Documents

A Identidade Latino Americana - REFORMULADO

Description
Artigo
Categories
Published
of 9
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A IDEIA DE AMÉRICA LATINA E A IDENTIDADE BRASILEIRA  Andréa Caroline Godeau Sarmento 1 RESUMO Presente estudo consiste na revisão teórica acerca da ideia de uma identidadelatino americana e a identidade brasileira, buscando estabelecer um diálogoinerente dentro do processo de construção da identidade de uma região, deforma ela se constituiu na sociedade e como os fatores culturais estruturaramessa perspectiva de pertencimento nesta regiãoPalavras C!aves #dentidade, América $atina, %ação, #dentidade &rasileira ABSTRACT '!is stud( is t!e t!eoretical revie) of t!e idea of a $atin American identit( andt!e &ra*ilian identit(, see+ing to establis! an in!erent dialogue )it!in t!econstruction process of t!e identit( of a region, it )as constituted in societ( and!o) cultural factors !ave structured t!is members!ip perspective in t!is regione()ords #dentit(, $atin America, nation, &ra*ilian identit( INTRODUÇÃO  A América $atina e a construção de uma identidade latino americanadesde suas srcens no século -., foram e ainda são fonte de diferentesanálises Suas interpretaç/es divergentes, no decorrer dos séculos passaramdesde a con0untara dominante, ue veio desde o intermédio da coloni*ação atéos uestionamentos sobre o futuro da região e a independ2ncia de sua unidadepelos laços da coloni*ação3esta forma, ainda ue nas 4ltimas décadas a identidade ten!a sidopouco aprofundada, apresenta contrastes significativos para o con!ecimento!istórico Assim sendo, fa*5se necessário retomar a discussão em torno deuma construção !istórica acerca da América $atina e de forma a identidadelatino5americana tornou5se temas relevantes Partindo dessa premissa, osob0etivos deste artigo acentuam5se na análise dos aspectos singulares uetransforaram o 6novo mundo7 em América, abordando a uestão de sua 1  Graduanda do 89 per:odo em ;elaç/es #nternacionais pelo Centro <niversitário do %orte =<ninorte Laureate , para disciplina de Pol:tica #nternacional Contempor>nea, ministrada pelaProfessora 'ere*a ;amos  formação !istórica, o processo de inclusão do &rasil neste cenário e de ueforma os princ:pios colonialista influenciaram nos embates para esse con0untode conceito ue caracteri*amos como identidade I - AMÉRICA LATINA: CENÁRIO HISTÓRICO  Ao estabelecer as primeiras observaç/es ue constitu:ram a América$atina, fa*5se necessário uestiona5se sobre alguns fatores relevantes uetransformaram, o c!amado 6%ovo mundo7 em América e de ue maneira essastransformaç/es foram absorvidas pela sociedade, ou até mesmo para aconstrução de uma identidade, pois ao ue se pode afirmar, sua conuistapercorreu vários camin!osSegundo Galeano ?1@B, no século -. o mundo ue era ban!ado pelomar Dediterr>neo em eminencia amb:gua entre a Efrica e o Friente, ondeacreditava5se ue faltara apenas mil anos para ue 0u:*o final devastasse aterra, entretanto, não esperava5se ue o mundo seria repentinamentemultiplicado Ao iniciar as eploraç/es espan!olas por volta de 1H@I nas &a!amas,acreditou5se ue as il!as possu:am abundancia em metais, pérolas em grandeuantidade e ouro 0amais esgotado 'al anseio, incentivou no dese0o de cru*ar os mares descon!ecidos, pois nauele momento, toda a Juropa sofria com aaus2ncia de prata ?GA$JA%F, 1@B3esta maneira, o %ovo Dundo foi enaltecido no decorrer dos séculos-.# e -.## por sua nature*a infinita e pela presença ind:gena nas terrasdescon!ecidas, todavia, somente após a independ2ncia dos Jstados <nidos,por volta dos séculos -.### e in:cio do -#- a imagem de América passou aconstituir aspectos pol:ticos a fim de romper os laços coloniais e estabelecer  “uma identidade comum que acabou sendo apresentada como “americana”.” (OLIVEIRA, 2005.  Assim, ainda em Fliveira ?IKKL o autor ressalta ue a América $atina ao longo dos séculos MN viveu obcecada pelo futuro, ao mesmo tempo ue se mostravaincapa* de lidar com as sociedades 0á eistentes e apresentavadificuldades para encontrar seu espaço na sociedade capitalistaem epansão ?F$#.J#;A, IKKL, p 111   Ao contrário do ue era a corrente de moderni*ação eistente no 6outro7continente, na região da América não !avia uma !istória 0á ouvida, ou contadano decorrer dos séculos Jntão, foi preciso estabelecer 0unto as comunidadesnacionais eistentes, novos n:veis de moderni*ação, removendo os obstáculose adotando as naç/es avançadas como modelo definido ?FOGF;DA%, 1@@I%o século -#-, a Juropa passava por um processo de avanço docapitalismo As revoluç/es estavam associadas a ;evolução industrial, uedavam in:cio a um novo processo de moderni*ação %auele momento, abria5se um espaço e uma nova direção para os novos estados ue surgiram nesseséculo 3esta forma, os pa:ses latinos americanos, empen!aram5se emencontrar novas formas de adentrarem no meio internacional e construir umlugar no cenário econmico ?$JSSA, IKK8 Além disso, segundo $essa ?IKK8 ainda ue as iner2ncias eternas da América $atina, ten!am passado por influencias tra*idas pela Juropa ou pelaamericana do norte, os pa:ses latinos passaram a adotar pol:ticas com novasperspectivas e com um processo de moderni*ação e desenvolvimento internopara a região, promovendo assim, durante a década de 1@QK, “uma maior apro!ima #o entre os Estados $atino%americanos.” (LE&&A, 200', p. '2  %osdecorrer das décadas, os Jstados latino5americanos impulsionaram5se paraestabelecer um processo de moderni*ação mais sólido, e com isso alavancar os métodos de industriali*ação de modo ue o processo favorecesse odesenvolvimento da região 3esta maneira, conforme elucida $essa, eleressalta ue Contudo, a con0untura internacional, inicialmente favorável tentoem vista a competição estabelecida entre os regimes fortes da Aleman!a, #tália, e Rapão diante dos tradicionais parceiros liberaisdos Jstados latino5americanos, ou se0a, #nglaterra, Jstados<nidos e rança, em alguma medida acabou favorecendo aregião, tanto em termos do comercio internacional uanto eminvestimentos diretos ue a0udaram no processo deindustriali*ação Jntretanto, as rivalidades pol:ticas e sobretudoideológicas entre esses dois grupos, acabou levando a SegundaGuerra Dundial, o ue forçou os Jstados da América $atina a seposicionarem ante o conflito ?$JSSA, IKK8, p8Q Sendo assim, ao final da Segunda Guerra, fe* necessário constituir umnovo redirecionamento da América $atina, pois após os conflitos eistentes daépoca, um novo cenário mundial !avia sido constru:do Assim, ainda ue!ouvesse muitas dificuldades causadas pelos fatores do pós5guerra, !ouve  gradativamente o começo de um novo ciclo de desenvolvimento econmico3este modo, os avanços promoveram maior estabilidade para os Jstadoslatino5americanos e abriram espaço para novos acordos a fim de fortalecer oslaços da região, ponta pé esse, iniciado pelo &rasil, por volta de 1@LK para pr em atenção os interesses da América $atina ?$JSSA, IKK8 II - A IDENTIDADE BRASILEIRA: UM IDEIA EM CONSTRUÇÃO %o &rasil, as familiaridades culturais estabelecidas entre os outrospa:ses da América $atina, foram desempen!adas através da estruturação deum con0unto de identidades ue se modificaram com o passar do tempo 3estemodo, Tolanda ?1@@L elucida em sua obra, ue mesmo !avendo a tentativa deintrodu*ir as caracter:sticas culturais europeia no vasto território, “sua tradi #omi$enar, , nas ori)ens da sociedade brasi$eira, o *ato dominante e mais ricosem consequ+ncias.” ?TF$A%3A, 1@@L, p Q1F processo de coloni*ação do território brasileiro passou por in4merosadventos até constituir5se aos dias atuais 3entre elas, pode5se via0ar pelascolunas no tempo e ressaltar fatores importantes ue troueram até osprinc:pios modernos o ue caracteri*amos como a identidade brasileira 3esde modo, Galeano ?1@B relata ue com o passar de longos séculoscomo colnia, o &rasil iniciou o processo independ2ncia, tornando5se um#mpério entre ;ep4blicas latino5americanas #nicialmente não !ouve alteraçãona pol:tica estabelecida na época, visto ue o refleo dauele império, eradominado pela Coroa Portuguesa Fs fatores econmicos dava5se pela mão deobra escrava, ue era utili*ada nas propriedades dos sen!ores dos escravos, eagregavam forte fator de enriuecimento Sendo assim, a partir desse processo, o Jstado brasileiro começa asurgir com caracter:sticas mais especificas 3e modo ue, a independ2ncia sefe* presente mais efetivamente com a participação dos sen!ores de escravos,do ue necessariamente com a participação do povo F cenário abria espaço para a ideali*ação de um povo, fato este uepromovia uma con0unto de uest/es ue problemati*avam tal ideia, pois oterritório era constitu:do basicamente de trabal!adores escravos, abrindo assimprecedente de 0ustificativa para não considerar os escravos !umano e simferramenta de trabal!o ?CF%F;'F, IKKB
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks