Religion & Spirituality

O Poder Oculto Da Música

Description
O Poder Oculto Da Música
Published
of 14
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  O PoderOcultoDa Música Trecho do artigoRock Cristão?de Ric Llewellyn.Website: http://www.musicaeadoracao.com.br/musicarock/rock_cristao.htm  O Poder oculto da música! David Tame, em seu livro O Poder Oculto da Música (Ed.Cultrix – SP), não apenas demonstra a natureza moral da música,mas revela uma intensa pesquisa médica que demonstra os efeitosdestrutivos da música rock, tanto na mente quanto no físico . [Vejaa bibliografia abreviada fornecida ao final para materiais adicionaisde referência que detalha mais algumas das pesquisas extensas(inclusive científicas) que têm sido conduzidas a respeito dos efeitosda música.](a) Comentando sobre a srcem moral da música rock,Tame diz: “A esta altura, já se tornava aparente certa fecundaçãocruzada entre a ‘nova música’ e o estilo geral do  jazz  e do rock  .Constatou-se que as diferenças técnicas entre a música ‘séria’ e o  jazz, rock  ou qualquer outra forma de música moderna eram menosimportantes do que o fator unificador de terem todas uma basefilosófica mais ou menos igual: hedonismo e anarquia.” (pág. 111).(Ênfase acrescentada.)(b) “Na indústria do rock  , o dinheiro é, basicamente, aúnica coisa que importa; e, nessas circunstâncias, dirige-se amúsica não para cima (desenvolvendo a mente das pessoas eexpandindo-lhes a consciência), mas para o mínimo denominador comum. A pergunta das perguntas é a seguinte: Venderá?  Opadrão do talento artístico não poderia ser menos importante.” (pág.124)(c) Se esquadrinhássemos o globo em busca da músicamais agressiva e indisfarçavelmente perniciosa que existe, é mais  do que provável que nada encontrássemos, em parte alguma, quesobrepujasse o vodu nesses atributos.Ainda praticada na África e no Caribe, especificamente,como acompanhamento rítmico de rituais e orgias satânicas, o vodué a quinta-essência do mal tonal. ... Seus múltiplos ritmos, em lugar de se unir num todointegrado, são executados como se conflitassem entre si... O certo é que ouvir esta música é tornar-seinstantaneamente envolvido pelo som de seu poder lívido e cru. ...Musicólogos e historiadores não têm dúvidas de que os ritmos detambores da África foram transportados para a América e alitransmitidos e traduzidos no estilo de música que veio a ser conhecido como  jazz  .Visto que o  jazz  e o blues foram os pais do rock and roll  , isso também significa que existe uma linha dedescendência direta entre as cerimônias dovodu africano, através do jazz, e o rock and rolle todas as outras formas de música rock hojeexistentes.   “(pág. 205) (Ênfase acrescentada.)”.(d) Num canto: os antigos e tradicionalistas; aconvicção de que a música afeta o caráter e a sociedade e que,portanto, ao artista cabe a obrigação de ser responsavelmentemoral e construtivo, e não imoral e destrutivo. No outro canto: os materialistas, repudiando aresponsabilidade e a necessidade de julgamentos de valor, nãodando atenção ao resultado de seus sons. O segundo campocontém não só a vanguarda radical, mas também toda a massa de  músicos muito mais populares e culturalmente significativos do  jazz  e do rock  .Quem, então, está certo? Os padrões da vida seguem,ou não, os padrões da música? ”(pág. 146).Tame cita então uma exaustiva pesquisa que apóiacompletamente a tese dos tradicionalistas: que a música, emgeral, pode ser, e que o rock especificamente é, umainfluência negativa, tanto sobre o corpo quanto sobrea natureza moral do homem. (e) À pergunta: ‘A música afeta o corpo físico dohomem? ’, a pesquisa moderna replica de maneira claramenteafirmativa. É difícil encontrar uma únicafração do corpo que não sofra a influência dos tonsmusicais.  Mostrou a investigação que a música influi na digestão,nas secreções internas, na circulação, na nutrição e na respiração.Verificou-se que até as redes nervosas do cérebro são sensíveisaos princípios harmônicos” (pág. 146-147). (Ênfase acrescentada.)(f) “Descobriram os pesquisadores que acordesconsonantes e dissonantes, intervalos diferentes e outrascaracterísticas da música exercem todos um profundo efeito sobre opulso e a respiração do homem – sobre a sua velocidade e aregularidade ou irregularidade de seu ritmo. A pressão sanguínea éabaixada pelos acordes ininterruptos e elevada pelos acordessecos, repetidos” (pág. 147).
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x