Court Filings

Trabalho de Materiais de Construcao I - PRONTO

Description
Trabalho de Materiais de Construcao I - PRONTO
Categories
Published
of 36
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
    0   Faculdade de Engenharia e Arquitetura Curso de Engenharia Civil DISCIPLINA: Materiais de Construção I   TRABALHO PRÁTICO   Laboratório de Materiais de Construção I    Arysvaldo Souza Cruz - RA - Turma C5   Fabiano Caixeta d’Alcântara - RA 222906782 - Turma C5   Thiago Vignoli Federman - RA 222902159 - Turma C5   Tales Guimarães Figueiredo - RA 223722201 - Turma C5   GRUPO 17  Belo Horizonte Novembro de 2013  2  SUMÁRIO   1. INTRODUÇÃO ....................................................................................................................................... 3 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA ...................................................................................................................... 4 2.1 Propriedades do Concreto Fresco  ........................................................................................................... 5 2.2 Propriedades do Concreto Endurecido  ................................................................................................... 6 2.2.1 Resistência .......................................................................................................................................... 7 2.2.2 Durabilidade ........................................................................................................................................ 7 .2.3 Impermeabilidade ................................................................................................................................. 8 2.2.4 Tensão x Deformação do Concreto ..................................................................................................... 8 2.2.5 Fluência ............................................................................................................................................. 10 3. ANÁLISE DOS AGREGADOS ................................................................................................................. 11 3.1.1 Ensaio de Granulometria .................................................................................................................. 11 3.1.2 Ensaios Secundários. ......................................................................................................................... 14 3.2 Agregado Graúdo  ................................................................................................................................. 18 3.2.1 Ensaio Granulométrico...................................................................................................................... 18 3.2.2 Outros Ensaios .................................................................................................................................. 20 4. EXECUÇÃO DA DOSAGEM EXPERIMENTAL DO CONCRETO ................................................................ 22 4.1 Memória de Cálculo do traço em massa  .............................................................................................. 22 4.2 Transformação de traço em massa para traço para volume  .............................................................. 24 4.3 Cálculo de Dimensões de Padiola  ......................................................................................................... 25 4.4 Consumo de mateirais por m³   .............................................................................................................. 26 4.5 Dosagem Experimental do Concreto  .................................................................................................... 26 5. PREVISÃO DOS RESULTADOS .............................................................................................................. 28 6. CONCLUSÃO ....................................................................................................................................... 29 7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .......................................................................................................... 30 8. ANEXOS  .............................................................................................................................................. 32 8.1 Relatório Técnico da Areia  ................................................................................................................... 32 8.2 Relatório Técnico da Brita  .................................................................................................................... 33 8.3 Relatório Técnico do Concreto  ............................................................................................................. 35 9. DOSAGEM EXPERIMENTAL DE CONCRETO ......................................................................................... 36 10. Resenha de ArtigoTécnico .............................................................................................................. 38  3  1.   INTRODUÇÃO Esse trabalho prático de Materiais de Constução I, encomendado pelo Professor Dalter Pacheco Godinho, teve como objetivo medir o conhecimento dos alunos na parte prática da matéria. O grupo que executou a dosagem experimental do concreto descrita no presente relatório tinha como objetivo obter um concreto com fck de 30 MPa com controle Razoável, bem como fazer os ensaios dos agregados desse concreto e fazer todos os cálculos referentes à dosagem do concreto para que fosse atingido o objetivo e apresentar relatórios sobre os agregados e o concreto.  4  2.   REVISÃO BIBLIOGRÁFICA O concreto é o material de construção mais consumido no mundo e sua ampla utilização é decorrente de uma combinação positiva de fatores tecnológicos e econômicos, destacando-se sua natureza fluida inicial e o subsequente processo de endurecimento (cura) decorrente das reações de hidratação do cimento. Estas características permitem que a moldagem de corpos com elevada resistência e geometrias variáveis seja realizada de maneira simples e com custos relativamente reduzidos (MEHTA & MONTEIRO,1994). Tomando como partido as considerações de METHA & MONTEIRO acima, e analisando os ensaios e execução dos corpos de prova de acordo com os parâmetros repassados para o grupo 12, em questão, (concreto com resistência de 22Mpa em controle regular) conseguimos fazer algumas observações. O concreto produzido em estado fluido não apresentou muita trabalhabilidade, o que determina a eficiência de sua aplicação final e assim o desempenho nas peças moldáveis; houve também uma falta de escoamento da mistura, observada no Slump Test, resultado de grande eficiência ao fluxo. Dessa maneira, foi orientado pelos monitores que auxiliavam o grupo a utilizar um aditivo  plastificante, para que o concreto fresco obtivesse maior facilidade de mobilidade e assim melhor manuseio na mistura e no preenchimento dos corpos de prova. Os aditivos são figuras de fundamental importância para a composição do concreto. Eles têm a capacidade de alterar propriedades do concreto em estado fresco ou endurecido e apesar de estarem divididos em várias categorias, os aditivos carregam em si dois objetivos fundamentais, o de ampliar as qualidades de um concreto, ou de minimizar seus pontos fracos. Como exemplo, podemos dizer que sua aplicação pode melhorar a qualidade do concreto nos seguintes aspectos: ã  Trabalhabilidade; ã  Resistência; ã  Compacidade; ã  Durabilidade; ã  Bombeamento; ã  Fluidez (auto adensável).
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x