Slides

O povo cego e as farsas do poder 3ed

Description
Um relato contundente das cerca de dez tentativas de homicidio que sofri por parte do servico de inteligencia brasileiro - a ABIN - e também de setores religiosos autoproclamados cristaos. Revela os mecanismos utilizados para silenciar pessoas consideradas politicamente inconvenientes.
Categories
Published
of 212
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. O POVO CEGOE AS FARSAS DO PODER uma aventura real no país do faz-de-conta A visão e a história de uma vítima de sucessivas tentativas de homicídio empreendidas pelo serviço secreto brasileiroSexo Prostituição Psiquiatria ConspiraçõesPolítica Homofobia Matemática Espionagem eric campos bastos guedesEric Campos Bastos Guedes 1 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 2. Eric Campos Bastos Guedes 2 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 3. “A culpa é do hipócrita, mentiroso e esperto ao contrário,que atira a pedra e esconde a mão.”EstamiraEric Campos Bastos Guedes 3 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 4. ÍndicePREFÁCIO À PRIMEIRA EDIÇÃO...................................................................................................5PREFÁCIO À SEGUNDA EDIÇÃO...................................................................................................6PREFACIO À TERCEIRA EDIÇÃO...................................................................................................7Parte I(Introito – Ilustrando o problema com textos relacionados)................................................................9Parte II(Vida Pregressa – Uma Pequena Autobiografia)................................................................................13Parte III(Difamação e tentativas de homicídio - o ataque de inimigos ocultos)..............................................61Parte IV(Indução ao suicídio, indução ao homicídio e infestação por cisticercose)......................................134Parte V(Escâneres comentados – a vilania familiar)....................................................................................186Parte VI(o ataque dos religiosos e infecção por sífilis).................................................................................200Eric Campos Bastos Guedes 4 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 5. PREFÁCIO À PRIMEIRA EDIÇÃOEste não é um livro de ficção, lamentavelmente. Desde o início de 2007 venho sofrendoperseguições de caráter político e diversas ameaças 1. Tive meu nome difamado, fui drogadoinvoluntariamente e sofri tentativas de homicídio. Sabemos que tais coisas ocorreram no passado eque talvez ocorram em algumas partes do mundo hoje. Porém sempre pensamos nisto como algoum tanto distante de nossa realidade. Até acontecer conosco. A maioria dos países tem um serviço secreto. Que propósitos tem tal atividade? Eles alegamproteger a soberania nacional e a democracia, entre outras coisas. No entanto é difícil imaginar queum governo tão corrupto esteja, ao mesmo tempo, tão preocupado em manter a democracia. Asoberania nacional, por sua vez, continua sendo uma abstração sem base concreta. Basta citar o casodo nióbio – mineral absolutamente necessário para a indústria mundial. Somos o único país domundo com quantidade significativa de nióbio e estamos vendendo este mineral a preços risíveis. Osilêncio a esse respeito é total. A grande mídia distrai a população com questões que nos chocam. Somos submetidos asucessivos sequestros emocionais e levados, assim, a ignorar os problemas reais – aqueles cujassoluções nos trariam mais qualidade de vida, prosperidade e paz. A mídia atribui a causa de nossosproblemas ao chapéu que temos sobre a cabeça e não aos pensamentos que nutrimos dentro dela.Então, compramos um chapéu novo e mais caro – e continuamos com nossos problemas. O presente texto convida a uma reflexão sobre a justiça e o poder no Brasil contemporâneo eno mundo. A sucessão dos acontecimentos por vir darão a tônica de nossas conclusões: um sopro deesperança no futuro ou a trágica constatação de uma realidade abjeta e inexorável. Os nomes das pessoas e instituições envolvidas foram trocados para evitar uma eventualproibição do comércio da presente obra2, como já aconteceu com outro livro semelhante, a saber,“O Canto dos Malditos” de Austregésilo Carrano Bueno.Eric Campos Bastos Guedesfator-n@hotmail.com / mathfire@gmail.com1 Na verdade, pude verificar que um primeiro indício significativo de que estava sendo vítima de algum tipo de conspiração ou complô surgiu em 2006, talvez antes que eu tivesse sido premiado na Olimpíada Iberoamericana de Matemática Universitária. Este indício consiste na alteração do texto de um meu outro livro – Fórmulas para Números Primos – alteração esta feita, presumivelmente, via Internet por algum hacker. Após 10 anos acessando a Internet sem nunca ter tido esse tipo de problema, essa foi a primeira vez em que percebi, de modo relativamente claro, que dados contidos no HD de meu computador foram acessados e alterados. Tal alteração foi bastante sutil para não ser percebida imediatamente, mas, talvez tenha sido nociva o bastante para fazer com que a proposta de publicação daquele meu livro pela Sociedade Brasileira de Matemática fosse recusada. Sem ter conhecimento da alteração do texto, acabei por publicá-lo, eu mesmo, em formato digital ao disponibiliza-lo no site www.docstoc.com .2 Na terceira edição deste texto decidi pôr os nomes verdadeiros das pessoas e instituições envolvidas. Já não tenho receio de ser processado por isso, pois omitir os nomes reais dificultaria muito qualquer investigação que pudesse ser feita a fim de elucidar os fatos e as interpretações deles. Na verdade, responder um processo na justiça agora seria um problema pequeno se comparado com as muitas tentativas de homicídio que sofri e que venho sofrendo sucessivamente. Na verdade, meus opositores querem anular-me, mas há que se dizer também que para anular uma pessoa nem sempre é uma boa estratégia matá-la. As vezes pode-se destruir uma pessoa oferecendo a ela comida contaminada. Isso ficará claro durante a leitura do texto.Eric Campos Bastos Guedes 5 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 6. PREFÁCIO À SEGUNDA EDIÇÃOO governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem sido considerado excelente. Às vésperas deuma eleição, Lula está a ponto de conseguir eleger sua candidata, a ex-ministra Dilma Rousseff.Perguntando a pessoas do povo, vê-se logo que Lula é muito benquisto pela população. Não é paramenos! Hoje temos mais empregos que na época de Fernando Henrique Cardoso, os saláriossubiram e o salário mínimo, em particular, subiu bastante. O grande problema é o que tem sidofeito por debaixo dos panos, sem alarde, sem divulgação. Venho denunciando o governo Lula por permitir que cidadãos brasileiros sejam mortos pelaABIN – Agência Brasileira de Inteligência. A ABIN é o serviço secreto brasileiro, o equivalente aoServiço Nacional de Informações (SNI) da época da ditadura militar. Muitas pessoas quetrabalharam para o antigo e opressor SNI, trabalham hoje para a ABIN. Inclusive gente envolvidacom torturas, homicídios e coisas do gênero. Um grande indício de que o presidente Lula sabe quecidadãos brasileiros estão sendo mortos pela ABIN é o fato de que uma das funções da ABIN éjustamente prover o poder executivo de informações. Isto significa que Lula tem todo o direito desaber o que a ABIN está fazendo. E se ele não sabe é porque não está nem aí. Apesar de tudo, tenho que reconhecer que, talvez, Lula seja refém da ABIN. Foi a ABIN aresponsável pela criptografia do telefone presidencial. Essa criptografia protegeria, em tese, asligações de Lula e de seus familiares de coisas como grampos telefônicos. No entanto, é lógico quese alguém faz a segurança das informações de outrem, poderá, se quiser, ter acesso a taisinformações. Por exemplo, o sistema criptográfico dos telefones presidenciais pode ter uma falhaque só a ABIN conhece, e a ABIN poderia se valer, hipoteticamente, de uma tal falha para teracesso às ligações do presidente. Não somos governados por quem pensamos que nos governa. Gostaria de acrescentar que essa segunda edição tem várias melhorias em relação à primeira.Foram acrescentadas passagens antes omitidas, detalhes significativos e a perseguição que sofriapós a primeira edição. Também corrigi alguns erros que haviam na edição precedente. Entretanto,esse texto ainda não está tão bom como gostaria que estivesse. O motivo é que tive de apressar otrabalho para que fosse publicado antes do segundo turno da eleição presidencial. Penso que aeleição pode mudar dramaticamente a minha sorte – para pior. Talvez meus inimigos se sintammuito mais a vontade para tentar me matar agora, já que Lula vai deixar a presidência da república.E se a denúncia que lanço neste trabalho ficar erroneamente desvinculada da imagem de DilmaRousseff, candidata de Lula, o povo pode se enganar ao pensar que ela não tem nada a ver com osassassinos de estado pagos a peso de ouro pelo governo federal e que trabalham para a ABIN.Eric Campos Bastos GuedesEscrito em Araruama, em 5 de setembro de 2010.Modificado em Araruama, em 30 de outubro de 2010.Eric Campos Bastos Guedes 6 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 7. PREFACIO À TERCEIRA EDIÇÃODemorou muito para que eu entendesse que há uma relação muito próxima entre o governo e oslíderes religiosos. Tais líderes utilizam sua influência para levar seus seguidores à praticar atosabomináveis contra as pessoas que sabem o que há de podre no governo. Esses atos abomináveisincluem contaminar criminosamente, com a bactéria da sífilis, por exemplo, as pessoas que sabem averdade a respeito desse sistema de coisas iníquo que rege o mundo. Essa contaminação criminosapode vir através de uma comida ou através de uma injeção preparadas com a finalidade de nos fazeradoecer de neurosífilis ou neurocisticercose, doenças que sabidamente levam à demência e àpsicose. Eu mesmo fui infectado com a bactéria da sífilis e contaminado com cisticercose. Se meusinimigos tivessem tido pleno êxito eu não teria mais capacidade de lidar com computadores ouescrever textos como esse. O fato é que tenho a bactéria da sífilis, ou alguma outra, e isso nãoaparece no exame padrão para sífilis (VDRL). Se eu tivesse adquirido sífilis por via sexual issoseria acusado pelo exame. Sei que tenho a bactéria da sífilis no meu corpo pelos sinais que ela memostrou: glande avermelhada, manchas vermelhas nos braços e nas costas (não exatamente como nasífilis adquirida por via sexual, mas mais ou menos perto disso), céu da boca com algo que lembraum ferimento bem tênue (quando eu passo a língua na região eu sinto). Se eu conseguir vencer abactéria, pode ser que não consiga provar que a tenho em meu corpo; senão, a doença poderá sedesenvolver de modo dramático e me deixar com vários ferimentos na pele ou provocar sinais dedemência em mim. É esperar para ver. Também preciso falar da grande covardia que estão fazendo à meu filho Sólon que mal fezdois anos de idade. Certa vez, quando estivemos eu, minha esposa e Sólon na casa de minha sograem Santa Maria de Campos foi chamada uma menina para cuidar de meu filho. Eu observava elacuidando de Sólon e teve uma vez que ela pôs um recipiente de formato cilíndrico (formato fálico)de pastilhas M&M na boca e chamou a atenção de meu filho para que ele a visse fazendo isso.Posteriormente eu estava a brincar com Sólon quando a empregada, autoproclamada “evangélica”,disse “Você não sabe no que ele vai se transformar...”. No dia em que Sólon fez dois anos de idadeele foi deixado sob os cuidados de Vanda, minha mãe, que é extremamente católica. Quando voltoupara casa eu o observei e ele pôs uma peça do seu brinquedo, de formato fálico (formato cilíndrico),na boca e depois tirou e sentou em cima dela. Na minha opinião a responsável por essecomportamento de Sólon foi minha mãe Vanda que deve ter deixado pessoas extremamente“religiosas” ensinado isso a ele. Os indícios me levam a acreditar que são as pessoas religiosas quefazem isso aos filhos dos “inimigos”, aqueles que podem envergonhar os líderes das religiões quetem pregado o bem mas feito o que Deus repudia. O próprio Jesus Cristo nos fala sobre isto no livro de Mateus, capítulo 23, versículo 13: “Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês fecham a porta do Reino do Céu para os outros, mas vocês mesmos não entram, nem deixam