Documents

A INFLUÊNCIA DO CLAREAMENTO DENTAL NA RESISTÊNCIA.pdf

Description
Robrac, 15 (40) 2006 ISSN 1981 - 3708 A INFLUÊNCIA DO CLAREAMENTO DENTAL NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO NA INTERFACE RESINA-ESMALTE THE INFLUENCE OF TOOTH BLEACHING ON THE BOND STRENGTH OF RESIN-ENAMEL INTERFACES Gilberto Antônio BORGES*, Gilberto de Araújo PEREIRA**, Janisse MARTINELLI***, Wildomar José de OLIVEIRA**** * Doutor em Ciências dos Materiais e Professor das disciplinas Materiais Dentários e Clínica Odontológica II no Curso de
Categories
Published
of 9
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A INFLUÊNCIA DO CLAREAMENTO DENTAL NA RESISTÊNCIADEUNIÃONAINTERFACERESINA-ESMALTE Gilberto Antônio**********Imediatamente após clareamento dental é rotina na prática da Odontologia clínica a realização detratamentos restauradores estéticos utilizando de restaurações adesivas. Quando essas restauraçõessão confeccionadas imediatamente depois do clareamento, substâncias remanescentes do materialclareadorpodeminterferirnaadesividadeenodesempenhoclínico.Redução na resistência de união depois de clareamento tem sido publicado, contudo, o efeito doclareamento na resistência de união com o esmalte utilizando adesivos de três passos que incluemaplicaçãodeácidofosfóriconãotemsidoamplamentereportada. Essetrabalhoavaliouainfluênciadoclareamento dental na adesividade de restaurações de resina composta em esmalte. Incisivos bovinosforam submetidos ao clareamento com peróxido de carbamida (PC) a 37% e peróxido de hidrogênio(PH) a 35%, obtidos em farmácia de manipulação. Em seguida os dentes foram fixados em anéis dePVC, recebendo um cilindro de resina composta com 3mm de altura e 5mm de diâmetro na facevestibular.Utilizou-seoadesivoScotchbondMultipurpose3MearesinacompostaZ100–3M.Umafitadeaçoenvolveuocilindroderesinasobcisalhamentocomvelocidadede0,5mmporminutoecéluladecarga de 50kgf. Foram obtidos os seguintes resultados: Grupos controles restaurados semclareamento: PHS:8,52MPa; PCS:8,30MPa. Imediatamente após o clareamento PHI:3,15MPa;PCI:4,10MPa. Após 24 horas PH24:5,68MPa; PC24:7,38MPa. Após 48 horas PH48:7,69MPa;PC48:6,93MPa. Após 7 dias PH7D:8,60MPa; PC7D:7,24MPa. Após 15 dias PH15D:7,36MPa;PC15D:9,08MPa. Após 21 dias PH21D:7,92MPa; PC21D:7,62MPa. Após aplicar o teste de Tukey(p<0,05),ossubgruposPHI,PH24,PCIapresentaramvaloresestatisticamenteinferioresaosdemais,oque implica um tempo necessário mínimo entre o clareamento e a restauração de resina composta, de48horasparaPH(35%)ede24horasparaPC(37%).Clareamentodental;resistênciaadesiva;resinacomposta. BORGESEndereçoparaCorrespondência:RELEVÂNCIACLÍNICARESUMOPALAVRAS-CHAVES: *, Gilberto de Araújo **, Janisse ***, Wildomar Joséde **** PEREIRA MARTINELLIOLIVEIRA THE INFLUENCE OF TOOTH BLEACHING ON THE BOND STRENGTH OF RESIN-ENAMELINTERFACESDoutor em Ciências dos Materiais e Professor das disciplinas Materiais Dentários e ClínicaOdontológicaIInoCursodeOdontologiadaUNIUBE.Professor da disciplina Bioestatística da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e Mestre emEstatística. AlunadocursodeMestradoemReabilitaçãoOraldaFaculdadedeOdontologiadeRibeirãoPretodaUniversidadedeSãoPaulo.Doutor em Odontologia Restauradora e professor das disciplinas Materiais Dentários e ClínicaOdontológicaIInoCursodeOdontologiadaUNIUBE.Wildomar José de Oliveira - Rua Major Eustáquio 76 sala 912 –Centro-CEP38010-270UberabaMG-E-mail:wildomar.oliveira@uniube.br    Robrac, 15 (40) 2006  ISSN 1981 - 3708 46  ABSTRACTKEY-WORDS: The aim of this study was to evaluate the influence of bleaching on the shear bond strength between acomposite resin and enamel. One hundred forty bovine teeth were assigned according to the bleachingmaterial used: 37% Carbamide peroxide (PC) and 35% hydrogen peroxide (PH), both obtained in acompoundingpharmacy.Withineachmaterial,theteethweredividedin7groups(n=10)accordingwiththe time between bleaching and restoration: group 1 - control without bleaching; group 2 - immediatelyafterbleaching;group3–twentyfourhours;group4–fortyeighthours;group5–sevendays;group6–fifteen days and group 7 – twenty one days. The teeth were embedded with auto polymerizing acrylicresin in polyvinyl chloride (PVC) tubes. The adhesive system (Scotchbond Multipurpose-3M) wasapplied, and a cylinder of composite resin (Z100 -3M) with 3 mm of height and 5 mm in diameter wasbonded on each tooth labial surface.The shear bond strength test was performed in a universal testingmachineatacrossheadspeedof0.5mm/minusingaloadcellof50kgf.Datawereanalyzedwith1-wayanalysis of variance and Tukey's test. Results: group 1: PH- 8.52MPa, PC- 8.30MPa; group 2: PH-3.15MPa, PC-4.10MPa; group 3: PH-5.68MPa, PC-7.38MPa. Group 4: PH-7.69MPa, PC-6.93MPa;Group 5: PH-8.60MPa, PC-7.24MPa; Group 6: PH-7.36MPa, PC-9.08MPa and group 7: PH-7.92MPa,PC-7.62MPa.Thedatashowedthatadelayinbondingproceduresisrecommended.AminimumtimetoperformtherestorationafterbleachingwithPH(35%)is48hoursandwithPC(37%)24hours.Toothbleaching;shearbondstrength;compositeresin. INTRODUÇÃO  A aparência dos dentes nunca foi tãoimportante como na atualidade. Os pacientesconsumidores buscam nos consultóriosodontológicos trabalhos estéticos quesatisfaçam suas expectativas, seguindo umpadrão de beleza comumente estampado nastelas dos aparelhos de tv. O clareamento dentalcontribuinarecuperaçãoestéticasendoutilizadocom rotina nos consultórios, e comumenteseguidoderestauraçõesemresinacomposta. A prática do clareamento dental em dentesvitalizados tornou-se popular a partir dapublicaçãodeHaywoodeHeymann (1989),queintroduziram a técnica do clareamento caseiroempregando gel de peróxido de carbamida a10%. A partir dos anos 90 a técnica sepopularizoueosclínicospassaramaempregá-larotineiramente .O peróxido de carbamida foi propostoinicialmente como solução auxiliar dainstrumentação de canais radiculares . Osautores verificaram que o peróxido de uréia émais efetivo que o peróxido de hidrogênio,porque suas moléculas ao entrarem em contatocom as estruturas dentais rompem-se maislentamente, liberando oxigênio nascente por maistempo. A concentração mais empregada de peróxido 123 decarbamidaparaclareamentodentaléde10%equivalendo a 3% de peróxido de hidrogênio,portanto pode ser empregado pelo paciente eessa substância pode permanecer em contatocom tecidos moles da cavidade oral. Estematerial clareador é composto de gel decarbopol, que é um polímero orgânicohidrossolúvel com a função de veículo paradiluição dos cristais de peróxido de carbamida.Nos consultórios odontológicos os dentistasempregam essa mesma substância, porém emconcentrações maiores (37%), entretanto asubstância mais popular para clareamento emconsultório é a solução aquosa de peróxido dehidrogênioa35%. Atualmente esses materiais clareadores sãocomercializados livremente em muitos países,facultando sua aplicação até mesmo semsupervisão do dentista, pois os mesmos sãooferecidosecomercializadossemrestrições. A cultura atual é de que as pessoas devampossuir aparência mais jovem. Oenvelhecimento incomoda e, nesse particular, opapel dos dentes é fundamental parademonstrarjovialidade,poisumsorrisobrancoebrilhantedeixaoindivíduocomaparênciajovial .Entretanto,senasituaçãoclínicaexistemdentescomrestauraçõesestéticasderesinacomposta,essas restaurações, na maioria dos casos,deverão ser substituídas após a realização do 4 Robrac, 15 (40) 2006  ISSN 1981 - 3708 47  clareamento, pois aquelas restauraçõesestéticas existentes não são passíveis de seremclareadas e permanecendo, prejudicarão aharmoniaestéticadadentição.Pesquisas demonstram que substânciasremanescentes do material clareador nasestruturas dentais influenciam negativamente odesempenhoclínicodasrestauraçõesderesinascompostas, principalmente quando essas foremconfeccionadas imediatamente após oclareamento . Attin et al. (2004) revendo a literaturarelacionada ao tema concluíram que se deveaguardar de uma a três semanas para realizar restaurações adesivas, tempo suficiente paraque os radicais livres remanescentes tenhamsidoeliminados. A eliminação dos radicais livres possibilitarestituir a capacidade adesiva das resinascompostas sobre o esmalte clareado. Isto foiobservado em trabalhos utilizando ascorbato desódio a 10%, pois essa substância tem acapacidade de eliminar os radicais livresremanescentesexistentes .Omecanismodoclareamentodentalseefetivaapósadissociaçãodoperóxidodehidrogênioemradicais livres reativos, especialmente oxigênionascente. Esses radicais livres reagem comsubstâncias que conferem cor escura aosdentes, os líquidos intra tubulares existentes nadentina, e por um processo de oxirredução, apartir da fragmentação da molécula original,transformam as substâncias escuras em claras.Essa reação de oxirredução, promovida pelosradicais livres, oriundos do material clareador,transformaessassubstânciasemoutrosradicaisque atacam moléculas orgânicas para adquirir estabilidade, gerando moléculas menores.Esses líquidos intra-tubulares que sãosubstâncias orgânicas podem ser alteradosquando fatores extrínsecos atuam, tais comohemorragias internas advindas de traumas ouiatrogenias durante tratamento endodôntico.Quando se trata de dentes hígidos assubstâncias orgânicas alvo de serem clareadassão aquelas inerentes à constituição natural dadentina no interior do túbulo dentinário. No finaldessas reações de oxirredução obtêm-se osprodutos H O e CO , alterando a coloração dodenteparamaisclaro .Esses radicais livres, oriundos dos materiaisclareadores, interferem na adesão dos sistemas 5-192011,14,15,212 222-23-24 adesivos, principalmente na polimerização dosmonômeros existentes no local . A resistênciaadesiva de resinas fotopolimerizadas sobreesmalte de dentes clareados com peróxido decarbamida, em concentrações de 10%, 15%,16% e 20%, avaliada sob ensaios demicrotração, independentemente daconcentração, foi satisfatória, quandoaguardado um tempo mínimo de 14 dias entre oclareamento e a confecção da restauração ,entretantooutrotrabalhocomparouaresistênciaao cisalhamento de resinas em esmalte dedentes clareados com peróxido de carbamidanasconcentraçõesde10%a22%econcluiuqueo tempo de 15 dias é suficiente pararecuperaçãodaresistênciaadesiva .Durante o processo de clareamento, osradicais livres peridroxil, hidroxila e oxigênionascente penetram no tecido dental (esmalte edentina) para reagir com as substânciasresponsáveis pelo escurecimento. Como oprocesso restaurador adesivo exige a formaçãoda camada híbrida (hibridização) no esmalte ena dentina, o contato dos monômeros com osradicais livres remanescentes impede oudificulta a reação de polimerização,comprometendo o desempenho clínico darestauração .Os pacientes quando procuram os cirurgiõesdentistas para tratamentos estéticos exigem, namaioria das vezes, rapidez, sendo que osprofissionais buscam satisfazer suasexigências.Quandosubstituemasrestauraçõesde resinas compostas imediatamente após aconclusão do processo clareador algunsproblemas podem surgir, como diminuição dacapacidade de adesão dos sistemas adesivos einfiltrações marginais em decorrência dapolimerizaçãodeficiente. Atualmente farmácias de manipulação noBrasilproduzemmateriaisclareadoressimilaresaos industrializados a preços extremamenteinferiores àqueles encontrados nas dentais,sendo assim muitos dentistas utilizamrotineiramente esses materiais manipulados.Devido à grande utilização desses materiaismanipulados vimo-nos motivados a utilizar nesse experimento o peróxido de hidrogênio(PH) a 35% e peróxido de carbamida (PC) a37%, para avaliar in vitro a influência doclareamento dental na adesividade de resinacomposta em esmalte de dentes submetidos a 2018165,6 Robrac, 15 (40) 2006  ISSN 1981 - 3708 48  clareamento previamente. Essa avaliação foifeita a partir de diferentes intervalos de tempodecorridosentreoclareamentoearealizaçãodarestauração. A composição e proporção do materialutilizado: Peróxido de hidrogênio em soluçãoaquosa a 35% e o gel de Carbopol 940® sobconcentração de 1%. Os dois materiais forammisturados, numa proporção de 50%,imediatamenteantesdaaplicaçãonosdentes.Foram utilizados cento e quarenta dentesbovinos (incisivos) recém extraídos,armazenados sob refrigeração (4 C) em águadestilada, divididos aleatoriamente em quatrogrupos: dois grupos controle, PHS e PCS (20dentes, não submetidos ao clareamentocorrespondente à cada material empregadosendo 10 dentes para cada grupo) e dois gruposexperimentais, PH e PC (60 dentes,respectivamente submetidos ao clareamentocomperóxidodehidrogênioa35%edeperóxidode carbamida a 37%). Dentro de cada grupoexperimental, seis subgrupos de dez dentesforam criados alterando-se o tempo entre oclareamento e a confecção da restauração:imediato (PHI e PCI), 24 horas (PH24 e PC24),48horas(PH46ePC48),7dias(PH7DePC7D),15 dias (PH15D e PC15D), 21 dias (PH21D ePC21D).Os materiais empregados no clareamentoforam:peróxidodehidrogênio(soluçãoaquosaa35%) associado ao gel de Carbopol 940® a 1%incorporados imediatamente antes da aplicaçãonos dentes, peróxido de carbamida na forma decristais que foram diluídos e incorporados ao geldeCarbopol940®a1%pelaprópriafarmáciademanipulação Pharmakon, localizada à AvenidaGuilherme Ferreira número 75 na cidade deUberaba, MG. Essa incorporação foi feita pelotécnico utilizando-se de gral e pistilo decerâmica. e apresentados em bisnaga com 50gramas, A solução aquosa de peróxido dehidrogênio a 35% em frasco âmbar de 30mL,bisnaga de 50 gramas com o peróxido gel decarbopola1%. A resina Carbopol constitui uma família depolímeros hidrossolúveis que são empregadospara espessar e dar viscosidade em soluções eestabilizar emulsões. Utilizou-se neste MATERIALEMÉTODO o experimento o Carbopol 940®, com fórmulaestrutural: (CH3CH2)n-COOH. A aparênciadessa resina é um pó branco de odor ligeiramenteácido. As resinas Carbopol são polímeros do ácidoacrílico, que devido aos grupamentos carbonilaadvém à maioria de suas propriedades eemprego. A obtenção desse polímero Carbopolé pela síntese e polimerização do ácido acrílicosendo que, dependendo da cadeia carbônica evariação do grupo carboxila, consegue-se obter diversos tipos de resina Carbopol, sendo oCarbopol940®oqueprovémmaiorviscosidadee é o mais utilizado quando necessita deprodutos claros e transparentes. O Carbopol940® tem a capacidade de produzir soluções eemulsões em qualquer viscosidade, até gel.Estepolímeroproporcionaestabilidadeaosgéisa altas e baixas temperaturas, tem atividadeuniforme, resistência microbiana, resistência aoenvelhecimento e dá estabilidade em soluçõescomaltoteoremeletrólitos(sal).Grupo PH: divididos aleatoriamente em seissubgrupos de dez dentes cada clareados comperóxido de hidrogênio a 35% alterando ostempos entre o clareamento e a confecção darestauração: imediato (PHI); 24horas (PH24);48horas (PH48); sete dias (PH7D); quinze dias(PH15D)evinteumdias(PH21D).Grupo PC: divididos aleatoriamente em seissubgrupos compostos de dez dentes cada,clareados com peróxido de carbamida a 37%,alterando os tempos entre o clareamento e aconfecção da restauração: imediato (PCI);24horas (PC24); 48 horas (PC48); sete dias(PC7D); quinze dias (PC15D) e vinte um dias(PC21D).Os dentes tiveram a coroa separada da raizcomdiscodiamantadosobrefrigeraçãodeáguacorrente e a porção radicular desprezada. Oorifíciodacâmarapulparnaporçãocoronáriafoipreenchido com resina acrílica. Dez dentes(porção coronária) foram posicionados numaplataforma de resina (empregada nasembalagens de dentes de dentes de estoquepara próteses) medindo 150mm x 20mm x 3mmcomasfacesproximaiscontatandoentresi,coma face vestibular voltada para um dos lados.Cada dente foi submetido a um polimento naface vestibular com pasta de pedra pomes e GruposExperimentais Robrac, 15 (40) 2006  ISSN 1981 - 3708 49
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks