Documents

Sobre a Teoria de Explicação Científica de Hempel e Oppenheim

Description
Questões levantadas para análise da área de Teoria do Conhecimento, na obra de Hempel e Oppenheim.
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  UFSCar Universidade Federal de São Carlos Departamento de Filosofia e Metodologia das Ciências Teoria do conhecimento Respostas sobre a teoria de explicação cientfica de !empel e ppenheim #rofessor$ Mar% &'lian Richter Cass (ome$ !enri)'e *ochnia Rodrig'es Silva + R,$ -./012 1-Qualquer pergunta do tipo “Por quê?” é um pedido de explicação científica?  #rimeiro deve3se entender o )'e 4 'ma 5explicação cientfica6$ 4 a descrição de'm fen7meno 8'nto da descrição de certas condiç9es: antecedentes: ;s )'ais ele este8adeterminado< , 5explicação cientfica6 termina por demonstrar )'e 'm fen7meno ocorreno m'ndo determinado por certas leis gerais< #or exemplo: 'ma pedra )'e 4 emp'rradae cai de 'm penhasco est= determinada a sempre cair do mesmo modo: se nada aimpedir o' ocorrer diferente d'rante o processo )'e ela 4 emp'rrada: por)'ê existemcertas leis: como 4 o caso da lei gravitacional: )'e sempre at'am nas coisas do m'ndofa>endo determinada força para )'e todo e )'al)'er corpo: com massa: caia< ?steexemplo poderia ter partido de dois tipos de perg'ntas$ 'ma perg'nta )'e )'er saber por )'e 'ma pedra cai de 'm penhasco: e o'tra )'e )'er saber o por)'ê desse eventosempre se repetir: exigindo assim 'ma explicação das leis gerais determinam como 'ma pedra deve cair< ,ssim: a perg'nta 5#or )'ê@6 ser= 'm pedido de explicação cientficasomente se perg'ntar sobre eventos partic'lares Afen7menosB )'e ocorrem n'mdeterminado tempo e l'gar o' se b'scar explicação de como ocorrem tais leis gerais:)'e regem os eventos partic'lares< 2- que !ão o! explanans e explanandum de uma explicação? De acordo com !empel e ppenheim: o explanandum  4 a descrição do fen7meno)'e se dese8a explicar< ('m exemplo do artigo di>em )'e 5Um term7metro de mercrio4 imerso rapidamente em =g'a )'ente: h= 'ma )'eda tempor=ria da col'na de mercrio:)'e 4 seg'ida por s'a r=pida elevação6: a descrição acima fala do fen7meno: mas não 4este em si 8= o explanans 4 composto por d'as partes explicativas: 'ma )'e descreve ascondiç9es anteriores prEprias de cada fen7meno: como 4 o caso de descrever antes de'ma experiência: por exemplo: de )'ais materiais seriam compostos os corpos )'eseriam observados: tamb4m o l'gar e temperat'ra em )'e seriam considerados: e noexemplo essa parte do explanans  descreveria o fato do term7metro ser de vidro: ser imerso em =g'a )'ente e conter mercrio em se' interior< , seg'nda parte do explanans 4 a explicação )'e cont4m descriç9es das leis gerais )'e at'am no fen7meno< 5tão logo)'e: pela transmissão de calor: o a'mento de temperat'ra alcança o mercrio: este seexpande e: como o coeficiente de dilatação de mercrio 4 bem maior )'e o vidro: onvel do mercrio se eleva6: como 4 dito no artigo: 5leis de expansão t4rmica demercrio e de vidro e 'm en'nciado sobre a po'ca cond'tividade t4rmica de vidro6 sãoexpressas nessa parte<  -#xplique cada uma da! regra! $1 a $%& ,s regras de R/ a R- são chamadas de 5condiç9es lEgicas de ade)'ação6: e a Rde 5condição emprica de ade)'ação6: elas servem para verificar se 'ma explicaçãocientfica pode ser considerada 5apropriada6 para descrever fen7menos< R/ di> )'e 5o explanand'm deve ser conse)'ência lEgica do explanans6: o' se8a:a descrição do )'e se8a o fen7meno deve ser ded'tvel do )'e se afirma Anosarg'mentos explicativos das leis e condiç9esB ocorrer no fen7meno< RG di> )'e o explanans deve: sempre: conter leis gerais: pois sem elas não se pode ter 'm explanandum  sem leis gerais na arg'mentação explicativa de 'm evento este não podeser descrito$ a descrição do fen7meno depende de leis reg'ladoras implcitas naexplicação< R- 4 'ma regra derivada da necessidade existente em R/ Aa descrição de 'mfen7meno 4 conse)'ência das condiç9es e leis gerais )'e o reg'lamB R- 4 a regra )'emanda o explanans ter contedo emprico para )'e se possa verificar a coerênciaexplicativa cientfica< R 4 a regra )'e di>$ 5,s sentenças )'e constit'em o explanansdevem ser verdadeiras6 o crit4rio para considerar )'e tenha essa ade)'ação a 5verdade6de 'm fen7meno 4 a 5evidência relevante disponvel6: mesmo )'e o )'e se s'stenteverdadeiro ho8e pode não ser amanha: )'ando se considera )'e a evidencia disponvelho8e se8a menor do )'e amanha: a explicação cientfica depende do valor de verdadeatrib'do a evidencia escolhida para explicar o fen7meno< %-'! quatro regra! !ão implicada! pelo! exemplo! de explicação científica   de e(ento!particulare! oferecido! por )empel e ppen*eim? ,s regras são dadas a partir de fen7menos partic'lares: no entanto: elas são os parHmetros para )'e possa existir 'ma explicação cientifica apropriada: isto 4: paraexistir 'ma explicação )'e dê conta de mostrar o por)'ê dos fen7menos< Desse modo:as regras de explicação cientfica são anteriores aos acontecimentos dos fen7menos: e por isso a explicação depende o' implica das regras: e não o contr=rio< (o entanto: ofen7meno sempre vai ter )'e ocorrer antes para )'e possa ser pensada certa ade)'açãodos eventos as regras pr43estabelecidas para s'a pela ciência< +-,egundo )empel e ppen*eim $1 a $% !ão condiç.e! “nece!!/ria! de   explicaçãocientífica”&  que é implicado por e!ta caracteri0ação da! regra!? I'er di>er )'e sem seg'ir tais regras não existe nenh'ma explicação cientficaapropriada< #arece implicar como eles afirmam: ao defender a importHncia daexplicação cientfica$ ?m 5não somente registrar os fen7menos de nossa experiência:  mas apreender com eles: atrav4s de generali>aç9es teEricas neles f'ndamentadas taisgenerali>aç9es nos permitem a antecipar novas ocorrências e a controlar pelo menos emalg'ma medida: as m'danças em nosso ambiente<6< -Por que a diferença entre explicação e pre(i!ão científica! “é de car/terpragm/tico”? Um fen7meno 4 descrito e s'a explicação 4 feita de modo cientifico seconsiderando certas condiç9es e leis gerais< , diferença entre previsão cientfica eexplicação cientfica se d= por)'e na explicação o fen7meno 4 explicado apEs s'aocorrência: isso 4: somente apEs o evento ocorrer são determinadas as condiç9es e leisgerais )'e se relacionam com ele< Mas: )'ando se fala de previsão cientfica todas acondiç9es e leis gerais: pelo menos as necess=rias para caracteri>ar tal fen7meno: sãoestip'ladas antes da ocorrência de 'm evento< -Pre(i!ão e explicação !ão capacidade! indi!!oci/(ei!? Uma explicação poderia ser dada sobre 'm fen7meno sem haver previs9es sobrecomo ele deveria ocorrer: o' se8a: a explicação de 'm fen7meno não depende denenh'ma previsão< (o entanto: )'al)'er previsão existente depende de certasobservaç9es )'e permitiram a criação de leis gerais para )'e a explicação de certosfen7menos 8= existisse antes da ocorrência destes< Uma explicação pode ser separada de'ma previsão: mas 'ma previsão cientfica 8amais ser= obtida sem )'al)'er explicaçãocientfica< 3-Por que explicaç.e! que !ati!fa0em a! condiç.e! $1 a $% !ão cau!ai! 4e (ice (er!a5? #or)'e explicam o fen7meno considerando as circ'nstHncias antecedentes e asleis gerais dele< ,s leis desse tipo são chamadas ca'sais o' deterministas por)'e5afirmam conex9es gerais e sem exceção entre caractersticas especficas de eventos6< (o caso das regras R/ a R implicam 'ma na o'tra: como se 'ma ca'sasse a o'tra$ #or exemplo: !empel e ppenheim nos di>em )'e R- esta implcita em R/$ 5por)'e: comoo explanand'm deveria descrever alg'm fen7meno emprico: seg'e de AR/B )'e oexplanans implica pelo menos 'ma conse)'ência car=ter emprico6< ,ssim: seg'indoessas regras: a explicação 4 o )'e b'sca mostra a ca'sa de 'm fen7meno: o' se8a:responder a perg'nta 5#or )'ê@6<
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks