Reviews

O povo diz não aguentar mais tanta corrupção, mas participa ativamente dela e inclusive elege e reelege políticos corruptos, conscientemente.

Description
Alamar Régis Carvalho* Vivemos em um país onde se fala muito em corrupção, porque de fato pratica-se muita corrupção na esfera governamental. Somos um dos países mais corruptos do mundo, isto ninguém tem
Categories
Published
of 6
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Alamar Régis Carvalho* Vivemos em um país onde se fala muito em corrupção, porque de fato pratica-se muita corrupção na esfera governamental. Somos um dos países mais corruptos do mundo, isto ninguém tem dúvidas. O povo diz não aguentar mais tanta corrupção, mas participa ativamente dela e inclusive elege e reelege políticos corruptos, conscientemente. As pessoas constatam que determinados políticos profissionais, verdadeiros coronéis em suas regiões, ficaram milionários à custa da política, continuam ficando cada vez mais ricos, estão há várias décadas na política e não largam a mamata,... mas continuam reelegendo-os. Trata-se de cultura nacional, o povo habituou-se a isto e não faz o menor esforço em acabar com essa praga terrível. É uma desgraça. A campanha mostrada através dos palanques e do horário político do rádio e da televisão, é um festival de estímulo à corrupção, pois os partidos não tem preocupação em conquistar o eleitor com projetos de crescimento e progresso da Nação e sim com subornos e barganhas, sempre prometendo dar alguma coisa para o povo. É a política do suborno e da esmola que vige no país, numa subestima a inteligência da população, que é tratada como um universo constituído por mendigos. Os governantes não têm moral nenhuma para punir qualquer cidadão que tenta subornar um policial ou qualquer funcionário público, porque eles mesmos dão exemplos disto. Vejamos alguns casos: 1 / 6 Se eu for eleito, prometo lutar por passagens de graça para os estudantes. Está barganhando descaradamente com os estudantes, querendo comprá-los a custa de lhes dar passagens de graça. Fazem isto porque sabem que existem milhões de estudantes, sempre apostando nas quantidades, porque é quantidade que dá voto. Se eu for eleito, as pessoas vão pagar uma passagem só, durante o dia inteiro, podendo andar de ônibus, de metrô e até de taxi se quiser. É uma vergonha isto. Acontece em São Paulo. Vai chegar a um ponto que a imbecilidade política vai dizer que se o cidadão quiser também fazer uma viagem interestadual, com o mesmo bilhete, não tem problema, basta ir a qualquer aeroporto e pegar um avião. Vou lutar pela redução do preço da gasolina para os taxistas Barganha com a classe de motoristas de taxis e seus familiares, que também é gigantesca. Aí o pobre do motorista, que tem na gasolina a sua maior despesa, pois que é a matéria prima do seu ganha-pão, vê uma grande esperança de ter diminuído o seu gasto mensal e vota no infeliz, recomendando que a sua família também vote no desgraçado. Vai chegar a um ponto que vão prometer gasolina de graça para motorista de taxi. O festival do suborno e da barganha é enorme Olha gente, eu vou manter o bolsa família , eu vou aumentar o bolsa família , eu vou dar 2 / 6 casa para o povo , eu vou dar terra para o povo , eu vou dar passagem de graça ... e assim vão dando tudo de graça: bolsa família, vale transporte, vale refeição, vale isto e vale aquilo. Daqui a algum tempo vão dar também vale supermercado, vale conta de luz, vale farmácia, vale camisinha, vale motel... e bolsas de tudo quanto é jeito. A tendência é incutir na cabeça do povo que ele não precisará trabalhar mais, porque o governo dará tudo de graça. Vários são os que prometem a redução da carga horária de trabalho, no visível entendimento de que o trabalho é um castigo e uma praga para o cidadão. Não duvidem se aparecer um palhaço desse aí para prometer apresentar um projeto para que as pessoas trabalhem apenas um período do dia, das oito ao meio dia, e fique a tarde e noite inteira livre para jogar futebol, fazer fofoca, tomar cachaça no boteco da esquina, ver televisão e ficar vagabundando mesmo. Detalhe: trabalhar somente até quinta-feira, porque até a sexta-feira deverá ser mais um dia de folga na semana, num projeto apresentado por um ridículo desses. E a empresa e a indústria que se lasquem, afinal são apenas burgueses e elites. O pior é que existem milhões de brasileiros de inteligências absolutamente atrofiadas para não perceber e incoerência e o absurdo desses modelos. Virou um câncer, no País. Analisemos bem as diferenças culturais em determinados países. Modelo 1 É o modelo mais racional, desprovido da demagogia. 3 / 6 A preocupação do país e do seu povo é eleger pessoas dignas, honestas, íntegras, mas, sobretudo competentes e preparadas para o desempenho de um cargo público. Se o Brasil tivesse um modelo desse, teríamos como Ministro da Educação um homem do nível de um Mário Sérgio Cortella e como Ministro da Saúde um Lair Ribeiro. Modelo 2 Não existe a menor preocupação com qualidades morais e muito menos com competência. Se o elemento é um radialista famoso, um pastor da igreja, um palhaço da televisão, um ex-jogador de futebol do seu time ou um velho profissional da política é ele que o povo elege. Quanto mais demagogo melhor. Modelo 1 - Um ministro, secretário de estado ou municipal é escolhido pelos seus requisitos morais e pela qualidade técnica na área a qual vai comandar. Isto independe do partido ao qual ele pertença. Modelo 2 O ministro ou secretário é escolhido conforme INDICAÇÃO dos partidos coligados, onde moralidade, decência e competência não tem relevância nenhuma. A habilidade requisitada é a de roubar o máximo possível, ter jogo de cintura para movimentar a corrupção o mais sutilmente possível, para que ninguém perceba. Modelo 1 - Ao povo é apresentada propostas de aumentar os índices de crescimento do país, a produção, o avanço tecnológico, as exportações e a arrecadação através de PRODUÇÃO, para que o povo tenha um padrão de vida melhor à custa da riqueza gerada pelo país. Modelo 2 Ao povo é apresentado um monte de promessas, sobretudo suborno através das esmolas governamentais. Tem que dar bolsas e vales para o povo. Modelo 1 Os empresários são estimulados, respeitados e incentivados a produzirem cada vez mais a fim de obterem as melhores condições para ofertar mais empregos de qualidade. Quando aparece um empresário safado, apenas esse é punido e não todos os empresários do país. Modelo 2 Os empresários são tratados como se fossem bandidos e inimigos do trabalhador. 4 / 6 Pejorativamente são tratados como burguesia e elite dominante . Leis são criadas para retirar deles o máximo que puder. Eles são sempre considerados como exploradores dos chamados trabalhadores . Modelo 1 A inteligência do modelo é capaz de perceber que o dentista, o médico, o dono da padaria, o dono da loja também trabalha, pois eles passam o dia inteiro em suas empresas, com responsabilidades enormes, inclusive administrando para pagar os elevados impostos. Modelo 2 A burrice desse modelo acha que esse pessoal não faz absolutamente nada, que nem vai a empresa e possuem dinheiro caído dos céus. São todos burguesias e elites dominantes. Modelo 1 A inteligência desse modelo busca aumentar a arrecadação do seu país através da produção. Modelo 2 A burrice desse modelo só consegue aumentar arrecadação a custa de aumento de impostos, porque não têm foco na competência para gerar produção. Vive até sonhando em fazer voltar CPMF. Modelo 1 Quando pretende experimentar algum modelo de outro país para aplicar no seu, a inteligência volta o seu foco para países como Alemanha, Suíça, Japão, Dinamarca, Canadá, Inglaterra, Estados Unidos, etc... Modelo 2 Quando pretende experimentar algum modelo de outro país para aplicar no seu, foca-se em Cuba, Venezuela e Coréia do Norte, obviamente querendo que o seu povo viva como vive o povo daqueles países. Modelo 1 Respeita a Liberdade das pessoas e sobretudo da imprensa. Modelo 2 Não consegue conviver com críticas, gosta de censuras e sempre trabalha projetos 5 / 6 para calar a imprensa, que é sempre qualificada como golpista . Não quer que a corrupção e a safadeza política sejam divulgadas. Modelo 1 Professor e idoso é respeitado, valorizado e tratado com carinho. Modelo 2 Professor é desvalorizado, desrespeitado e, se for agredido fisicamente por um aluno, tem que ficar calado, não pode ter reação nenhuma, sob ameaça de perder o emprego e até ser preso. O aposentado é roubado pela própria previdência do seu país, é permitido que os planos de saúde cobrem valores bem elevados, para que seja inviável o tratamento para ele, para que morra logo e não encha o saco no país. Eu escreveria dezenas e talvez até centenas de páginas falando sobre isto, mas creio que a sua inteligência seja o suficiente para decidir qual o modelo que você quer para o nosso país. *Analista de Sistemas 6 / 6
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x