Documents

1 A Little Too Far

Description
Have you ever gone just a little too far? Lexie Banks has. Yep. She just had mind-blowing sex with her stepbrother. In her defense, she was on the rebound, and it’s more of a my-dad-happened-to-marry-a-woman-with-a-super-hot-son situation. But still, he’s been her best friend and confidant for the better part of the last few years … and is so off limits. It’s a good thing she’s leaving in two days for a year abroad in Rome. But even thousands of miles away, Lexie can’t seem to escape trouble. Raised Catholic, she goes to confession in hopes of alleviating some of her guilt … and maybe not burning in hell. Instead, she stumbles out of the confessional and right into Alessandro Moretti, a young and very easy-on-the-eyes deacon … only eight months away from becoming a priest. Lexie and Alessandro grow closer, and when Alessandro’s signals start changing despite his vow of celibacy, she doesn’t know what to think. She’s torn between falling in love with the man she shouldn’t want and the man she can’t have. And she isn’t sure how she can live with herself either way.
Categories
Published
of 214
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Um pouco longe demais LISA DesRochers Dedicação Para o brilhante Kody K.Mantenha a fé. . .  Agradecimentos LEXIE escreveu sua história ao longo de 13 dias e !aneiro e e levou ara o asseio no rocesso. Mas ela teria se ficado no eu disco r#gido$ se n%o fosse ela fé e trabalho &rduo de uitas essoas incr#veis 'ue tenho o rivilégio de ter coo arte da inha vida.Prieiro e ais i ortante$ ara os leitores 'ue tenha toado u te o recioso de suas vidas ara dar u asseio co os eus aigos iagin&rios$ obrigado do fundo do eu cora(%o. )oc* torna oss#vel 'ue eu fa(a algo 'ue eu realente ao ara a vida$ e eu serei eternaente grata.+bra(os enores ara a inha fa#lia$ 'ue e a oiara e todos os as ectos da inha vida. Eu n%o oderia edir u elhor gru o de essoas e inha vida. Es ecialente$ abra(os enores ara inhas filhas$ Michelle e ,icole $ ela constante ins ira(%o$ e ara o eu arido$ -teven$ elo ouvido e or dar sustento ara os eus filhos n%o assare foe en'uanto eu estou obcecada co os eus aigos iagin&rios.,%o h& alavras grandes o suficiente ara e ressar inha rofunda gratid%o ara co a inha verdadeiraente fabulosa e incans&vel agente$ -u/ie 0onsend$ 'ue$ entre tudo 'ue ela fe/ or i ao longo dos anos$ conseguiu encontrar u ouco longe deais a casa erfeita na 2illia Morro. E or falar e 2illia Morro$ eus agradecientos ais sinceros a toda a e'ui e ar er4ollins. Este gru o incr#vel de essoas conseguiu colocar Um pouco longe demais   ara o undo a enas nove eses a ós a ideia surgir na inha cabe(a$ e eu coecei a escrev*5lo. 6ra(as es ecialente ao eu editor incr#vel$ +anda 7ergeron $ or seu entusiaso$ sua fé e i$ e or aar Leie$ 0rent e +lessandro$ 'uase tanto coo eu.8brigado a 9ennifer L. +rentrout or seu s&bio conselho. Para eu leitor beta$ o brilhante Kody Ke linger$ cu!a ai/ade e encora!aento significara ais ara i do 'ue eu osso e ressar ade'uadaente e oucas linhas$ voc* é e se re ser& o eu herói.8brigado tabé a 9essica e 6iada 7ertesina e -usi Marcone or endireitar todo o eu ileg#vel italiano.Para todos os ador&veis blogueiros or a# es alhando a alavra e e a oiando ao longo dos :ltios anos$ grandes bei!os. )oc*s s%o  ROCK  ;E or'ue a inha usa é ua estrela <annabe roc=>$ eu reciso enviar u agradeciento uito es ecial ara as bandas 'ue ins irara a história de Leie. Este livro é$ basicaente$ u tributo a 9ason 2ade$ o cérebro or tr&s Lifehouse ?cu!as can(@es i lora ara sere escritas e livrosA$ co u lado de Bob 0hoas. )e!a se voc* ode ouvir do Lifehouse C +ll In C$ 'uando voc* virar as &ginas dos :ltios ca #tulos.  Capítulo Um MED EX  u idiota. Isso se tornou ainda ais claro 'uando eu to ei co -tacey Mc4arran na  Forever 21  do sho ing.CLeieC$ ela gritou$ lan(ando seu cabelo longo loiro oigenado or cia do obro e fe/ u beicinho si &tico. CEu estava t%o triste de ouvir sobre voc* e Bic=C. ua entira$ e ela sabe 'ue eu sei disso. Ela estava atr&s de Bic= todo o te o 'ue estava na escola$ e elo sorriso debaio do beicinho falso$ eu estou su ondo 'ue eles !& entrara e a(%o. Eu e ergunto se ela ainda es erou ua hora de ois 'ue terinaos ara rocur&5lo.-a d& alguns assos da rateleira 'ue est& olhando$ segurando u to trans arente$ reto co érolas e torno da gola e ). C-taceyC$ ela /oba $ arando ao eu lado. Katie est& ao seu lado$ !ogando es inhos co os olhos e -tacey. Eu se re osso contar co eus aigos ara circular os vagões .Eu dou de obros. C+s coisas acontece.C 4oo o seu naorado de tr*s anos e eio se transforando e u bastardo te enganando 'uando voc* n%o est& restando aten(%o. . +s coisas acontece.C7eC$ ela sussurrou$ folheando ua rateleira de shorts de algod%o C0odo undo ficou chocado. 0odos nós ensaos 'ue voc*s dois acabaria casados.CEu tabé.Bic= e eu t#nhaos conversado sobre o casaento. Fuando cheguei e casa ara as férias de ver%o a ós o rieiro ano$ ele foi o :nico 'ue troue esse assunto. Ele foi 'ue coe(ou a falar sobre onde dever#aos viver de ois 'ue se forasse na faculdade. ,ós t#nhaos sido votados coo o casal ais ro enso ao casaento e nosso anu&rio s*nior. Eu tinha rabiscado o eu noe e in:eros eda(os de a el$ tentando decidir se usava h#fen ou a enas udava eu sobrenoe ara ailton. Ent%o$ 'uando -a e andou ua ensage 'ue tinha ouvido 'ue Bic= estava saindo co algué na escola$ eu considerei coo boato.,%o era o boato. 8u era$ eu acho. Goi ua cobina(%o de eu naorado ser u ibecil e o boato .Fuando eu fui aceita ara a ,otre Hae$ n%o havia d:vida de 'ue eu estava indo l& or'ue$ 1A é ua grande escola$ e A é católica$ o 'ue os eus ais insistira ara ser. Mas é tabé$ 3A uito longe. )&rios de nossos colegas de classe$ incluindo Bic=$ fora ara -an 9ose -tate$ or'ue é uito erto de casa. +cho 'ue Bic= era uito est: ido ara erceber 'ue voc* n%o ode egar etade do ca us$ 'uando o lugar est& cheio de aigos de sua naorada e nenhu deles notar. +ssi$ os ruores se es alhara.+ coisa est: idaJ Bic= e deu u anel de co roisso no ,atal. Ele fe/ todo o discurso sobre coo eu era o aor de sua vida$ e ele sabia 'ue iria assar o resto de nossas vidas !untos$ blah$ blah$ blah.
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks