Paintings & Photography

Os Fundamentos da genética. Professora Débora Lia Biologia

Description
Os Fundamentos da genética Professora Débora Lia Biologia Genética Mendeliana Nos livros didáticos da 2ª série do Ensino Médio, utilizamos a família de um personagem fictício, o professor Marcos, para
Published
of 16
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Os Fundamentos da genética Professora Débora Lia Biologia Genética Mendeliana Nos livros didáticos da 2ª série do Ensino Médio, utilizamos a família de um personagem fictício, o professor Marcos, para exemplificar a importância dos vegetais e animais no dia a dia. Em certo domingo, Marcos e sua família visitaram a casa de seu Roberto e dona Miriam, avós paternos de Gabriel e Guilherme. Esse era um domingo especial: o aniversário de seu Roberto. Naquele dia, também estavam lá Lourdes e Cláudio, irmã e cunhado de Marcos, respectivamente, e seus sobrinhos Renatinho e Priscila. Na hora do almoço, todos, já à mesa, conversavam de forma alegre e caótica sobre vários assuntos: política, futebol, preocupações, momentos felizes, trabalho, dia a dia etc., com muito barulho, risos e gesticulações, bem típico de quem descende de italianos. Em determinado momento, Gabriel começou a reparar no rosto, especialmente nos olhos, de cada uma das pessoas que estavam presentes. Sempre curioso, perguntou a Tânia: Mãe, por que eu tenho olhos verdes se você e o papai têm olhos castanhos?. Genética Mendeliana Pronto! A mesa virou uma bagunça, pois todos, a seu modo, tentavam responder a essas perguntas. Dona Miriam disse que existem características que puxamos mais do pai e outras que puxamos mais da mãe, e outras, ainda, puxamos dos tios e dos avós. Lourdes disse que os cabelos ruivos de Guilherme eram iguais aos do bisavô, que viveu no norte da Itália há muitos anos; Priscila disse que a cor dos olhos vem dos avós maternos, e não dos avós paternos; Cláudio comentou que ele também não tinha puxado a cor dos olhos dos pais, e Renatinho não disse nada, apenas riu. O que passamos para nossos olhos não são as cores dos olhos ou dos cabelos. O que transmitimos a eles são nossos genes, explicou Marcos a todos da mesa, com autoridade. Sem perder tempo, para descontrair, Priscila disse a todos: Bem, já que não dá para tirar uma foto dos genes da família, que tal então tirarmos uma sele de nossas características físicas? Assim, a Genética é uma importante ferramenta para a Medicina, no que se refere ao estudo, prevenção e tratamento de diversas doenças genéticas, além de ser uma grande ferramenta para outros ramos das Ciências Biológicas, como a Veterinária, a Zootecnia e a Agronomia. GREGOR MENDEL No pequeno jardim do mosteiro de Alt-Brünn, na Áustria do século XIX. durante nove anos, o monge austríaco Gregor Mendel ( ) realizou minuciosos cruzamentos entre variedades de plantas de ervilhas (Pisum sativum) com o intuito de analisar as características que poderiam ser transmitidas de forma hereditária às gerações seguintes, agora conhecidas como genes. Lei Mendeliana Por quê Mendel decidiu trabalhar com ervilhas? Fácil cultivo. Possuem características bem definidas (cor das flores, sementes, etc.). Fácil polinização manual (artificial). Apresentam autopolinização. Realizou 7 experimentos 1. Cor da semente 2. Formato da semente 3. Cor da vagem 4. Formato da vagem 5. Altura da vagem 6. Posição da flor 7. Cor da flor 1 Lei de Mendel CONCEITOS BÁSICOS a) Genética É a ciência que estuda a transmissão de características hereditárias de pais para filhos ao longo das gerações. b) Gene Segmento da molécula de DNA capaz de determinar uma característica. c) Locus Gênico Local do cromossomo onde se localiza um gene. CONCEITOS BÁSICOS d) Gene dominante Possui maior expressividade Representado por letras maiúsculas: A, B, C, D, etc. e) Genes recessivos Possui menor expressividade Representado por letras minúsculas: a, b, c, d, etc. Dois genes alelos dominantes AA = Homozigoto Dominante Dois genes alelos recessivos aa = Homozigoto Recessivo f) Homozigoto (Puro) Indivíduo que apresenta dois genes alelos iguais para a determinação de uma característica CONCEITOS BÁSICOS g) Heterozigoto (Híbrido) Indivíduos que apresentam dois genes alelos diferentes para a determinação de uma característica. Ex: (Aa) h) Genótipo Constituição gênica do indivíduo. pool (conjunto) gênico do indivíduo. i) Fenótipo É a aparência física de um organismo. É determinada pela ação conjunta do genótipo + meio ambiente. Ex: Cor de pele, cabelo, formato dos olhos etc. 1 Lei de Mendel Primeira Lei de Mendel (Lei da segregação). Cada caráter é definido por um par de fatores que se separam quando um gameta é formado, indo um fator para cada gameta, sendo então, um caráter puro. 1 Lei de Mendel Plantas de sementes lisas x Plantas de semente rugosas 1. A geração constituída pelas variedades puras é chamada de geração parental (P). 2. Os descendentes imediatos desse cruzamento é chamada de primeira geração híbrida ou geração filial (F1). 3. A descendência resultante da autofecundação da primeira geração híbrida (F1) é chamada de segunda geração híbrida ou geração (F2) 1 Lei de Mendel Como Mendel explicou o desaparecimento do caráter recessivo (semente rugosa) em F1 e o seu reaparecimento em F2 na proporção 3 dominantes para 1 recessivo? Hipóteses de Mendel a) Cada característica hereditária é determinada por um par de fatores herdados em igual quantidade da mãe e do pai. b) Os fatores de cada par separam-se quando os indivíduos produzem gametas. c) Se o indivíduo é puro (homozigoto) ele produzirá apenas um tipo de gameta. d) Se o indivíduo é hibrido (heterozigoto) ele produzirá dois tipos diferentes de gametas. 1 Lei de Mendel INTERPRETAÇÃO ATUAL DA PRIMEIRA LEI DE MENDEL Com base nos conhecimentos atuais sobre meiose, os fatores correspondem aos alelos de um gene, esses alelos se separam na formação dos gametas. Antes da Meiose I cada um dos cromossomos homólogos se duplica. No final da meiose I, os dois alelos são segregados em duas células filhas separadas. No final da meiose II cada gameta contém um único alelo: R ou r. VAMOS TREINAR! Qual o resultado do cruzamento entre plantas de ervilhas hastes longas (puras) com hastes curtas na 1ª geração (F 1 )? E na 2ª geração (F 2 )? plantas de VAMOS TREINAR! Qual o resultado do cruzamento entre um gato branco com um gato preto na 1ª geração (F 1 )? E na 2ª geração (F 2 )? VAMOS TREINAR! 1) Sobre a relação entre genótipo, fenótipo e ambiente é correto dizer que o a) Fenótipo é determinado exclusivamente pelo genótipo. b) fenótipo é determinado pelo genótipo em interação com o ambiente. c) genótipo é determinado exclusivamente pelo fenótipo d) genótipo é determinado pelo fenótipo em interação com o ambiente 2) No cruzamento de indivíduos heterozigóticos Aa, espera-se obter: a) apenas indivíduos Aa. b) indivíduos AA e aa, na proporção 3:1, respectivamente. c) indivíduos AA e aa, na proporção 1:1, respectivamente. d) indivíduos AA, Aa e aa, na proporção 1:2:1, respectivamente. 3) O cruzamento de dois indivíduos heterozigóticos para um gene com um alelo dominante e outro recessivo produzirá descendência constituída por: a) 100% de indivíduos com o traço dominante. b) 75% de indivíduos com o traço dominante e 25% com o traço recessivo. c) 50% de indivíduos com o traço dominante e 50% como traço recessivo. d) 25% de indivíduos com o traço dominante, 25% como traço recessivo e 50% com traços intermediários
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x