que entrem os que estão querendo entrar.”3 Se eu vier a desenvolver alguma doença incapacitante, que leve à demência ou a um estadode menor inteligência (meu QI está, segundo os testes, entre 115 e 127) ou se meu filho Sólon vier ase tornar homossexual, isso confirmará a verdade desse texto. Confirmará também, em parte, que areligião está na base de todas as perversidades do mundo. Funciona assim: você pode fazer tudo quenão presta que não sentirá culpa, pois você é “lavado no sangue do cordeiro” a cada nova reunião desua igreja. Para ser “lavado” você só tem que fazer o que os líderes (pastores, padres etc) querem,não importando o tamanho da sujeira. Desde que o autoproclamado “cristão” cometa a perversidade3 O Novo Testamento – Nova Tradução na Linguagem de Hoje. Barueri-SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2002.Eric Campos Bastos Guedes 7 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 8. sem que se possa provar nada contra ele, ou contra a igreja dele, fica tudo bem. O que importa paraessa gente religiosa é fazer o que é mal sem que se possa ser pego e condenado por isso. Uma aurade falsa santidade envolve muitos dos religiosos praticantes – não todos, mas uma parteconsiderável. São escravos do diabo que passam a ideia de serem seres humanos maravilhosos. Asreligiões ditas cristãs não são cristãs de verdade. Elas são mecanismos que os senhores do mundoutilizam para anular o trabalho de quem vem em nome de Deus revelar a verdade ao povo. Lendo aBíblia logo vemos várias passagens que depõe contra todas as igrejas autoproclamadas cristãs. Porexemplo, em Atos, capítulo 5, quando a igreja “mata” o casal Ananias e Safira. É lamentável quepossam existir pessoas tão falsas quanto algumas das que frequentam seriamente uma igreja e sedispõem a fazer o mal para engordar esse falso Deus/demônio que tem uma insaciável “fome dealmas”. E a expressão “fome de almas” eu tirei de um texto de minha religiosa mãe Vanda que diziaser “impossível” (sic) saciar a fome desse demônio que ela chamava de “Deus”. De fato, aexpressão “fome de almas” nos remete muito mais a ideia de um monstro demoníaco do que a deDeus. Então foi Vanda mesmo que concordou que o “Deus” dela era um demônio! E por ter passadotantos anos frequentando a igreja ela deve saber bem a quem serve. Muitas pessoas que frequentam alguma religião estão metidas nessa guerra santa. Umaguerra para que a verdade não seja revelada. A verdade a respeito das atitudes sórdidas que muitosdos membros mais respeitáveis de uma igreja têm praticado. Tenho medo de que essas pessoasreligiosas façam mal a meu filho Sólon ou à minha esposa Márcia – os religiosos podemcontaminá-los com sífilis ou cisticercose.Eric Campos Bastos Guedes30/06/2011Eric Campos Bastos Guedes 8 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 9. Parte I (Introito – Ilustrando o problema com textos relacionados)Eric Campos Bastos Guedes 9 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 10. http://www.obm.org.br/univ/oimu.htmOlimpíada Iberoamericana de Matemática UniversitáriaO participante não deve possuir título Universitário a nível de graduação ou equivalente e deve estarmatriculado em uma Universidade como estudante de graduação.IX OIMU (2006)Nome Prêmio Cidade-EstadoRafael Daigo Hirama Ouro S.J. dos Campos – SP (1º)Rafael Marini Silva Prata S.J. dos Campos – SP (2º)Thomás Yoiti Sasaki Hoshina Bronze Rio de Janeiro – RJ (3º)Felipe Rodrigues Nogueira de Souza Menção Campinas – SP (4º)Luty Rodrigues Ribeiro Menção Fortaleza – CE (5º)Luiz Felipe Marini Silva Menção S.J. dos Campos – SP (6º)Eric Campos Bastos Guedes Menção Rio de Janeiro – RJ (7º)Rafael Constant da Costa Menção Rio de Janeiro – RJ (8º)Eric Campos Bastos Guedes 10 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 11. Ilustríssimo Dr. Delegado do 77° DP IcaraíEric Campos Bastos Guedes, filho de Winter Bastos Guedes (pai) e Vanda Campos Guedes (mãe),portador da CI nºXXXXXXXX-X, CPF nºYYYYYYYYY-YY, domiciliado à Rua Domingues deSá, n°422 em Icaraí, Niterói, RJ, vem por meio desta requerer registro de ocorrência e apuraçãopelo seguinte: ameaça de morte, calúnia e difamação (texto abaixo, postado na página de recados davítima, no Orkut):“Seu arrombado do caralho....Ao invés de ficar entrando em uma comunidade séria de policiais pra ficar fazendo chacota denossas caras,porque não vai procurar um trabalho,ou algo do tipo?Filho da puta do caralho,cú de burro desgraçado! Bastardo maldito,no mínimo deve ser algum filhode alguma cadela desgraçada na vida que fica passabdo trotes para as autoridades...E digo mais,se ficar de graça com a gente,é 2 palitos eu falo com uns brothers ae no Rio e consigoseu endereço e passo você pros irmãos ae malucão,nem vem tirar que aqui é policía no baguio,seliga ae comediagem...pra desenrolar este barato é 2 palitos,tá avisado. ” Nestes termos Pede deferimento ________________________________ Niterói, 7 de novembro de 2008Eric Campos Bastos Guedes 11 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 12. Tópico de Discussão na comunidade “Denúncias, Dúvidas, Direito” no OrkutInfecção Criminosa em Clínica PsiquiátricaInício > Comunidades > Governo e Política > DENÚNCIAS, DÚVIDAS, DIREITO. > Fórum: >Mensagensmostrando 1-2 de 22 nov (5 dias atrás)Eric CamposInfecção Criminosa em Clínica PsiquiátricaFui internado numa clínica psiquiátrica por motivos políticos. Não havia indicação real para umainternação, visto que eu estava calmo, lúcido e produtivo. No final da internação, como eles nãotinham como me manter mais tempo preso, deram uma agulhada no meu pé esquerdo. Quando olheipara meu pé havia, no local da agulhada, uma gota de um líquido vermelho escuro. Não acreditei noque eu estava vendo e não reclamei na hora porque eu estava drogado com altas doses deantipsicóticos e tranquilizantes. Passei o dedo por cima do ponto vermelho em meu pé. Era sangue.Desconfio que me infectaram criminosamente (talvez HIV), já que estou sendo perseguido desde2006 por motivos políticos, principalmente depois que obtive a sétima colocação no Brasil naOlimpíada Iberoamericana de Matemática Universitária (em 2006) sem estudar. Gostaria, em casode confirmada a infecção, processar o hospital. Não há, no momento, nenhum teste que confirmequalquer infecção, mas preciso postar isto aqui para que fique o crime bem caracterizado. Comodevo proceder?[ eric campos bastos guedes ]2 nov (5 dias atrás)Dra. NancyBoa Tarde Érico, lamento pelo que voce passou, mas uma coisa é certa, o bem sempre vence o mal!Como não há nenhuma indicação de infeccção ou manifestação criminosa, no meu entender, paradeixar registrada tal situação para uma confirmação ou não de um crime, se dirija a um DistritoPolicial para lavrar um Boletim de Ocorrência de Preservação de Direitos, também pode se dirigirdiretamente ao Ministério Público e deixar sua denúncia lá, espero que não esteja contaminado, é oque te desejo de melhor, mas, se algo surgir após um tempo, voce já deixou registrado em doisórgãos que poderão investigar o ocorrido.Boa sorte!Eric Campos Bastos Guedes 12 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 13. Parte II (Vida Pregressa – Uma Pequena Autobiografia)Eric Campos Bastos Guedes 13 O Povo Cego e as Farsas do Poder
  • 14. A Matemática como princípio do pensamento lógico-racionalGosto de Matemática desde os 7 ou 8 anos de idade 4. Naquela época abria a Enciclopédia NovoConhecer, ricamente ilustrada, para me divertir tentando determinar a velocidade de translação daTerra. Não encontrando essa velocidade explicitada na enciclopédia, imaginei que pudessecalculá-la. Primeiro supus que a Terra se movia em uma trajetória circular em torno do Sol, o quenão está lá muito distante da realidade. Depois supus, corretamente, que caso a trajetória da Terraem torno do Sol fosse circular, o número pelo qual eu deveria multiplicar a distância da Terra ao Solpara ter o “comprimento da trajetória” da Terra em torno do Sol era o mesmo número pelo qual eudeveria multiplicar o raio de qualquer círculo para obter o comprimento da circunferência.
  • Search
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks
    SAVE OUR EARTH

    We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

    More details...

    Sign Now!

    We are very appreciated for your Prompt Action!

    x