Documents

À Mesa Com Grão Vasco

Description
À Mesa Com Grão Vasco
Categories
Published
of 53
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
   A navegação consulta e descarregamento dos títulos inseridos nas Bibliotecas Digitais UC Digitalis,UC Pombalina e UC Impactum, pressupõem a aceitação plena e sem reservas dos Termos eCondições de Uso destas Bibliotecas Digitais, disponíveis em https://digitalis.uc.pt/pt-pt/termos. Conforme exposto nos referidos Termos e Condições de Uso, o descarregamento de títulos deacesso restrito requer uma licença válida de autorização devendo o utilizador aceder ao(s)documento(s) a partir de um endereço de IP da instituição detentora da supramencionada licença. Ao utilizador é apenas permitido o descarregamento para uso pessoal, pelo que o emprego do(s)título(s) descarregado(s) para outro fim, designadamente comercial, carece de autorização dorespetivo autor ou editor da obra. Na medida em que todas as obras da UC Digitalis se encontram protegidas pelo Código do Direitode Autor e Direitos Conexos e demais legislação aplicável, toda a cópia, parcial ou total, destedocumento, nos casos em que é legalmente admitida, deverá conter ou fazer-se acompanhar poreste aviso. À mesa com Grão Vasco: para o estudo da alimentação no século XVIAutor(es): Braga, Isabel M. R. Mendes Drumond Publicado por: Universidade Católica Portuguesa, Departamento de Letras URLpersistente: URI:http://hdl.handle.net/10316.2/23549 Accessed : 29-Oct-2015 00:00:26 digitalis.uc.ptimpactum.uc.pt  U· NIVERSID DE C TÓLIC PORTUGUES CENTRO REGIONAL DAS BElRA DEPARTAMENTO DE LETRAS V I S U O O 7  MÁ THESIS 16 2007 9-59 Á MESA COM GRÃo VASCO PARA O ESTUDO DA ALIMENTAÇÃO NO SÉCULO XVI* Isabel M. R. Mendes Drumond Braga RESUMO Partindo de documentos escritos. nomeadamente livros de receitas. cadernos de ucharia. processos inquisitoriais e legislação diversa, passando por fontes iconográficas e mais raramente, pelos testemunhos da arqueologia, procuramos dar conta do modo como se preparavam e se tomavam as refeições durante o século XVI. BSTR CT Starting from a wide range written documents, such as recipe books, storeroom inventories, inquisitorial processes, diverse legislation, iconographic sources, and archeological testimonies, in this essay we try to examine how were prepared and taken throughout the 16 th century. Naturalmente que o título em epigrafe é um eufemismo imediatamente matizado pelo subtítulo. Desconhecemos o que comeu, como comeu e onde comeu o pintor Vasco Fernandes. Porém, temos algumas informações acerca de tais realidade no século XVI, o que nos permite fazer uma abordagem devidamente alicerçada em fontes diversas, tais como livros de ucharia e de receitas culinárias, iconografia (alguma da autoria do próprio Grão Vasco), relatos de estrangeiros, inventários de bens e outras. Tentemos, pois, entrar nas áreas da alimentação e da sociabilidade à mesa quinhentistas, cenários certamente percorridos pelo pintor. I. Qualquer abordagem à história da alimentação pressupõe a consciência da produção e distribuição dos produtos alimentícios, da sazonalidade de certos bens, das incipientes técnicas de conservação dos produtos alimentares, do estádio de desenvolvimento das técnicas ã Conferência apresentada no Curso Livre: tempo de Grão Vasco, promovido pela Universidade Católica Portuguesa (Pólo de Viseu) e pelo Museu Grão Vasco. Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. isabeldrumondbraga@hotmail.com 9  ISABEL M. R. MENDES DRUMOND BRAGA culinárias e, naturalmente, do poder de compra dos diferentes grupos consumidores. Estas e outras variantes, diferentes consoante os tempos e os espaços, devidamente ponderadas, evitam generalizações apressadas e erróneas, não obstante as dificuldades que se sentem devido ao facto de as fontes disponíveis nem sempre serem de molde a responder a todas as interrogações. Estudar as práticas alimentares do período quinhentista em Portugal remete-nos, de forma directa, para a análise do primeiro livro de receitas conhecido, normalmente designado como Livro de Cozinha da Infanta D Maria escrito algures nos finais do século XV, início do século XVII e divulgado fora de Itália, onde se guarda o srcinal, no século XIX 2. Recentemente, outras fontes diversas têm vindo a ser difundidas, permitindo um melhor conhecimento das técnicas alimentares e, sobretudo, dos consumos dos grupos privilegiados 3ã Não esqueçamos que a informação sobre os diferentes 1 Sobre a análise da escrita do manuscrito, com a indicação das diferentes sete mãos, tipos de letras, caracterização e datação das mesmas -receitas 4-12, 30-38 e 41-64, do século XV e as restantes do século XVI, por seis mãos diferentes - cf Célia Marques Telles, Características Grafemático-Fonéticas de um Manuscrito em Letra Gótica Cursiva , V Encontro Internacional de Estudos Medievais. Anais organização de Ângela Vaz Leão e Vanda de Oliveira Bittencourt, Belo Horizonte, Pontiftcia Universidade Católica de Minas Gerais, 2003, pp. 731-738. Sobre a análise codicológica, cf também Maria José Azevedo Santos, O Mais Antigo Livro de Cozinha Português. Receitas e Sabores , A Alimentação em Portugal na Idade Média Fontes. Cultura. Sociedade Coimbra, [s.n.], 1997, pp. 35-66. A autora indica seis mãos. 2 Livro de Cozinha da Infanta D Maria prólogo, leitura, notas aos textos, glossário e índices de Giacinto Manuppella, Lisboa, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1987. Sobre a análise do receituário, cf. A H. de Oliveira Marques, Sociedade Medieval Portuguesa. Aspectos de Vida Quotidiana 4.· edição, Lisboa, Sá da Costa, 1981, pp. 7-22; Salvador Dias Arnaut, A Arte de Comer em Portugal na Idade Média Lisboa, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1986 e Maria José Azevedo Santos, O Mais Antigo Livro de Cozinha Português [ .. ], pp. 35-66. 3 Iria Gonçalves, Acerca da Alimentação Medieval , Imagens do Mundo Medieval Lisboa, Horizonte, 1988, pp. 201-217; Idem, A Colheita Régia Medieval, Padrão Alimentar de Qualidade (Um Contributo Beirão) , Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas vol. 6 Lisboa, 1992-1993, pp. 175-189; Idem, À Mesa, com o Rei de Portugal (séculos XII-XIII) , Revista da Faculdade de Letras 2.· série, vol. 14 Porto, 1997, pp. 13-32; Maria José Azevedo Santos, O Peixe e a Fruta na Alimentação da Corte de D. Afonso V. Breves Notas , A Alimentação em Portugal [ .. ], pp. 1-33; Idem Jantar e Cear na Corte de D João 111 leitura, transcrição e estudo de dois livros de cozinha do Rei (1524 e 1532), Vila do Conde, Coimbra, Câmara Municipal de Vila do Conde, Centro de História da Sociedade e da Cultura, 2002. 10
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks