Slides

A integração europeia e as suas implicações

Description
1. A integração europeia e as suas implicaçõesTransformações a nível económico, social, demográfico, cultural e politico 2. Económicasã Três períodos: –…
Categories
Published
of 15
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. A integração europeia e as suas implicaçõesTransformações a nível económico, social, demográfico, cultural e politico
  • 2. Económicas• Três períodos: – da integração a 1993 * Apoio comunitários para o desenvolvimento - reduzir as desigualdades entre as diferentes regiões e os grupos sociais, através do FEDER, PEDAP, PEDIP, PRODEP, emprego e formação profissional, … * aumenta o número de pequenas e médias empresas, o sector terciário e o PIB; * desce a taxa de desemprego pela realização de um programa de obras públicas – sectores rodoviário, ferroviário, portuário e de edifícios públicos – escolas, hospitais, tribunais; * aumenta o consumo privado e reduz o défice da balança comercial; * melhoram as regalias sociais.
  • 3. - De 1993 ao fim do século: * trocas no seio da EU; * investimento em infra-estruturas: auto-estradas etelecomunicações, redes de gás, electricidade e abastecimento deágua e grandes obras com a ponte Vasco da Gama e a Expo98; * privatização de empresas conduz receitas suplementares; * adesão portuguesa à União Económica Monetária(Maastricht, entrada da moeda única) trouxe vantagens: - estalibidade cambial - redução das taxas de juro - aumento da corrida ao crédito (habitação e serviços), desenfreado consumismo e gosto pelo risco (Bolsa) * perante a concorrência externa e o poder negocial dasmultinacionais a indústria nacional era o elo mais fraco pois era poucocompetitiva e modernizada.
  • 4. -O 3º milénio * Estes primeiro anos não tem sido fáceis: - choques petrolíferos - terrorismo internacional - clima de recessão mundial - crescimento do desemprego - défice orçamental
  • 5. DemográficasConstatam-se as seguintes mudanças: - envelhecimento da população portuguesa, justificada pelabaixa taxa de natalidade e pela diminuição da taxa de mortalidade como simultâneo aumento da esperança de vida; - desertificação do interior com concentração populacional àvolta dos grandes centros – subúrbios, do litoral – Lisboa e Porto,resultado das assimetrias regionais; - subúrbios expandem-se com falta de qualidade urbanística ede vida, enquanto os centros urbanos se esvaziam; - as melhorias das condições de vida e liberdade de circulaçãofazem do país um local propício ao fluxo de imigrantes: nos anos 70dos PALOP, nos anos 80 do Brasil e nos anos 90 do Leste Europeu.
  • 6. DIFERENÇAS SÓCIO-CULTURAL- Maior abertura, mobilidade social e igualdade entre os grupossociais;- Mulher portuguesa passou a ter um papel significativo, pois devidoao seu maior grau de instrução e entrada no mercado de trabalho, fezalargar a faixa da população activa feminina;- clima familiar democratizou-se quer na relação homem-mulher, querentre pais e filhos, cada vez mais escolarizados, daí uma maiordiferença de instrução entre as duas gerações, e transformou-se aestrutura familiar: divórcios, mães solteiras;- Portugueses atingem um nível de vida superior ao que tinham há 30anos atrás: melhores salários, melhor educação (onde há maisinvestimento, maior assistência social, e facilidades de acesso aocrédito, o que tem proporcionado a compra de casa própria, carro, etc;
  • 7. -Maior dinamismo cultural, fruto de novos hábitos como as idas aocinema, teatro, leituras, gosto pela imagem e pelos tratamentos decorpo;-Televisão torna-se competitiva pela abertura de canais privados – SIC,TVI – e o uso do telemóvel generaliza-se;-No entanto, há um manifesto défice quanto ao civismo dos portuguesesem questões ambientais, gastos energéticos e de água, ocomportamento nas estradas, o alheamento quanto a prevenção nasdoenças, sobretudo dos jovens.
  • 8. DO PONTO DE VISTA POLITICO- A entrada na CE visava a consolidação do regime democrático e o evoluir político tem acontecido sem sobressaltos através da convivência com os países de tradição democrática e da celebração de tratados e acordos que foram criando laços e compromissos institucionais;- Internamente, é um país com prestigio pois não há presos políticos, há liberdade de expressão e tolerância;- Externamente, e sendo um país pequeno em dimensão, apresenta uma dependência externa e baixo grau de competitividade ;- Objectivo da política externa é (re)aprender a conviver com as novas regiões integradas e ganhar peso na EU. Resultado positivo, um político português, Durão Barroso, ter sido eleito para a presidência da Comissão Europeia.
  • Search
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks