Documents

Os maias

Description
Os Maias - Resumo A acção de Os Maias passa-se em Lisboa, na segunda metade do séc. XIX. Conta-nos a história de três gerações da família Maia. A acção inicia-se no Outono de 1875, altura em que Afonso da Maia, nobre e rico proprietário, se instala no Ramalhete. O seu único filho – Pedro da Maia – de carácter fraco, resultante de uma educação extremamente religiosa e proteccionista, casa-se, contra a vontade do pai, com a negreira Maria Monforte, de quem tem dois filhos – um menino e uma menin
Categories
Published
of 16
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Os Maias - Resumo  A acção de Os Maias passa-se em Lisboa, na segunda metade do séc. XIX. Conta-nosa história de três gerações da família Maia.A acção inicia-se no Outono de 1875, altura em que Afonso da Maia, nobre e ricoproprietário, se instala no Ramalhete. O seu único filho  –  Pedro da Maia  –  de carácterfraco, resultante de uma educação extremamente religiosa e proteccionista, casa-se,contra a vontade do pai, com a negreira Maria Monforte, de quem tem dois filhos  –  ummenino e uma menina. Mas a esposa acabaria por o abandonar para fugir com umNapolitano, levando consigo a filha, de quem nunca mais se soube o paradeiro. O filho  –  Carlos da Maia  –  viria a ser entregue aos cuidados do avô, após o suicídio de Pedro daMaia.Carlos passa a infância com o avô, formando-se depois, em Medicina em Coimbra.Carlos regressa a Lisboa, ao Ramalhete, após a formatura, onde se vai rodear de algunsamigos, como o João da Ega, Alencar, Damaso Salcede, Palma de Cavalão,Euzébiozinho, o maestro Cruges, entre outros. Seguindo os hábitos dos que o rodeavam,Carlos envolve-se com a Condessa de Gouvarinho, que depois irá abandonar. Um diafica deslumbrado ao conhecer Maria Eduarda, que julgava ser mulher do brasileiroCastro Gomes. Carlos seguiu-a alguns tempos sem êxito, mas acaba por conseguir umaaproximação quando é chamado Maria Eduarda para visitar, como médico a governanta.Começam então os seus encontros com Maria Eduarda, visto que Castro Gomes estavaausente. Carlos chega mesmo a comprar uma casa onde instala a amante.Castro Gomes descobre o sucedido e procura Carlos, dizendo que Maria Eduarda nãoera sua mulher, mas sim sua amante e que, portanto, podia ficar com ela.Entretanto, chega de Paris um emigrante, que diz ter conhecido a mãe de Maria Eduardae que a procura para lhe entregar um cofre desta que, segundo ela lhe disse, continhadocumentos que identificariam e garantiriam para a filha uma boa herança. Essa mulherera Maria Mão Forte  –  a mãe de Maria Eduarda era, portanto, também a mães de Carlos.Os amantes eram irmãos...Contudo, Carlos não aceita este facto e mantém abertamente, a relação  –  incestuosa  –   com a irmã. Afonso da Maia, o velho avô, ao receber a notícia morre desgosto.Ao tomar conhecimento, Maria Eduarda, agora rica, parte para o estrangeiro; e Carlos,para se distrair, vai correr o mundo.O romance termina com o regresso de Carlos a Lisboa, passados 10 anos, e o seureencontro com Portugal e com Ega, que lhe diz: - falhamos a vida, menino! .  Personagens (mencionadas por ordem de aparição) Sebastião da Maia (p.7);Condessa de Runa (p.9);Tobias, um são-bernardo;Gato angorá, branco c/ malhas louras, chama-se, sucessivamente, Bonifácio/D.Bonifácio de Calatrava/Reverendo Bonifácio;Vilaça;Vilaça (o Júnior);Manuel Vilaça;Caetano da Maia (Miguelista), pai de Afonso da Maia (Liberal);Jerónimo da Conceição, confessor de Caetano da Maia;As Cunhas, primas de Afonso da Maia;Fanny, tia de Afonso da Maia;D. Maria Eduarda de Runa, filha de um conde; casa com Afonso da Maia, depois damorte do pai deste, Caetano da Maia;Coronel Sequeira, amigo de Afonso da Maia;Pedro da Maia, filho de Afonso da Maia, tem um bastardo aos 19 anos;Avô da mulher de Afonso da Maia (enlouquecera; julgando-se Judas, enforcara-se numafigueira);Tomás de Alencar, amigo de Pedro da Maia;D. João da Cunha, amigo de Pedro da Maia (e de Alencar);Maria Monforte;Manuel Monforte, pai de Maria Monforte, açoreano;André, criado do café Marrare, no Chiado (p.23);O Melo, conhecido de Pedro da Maia (mais tarde amigo de Alencar, Carlos e Cruges);Tancredo, o napolitano que foge com Maria Monforte;O Magalhães, conhecido de Pedro da Maia;  Luís Runa, primo de Afonso da Maia;Teixeira, escudeiro (ó mordomo) de Afonso da Maia;Saldanha, personagem aludida, que é demitido do Paço;Maria da Gama, personagem aludida, frequenta Maria Monforte; é uma troca-tintas;André da Ega, personagem aludida, frequenta Afonso da Maia em Sta. Olávia;D. Diogo Coutinho, personagem aludida, frequenta Afonso da Maia em Sta. Olávia;Dr. Guedes, o médico;Marquesa de Alvenga, personagem referida;Velho Cazoti (deve ser professor de música);Gertrudes, governanta de Afonso da Maia;Prima da mulher de Afonso, uma Runa, viúva do visconde de Urigo de la Sierra;Abade Custódio;Carlos Eduardo da Maia, neto de Afonso da Maia;Sr. Brown, preceptor de Carlos Eduardo;D. Ana Silveira (vizinha?), a mais velha, solteira, da família dos Silveiras, da Quinta daLagoaça;Teresinha Silveira, namorada de infância de Carlos Eduardo;D. Cecília Macedo, mulher do escrivão (p.67);Pedra, tia de Carlos Eduardo (p.59);D. Eugénia Silveira, viúva; tem 2 filhos, Teresinha e Eusébiozinho (o papa-livros,descrição na p.69);O doutor delegado, que não se decide a casar ou não com D. Eugénia, havia já 5 anos;O juiz de Direito e D. Augusta, sua mulher;Recorda-se, na tagarelice, Manuel Branco, da família dos Brancos;Mr. de l'Estorade, espadachim (mais tarde chamado Vicomte de Manderville);André Noronha, primo de Afonso da Maia;Catanni, acrobata (com quem Maria foge para a Alemanha);Dr. Trigueiros;  João da Ega, sobrinho de André da Ega, amigo de Carlos Eduardo;Serra Torres, adido em Berlim, amigo de Carlos Eduardo;Simão Craveiro, amigo de Carlos Eduardo (e de Ega, também);Gamacho (tocava piano), amigo de Carlos Eduardo;Baptista, criado de quarto de Carlos;Amigos de Carlos Eduardo depois do consultório estabelecido: Taveira, vizinho,empregado no Tribunal de Contas; Cruges, maestro, pianista; marquês de Souselas;Sr. Vicente, mestre-de-obras;Mr. Theodore, chef de Afonso da Maia;Jacob Cohen, director do Banco Nacional;Raquel Cohen, esposa de Jacob Cohen (com quem J. da Ega tem um caso);Craft, filho de um clergyman da igreja inglesa do Porto, amigo de Carlos e de Ega;D. Diogo, amigo do whist de Afonso da Maia;Conde Steinbroken, ministro da Finlândia, visita habitual do Ramalhete;Tarquínio;Marcelino, o padeiro;Marcelina, a mulher do padeiro;Azevedo, jornalista;Sá Nunes, jornalista;Gastão, conde de Gouvarinho;Margarida, cozinheira de D. Diogo;Dr. Barbedo;Amigos do Ega: Dâmaso Salcede, amigo do Cohen; 1 primo da Raquel Cohen;Viegas, um dos doentes de Carlos Eduardo;Manuel Pimenta, criado dos Gouvarinho;Tompson, pai da condessa de Gouvarinho;Sra. Josefa, rapariga cozinheira do Ega;
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x