Documents

A Crítica e o Texto de Opinião

Description
A Crítica e o Texto de Opinião
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A crítica e o texto de opinião A crítica - radiofónica, televisiva e impressa A crítica tem um espaço consagrado nos vários media, designadamente na imprensa, na rádio e na televisão. Este tipo de discurso transmite assumidamente a opinião do seu autor sobre o objecto, facto ou ideia que está a ser alvo de crítica, assumindo por isso um carácter subjectivo. Esta subjectividade é transmitida através de vários recursos, dos quais se salientam determinadas fórmulas para exprimir apreciações pessoais. Há diversificados campos culturais que podem ser objecto de análise crítica: cinema, música, artes plásticas, literatura, teatro, novas tecnologias, entre outros. O papel da crítica na divulgação de produtos culturais e na orientação das preferências do público é muito importante, por isso o crítico deve ter em conta que o impacto do seu trabalho pode ser determinante no fracasso ou êxito do produto em questão. O texto crítico O texto crítico exprime as opiniões (favoráveis ou desfavoráveis) de quem escreve a propósito de determinado facto narrado, ideia apresentada ou objecto descrito. O texto crítico é subjectivo e muito pessoal, por isso proliferam as marcas de 1.ª pessoa (marcas gramaticais da presença do autor). Estas marcas atestam a subjectividade do texto crítico, onde o autor se expõe, falando na 1.ª pessoa. Há também, neste género de texto, referências explícitas ao leitor (marcas gramaticais da presença do leitor), palavras que revelam gramaticalmente a sua presença. Estas marcas confirmam a coloquialidade deste texto crítico e a proximidade entre autor e leitor. Pode-se elaborar um texto crítico a partir de um jogo, de um filme, de um livro, de uma peça de teatro, etc. Estrutura: Introdução - Breve apresentação do facto, ideia, objecto que está na srcem do texto crítico. Desenvolvimento - Processa-se a apreciação crítica do texto: - síntese de opiniões/apreciações pessoais (Gosto/não gosto...); - momentos argumentativos: fundamentação das opiniões formuladas através de argumentos objectivos;  - citações do texto-fonte. Conclusão - Referência às ideias mais relevantes. A crítica espelha de forma muito clara a opinião do seu autor, este pode utilizar as seguintes fórmulas para expressar a sua opinião: - Penso que... - Creio que... - Parece-me... - Quanto a mim... - Na minha opinião... - No meu ponto de vista... - Na minha perspectiva... - Considero que... - Diria que... - Gosto/Não gosto... Linguagem - Utilização de frases predominantemente declarativas e exclamativas. - Recurso a uma linguagem valorativa ou depreciativa conforme se queira manifestar agrado ou desagrado. - Selecção de um título sugestivo. - Uso de figuras de estilo que estejam de acordo com as intenções da crítica (hipérbole, metáfora, comparação, ironia, etc.). O texto de opinião O texto de opinião, tal como o próprio nome indica, é uma exposição que exprime os pontos de vista pessoais de alguém sobre determinado assunto. Por essa razão, predominam as  opiniões sobre os factos. O objectivo do autor é fazer uma análise acerca do alvo/objecto da sua reflexão e demonstrar ao leitor o valor da sua opinião através da clarificação dos seus pontos de vista, da enunciação de argumentos e, por vezes, de citações de outrem. A sua publicação na imprensa não ocorre de forma regular. Apesar de não possuir uma estrutura rígida e fixa, podemos considerar alguns momentos chave no desenvolvimento de um texto de opinião: Título - Muitas vezes antecipa a opinião do autor ou o assunto que está a ser considerado. Introdução -Identificação do assunto/tema, algumas vezes sob a forma de pergunta. Desenvolvimento: - Análise do tema - Apresentação de informação pertinente sobre o assunto. - Tomada de posição: o autor apresenta os seus pontos de vista e afirma claramente a sua opinião. Tomar posição é não ser neutro face a uma realidade, mas estar a favor ou contra alguma coisa. - Argumentação: conjunto de razões apresentadas pelo autor para sustentar a sua posição pessoal e atingir o seu objectivo. Conclusão - No fim do seu trabalho, o autor resume a sua argumentação e demonstra de que forma esta justifica a sua tomada de posição. No texto de opinião, tal como no texto argumentativo, é muito importante que o título antecipe o assunto a tratar ou a opinião do autor. Este apresenta ainda uma estrutura muito próxima do texto argumentativo: - Introdução (exposição do tema); - Desenvolvimento (argumentação, formulação de perguntas retóricas e referência a exemplos concretos);  - Conclusão (reforço do ponto de vista pessoal, recurso a uma frase-súmula). Por vezes o autor serve-se do paralelismo, recurso expressivo que consiste na repetição de ideias e de construções sintácticas em determinadas frases. Este recurso contribui para uma maior consolidação da sua argumentação, pois torna-a mais organizada e, por isso, mais convincente. No texto de opinião existem marcas de 1.ª pessoa que o dotam de subjectividade. A ironia é também uma marca de subjectividade presente muitas vezes neste tipo de texto. O autor utiliza o tom irónico para exprimir a sua opinião pessoal sobre um dado assunto.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks