Public Notices

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO

Description
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO JOSIANE SILVA DE OLIVEIRA A POLÍTICA EMOCIONAL NAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO
Categories
Published
of 252
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO JOSIANE SILVA DE OLIVEIRA A POLÍTICA EMOCIONAL NAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO DO CIRCO CONTEMPORÂNEO: Uma etnografia multissituada no contexto Brasil-Canadá PORTO ALEGRE 2014 JOSIANE SILVA DE OLIVEIRA A POLÍTICA EMOCIONAL NAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO DO CIRCO CONTEMPORÂNEO: Uma etnografia multissituada no contexto Brasil-Canadá Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul como requisito parcial para obtenção do título de Doutora em Administração Área de concentração: Gestão de Pessoas Orientadora: Profa. Dra. Neusa Rolita Cavedon Porto Alegre 2014 JOSIANE SILVA DE OLIVEIRA A POLÍTICA EMOCIONAL NAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO DO CIRCO CONTEMPORÂNEO: Uma etnografia multissituada no contexto Brasil-Canadá Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul como requisito parcial para obtenção do título de Doutora Orientadora: Profa. Dra. Neusa Rolita Cavedon Tese aprovada em 19 de março de 2014 pela seguinte banca examinadora: Profa. Dra. Neusa Rolita Cavedon (Orientadora) Profa. Dra. Angela Beatriz Busato Scheffer (PPGA/UFRGS) Prof. Dr. Alfredo Rodrigues Leite da Silva (PPGAdm/UFES) Prof. Dr. Eduardo Paes Barreto Davel (NPGA/UFBA) Porto Alegre 2014 Em Você, eu sei, me sinto forte! Com Você, não temo a minha sorte. E eu sei que isso veio de Você! (Do alto da pedra Rosa de Saron) AGRADECIMENTOS Deus, muito obrigada por sempre me colocar a caminho, por me fortalecer nesse projeto de vida peregrino e por conseguir me fazer reconhecer nos olhares dos anônimos pela cidade a esperança de uma vida plena que somente encontramos em Ti. Agradeço à minha família por cada sorriso nos momentos de minha partida, por cada abraço em meus retornos e por sempre me apoiar em minhas escolhas. Mãe, Lú e Jô cada palavra aqui escrita representa toda a nossa união. À Igreja Católica que por meio de diferentes pastorais, movimentos e instituições me concedeu a estrutura necessária para a realização deste período de estudos e pesquisas no Brasil e no Canadá. Obrigada por cada quarto carinhosamente arrumado, por todas as conversas fraternas e por terem me acolhido sem restrições. Aos meus amigos de Maringá por sempre me acolherem em cada retorno as terras paranaenses. Aos meus colegas de doutorado, eu agradeço a acolhida e por terem tornado esse período de estudos um momento tão especial. Obrigada Leonardo Tonon, Priscilla Chagas, Danielle Ullrich, Monize Visentini, Kenny Basso, João Sarate, Daniele Fontoura, Danielle Fernandes, Marina Dantas e Pedro Góis. Especialmente, agradeço a Priscilla, Léo e Jú pelo apoio incondicional as minhas atividades. Léo, muito obrigada pelo convite para me mudar para Porto Alegre! Espero que você seja sempre muito feliz em todas as suas atividades. Pri, obrigada por todo o carinho que você teve com todas as minhas demandas. Pedro, seu apoio foi muito importante na reta final desta pesquisa. Marina, sua companhia e nossas conversas me ajudaram muito no início desse estudo, especialmente em Pelotas. Muito obrigada por tudo! Jú Baldini, querida amiga, obrigada pela acolhida em Porto Alegre e São Paulo. Com certeza, se não fosse o seu apoio, muitas vezes pelas eternas conversas no mundo virtual, tudo teria sido bem mais difícil nessa minha vida nômade. Obrigada pelos abraços de cada chegada, pelo desejo de boa sorte em cada partida. Acho que ganhei mais uma irmã mais nova nesse doutorado!!! Ao meu campo de pesquisa no Brasil, eu agradeço o aprendizado de toda a sabedoria de vida circense. Agradeço à todos por poder olhar para o início dessa caminhada de pesquisa e saber o quanto eu me tornei uma pessoa melhor ao lado de vocês. Todo esse aprendizado não estará escrito nesse trabalho, porém levarei comigo por toda a minha vida. Quisera um dia o mundo ser um grande circo! Obrigada Lucas Rech e Rodrigo Bach por todo o carinho e paciência com essa aprendiz de etnógrafa, por toda ajuda nos momentos em que mais precisei e por poder compartilhar um pouco da vida com vocês. Grazi Zanolla, Nicolas Rodrigues, Neuza, Adriane Silveira e João Bachilli, obrigada pela acolhida no mundo circense! Agradeço a Inma, Carine, Isabelle, Marie Chantal, Jeaninne, Louise, Yen, Costanza, Eric e Leon pela acolhida em Montréal. Como esquecer nossas conversas em nosso idioma próprio criado a partir de uma mistura de Francês, Inglês, Português, Espanhol e Italiano. Carine!!! Minha amiga, muito obrigada pela acolhida em Montréal, por ouvir todas as minhas dúvidas sobre como sobreviver no Canadá e pelas dicas preciosas para a pesquisa. Júlia!!! Querida amiga baiana, arretada e super competente. Obrigada por me fazer acreditar que a neve é nossa amiga, por todos os passeios canadenses e pelas boas energias de sempre que você traz. É muito bom saber que terei colegas de profissão como você. Alkayany, minha advogada preferida e super competente. Agradeço a ajuda por ter encontrado para mim um lar tão especial em Montréal. Sucesso sempre em sua luta! Fedwa, Hamed e toda equipe de trabalho da Teluq, obrigada pelo carinho, pelos ensinamentos e os almoços de sexta-feira. Fernando e Emilie, agradeço o primeiro jantar Brasil-Canadá, toda a paciência e escuta de meus eternos conflitos com meu campo de pesquisa e, claro, as dicas dos lugares mais charmosos de Quebeque. Luciana Marins, muito obrigada por todo o carinho. Realmente, a primeira vez em que os cílios congelam é inesquecível! Eu tenho certeza que em qualquer lugar do mundo você será sempre muito feliz. Fernando e Genis, obrigada pelas boas risadas em Montréal e por me apresentarem os pratos típicos quebequenses. Assim como Paola, Marianne e Renato pela companhia na reta final da pesquisa. Agradeço muito a equipe de trabalho da École National de Cirque de Montréal. Especialmente, a Patrice e Anna-Karyna, a melhor bibliotecária que eu já pude conhecer em minha vida! Ao professor Patrick Leroux pela acolhida e sempre bons conselhos sobre pesquisas no Canadá. Espero que possamos trabalhar juntos com os resultados desse estudo. A Samuel Tétreault por todo o conhecimento em circo que emprestou a essa pesquisa, a paciência de escutar meu dialeto franco-português e pelo café! Você e sua família serão sempre muito bem-vindos ao Brasil! Será um prazer apresentar à vocês as praias brasileiras!!! Ao meu campo de pesquisa em Montréal pela acolhida, por todos os cafés, conversas e boas risadas que me proporcionaram durante essa pesquisa. Ao professor Alexandre Carrieri que me concedeu esse verdadeiro presente em forma de projeto de pesquisa, e a Juliana Teixeira e Marco pelo apoio e parcerias de estudos. A competência da professora Claudia Antonello que com toda a sua sabedoria me conduziu aos estudos baseados em práticas. Como é bom chegar ao final da caminhada de estudante e lembrar de profissionais como você. Muito obrigada a professora Angela pela participação na banca final deste trabalho. Ao professor Alfredo Rodrigues Leite da Silva por todas as contribuições, puxões de orelha e críticas que proporcionaram meu crescimento teórico. A sua participação em todas as bancas desse trabalho foi de extrema importância para esse resultado final. Ao professor Eduardo Davel pela acolhida em Montréal, pelos conselhos e contribuições para a realização deste estudo. Obrigada por sempre me colocar a pensar sobre os caminhos que eu estava seguindo. Agradeço muito a querida professora Neusa por compartilhar comigo toda a sabedoria enquanto professora e orientadora, mas, especialmente como pessoa. Aprendi muito sobre pesquisa e mundo acadêmico contigo. Obrigada por acreditar em minha proposta de trabalho, em minha mudança de área de pesquisa e por me deixar livre pelo mundo desbravando a vida no circo. Se não fosse toda a sua confiança em meu trabalho, toda a seriedade de suas orientações com certeza tudo teria sido mais difícil nesse processo. Quem bom poder contar com você sempre, especialmente no meio acadêmico! Agradeço a toda equipe de trabalho da secretaria do PPGA/UFRGS pela presteza e competência em suas atividades e a CAPES e ao CNPq pela financiamento desta pesquisa. RESUMO O meu objetivo nesta tese foi discutir as relações entre as práticas cotidianas e as emoções no processo organizativo do circo contemporâneo. Para tanto, eu realizei um estudo etnográfico multissituado no contexto Brasil-Canadá entre os anos de 2011, na cidade brasileira de Pelotas, Rio Grande do Sul, e 2013, na cidade canadense de Montréal, na província de Quebeque. No primeiro eixo teórico deste estudo, realizo uma discussão a respeito da dimensão política das práticas, as maneiras de fazer dos sujeitos sociais, no cotidiano dos processos organizativos e destaco a (i)mobilidade das organizações nos Estudos Organizacionais. Com efeito, considero o cotidiano organizacional como espaços de práticas que constituem micropolíticas políticas da vida cotidiana em meio à esfera normativa dos processos de gestão. As micropolíticas referem-se às relações do confronto das práticas com lógicas de ação determinadas histórico-culturalmente; apresentam um cunho processual; e produzem efeitos no cotidiano devido ao seu caráter relacional com as esferas normativas da sociedade. Destaco as emoções como práticas no cotidiano organizacional que ao serem articuladas às outras práticas cotidianas formam a dimensão política emocional dos processos organizativos. Um dos efeitos da política emocional no cotidiano de trabalho dos circenses que identifiquei foi a produção de múltiplas espacialidades que, apesar de possibilitar aos circos a busca pelo reconhecimento de sua legitimidade artística, produziu contrapontos em relação ao ordenamento estabelecido no campo político das artes nas cidades estudadas. Com efeito, considero que os circos podem ser compreendidos como espaços organizacionais heterotópicos, ou seja, espaços que constituem o ordenamento social, mas que suas práticas invertem as relações de forças estabelecidas na sociedade. Sendo assim, a tese que defendo nesse trabalho é que as relações entre as práticas cotidianas e as emoções constituem a política emocional dos processos organizativos resultando na produção de heterotopias organizacionais. Os principais resultados desta pesquisa destacam a importância das emoções como práticas nas organizações evidenciando elementos para o desenvolvimento de uma Teoria Política das Emoções nos Estudos Organizacionais. A contribuição metodológica que eu apresento nesta tese é a apropriação da etnografia multissituada como estratégia de pesquisa para compreensão de processos organizativos que se constituem com base em mobilidades sócio-espaciais e em diferentes locais. Em termos aplicados à gestão, os resultados da pesquisa destacam que o processo criativo dos artistas circenses é centrado em uma dinâmica coletiva, a prática de conversação como relevante para a transmissão do conhecimento da produção artística e a realização de residências criativas em diferentes contextos culturais como base para o desenvolvimento técnico e de formação social dos circenses. Sobre o processo de formação dos artistas, destaco a necessidade de incorporação de estudos sobre a dimensão coletiva de organização dos circenses na formação dos artistas nas escolas de circo e o sujeito produtor cultural como articulador das práticas artísticas às práticas de gestão. Palavras-chave: Práticas. Práticas emocionais. Práticas organizativas. Política emocional. Processos organizativos. Mobilidade sócio-espacial. Heterotopias. Etnografia multissituada. Circo. ABSTRACT The aim of this thesis was to discuss the relationship between everyday practices and emotions in organizational process of contemporary circus. For this purpose, a multisited ethnographic study in the context Brazil - Canada between the years 2011 in the Brazilian city of Pelotas, Rio Grande do Sul, and 2013 was held in the Canadian city of Montreal, in the province of Quebec. In the first theoretical basis of this study, I realize a discussion about the political dimension of practices, ways of making social subjects, in everyday organizational processes highlighting (i)mobility of organizations in Organizational Studies. Indeed, consider the organizational routine as spaces of practices that constitute micro - politics of everyday life - in the midst of a normative management processes. The micro refer to the comparison of practical relations with logical action of certain historical and culturally; present a procedural nature, because the forms of organization are multiple and interconnected spaces in practice; produce effects in everyday life due to its relational character with normative spheres of society. Highlight the emotions like practices in organizational routine that to be articulated to other daily practices form the emotional political dimension of organizational processes. One of the identified effects of emotional politics in the everyday work of the circus was the production of multiple spatialities that despite, enable circuses by seeking recognition of their artistic legitimacy, produced counterpoints regarding the order established in the political field of the arts in the cities studied. Indeed, circuses could be understood as organizational heterotopic spaces, or spaces constituting the social order, but their practical relations established reverse forces. Thus, the thesis that I defend in this paper is that the relationship between everyday practices and emotions are emotional politics of organizational processes resulting in the production of heterotopias. The main results of this research highlight the importance of emotions in organizations showing how practical elements for the development of a Political Theory of Emotions in Organizational Studies. The methodological contribution that I present in this thesis is the appropriation of multisited ethnography as a research strategy for understanding organizations that are based on sociospatial mobility and in different locations. In terms applied to management, the survey results highlight that the creative process of circus performers is centered on a collective dynamic, engaging in conversation as relevant to the transmission of knowledge of artistic production and the realization of creative residencies in different cultural contexts as a basis for technical training and social development of the circus. On the process of training of artists, highlight the need to incorporate studies on the collective dimension of organizing the training of circus performers in circus schools and the subject cultural producer as articulator of artistic practices to management practices. Key-words: Practices. Emotional practices. Organizational practices. Emotional politics. Organizational processes. Socio-spatial mobility. Heterotopias. Ethnography multisited. Circus. RÉSUMÉ L objectif de cette thèse était de discuter la relation entre les pratiques quotidiennes et les émotions dans le processus organisationnel du cirque contemporain. En vue de cela, une étude ethnographique dans le contexte situé au Brésil et au Canada pendant les années 2011 dans la ville brésilienne de Pelotas, Rio Grande do Sul, et 2013 dans la ville canadienne de Montréal, dans la province de Québec. Dans la première base théorique de cette étude, j effectue une discussion à propos de la dimension politique des pratiques, des façons de faire des sujets sociaux, dans les processus organisationnels quotidiens soulignant la (i)mobilité des organisations en Études organisationnelles. En effet, considérons la routine organisationnelle comme des espaces de pratiques qui constituent la micropolitique - politique de la vie quotidienne - par la sphère normative des processus de gestion. La micropolitique se réfère à la comparaison des relations pratiques avec action logique historique et culturelle; présenter un caractère procédural, car les formes d organisation des espaces multiples et interconnectés dans la pratique ; produire des effets dans la vie quotidienne en raison de son caractère relationnel avec sphères normatives de la société. En mettant en évidence les émotions comme des pratiques dans la routine organisationnelle qui doit être articulées à d'autres pratiques quotidiennes forment la dimension politique émotionnelle des processus organisationnels. L un des effets identifiés de la politique émotionnelle dans le travail quotidien du cirque était la production de plusieurs spatialités. Malgré que ces dernières permettent les cirques de chercher la reconnaissance de leur légitimité artistique qui est le produit des contrepoints concernant l ordre établi dans le domaine politique des arts dans les villes étudiées. En effet, les cirques ne pouvaient être considérés comme des espaces hétérotopiques organisationnels, ou des espaces constituant l ordre social, mais leurs relations pratiques établies forces inverses. Ainsi, la thèse que je défends dans cet article affirme que la relation entre les pratiques et les émotions quotidiennes est la politique émotionnelle des processus organisationnels résultant de la production de hétérotopies. Les principaux résultats de cette recherche soulignent l importance des émotions dans les organisations. En montrant comment ces éléments pratiques influencent le développement d'une théorie politique des émotions dans les études organisationnelles. La contribution méthodologique que je présente dans cette thèse est l appropriation de l ethnographie multissituée comme une stratégie de recherche pour les entreprises qui sont basées sur la mobilité socio-spatiale et dans de différents endroits comprendre.en termes appliqués à la gestion, les résultats de l'enquête mettent en évidence que le processus de création des artistes de cirque est centré sur une dynamique collective. Ainsi que l engagement de la conversation comme pertinente pour la transmission de la connaissance de la production artistique. De plus, la réalisation de résidences de création dans de différents contextes culturels de base pour la formation technique et le développement social du cirque. Sur le processus de formation des artistes, souligner la nécessité d'intégrer des études sur la dimension collective de l organisation de la formation des artistes de cirque dans les écoles de cirque. Ceci dit, le sujet producteur culturel comme articulateur de pratiques artistiques à des pratiques de gestion. Mots-clés: Pratiques. Pratiques émotionnelles. Pratiques organisationnelles. Politique émotionnels. Processus organisationnels. Mobilité socio-spatiale. Hétérotopies. Ethnographie multissitué. Cirque. LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Representação da pesquisa etnográfica multissituada Figura 2 - Planta baixa do CT do Grupo Alegria Figura 3 - Ocupação do primeiro espaço destinado aos ensaios do Cirque Passion Figura 4 - Esquema conceitual de discussões sobre a tese LISTA DE QUADROS Quadro 1 - Principais conceitos dos Estudos Baseados em Práticas (EBP) Quadro 2 - Principais aspectos dos estudos sobre mobilidades nos Estudos Organizacionais Quadro 3 - Abordagens de estudos sobre emoções nas Ciências Sociais Quadro 4 - Processos organizativos circenses Quadro 5 - Circos canadenses com turnês no Brasil entre os anos de 1998 e Quadro 6 - Exemplos de números circenses Quadro 7 - Sujeitos entrevistados no Grupo Alegria Quadro 8 - Cronologia de fundação das principais organizações circense do Canadá. 181 Quadro 9 - Organizações circenses pesquisadas na cidade de Montréal (Canadá) Quadro 10 - Atores institucionais pesquisados na cidade de Montréal - Canadá Quadro 11 - Integrantes do processo de criação e produção do espetáculo estudado no Canadá Quadro 12 - Formação dos diretores do Cirque Passion Quadro 13 - Responsáveis pelo processo de criação de cada espetáculo circense no Cirque Passion Quadro 14 - Principa
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x