Documents

A Atual Conjuntura Política, Econômica e Social Do Brasil

Description
A Atual Conjuntura Política, Econômica e Social Do Brasil
Categories
Published
of 2
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A atual conjuntura política, econômica e social do Brasil Os gastos de campanha para a eleição de 2014 foram os maiores da história. Umacampanha para deputado federal, por exemplo, chegou a custar 8 milhes de reais. !e onde emtanto dinheiro# Uma pes$uisa no site do %&' nos d( a resposta. !os )1* deputados eleitos, 214 rece+eram doaçes de empreiteiras como a Ode+recht 197  rece+eram dos +ancos -radesco eta/ 162  rece+eram da -& 85  rece+eram da ale e 76 rece+eram da m+e . -oa parte dessesdeputados rece+eram doaçes simult3neas de (rias das empresas citadas. 'm resumo, 70% da!mara dos eputados  foi eleita com o apoio milion(rio de um punhado de empresas, osuficiente para apro ar leis, emendas  5onstituição e mais do $ue suficiente para minar $ual$uer tentati a de reformar um sistema pol6tico $ue tanto fa orece grandes empresas $uanto elhospol6ticos, eleitos s custas de suas doaçes milion(rias. 7 medida $ue cresce o interesse das empresas pelas campanhas eleitorais, o n/mero deesc3ndalos de corrupção só aumenta e o interesse da população pela pol6tica só diminui. $uantidade de a+stençes cresce a cada eleição, chegando a extremos como o da /ltima eleiçãopara a prefeitura de &ão aulo 9201:;, onde o candidato oão !ória, eleito <( no primeiro turno,te e a otação superada pelo somatório de a+stençes e otos +rancos e nulos. 'sses dadosdemonstram a <( elha conhecida e cada e= maior deslegitimação da classe pol6tica.>a esteira desse processo, o poder e o prest6gio social perdidos pela classe pol6tica poucoa pouco são transferidos para o oder udici(rio e o ?inist@rio /+lico, $ue atuam intensamentepara acelerar ainda mais esse processo. 'xtrapolando suas atri+uiçes <ur6dicas e agindoostensi amente como agentes pol6ticos, eles se apresentam como defensores da moralidade e dointeresse p/+lico, mas $ue, na erdade A com prises ar+itr(rias e a=amentos ilegais seleti osA deturpam a própria lei e os direitos e garantias constitucionais em prol de seus interessescorporati istas. ssim, fa=endo uso de seu aparato <ur6dicoBpolicial, tais agentes reali=amoperaçes altamente midi(ticas e espetaculari=adas para atacar seleti amente grupos pol6ticos$ue estão, por hora, no poder. Cuando tal grupo @ derru+ado 9%;, o foco das operaçes se oltapara o próximo grupo pol6tico a assumir o poder 9?!-;. !esse modo, os al os das operaçesdo oder udici(rio e ?inist@rio /+lico são cuidadosamente decididos dentro de uma estrat@giapol6tica para aumentar seu poder e influDncia dentro do 'stado e da sociedade.'sse cen(rio caótico de luta pelo poder paralisou o Eo erno Federal e o 5ongresso>acional, so+retudo a partir de 201), $uando medidas econGmicas anticrise <( eram de extremaurgDncia. ?ergulhado numa crise econGmica e pol6tica, o a6s assistiu  mo imentação de grupospol6ticos alinhados com grandes empresas, como as <( citadas, sintoni=ados com o capitalfinanceiro internacional, articulando um discurso de austeridade supostamente preocupado comas contas p/+licas, mas $ue na erdade <( começa am a se apro eitar da crise econGmica para ia+ili=ar no 5ongresso medidas extremamente impopulares, mas altamente lucrati as, como  cortes de gastos com sa/de, educação e pre idDncia social, al@m da restrição de leis tra+alhistase a enda de ati os nacionais importantes como o r@B&al.ocali=ando tal discurso de austeridade, meia d/=ia de conglomerados de m6dia, $uecompem a $uase totalidade da imprensa no -rasil, tam+@m se apropriaram da crise econGmicapara manipular a população.  recessão econGmica, al@m do cen(rio ad erso da própria crisepol6tica, te e como principal moti ação tanto o #im do ciclo das commodities , $uanto a pol6ticadesastrada do go erno !ilma com isen$es #iscais . !isfarçando essas ari( eis fundamentais, am6dia repassou para a população a falsa ideia de $ue a crise econGmica foi causada por gastosexcessi os com pol6ticas sociais. 5ontudo, todos os relatórios oficiais de ati idade econGmica dogo erno desmentem tal fal(cia. 'sse tipo de discurso @ com+inado com uma pol6tica do medo,$ue ameaça a população com ideias comoH Ise os cortes não forem feitos, a crise ai piorar e odesemprego e a inflação ão aumentarJ, $uando na erdade, at@ mesmo segundo o insuspeitoF?, pol6ticas de extrema austeridade, <uros altos e corte de gastos p/+licos só aprofundam aindamais a recessão econGmica.  demais, ao mesmo tempo em $ue cortam gastos p/+licos fundamentais para asociedade, como educação e sa/de, $ue consomem apenas uma pe$uena parcela do orçamentoestatal 9menos de 10K;, tais medidas tDm o cuidado de deixar intocados os nossos gastos com <uros, reconhecidamente os maiores do mundo, $ue consomem $uase metade de todo oorçamento p/+lico +rasileiro e $ue garantem os lucros milion(rios dos +ancos, do capitalfinanceiro internacional, dos fundos de in estimento pri ado e de um punhado de fam6lias $uecompe a elite rentista do -rasil. l@m disso, o mesmo go erno tão preocupado em cortar gastosp/+licos, te e o cuidado de garantir um rea<uste de mais de 40K para os <( ele ados sal(rios dooder udici(rio, cu<o impacto em cascata no orçamento @ a aliado em de=enas de +ilhes dereais.!iante disso, a sa6da para a população @ rea i ar seu enga<amento perdido desde as <ornadas de <unho de 201*, corrigindo suas falhas, tais como a negação da pol6tica, apul eri=ação de rei indicaçes e +andeiras e, principalmente, o seu aparelhamento por parte dam6dia e de setores conser adores da sociedade, $ue aca+aram des iando o foco dasmanifestaçes e di idindo a população numa luta partid(ria in/til entre es$uerda e direita. %anto aapatia da população $uanto a sua fragmentação em mo imentos sociais conflitantes enfra$uecema sociedade e contri+uem para manter funcionando o sistema de representação eleitoral +aseadono #inanciamento pri&ado de campan'a , $ue só +eneficia a elha classe pol6tica e suasempresas patrocinadoras. O enga<amento popular representa um mo imento decisi o paradesmontar esse sistema socialmente in<usto. ' somente com um discurso unificado em torno de,so+retudo, uma re#orma política  realmente comprometida com os interesses sociais, apopulação poder( construir uma +ase sólida para con$uistar outras reformas importantes, como atri+ut(ria, al@m de alcançar os tão sonhados a anços na educação e sa/de p/+lica.

San La Muerte

Jul 31, 2017
Search
Similar documents
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks