepcionalcomum . Se tomá-la repetidas vezes, crescem as chances de falha .   Posso trocar a camisinha pela pílula? Nem pense nisso . A pílula deve ser tomadaapenas quando o método contraceptivo escolhido falha . Além de apresentar efeitoscolaterais muito mais severos que a pílula comum, e ser bem mais cara, o contraceptivode emergência não a protege das doenças sexualmente transmissíveis . Contra elas, sómesmo a boa e conhecida camisinha .   A pílula do dia seguinte é também um método contraceptivo? Não . Como o próprionome diz, ela deve ser usada em casos excepcionais e não como um anticoncepcional derotina, como muitas mulheres estão fazendo . A dose alta de hormônio do medicamento,cerca de 20% a mais do que o existente em uma drágea de anticoncepcional, aumenta orisco de efeitos colaterais .   Mesmo tomando essa pílula é possível engravidar? Sim . Como todo método, há riscode falha . Como já foi dito, quanto mais cedo a pílula for tomada, maior a sua eficácia .   O uso pode afetar o aparelho reprodutor? Pode . A curto prazo causa uma verdadeirarevolução na produção hormonal da mulher  . Já, a longo prazo, depende da quantidadede vezes que a pílula do dia seguinte foi usada . Quanto mais, maiores os riscos . Casoocorra a gestação ectópica, a mulher poderá perder uma trompa e isso dificultará umafutura gestação .   A o utilizá-la, estarei protegida até a chegada da menstruação? Não . Terá seprotegido somente da relação que aconteceu antes de ter tomado a pílula . Você precisaadotar um método contraceptivo eficiente para ser usado no dia-a-dia .   OBSERV AÇÕ ES IMPORT AN TES   D eve se ter muita cautela ao utilizar a Pílula do dia seguinte . Com altas doses dehormônios concentrados esse método contraceptivo só é recomendado em situações nãoplanejadas, como rompimento da camisinha, violência sexual ou estupro . Omedicamento deve ser administrado com responsabilidade .  A pílula do dia seguinte, ou contraceptivo de emergência, cujo princípio ativo é olevonorgestrel, tem indicações precisas e não deve ser utilizada como substituto deoutras métodos como a pílula anticoncepcional já que dois comprimidos equivalem ameia cartela de um anticoncepcional de baixa dosagem .  A outra questão fundamental no uso da pílula do dia seguinte: Caso a fecundação aindanão tenha ocorrido o princípio ativo irá impedir e/ou dificultar ao máximo que oespermatozóide se encontre com o óvulo . Caso contrário ele irá causar uma descamação  do útero e impedir que o óvulo fecundado se implante . Mas caso o óvulo já tenha seimplantado não há o que fazer, você será mamãe .  Use a pílula do dia seguinte com parcimônia e de preferência com recomendaçãomédica. Não se esqueça de usar a camisinha e lembre-se do que vovó já dizia: é melhor prevenir do que remediar  . (fonte: Gestantes . net) Ovulação e Menstruação D urante um ciclo menstrual comum da mulher, existe um período de dias nos quais arelação sexual tem grande probabilidade de resultar em gravidez . Este período échamado de Janela Fértil .  Sabemos hoje que este intervalo de tempo abrange os cinco dias antes e alguns diasapós a ovulação . O ciclo menstrual tem início no primeiro dia da menstruação e, na suaprimeira fase, ocorre uma produção exclusiva de estrogênio pelo ovário que logo após aovulação dá início a fase de produção de progesterona, conhecida também como faselútea . Esta fase do ciclo é fixa e a ovulação ocorre cerca de 14 dias antes do início dapróxima menstruação .  O tempo de sobrevida do óvulo dentro das trompas, após a ovulação, não é bemdefinido, mas parece estar entre 12 e 24 horas . Já os espermatozóides parecem ter umasobrevida maior, variando de 24 até 96 horas . Por isso os dias férteis começam antesmesmo da ovulação .  Alguns sinais fisiológicos são indicativos da ocorrência da ovulação, dentre elespodemos citar a dor pélvica que ocorre em algumas mulheres, provocada pela distensãoexcessiva do folículo que envolve o óvulo, na hora da eliminação do mesmo .  Outro sinal sugestivo de já ter ocorrido a ovulação é a mudança da temperatura basal docorpo da mulher  .   I sto ocorre devido a progesterona que promove uma elevação de cercade 0,2 ± 0,6ºC da temperatura . Esta elevação pode ser precedida por uma leve queda,que corresponde ao pico de estrogênio, que ocorre pouco antes da ovulação .  Por fim, outra característica que pode ser avaliada é a mudança do aspecto do mucocervical (secreção que sai na vagina) . Após a ovulação, a progesterona faz com que omuco seja produzido em pequena quantidade, sendo espesso e viscoso, devido à grandequantidade de células e a pouca quantidade de líquidos . À medida que aumenta aprodução de estrogênio, o conteúdo de água e sódio desse muco se elevaprogressivamente, atingindo o ápice no pico de estrogênio pré-ovulatório, então essemuco se torna então volumoso, transparente e com pouca quantidade de células . Essetipo de muco cervical é altamente permeável aos espermatozóides, facilitando a suaascensão ao interior do útero . Posteriormente, quando a progesterona começa a ser produzida após a ovulação, o muco se torna novamente espesso e fica impermeável aosespermatozóides .  Com o objetivo de providenciar estimativas mais específicas dos dias férteis da mulher,um grupo de pesquisadores norte-americanos, liderados pelo D r  . Allen J Wilcox (doEpidemiologyBranch, National I nstituteofEnviromental Health Sciences, D urham,
Search
Similar documents
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks