Documents

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LIA DIAS ADERALDO MELLO

Description
UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LIA DIAS ADERALDO MELLO DO ESTABELECIMENTO DE IDENTIDADES CULTURAIS NA INTERNET: UMA ANÁLISE DOS TRAÇOS DE CEARENSIDADE NO PERSONAGEM SURICATE SEBOSO CURITIBA LIA DIAS
Categories
Published
of 137
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LIA DIAS ADERALDO MELLO DO ESTABELECIMENTO DE IDENTIDADES CULTURAIS NA INTERNET: UMA ANÁLISE DOS TRAÇOS DE CEARENSIDADE NO PERSONAGEM SURICATE SEBOSO CURITIBA LIA DIAS ADERALDO MELLO DO ESTABELECIMENTO DE IDENTIDADES CULTURAIS NA INTERNET: UMA ANÁLISE DOS TRAÇOS DE CEARENSIDADE NO PERSONAGEM SURICATE SEBOSO Disertação apresentada ao programa de pósgraduação - Strictu Sensu Mestrado Acadêmico em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná UTP, como requisito para obtenção de título de Mestre em Comunicação e Linguagens. Orientador: Prof. Dr. Carlos Eduardo Marquioni CURITIBA Aos meus amados companheiros de vida nessa experiência de intenso aprendizado científico e cultural numa terra tão longe de casa, Igor e Maria Júlia. 3 AGRADECIMENTOS 4 RESUMO Este trabalho é resultado da pesquisa de mestrado que analisa conceitualmente o fenômeno associado ao personagem das redes sociais online, Suricate Seboso, criado para representar com humor os costumes do povo do Ceará. Diariamente, são publicadas imagens que fazem referência às características regionais da população do Ceará e traduzem através dessas publicações a cearensidade do povo local. (Gilmar de Carvalho). Entende-se que o personagem, no contexto das redes sociais, fornece aos usuários da Internet, elementos culturais próprios da região do Ceará que são capazes de agregar essas pessoas em torno de uma comunidade imaginada (Benedict Anderson), a comunidade dos que se identificam com o personagem e suas postagens. O estudo aborda três elementos identificados entre o conteúdo publicado que fazem parte da memória coletiva do cearense (Halbwachs): a alimentação cotidiana, a forma de falar do povo representado e o humor presentes nas publicações como elementos potenciais definidores da identidade cultural (Stuart Hall) cearense. Explica-se o alto grau de identificação dos nordestinos com essas postagens através do conceito de codificação e decodificação (Stuart Hall), em que, para pessoas não inseridas no contexto cultural apresentado pelo personagem, o conteúdo pode não ser interpretado da maneira como foi idealizado. A pesquisa investiga em que medida as postagens do Suricate Seboso, através dos elementos apresentados, efetivamente constituem índices da identidade do povo que segue os perfis desse personagem e o quanto esses índices favorecem um sentimento de pertencimento em situação de diáspora e um retorno a um tempo vivido, mas que já não existe mais para todos. Palavras-chave: Suricate Seboso. Redes sociais digitais. Identidade cultural. Cearensidade. Diáspora. 5 ABSTRACT 6 LISTA DE FIGURAS 7 LISTA DE TABELAS 8 LISTA DE GRÁFICOS 9 SUMÁRIO INTRODUÇÃO IDENTIDADE CULTURAL E CEARENSIDADE INTERNET E IDENTIDADE SURICATE SEBOSO: CELEBRIDADE VIRTUAL NO CEARÁ SURICATE SEBOSO E CEARENSIDADE: ESTABELECENDO E MANTENDO IDENTIDADE CULTURAL A PARTIR DO PERSONAGEM IDENTIDADE CULTURAL CEARENSIDADE IDENTIDADE NA INTERNET PARTICIPAÇÀO DO PÚBLICO SURICATE SEBOSO: REPRESENTANDO A ALIMENTAÇÃO CEARENSE NAS REDES SOCIAIS ALIMENTO COMO CULTURA DEFININDO ALIMENTAÇÀO CEARENSE SURICATE SEBOSO E A ALIMENTAÇÀO CEARENSE HUMOR E ORALIDADE COMO ELEMENTOS DE IDENTIDADE CULTURAL CEARÁ MOLEQUE QUANDO A FALA TRADUZ A CULTURA DE UM POVO ANÁLISE DAS IMAGENS RELACIONADAS À ALIMENTAÇÃO CEARENSE: HUMOR E ORALIDADE COMO MARCADORES DA IDENTIDADE CULTURAL CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS INTRODUÇÃO As redes sociais digitais representam um espaço livre para todos os tipos de manifestações. O usuário se coloca ali no papel de interagir com os outros, encontrando a possibilidade de falar abertamente sobre qualquer assunto, assumindo, também, a função de produtor de conteúdo. É um território livre, conforme afirma Domenique Wolton (2012). Entre as possibilidades de atuação que podem ser observadas nesses espaços de interação social estão as publicações que fornecem aos demais usuários, elementos de apresentação, sejam eles exibidos por meio de fotos, textos, vídeos ou figuras digitais que ajudam a construir, perante os demais usuários, uma imagem de si. Algumas dessas interações são capazes de descrever um sentimento de pertencimento a uma determinada cultura com a qual o indivíduo se identifica, mesmo que ele não esteja fisicamente inserido nela. Essa apresentação pode se dar por meio de publicação ou compartilhamento de imagens, comentários ou curtidas em postagens que fazem alguma referência ao modo de vida de um determinado povo. Uma forma de mostrar aos demais indivíduos suas preferências, suas raízes culturais, seus hábitos e, portanto, suas identidades. É nesse contexto que ganha destaque a figura de um suricato, um mamífero africano de pequeno porte, em situações e diálogos engraçados que fazem sempre referência à cultura nordestina e que já é bem familiar para a maioria dos usuários cearenses nos sites de Redes Sociais. Trata-se do Suricate Seboso, o personagem criado no Facebook, que já migrou para diversas outras mídias sociais, e que conquistou a simpatia do público nordestino. O personagem traduz, através das imagens e textos de suas postagens, toda uma forma de falar, de se comportar, de se alimentar. E tem ajudado usuários do Facebook, Instagram, Twitter e Snapchat a se representarem e mostrarem suas características culturais através de comentários, curtidas e compartilhamentos das publicações do Suricate Seboso. 11 Esse trabalho pretende identificar em que medida o Suricate Seboso tem sido ferramenta para o estabelecimento da identidade cultural do povo nordestino, em especial, do povo cearense. Identidade cultural essa que sofre influência de outras culturas todos os dias, mas que mantém características históricas presentes nas publicações cheias de humor do personagem e nos hábitos e tradições culturais apresentados no conteúdo postado nas páginas dedicadas ao personagem. 0.1 IDENTIDADE CULTURAL E CEARENSIDADE A Cultura de um povo está no que Williams (2015) chama de ordinário, ou seja, simplesmente, no modo de vida de uma sociedade, feita dos significados comuns que os indivíduos encontram entre si. Não se pode pensar sobre a cultura como algo estático, já que esses significados se constituem na vida, são feitos e refeitos, de modos que não podemos conhecer de antemão (WILLIAMS, 2015, p. 12). Assim como a cultura, também a Identidade de um povo se molda ao longo do tempo. Não é exatamente fixa e constante. Stuart Hall, em seu pensamento sobre a identidade cultural na pós-modernidade, afirma que o sujeito, enquanto ser social, está sempre em transformação. A identidade tornase uma celebração móvel, formada e transformada continuamente em relação às formas pelas quais somos representados ou interpelados nos sistemas culturais que nos rodeiam. (HALL, 2014, p. 12) Isso porque, no mundo interconectado, globalizado, a todo momento, somos confrontados por uma enorme quantidade de identidades possíveis com as quais poderíamos nos identificar. E fazemos referência aqui não apenas à questão da nacionalidade, mas de identidades culturais locais, com características peculiares e específicas de cada região, não definidas por fronteiras, mas por linguagem e hábitos culturais locais, ou seja, elementos identitários que possibilitam o estabelecimento da ideia de comunidades entendidas como imaginadas, utilizando esse termo que indica que, entre seus membros, na 12 mente de cada um, existe a imagem de sua comunhão (ANDERSON, 2005, p.25). Essa característica móvel das identidades foi também observada por Massimo Montanati (2013), quando afirma que existe um processo contínuo de transformação e construção das identidades. Não é algo que se possa definir como finalizado e permanente. As identidades culturais não são realidades metafísicas (o espírito dos povos) nem estão inscritas no patrimônio genético de uma sociedade, mas se modificam. (MONTANARI, 2013, p. 184) Os efeitos da globalização, que permitem uma enorme facilidade de acesso e imersão em culturas diferentes, têm atingido até mesmo as comunidades mais remotas do interior do Ceará, o que poderia acelerar mudanças culturais no modo de vida dessas populações e provocar uma possível perda das referências e costumes regionais, dada a enorme facilidade de acesso a outras culturas. O que se observa é uma acelerada transformação nos hábitos locais. Porém, Hall (2014) argumenta que, juntamente com o impacto do global, foi percebido também um novo interesse pelo local. A globalização (na forma da especialização flexível e da estratégia de criação de nichos de mercado), na verdade, explora a diferenciação local. Assim, ao invés de pensar no global como substituindo o local, seria mais acurado pensar numa nova articulação entre o global e o local. (HALL, 2014 A, p. 45) Dentro dessa perspectiva, pode-se perceber, através do exemplo do personagem Suricate Seboso, um interesse na manutenção de uma identidade e a tentativa de reforçar a imagem do ser cearense, ou ser nordestino através do modo peculiar de falar, de fazer humor e, também, de se alimentar, publicado pelas redes sociais. A partir do momento que um usuário dessas redes online curte, comenta, compartilha uma imagem do personagem ele reafirma esse desejo de estabelecimento da sua identidade, o orgulho dos antigos hábitos e a memória do seu povo. O fortalecimento de identidades locais pode ser visto na forte reação defensiva daqueles membros dos grupos étnicos dominantes que se sentem ameaçados pela presença de outras culturas. (HALL, 2014 A, p. 50). 13 A identidade cearense remete a alguns ícones associados à história do povo sertanejo. Entre eles, o jangadeiro, o vaqueiro, a rendeira e o retirante que, cada um, ao seu modo, demonstra bravura e resistência. Essa cearensidade consistiria em reforçar as características que o senso comum alinhou como peculiares à gente da terra, em uma operação ideológica de esvaziamento dos elementos contraditórios e de construção de uma mitologia onde personagens, paisagens, costumes e produção cultural teceriam uma trama que simularia um Ceará elaborado a partir desses fatores. (PORDEUS JUNIOR, 2003, p. 17) Então, esses ícones da cultura cearense são construções imagéticas expressas na literatura, na TV e no cinema que, ainda hoje, estão associados à identidade do povo nordestino, apesar das constantes mudanças culturais sofridas por esse povo. O próprio personagem Suricate Seboso já utilizou um desses ícones da cearensidade para se auto afirmar nordestino, como pode ser visto na figura abaixo. Figura Como metodologia adotada para esta análise, ao longo do trabalho, vou traduzir o texto para uma linguagem menos regional e oferecer ao leitor uma alternativa de decodificação (HALL, 2003), segundo conceito apresentado adiante, contando com o suporte de dois dicionários de expressões que os autores chamam de cearensês. Nesta primeira imagem, lê-se na postagem algo que, em linguagem menos regionalizada, seria: Minha cultura não me torna melhor nem pior que ninguém, mas me faz diferente de muitos. Nessa imagem, o humor está presente na maneira exagerada de dizer a frase, sugerindo uma pronúncia com sotaque cearense da palavra mas. O conteúdo sugere orgulho de ser diferente por pertencer a essa cultura nordestina. 14 Fonte: instagram.com/suricatesebosooficial Acesso em: 30 de janeiro de 2016 A força desses personagens na representação do que seria o cearense se confirma na postagem acima, em que o Suricate Seboso se apropria das vestimentas de um vaqueiro para falar sobre a cultura nordestina INTERNET E IDENTIDADE Desde a popularização da Internet a partir do início das operações dos serviços privados, na década de 1990, muitas transformações podem ser observadas, principalmente, no que diz respeito às formas de acesso à informação e de interação entre indivíduos. Essa possibilidade de forma de comunicação entre as pessoas não substituiu completamente as relações e encontros face a face. Manuel Castells (2003) observa que, o que parece ter ocorrido, é que foi adicionada às relações sociais já existentes, um outro tipo de interação, a interação que se dá através da internet. E isso permitiu o agrupamento de pessoas em espaços virtuais em torno de gostos, preferências, assuntos em comum. Seria esse, para o autor, o nascimento de uma nova forma de comunidade, que reuniria pessoas on-line 2 em torno de valores e interesses compartilhados, criando laços de apoio e amizade que poderiam se estender também a interação face a face. (CASTELLS, 2003, p. 100) É nesse contexto que ressaltamos a importância do surgimento das chamadas redes sociais on line, ou SNS (Social Network Sites), descritas como: serviços baseados em rede que permitem que os indivíduos (1) construam perfis públicos ou semi-públicos dentro de um sistema limitado, (2) articulem uma lista de outros usuários com quem eles compartilham uma conexão, e (3) vejam e percorram a sua lista de conexões e aquelas feitas por outros dentro do sistema. 3 (BOYD & ELLISON, 2008, p. 211). 2 Apesar de concordarmos, em parte com o pensamento de Castells (2003), trabalhamos nesse estudo com a idéia de que não há uma vida off-line dissociada da vida on-line. O que se observa, segundo Miller e Slater (2004), é uma continuidade das atividades diárias dentro e fora da Internet. O assunto será melhor abordado no capítulo a seguir. 3 Tradução da autora a partir do original: Web-based services that allow individuals to (1) construct a public or semi-public profile within a bounded system, (2) articulate a list of other users with whom they 15 Esse formato de sites surgiu com o propósito de facilitar novos encontros, mas tem servido, principalmente como ferramenta de manutenção de relações já existentes e a cada dia, conquista novos usuários. É, segundo Raquel Recuero, uma realidade cotidiana, capaz de proporcionar interação entre pessoas. Basta entrar em qualquer um dos sites disponíveis na Rede para ter acesso quase instantâneo ao que os amigos, conhecidos (e desconhecidos) estão fazendo, o que pensam sobre os lugares onde estamos, quais suas recomendações, vídeos que viram, que imagens curtiram e onde podemos, inclusive, interagir. (RECUERO, 2013, p ) Uma característica desses espaços de interação é a possibilidade diária de apresentação e de representações dos atores sociais. Ao invés de acesso a um indivíduo, tem-se acesso a uma representação dele: As conexões entre os indivíduos não são apenas laços sociais constituídos de relações sociais. No meio digital, as conexões entre os atores são marcadas pelas ferramentas que proporcionam a emergência dessas representações. As conexões são estabelecidas através dessas ferramentas e mantidas por elas. (RECUERO, p. 2) No espaço virtual, a identidade vai sendo construída a partir dos elementos fornecidos pelos usuários como palavras, cores, pinturas e fotos. Um exemplo dessa apresentação se dá através de postagens nas redes sociais que relatam os hábitos, a linguagem, a culinária ou a vestimenta de um determinado povo. É como se fosse possível ao usuário, através de comentários ou compartilhamentos relacionados a determinados temas, identificar suas raízes. Essa identificação pode ser a explicação para o sucesso do fenômeno da internet que surgiu no Ceará e que é o objeto de estudo deste trabalho, o Suricate Seboso SURICATE SEBOSO: CELEBRIDADE VIRTUAL DO CEARÁ share a connection, and (3) view and traverse their list of connections and those made by others within the system. 16 O Suricate Seboso 4 é um personagem criado a partir de um perfil eletrônico, representado por um suricato que aparece em imagens manipuladas a partir de fotografias, em diferentes situações do cotidiano, ressaltando sempre traços da cultura nordestina, como as expressões da oralidade do povo, tradições culturais, hábitos alimentares, conforme pode ser observado na imagem a seguir, além de reproduzir situações reais vividas na região do Ceará e estados vizinhos. Figura 2 5 Fonte: instagram.com/suricatesebosooficial Acesso em: 30 de janeiro de 2016 O personagem foi criado em dezembro de 2012 por um fortalezense, Diego Jovino, de 26 anos, morador do Parque Água Fria, na periferia da capital cearense. A intenção inicial era fazer brincadeiras com os amigos pelo Facebook, imitando diálogos e situações engraçadas vividas por eles no tempo de escola e no bairro em que moravam. Mas as primeiras postagens atingiram a marca de mil curtidas em uma semana e, devido ao sucesso das publicações, o idealizador do personagem decidiu criar um perfil próprio para o Suricate Seboso. Atualmente, a fanpage dedicada ao personagem no Facebook, onde tudo começou, já recebeu mais de curtidas 6, além de ter mais de seguidores no Twitter e de no Instagram. 4 Perfil criado em dezembro de 2012 disponível em facebook.com/suricateseboso, instagram.com/suricatesebosooficial e twitter.com/suricateseboso 5 Lê-se na postagem: Bom dia ban de fuleiragi do meu face. Na norma culta, a frase seria: Bom dia, bando de fuleiragem do meu Facebook. Uma possível explicação a essa piada poderia ser a de q o personagem faz uma saudação, associando o começo de um bom dia a um cuscuz de milho, conforme apresentado na imagem. E, ainda, nesta frase, segundo Pontes, fuleiragem seria uma pessoa imprestável. Coisa sem futuro (Pontes, 2000, p.111), ou seja, uma forma engraçada de chamar os amigos do Facebook. 6 Contagem realizada em 17 de julho de Após alcançar 300 mil seguidores no Facebook, em fevereiro de 2013, o personagem passou a receber investimentos de uma empresa de tecnologia do Ceará. O olhar mais empresarial sobre o personagem fez surgir também um blog com os conteúdos produzidos para as redes sociais e outras imagens, vídeos ou textos engraçados relacionados ao cotidiano do cearense, além de um aplicativo para celulares smartphones para exibição de todas as postagens feitas através das redes sociais. O personagem ganhou também espaço na televisão com VTS animados, com cinco inserções diárias pela TV Jangadeiro 7 com algumas das piadas que aparecem nas postagens das redes sociais, além de um canal próprio no Youtube. Em agosto de 2014, o escritório do Suricate Seboso lançou também um site de geração de cupons de descontos em restaurantes, lojas, hotéis e eventos 8. Acompanhando o crescimento do sucesso do Snapchat, em julho de 2015, o personagem também passou a contar com um perfil nessa mídia social, principalmente, para a publicação de vídeos. As piadas do personagem Suricate Seboso também inspiraram uma peça de teatro no modelo Stand up comedy que foi primeiro apresentada em um teatro de Fortaleza, mas que também já passou por cidades como Sobral e Quixadá, no interior do estado do Ceará. O crescente sucesso do personagem fez com que ele fosse procurado por agências publicitárias para ser garoto-propaganda, publicando nas diversas mídias sociais, conteúdos de anunciantes locais, como uma rede de lojas de eletrodomésticos, uma escola de idiomas e uma marca de óculos de sol e, também, de grandes marcas como a Fiat e a Coca-Cola, como mostra a figura na próxima página. A procura do mercado publicitário por esse personagem mostra o potencial de identificação que os usuários das redes sociais têm com esse personagem e a força dessa relação para a promoção de marcas e produtos. Figura Emissora de afiliada da rede Bandeirantes de Televisão Em uma tradução para uma linguagem menos regionalizada, o texto da imagem, seria: Eita, macho, vou escolher ir de carrão com os amigos para o Festival Coca-Cola. Não sou pobre para andar de Van. Uma alternativa de decodificação seria: o personagem faz um trocadilho com a palavra carrão, que poderia significar um carro bom e nobre ou, como no caso a imagem sugere, um carro grande, no caso, a 18 Fonte: instagram.com/suricatesebosooficial Acesso em: 30 de janeiro de 2016 É importante destacar que o conteúdo, antes gerado apenas pelo criador do personagem, passou a ser feito e administrado por uma equipe, recebendo ainda contribuição efetiva de seguidores do personagem, que também geram, voluntariamente,
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x