Documents

Relatorio Perda de Carga

Description
Curso de Engenharia Civil Campus Brasília RELATÓRIO I Laboratório de Hidráulica e Hidrologia Aplicada Equação da Conservação de Energia: Perda de Carga Distribuída (MAXWELL®, 2011) Rhideyk Humberto.A. Hudsom Braz Anderson Lencina Rafael Moreira Eduardo de Sousa RA: A58FIB-6 RA: A598FC-0 RA:A568EB-8 RA:A7157A-0 RA: A588CG-5 Professor, Suélio Agosto de 2012 Curso de Engenharia Civil Campus Brasília 1.OBJETIVO Este experimento tem como objetivo mostra a equação da conservação de energia p
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Curso de Engenharia Civil Campus BrasíliaRELATÓRIO ILaboratório de Hidráulica e Hidrologia AplicadaEquação da Conservação de Energia: Perda de Carga Distribuída(MAXWELL®, 2011)Rhideyk Humberto.A. RA: A58FIB-6Hudsom Braz RA: A598FC-0 Anderson Lencina RA:A568EB-8Rafael Moreira RA:A7157A-0Eduardo de Sousa RA: A588CG-5Professor, Suélio Agosto de 2012  Curso de Engenharia Civil Campus Brasília1.OBJETIVOEste experimento tem como objetivo mostra a equação da conservação deenergia pela perda de carga distribuída, pois quando um fluido escoa ao longo decondutos, o principio da aderência provoca a formação de diagramas de velocidadesnas seções do escoamento. Isto significa que as partículas do fluido deslizam umassobre as outras provocando um atrito. Este atrito provoca uma perda de energia nofluido que pode ser detectada pela queda irreversível da pressão, tendo como baseas instruções da (MAXWELL®, 2011).2. DESENVOLVIMENTO TEÓRICO Poucos problemas mereceram tanta atenção ou foram tão investigadosquanto o da determinação das perdas de carga nas canalizações. Asdificuldades que se apresentam ao estudo analítico da questão sãotantas que levaram os pesquisadores às investigações experimentais (AZEVEDO NETO ET AL., 2003).  Assim foi que meados do século 19 os engenheiros hidráulicos Remi P.G.Darcy (1803-1858) e Julius Weisbach (1806-1871), após inúmeras experiênciasestabeleceram uma das melhores equações empíricas para o cálculo da perda decarga distribuída ao longo das tubulações, porém foi só em 1946 que Rouse vem achamá-la de Darcy-Weisbach , porém este nome não se torna universal até pertode 1980. A equação de Darcy-Weisbach é também conhecida por fórmula Universalpara cálculo da perda de carga distribuída. A parede dos dutos retilíneos causa umaperda de pressão distribuída ao longo do comprimento do tubo, fazendo com que apressão total vá diminuindo gradativamente ao longo do comprimento.Segue nas figuras 01, 02 e 03 alguns exemplos para a melhor compreensãoacerca das perdas de cargas distribuídas. Figura 01 - Em uma corrente real, os valores da pressão são diferentes entre ospontos 1 e 2. Isto caracteriza uma perda de carga.  Curso de Engenharia Civil Campus Brasília Figura 02 - Visualização de perdas de superfície no contato do fluído e a parede dotubo Fig. 03 - Modelos matemáticos utilizados na determinação de perdas de superfície nocontato do fluído e a parede do tubo. 3. MATERIAIS UTILIZADOSBancada de Hidráulica Maxwell 2011-Manômetro;- Água;-Conjunto motor-bomba-Cronometro  Curso de Engenharia Civil Campus Brasília4. EQUAÇÕES PARA OS CALCULOSPerda de Carga Distribuída  V = Δh/Δt  5. EXEMPLO DE CÁLCULOUm motor elétrico fornece 3 kw à bomba da instalação da figura, que tem umrendimento de 80 %. Sendo dados:a) As tubulações de mesma seção, cujo diâmetro é 5 cm e de mesmo material.b) Ks1= 10; ks2= 1; ks3= ks5= ks6= ks7= ks9= 0,5c) A vazão em volume na instalação é de 10L/s.d) O comprimento real de (1) é de 10m, e de (5) a (9), de 100m.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks