Others

A MÚSICA POPULAR E AS NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO MUSICAL - dissertação de mestrado

Description
Texto não revisado da minha dissertação de mestrado. Ela foi defendida no IFCH/Unicamp, em agosto de 1996, e orientada pelo Prof. Dr. Renato Ortiz. Octávio Ianni e Élide Rugai Bastos participaram da banca
Categories
Published
of 159
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  EDUARDO VICENTE   A MÚSICA POPULAR E AS NOVAS TECNOLOGIAS DEPRODUÇÃO MUSICAL Uma análise do impacto das tecnologias digitais no campo de produção dacanção popular de massas Dissertação de Mestradoapresentada aoDepartamento deSociologia do Instituto deFilosofia e CiênciasHumanas da UniversidadeEstadual de Campinas soba orientação do Prof. Dr.RENATO ORTIZEste exemplar corresponde à redação final da dissertação defendida e aprovada pelaComissão Julgadora em 21/08/96Banca:Prof. Dr. RENATO ORTIZProf. Dr. OCTÁVIO IANNIProfa. Dra. ÉLIDE RUGAI BASTOSCampinas, agosto de 1996  A MÚSICA POPULAR E AS NOVAS TECNOLOGIAS DEPRODUÇÃO MUSICAL ÍNDICE Introdução.................................................................................................................pág. 2Cap. I - Os Meios de Produção e Distribuição Musical: sua evolução técnica e cenárioatual..........................................................................................................................pág. 14Cap. II - Produção, Mercado de Trabalho e Estratégias da Indústria............................pág. 52Cap. III - Promoção, Distribuição e Direitos Autorais.................................................pág. 81Cap. IV - Interação, Técnica e Racionalidade Produtiva............................................pág. 104Cap. V - Formas de Uso e Estratégias de Legitimação: o referencial de PierreBourdieu............................................................................................................ ......pág. 123Anexo I - “Visite Jundiaí, a Seattle Brasileira”...........................................................pág. 140Bibliografia................................................................................................................pág. 1521  A MÚSICA POPULAR E AS NOVAS TECNOLOGIAS DEPRODUÇÃO MUSICAL uma análise do impacto das tecnologias digitais no campo de produção da cançãopopular de massas INTRODUÇÃO Este trabalho propõe-se a descrever os desenvolvimentostecnológicos recentes no âmbito da produção e distribuição musical, bem como aanalisar as mudanças sociais e econômicas por eles determinadas. Assim, uma dasminhas preocupações iniciais será a de oferecer uma história da materialidade destaprodução, uma visão abrangente do aparato técnico que possibilite a análise domesmo em sua especificidade. Por este motivo, a primeira parte deste texto serádestinada a uma ampla descrição do desenvolvimento técnico da produção musical,levando em consideração tanto a evolução histórica dos equipamentos quanto suasparticularidades e procedimentos de utilização. A partir deste relato, procurareiabordar, da forma mais abrangente possível, diversos dos problemas sugeridos pelotema.O ponto de partida de minha reflexão é a idéia de que o emprego dastecnologias digitais nos campos da produção e da distribuição musical representa,efetivamente, uma mudança qualitativa, um novo estágio de desenvolvimento técnicopara estas áreas que se sobrepõe às suas 3 fases anteriores: a mecânica , relacionadaaos primeiros aparelhos distribuídos comercialmente já a partir do final do século2  passado; a elétrica , inaugurada com o desenvolvimento das válvulas e marcada pelatransição dos discos de 78 rpm aos LPs de 33 1/3, bem como pelo advento dosgravadores e da estereofonia; e a eletrônica , que resultou da criação dos transistores elevou ao aprimoramento das técnicas de high fidelity , ao desenvolvimento dosestúdios multi-canais, etc. Já a fase atual, digital , caracteriza-se tanto pelodesenvolvimento dos equipamentos digitais de gravação e reprodução (como os CDse as placas de multimídia, por exemplo), quanto pela constituição do protocolo MIDI- que levou ao surgimento de toda uma gama de hardwares e softwares quepulverizaram e, em boa medida, virtualizaram as atividades de produção musical.Apesar de ter dado uma perspectiva panorâmica à minha pesquisa, fiz umaimportante delimitação do tema: a de circunscrever minha análise ao campo dachamada “canção popular de massa”. Assim, penso na utilização destas novastecnologias estritamente dentro do contexto da indústria cultural e me abstenho,portanto, de qualquer análise do discurso ou da prática de autores como Cage,Stocknhausen, Berio, Varèse, etc. Procedo desta maneira por entender que, no campoerudito, o recurso aos meios sintéticos de produção é feito, via de regra, na forma deuma busca por novos materiais expressivos que garantam aos integrantes do campo asfontes de inovação e sofisticação formal necessárias para a legitimação de suasproduções nos termos de uma “vanguarda estética”. Tal utilização, porém, não meparece representar a maneira pela qual estas tecnologias têm sido predominantementeempregadas, ou seja, como meios de racionalização produtiva do fazer musical e, ao3
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks