Documents

A Ética Em Enfermagem

Description
A ÉTICA EM ENFERMAGEM A enfermagem trabalha regida pelo código de ética da categoria, que atribuem direitos e deveres á todos os profissionais. A ética profissional visa zelar pelo bom convívio com toda a equipe de saúde e principalmente com a vida do paciente. Os maiores episódios de falta de ética estão diretamente relacionados aos pacientes. Temos como exemplo as falhas no preparo e/ou administração de medicações, que são acarretadas pela falta de atenção, interesse, conhecimento, zelo, a pre
Categories
Published
of 2
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
   A ÉTICA EM ENFERMAGEM A enfermagem trabalha regida pelo código de ética da categoria, !e atrib!em direito e de#ere $ todo o profi ionai % A ética profi ional #i a &elar pelo bom con#'#io com toda a e!ipe de a(de e principalmente com a #ida do paciente%) maiore epi ódio de falta de ética e t*o diretamente relacionado ao paciente % Temo como e+emplo a falha no preparo eo! admini tra-*o de medica-.e , !e *o acarretada pela falta de aten-*o, intere e, conhecimento, &elo, a pre a em concl!ir a ati#idade e a obrecarga de trabalho%  / re peito da ética, o profi ionai de a(de também n*o e limitam $ lei , ma também de#em é b! car princ'pio e #alore dentro de i para a im definir !a cond!ta % Com ba e no direito e de#ere do profi ional de a(de !rgi! a bioética, !m mo#imento interdi ciplinar para !e tionar e refletir obre a !e t.e concreta !e a ociedade e t$ #i#enciando%0artindo de e conceito, a bioética n*o e limita $ direito e de#ere % Ela b! ca tra&er para o en ino, fato !e acontecem no dia a dia para !e o f!t!ro profi ional tenha !ma #i *o ampla de ética, e carreg!e con igo !e o lema da enfermagem é o re peito $ #ida% A bioética além de focar ne e acontecimento di$rio para refletirmo e criarmo !m conceito de ética, ela também trabalhar o comportamento do profi ional dianteda e!ipe, de paciente e e! acompanhante e de determinada it!a-.e !e e+igem !ma dedica-*o maior do profi ional, endo ele totalmente re pon $#el por !a a-.e % 1embrando !e a bioética n*o e ta re trita $ a(de%2!nto 3 ética e a bioética no prop.em !ma po t!ra con ciente de c!idar do o!tro como a i me mo%4e acordo com a abrang5ncia da bioética de tacam6 e !atro a pecto !e e tim!lam a refle+*o7 a bioética da #ida cotidiana !e e refere ao comportamento de cada pe oa, a bioética deontológica com o código morai e de#ere , a bioética legal com norma reg!ladora en#ol#endo a interpreta-*o do e tado e abioética filo ófica !e proc!ra compreender o princ'pio e #alore com ba e na refle+*o da a-.e h!mana % Além di o, a bioética e ! tenta em !atro princ'pio 80rinc'pio da benefic5ncia !e e t$ relacionado ao de#er de a9!dar ao o!tro , fa&er o! promo#er o bem $ fa#or de e! intere e % 0ara e te princ'pio de#emo a#aliar o no o gra! de compet5ncia para decidir !ai o ri co e benef'cio !e e tamo e+pondo o paciente, é importante !e apre entemo confian-a% No princ'pio da n*o6malefic5ncia o profi ional e compromete a a#aliar e e#itar dano pre#i '#ei % A!tonomia, o terceiro princ'pio, di& re peito 3 liberdade do er h!mano% É limitada para !e o pen ar e agir diferente n*o re !lte em dano ao pró+imo%Cabe ao profi ional oferecer a informa-.e nece $ria para orientar a deci .e do paciente, em !al!er tipo de infl!5ncia o! manip!la-*o e b! car e a a!tonomia no conhecimento%0or (ltimo, o princ'pio da 9! ti-a !e e relaciona a di trib!i-*o coerente e ade!ada de de#ere e benef'cio ociai % 4e a forma, todo cidad*o tem direito aa i t5ncia de a(de%Entendendo o !atro princ'pio podemo !tili&$6lo como rec!r o para an$li e e compreen *o de it!a-.e de conflito% Com i o, a rela-*o entre paciente e c!idador de#e er de e+tremo re peito, tanto do paciente em rela-*o ao   procedimento reali&ado , !anto do profi ional em rela-*o 3 e colha do paciente% 4iante de todo o princ'pio ético e bioético é preci o !e todo profi ional de a(de e dedi!e $ !a profi *o, poi e t*o c!idando de #ida % : nece $rio também !e ele b! !e a cada dia mai conhecimento, tanto pe oal !anto profi ional, para !e ele po a pa ar confian-a e eg!ran-a ao paciente e a i me mo% A im a enfermagem eria ainda mai #alori&ada e re peitada%
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks