Others

A IMPORTÂNCIA DA PSICOPEDAGOGIA NA PREVENÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE CASOS DE SÍNDROME DE ALIENAÇÃO PARENTAL: UMA PROPOSTA DE APLICAÇÃO DA MEDIAÇÃO FAMILIAR NO ÂMBITO DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO CEARÁ

Description
THEMIS - Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará 197 A IMPORTÂNCIA DA PSICOPEDAGOGIA NA PREVENÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE CASOS DE SÍNDROME DE ALIENAÇÃO PARENTAL: UMA PROPOSTA DE APLICAÇÃO DA MEDIAÇÃO FAMILIAR NO ÂMBITO DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO CEARÁ1 MARIA DE FÁTIMA NEVES DA SILVA Analista Judiciária, especialidade Pedagogia, lotada na Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará Mestranda em Educação pela Universidade da Madeira, Portugal RESUMO2 Busco, neste
Categories
Published
of 33
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  197  THEMIS - Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará A IMPORTÂNCIA DA PSICOPEDAGOGIA NAPREVENÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE CASOS DESÍNDROME DE ALIENAÇÃO PARENTAL: UMAPROPOSTA DE APLICAÇÃO DA MEDIAÇÃO FAMILIARNO ÂMBITO DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DOCEARÁ 1 MARIA DE FÁTIMA NEVES DA SILVA Analista Judiciária, especialidade Pedagogia, lotada na EscolaSuperior da Magistratura do Estado do CearáMestranda em Educação pela Universidade da Madeira, Portugal RESUMO 2 Busco, neste artigo: conceituar Psicopedagogia,refletir acerca de seu campo de estudo e atuação; contrastar o conceito de alienação parental com o de síndrome daalienação parental; destacar a importância daPsicopedagogia na prevenção de casos da SAP e, por fim,apresentar uma proposta de mediação familiar e escolar,no âmbito do Poder Judiciário, como meio de resolução dosconflitos fomentadores da síndrome da alienação parental. PALAVRAS-CHAVE: Psicopedagogia. Alienaçãoparental. Síndrome da alienação parental. Mediação familiar. SUMÁRIO: 1 Psicopedagogia: conceito, objeto deestudo e atuação. 2 Síndrome da Alienação Parental. 3Proposta de aplicação da mediação familiar e escolar no v.8 n.1 jan/jul 2010  198 THEMIS - Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará Poder Judiciário do Estado do Ceará. 4 Consideraçõesfinais. 5 Referências. 1 Psicopedagogia: conceito, objeto de estudo eatuação “Estamos enfrentando uma combinação demudanças paradigmáticas que podem ser maispoderosas do que qualquer coisa que o mundo tenhavisto antes. As possibilidades, tanto para a rupturacomo para vida criativa, são enormes.”Carl Rogers Conceituar Psicopedagogia não é tarefa das maissimples.Deldime e Demoulin, em 1977, chamavam depsicopedagogia “o estudo do comportamento humano eseus reflexos na educação” 1 . Preocupados com a formaçãode professores, os autores franceses buscaram aliar apedagogia à educação, na tentativa de transformar o“educador-observador” em “educador-ator” enfatizando oaspecto afetivo, motivacional e relacional entre aluno eprofessor.Interessante a visão de futuro que tiveram da educação.Diziam que a formação do professor deveria “torná-lo apto 1 DELDIME, Roger; DEMOULIN, Richard. Introdução àPsicopedagogia : guia metodológico, exercícios, sistema teórico dereferência, trad. Germano Correia Botelho. São Paulo: EPU e EDUSP,1977, p XI. v.8 n.1 jan/jul 2010  199 THEMIS - Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará a: - a travar contatos individuais, - a diagnosticar asdificuldades (afetivas, motivacionais e sociais), - àobservação dos alunos tomados separadamente ou emgrupo, - a estimular, motivar e encorajar os indivíduos, - àtomada de consciência dos fenômenos de grupo. 2 ”Deldime e Demoulin procuraram integrar psicologia epedagogia produzindo um guia metodológico com o fim deinstrumentalizar professores para a realização de práticaseducacionais voltadas para os aspectos afetivos do alunono processo da aprendizagem. Anunciaram novas relaçõesentre o mestre e o aluno, com ênfase nas qualidades dasatitudes do educador, numa proposta de percepção do alunocomo ser-histórico, portanto, atribuindo importância à família,aos grupos de convivência do aluno, mas sempre numaperspectiva emocional.No texto contido na contra-capa da obra em questão,a palavra psicopedagogia está desta forma grafada: “Psico-pedagogia”. Essa grafia é por demais significativa, poisreveladora da intenção de juntar duas áreas do conhecimentoa psicologia e a pedagogia.De fato, psicologia e pedagogia andam de mãosdadas no processo ensino-aprendizagem porém, o conceitode psicopedagogia como a mera união de dois ramos doconhecimento, ainda carrega em seu bojo um traço doparadigma cartesiano-newtoniano, no sentido dafragmentação das ciências e na visão partida e desconexado homem. O processo ensino-aprendizagem é tãocomplexo quanto a complexidade humana e não pode ser  2   Ibidem  , p. XIII v.8 n.1 jan/jul 2010   200 THEMIS - Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará entendido apenas sob dois pontos-de-vista.Jorge Visca, professor argentino, contribui, fundado emsua epistemologia convergente, para a ampliação doconceito de Psicopedagogia, como resultado de suaformação em Ciências da Educação, do exercício dadocência, de sua formação também como Psicólogo Socialpela Escola Privada de Psicologia Social de Enrique P.Rivière, bem como das pesquisas junto ao Centro deEstudos Psicopedagógicos de Buenos Aires, referendadaspelo Centro de Estudos Psicopedagógicos do Rio deJaneiro e do Centro de Estudos Psicopedagógicos deMisiones, em 1987. Segundo essa conceituação, aPsicopedagogia abarcou conhecimentos psicanalíticos,piagetianos e da psicologia social para a ampliação de suapráxis mas, restrita à clínica psicopedagógica.Segundo Jorge Fasce, no prólogo à Jorge Visca, “apsicopedagogia nasceu como uma ocupação empírica pelanecessidade de atender a crianças com dificuldade deaprendizagem, cujas causas eram estudadas pela medicinae psicologia. Com o decorrer do tempo, o que inicialmentefoi uma ação subsidiária destas disciplinas, perfilou-se comoum conhecimento independente e complementar, possuidor de um objeto de estudo (o processo de aprendizagem) e derecursos diagnósticos, corretores e preventivos próprios” 3 Em 2009, segundo Scoz, a Psicopedagogia, 3 VISCA, Jorge. Clínica Psicopedagógica : epistemologia convergente;trad. Ana Lúcia E. Dos Santos. Porto Alegre: Artes Médicas, p.7 v.8 n.1 jan/jul 2010
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks