Magazine

A Europa e o Mundo

Description
A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉCULO XX Ruben Almeida Matos Santana Nº21, 9ºB IMPEREALISMO E COLONIALISMO No início do séc. XX a Europa tinha enriquecido…
Categories
Published
of 6
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉCULO XX Ruben Almeida Matos Santana Nº21, 9ºB IMPEREALISMO E COLONIALISMO No início do séc. XX a Europa tinha enriquecido devido à industrialização e ao domínio colonial de várias zonas do globo. A HEGEMONIA DA EUROPA Necessidade de: - Obter matérias-primas a baixo preço; - Fazer investimentos rentáveis; - Criar novos mercados para escoar os produtos industriais; - Encontrar destinos para emigração devido ao grande crescimento demográfico. IMPERIALISMO Alargar os territórios coloniais e exercer domínio económico, político e cultural sobre os países menos desenvolvidos. Rivalidade e competição económica, colonial e política entre os Estados europeus As enormes potencialidades africanas, principalmente matérias-primas, despertou o interesse e a disputa dos países industrializados. 1ª GUERRA MUNDIAL Criação de alianças políticas e militares Tríplice Aliança Alemanha e império Austro-Húngaro Triple Entente (Triplo Entendimento) França, Rússia e Inglaterra Assassinato do Arquiduque Francisco Fernando, herdeiro do trono austríaco, em Sarajevo Áustria e Alemanha declaram guerra à Sérvia, aliada da Rússia Mundialização da guerra: intervenção dos EUA e de numerosos países PODER INDUSTRIAL “Fábrica do mundo” Produzia mais de metade da produção industrial mundial e exportava para várias zonas do planeta os seus produtos (tecidos, máquinas, etc. ). DOMÍNIO DO COMÉRCIO MUNDIAL “Comerciante e banqueiro do mundo” Investia capitais em várias atividades lucrativas; grandes companhias de transporte pertenciam-lhe, permitindo-lhe controlar o comércio mundial. Legenda: Fábrica britânica de armamento. PORTUGAL ENTRE O SÉC. XIX - XX Lenta industrialização Tal como os outros países do sul (Itália e Espanha) e do leste da Europa (Rússia), Portugal só lentamente se ia industrializando lentamente, pelo que tinha poucos recursos para a colonização de territórios extensos. Ocupação reduzida das colónias Portugal possuía, em África, as colónias de Cabo Verde, Angola, Moçambique, Guiné, S. Tomé e Príncipe e na Ásia, Macau, Timor e cidades do Estado da India (Damão, Goa e Diu). Em 1822 o Brasil tornou-se independente. Em Angola e Moçambique vivia um pequeno número de portugueses. Conferência de Berlim Em 1885, as principais potências europeias decidiram dividir África entre si, estabelecendo o princípio da ocupação efetiva Os territórios africanos deviam pertencer aos países que efetivamente tivessem meios para os ocupar de facto. Tratado entre Portugal e Inglaterra Em 1890, os ingleses obrigaram os portugueses a saírem dos territórios entre a Angola e Moçambique, sobre a ameaça de um ultimato. No ano seguinte, através de um tratado, fixaram-se as fronteiras entre Angola e Moçambique. 1ª GUERRA MUNDIAL Rivalidade e competição económica, colonial e política entre os Estados Europeus Alianças políticas e militares entre países. Mundialização da Guerra: adesão de vários países ao bloco dos Aliados ou Triple Intente (EUA, Japão, Itália, China, Brasil e Portugal). O DECLÍNIO EUROPEU ASCENSÃO E PROSPERIDADE DOS EUA REVOLUÇÃO SOVIÉTICA 1ª GUERRA MUNDIAL GRANDES PERDAS HUMANAS E MATERIAIS EUROPA Aquisição de matérias-primas, alimentos e armas aos EUA RÚSSIA - Derrotas militares, fome e deserções das tropas; - Fraca industrialização, desemprego, condições de trabalho e de vida duras – Greves frequentes e defesa liberal, parlamentar pela burguesia. Endividamento da Europa face aos EUA Descontentamento geral Supremacia económica e financeira sobre a Europa Revolução burguesa Incremento da produção: - Fordismo – novas formas de organização de trabalho (o taylorismo, trabalho em cadeia, estandardização, aumento de salários); - Taylorismo – racionalização do trabalho através da especialização dos operários nas tarefas. Revolução socialista: - Poder dos sovietes – “conselhos” de operários, camponeses e soldados a nível local; - Fundação da URSS – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas – União de vários estados num só (federação). Novo mapa político europeu - Queda dos impérios; - Novos Estados-Nações. Sociedade de consumo Aumento de salários, compras facilitadas através de vendas de crédito e estimuladas pela publicidade

Chorima Nº1

Sep 25, 2017
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks