Creative Writing

A Leitura é Um Processo de Apreensão

Description
leitura FALANDO SOBRE O PROCESSO DA COMUNICACAO
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A leitura é um processo de apreensão/compreensão de algum tipo de informação armazenada num suporte e transmitida mediante determinados códigos, como a linguagem. O código pode ser visual, auditivo e inclusive táctil, como o sistema Braille. Convém destacar ue nem todos os tipos de leitura se apoiam na linguagem! o caso, por e emplo, dos pictogramas ou ainda das partituras de m#sica.A mec$nica da leitura implica a activação de vários processos. A %siologia &'á ue a leitura é uma actividade neurológica(, por e emplo, permite compreender a capacidade )umana de leitura do ponto de vista *iológico &através do estudo do ol)o )umano e da capacidade de % ar a vista(. A psicologia, por sua vez, a'uda a con)ecer o processo mental ue se p+e em funcionamento durante a leitura, tanto na descodi%cação de caracteres, sm*olos e imagens como na associação da visualização com a palavra. A leitura consta, *asicamente, em uatro passos- a visualização &um processo descontnuo, uma vez ue o ol)ar/a vista não desliza de fora contnua so*re as palavras(, a fonação &a articulação oral, consciente ou inconsciente, através da uala informação passa da vista  fala(, a audição &a informação passa para o ouvido( e a cere*ração &a informação c)ega ao cére*ro e culmina o processo de compreensão(. istem diversas técnicas de leitura, ue permitem adaptar a forma de ler ao o*'ectivo ue o leitor dese'a alcançar. 0eralmente, procura1se ma imizar a velocidade ou a compreensão do te to. Como estes o*'ectivos são contrários e se confrontam entre si, a leitura ideal implica um euil*rio entre os dois.. “Quem lê constrói sua própria ciência” (João Álvaro Ruiz)A leitura tem importância fundamental na vida das pessoas A necessidadede muita leitura est! posto entre todos #a$a vista %ue propicia a o&ten'ão de informa'es em rela'ão a %ual%uer conteto e !rea do con#ecimento assim como pode constituir*se em fonte de  entretenimento +ara uns atividade prazerosa para outros um desa,o a con%uistar -r.e compreender %ue a t/cnica da leitura .arante um estudo e,ciente %uando aplicada %ualitativamente0 %ue se deve ler 0 primeiro passo / identi,car o material para leitura1 0 t2tulo1 esta&elece o assunto e 3s vezes a inten'ão do autor A data da pu&lica'ão1 para certi,car*se da atualiza'ão ou aceita'ão (n4 de edi'es) a não ser %ue se$a uma o&ra cl!ssica A ,c#a catalo.r!,ca1 veri,car as credenciais ou %uali,ca'es do autor5lide 670 %ue se deve ler A “orel#a”1 onde .eralmente se encontra uma aprecia'ão da o&ra 0 sum!rio1 para se ter uma id/ia da divisão e tópicos a&ordados A introdu'ão ou pref!cio1 procurando encontrar ind2cios da metodolo.ia e o&$etivos do autor A &i&lio.ra,a1 ,nal e as cita'es de rodap/ 8 tendo em vista as o&ras consultadas 9eve*se tam&/m ol#ar uma p!.ina ou outra a ,m de se veri,car a a&orda.em do autor 5e a o&ra for de interesse assinalar para futura utiliza'ão5lide 6:;omo se deve ler +ara 5alomon o &om leitor / a%uele %ue1 <ê com o&$etivo determinado <ê unidades de pensamento =em v!rios padres de velocidade Avalia o %ue lê +ossui &om voca&ul!rio =em #a&ilidades para con#ecer o valor do livro5lide 6>5a&e %uando deve ler um livro at/ o ,m %uando interromper a leitura de,nitiva ou periodicamente 9iscute fre%?entemente com os cole.as o %ue lê Ad%uire livros com fre%?ência e cuida de ter uma &i&lioteca particular <ê v!rios assuntos <ê muito e .osta de ler 0 &om leitor / a%uele %ue não / só &om na leitura não somente lê mas sa&e como ler5lide 6@<eitura proveitosa Aten'ão 8 aplica'ão cuidadosa da mente em determinado o&$etivo a ,m de entender e assimilar os contedos Bnten'ão8 interesse ou propósito de conse.uir al.um proveito intelectual atrav/s da leitura5lide 6C<eitura proveitosa ReDeão 8 considera'ão e pondera'ão so&re o %ue se lê o&servando todos os ân.ulos tentando desco&rir novas perspectivas e rela'es Esp2rito critico 8 avalia'ão de um teto implica aprova'ão ou nãodas coloca'es 5i.ni,ca não admitir id/ias sem analisar ponderar5lide 6F  <eitura proveitosa An!lise 8 divisão do tema no numero maior de partes poss2veis determina'ão das rela'es entre elas e entender sua or.aniza'ão 52ntese 8 reconstitui'ão das partes decompostas pela an!lisee resumo dos aspectos essenciais deiando de lado os ar.umentos secund!rios mas dentro de uma ló.ica de pensamento Gelocidade 8 certo.rau de velocidade mas com e,ciência / necess!rio Em virtude da eplosão &i&lio.r!,ca deve*se aprender a ler r!pido para se tomar con#ecimento de novas teorias id/ias etc5lide 6H+ro&lemas a serem evitados na leitura 69ispersão do esp2rito 8 falta de concentra'ão deiando a ima.ina'ão diva.ar A forma'ão intelectual consiste em disciplina da mente5lide 7I+ro&lemas a serem evitados na leitura 7Bnconstância 8 o tra&al#o intelectual sem perseveran'a não atin.e o o&$etivo não c#e.a a nada concreto5lide 76+ro&lemas a serem evitados na leitura +assividade 8 leitura sem tra&al#o da mente reDeão ou discussão impede o pro.resso intelectual5lide 77+ro&lemas a serem evitados na leitura :Ecessivo esp2rito critico 8 preocupa'ão ea.erada em censurar criticar refutar ou contradizer pre$udica o racioc2nio ló.ico5lide 7+ro&lemas a serem evitados na leitura >+re.ui'a 8 em procurar esclarecimentos de coisas descon#ecidas contidas no teto 5em a compreensão da terminolo.ia especi,ca / dif2cil entender um teto5lide 7:+ro&lemas a serem evitados na leitura @9eslealdade 8 distor'ão do pensamento do autor Quando #! m! f/ ou se falsi,cam as id/ias contidas num teto compromete*se o car!ter cienti,co de %ual%uer o&ra5lide 7@KarloL apresenta cinco tipos de leitura1 5cannin. 8 procura de um certo tópico da o&ra utilizando o sum!rio ou a leitura de al.umas lin#as par!.rafos visando encontrar palavras*c#ave5lide 7C  KarloL apresenta cinco tipos de leitura1 7 capta'ão da tendência .eral sem entrar em mincias valendo*se dos t2tulos su&t2tulos ilustra'es .r!,cos e ta&elas A palavra sMim tem a mesma ori.em da palavra escumadeira a%uele tipo de col#er c#eia de orif2cios %ue você passa so&rea superf2cie de um l2%uido para retirar res2duos espuma nata etc Essa estrat/.ia metaforicamente si.ni,ca passar uma escumadeira na superf2cie do teto para retirar o sentido .eral5lide 7FKarloL apresenta cinco tipos de leitura1 9o si.ni,cado 8 visão ampla do contedo principalmente do %ue interessa deiando de lado os aspectos secund!rios5lide 7HKarloL apresenta cinco tipos de leitura1 :9e estudo 8 a&sor'ão mais completa do contedo e de todos os si.ni,cados devendo ler reler utilizar o dicion!rio e fazer resumos5lide IKarloL apresenta cinco tipos de leitura1 >;ritica 8 estudo a forma'ão do ponto de vista so&re o teto comparando as declara'es do autor com con#ecimentos anteriores 23435!63A. 7eitura. )ttp-8i9ipedia.org/8i9i/7eitura. Acessado em :;/:</=::>.
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks