Documents

A Heresia do Pré-Tribulacionismo.pdf

Description
ARREBATAMENTO PRE-TRIBULACIONISTA UMA PERIGOSA HERESIA 1 - INTRODUÇÃO A doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista é uma doutrina cristã tardia que tem ameaçado o Judaísmo Messiânico. Esta doutrina cristã só teve início no século dezenove. Tal teologia tem agora ameaçado encontrar eco no movimento messiânico. Este artigo provará que a doutrina do arrebatamento pré- tribulacionista é: 1 – Uma invenção moderna do Cristianismo que NÃO TEM NENHUMA raiz judaica de
Categories
Published
of 20
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  1 ARREBATAMENTO PRE-TRIBULACIONISTA UMA PERIGOSA HERESIA 1 - INTRODUÇÃO A doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista é uma doutrina cristã tardia que tem ameaçado o Judaísmo Messiânico. Esta doutrina cristã só teve início no século dezenove. Tal teologia tem agora ameaçado encontrar eco no movimento messiânico. Este artigo provará que a doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista é: 1  –  Uma invenção moderna do Cristianismo que NÃO TEM NENHUMA raiz judaica de qualquer tipo; 2  –  Uma doutrina que vai totalmente contra as Escrituras; 3  –   Uma doutrina de “paz e segurança” que pode futuramente vir a destruir a fé de muitos; Antes de começarmos, vamos definir alguns termos básicos que usaremos: ARREBATAMENTO  –  Este termo se tornou bastante polêmico. No ocultismo, este termo foi usado durante muitos séculos para se referir a levitação. Na Bíblia, a srcem do termo está em 1 Tess. 4:17 onde lemos a palavra “arrebatados” ;   NATZAL  –   Palavra no hebraico que significa “livramento” . Esta palavra tem sido usada nos meios messiânicos numa tentativa de convencê-los sobre a teoria do arrebatamento pré-tribulacionista; KH’ TAF  –   Palavra aramaica para “arrebatados” no texto aramaico de 1 Tess. 4:17;   PÓS-TRIBULACIONISMO  –  É a visão de que o KH’ TAF (arrebatamento) é simplesmente parte da segunda vinda do Messias e, portanto, ocorrerá no fim da tribulação, isto é, no início do Reino do Milênio;  2 PRÉ-TRIBULACIONISMO  –  É a visão de que o arrebatamento seria um evento separado da segunda vinda do Messias e que ocorreria sete anos antes, imediatamente antes da tribulação; MID-TRIBULACIONISMO  –  É a visão de que o arrebatamento é um evento separado da segunda vinda do Messias e que ocorreria 3 anos e meio antes, no meio da tribulação, d urante o tempo do “sacrilégio terrível” (a revelação do Anti -Messias); ARREBATAMENTO-PREMATURO  –  É qualquer visão de que o arrebatamento e a segunda vinda do Messias são eventos separados e que o arrebatamento precederá por um período de tempo a segunda vinda do Messias; ARREBATAMENTO PARCIAL  –  É a visão de que apenas uma parte do Corpo do Messias será arrebatada. Em meio a tantas linhas de pensamentos, apelaremos para o PESHAT  –  O sentido simples, literal de um texto segundo a Midrash Judaica (vide artigo sobre como interpretar as Escrituras como um judeu). 3 - ONDE ESTÁ O PESHAT? Um dos maiores problemas com a doutrina cristã do arrebatamento pré-tribulacionista é que já de cara fere a Midrash. Segundo a Midrash, que é o sistema mais antigo de interpretação das Escrituras, um texto nunca perde o seu Peshat- sentido simples e literal. Contudo, esta doutrina em particular não tem base de Peshat. Apesar dos pré-tribulacionistas frequentemente alegarem que as suas crenças são baseadas numa leitura simples e literal das Escrituras, o fato é que uma leitura literal das Escrituras é incapaz de produzir uma crença no arrebatamento pré-tribulacionista. 3.1  –  SEM BASE BÍBLICA Até mesmo Hal Lindsey, o mais famoso defensor do pré-tribulacionismo, admite que a sua crença não se baseia no sentido simples e literal das Escrituras. Lindsey admite que ele não consegue “  mostrar nenhum versículo que diga  3 claramente que o arrebatamento ocorrerá antes… da tribulação.”   (O Arrebatamento por Hal Lindsey pág. 3 2). Ao invés disto, Lindsey alega que “o pré -tribulacionismo é amplamente baseado em argumentos de inferência e silêncio.” (ibid p. 31) Se o pré-tribulacionismo não vem de um entendimento do Peshat das Escrituras, devemos então nos perguntar de onde ele se srcinou, e porque tanta gente acredita nisto. 4 - O DISPENSASIONALISMO: UMA HERESIA GERA OUTRA Durante as décadas de 1820 e 1830, um teólogo cristão chamado John Darby (fundador da Irmandade de Plymoth) desenvolveu uma nova teologia sistemática chamada Dispensasionalismo. Esta doutrina desde então tornou-se muito popular no Cristianismo. É muito curioso que tal doutrina ainda encontre eco entre os crentes que estão retornando às raízes judaicas dos seguidores srcinais de Ye’shua (o Messias) . É fato incontestável que o Dispensasionalismo não existiu até o século dezenove. Não tem nenhuma raiz judaica e nem existia no Cristianismo até o século em questão. 5 - A ORIGEM DE UMA GRANDE MENTIRA Como a maioria dos teólogos do século 19, John Darby era anti-nomiano, isto é, acreditava que a Lei de Moshe (Moisés) tinha desaparecido na cruz. Darby se sentia incomodado com os sérios problemas trazidos por esta doutrina. Darby percebeu que durante os sete anos da última semana profética de Daniel, os sacrifícios estariam sendo feitos no Templo. Como a Lei de Moshe (Moisés) estava CLARAMENTE sendo cumprida durante os sete anos da tribulação, Darby concluiu que a Lei voltaria a ter validade no início da tribulação. Esta linha de raciocínio fez Darby segregar as histórias bíblicas e proféticas em períodos compartimentadas. Darby teorizou que a “ idade da Lei” tinha acabado na cruz e que a “ idade da graça” ou “ idade da igreja” tinha   começado na cruz. Então com a tribulação, a “ idade da Lei” volta e a “ idade da graça” termina. Isto criou um  problema grande para a teoria de Darby. Como poderia a “idade da Lei” retornar se a igreja ainda estaria na terra? Darby achava que na “idade da Lei” o Eterno lidava com Israel e  4 na tribulação o Eterno voltaria a lidar com Israel. Então o que aconteceria com a igreja? Certamente que a igreja não sairia da “idade da graça” pra  voltar pra Lei de Moshe (Moisés). Como consequência desta linha de raciocínio absurda, Darby adotou a idéia de um arrebatamento pré-tribulacionista que havia se tornado tão popular entre os Irvingitas. Esta idéia dizia que a Igreja sairia da terra no início da tribulação, deixando Israel pra trás para sofrer na tribulação durante o período da “volta da Lei” . Darby agora tinha outro problema: se a igreja fosse arrebatada deixando Israel pra trás, o que dizer dos judeus crentes? Eles seriam arrebatados  juntamente com a Igreja ou ficariam para trás com Israel? Darby inventou outra solução completamente louca: a dicotomia Igreja/Israel. Esta teoria ensinava que um judeu que se tornava crente no Messias passava a fazer parte da Igreja e não era mais parte de Israel. Como resultado disto, ninguém poderia ser parte tanto da Igreja quanto de Israel. Segundo esta teoria, judeus crentes deixariam de ser  judeus e se tornariam parte da Igreja de Elohim, que ele ensinava conter pessoas que não eram nem judeus nem gentios. Portanto, as três mentiras que se tornaram pilares do Dispensasionalismo são: 1  –  A Lei não seria para hoje; 2  –  O arrebatamento pré-tribulacionista; 3  –  A dicotomia Igreja/Israel. Obviamente, os messiânicos não podem aceitar nem a número 1 nem a número 3. A número 2 só seria necessária por causa de uma crença na número 1. A número 2 não funciona sem a número 3, que foi criada para resolver os problemas da número 2. Como resultado, o Judaísmo Messiânico é incompatível com o Dispensasionalismo. Dois de seus três pilares fundamentais não são compatíveis com a teologia bíblica srcinal, adotada pelo movimento messiânico. Além disto, o único pilar remanescente não se sustenta sozinho. Quando examinada à luz da Bíblia, toda a estrutura do Dispensasionalismo é destruída. É uma doutrina do século 19 que foi inventada pelo Cristianismo e não tem NENHUMA raiz na fé do primeiro século.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks