Research

A Teoria do núcleo do Eu

Description
www.saudeglobalcaps.com.br A Teoria do núcleo do EU
Categories
Published
of 19
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A Teoria do núcleo do Eu (TRABALHO MARA CELS0) 1) Definição de Núcleo do eu do Dr. Bermúdez.O núcleo do eu é uma teoria que resulta da elaboração de conceitos etiológicos,embriológicos, anatômicos, fisiológicos, psicanalíticos, sociais, psicodramáticos,psiquiátricos infantis, e da prática clínica. Ela considera , geneticamente, que opsiquismo é desenvolvido a partir de estruturas genéticas estáveis da espécie, eresulta, portanto, da simultânea interação dos fatores fisiológicos, psicológicos esociais.Ao nascer, a criança possui a sensação de existir, o Si Mesmo Psicológico, que éa primeira manifestação psicológica do organismo, que resulta da integraçãofisiológica.O psiquismo só pode se manifestar a partir de um certo grau de integraçãoorgânica. Mas se diferencia dos elementos que lhe deram srcem, possuindoqualidades e características próprias, diferentes, pois alcança um determinadograu de organização.O sistema nervoso sendo estimulado pelos fen6omenos que ocorrem noorganismo e em seu redor, permite a formação da existência psicológica noindivíduo.os filtros fisiológicos são um sistema de seleção de estímulos por parte doorganismo, regulado por um plano genético que se manifesta através damaturação do sistema nervoso. Através desse sistema, a fisiologia condiciona edetermina a informação que o psiquismo recebe e , portanto, sua estrutura.Durante os dois primeiros anos de vida, o psíquico é extremamente dependentedo fisiológico, e é o que mantém a estabilidade da espécie, independente daestrutura social que ocorra. A estrutura psíquica é igual a todos os humanos.A qualidade primeira e essencial do psiquismo é a atenção espontânea,uma posição subjetiva da criança, que responde quantitativamente à intensidade  dos estímulos fisiológicos oferecidos, as sensações. Quando os estímulosfisiológicos são pouco intensos, múltiplos, indefinidos e variáveis, o psiquismopermanece indiferenciado. Mas quando algum deles se destaca com intensidade ese define, o psiquismo concentra-se ao redor dessa sensação, e depois retorna aoestado anterior quando esta desaparece. a maturação do SN predetermina osfocos de organização psíquica, que são os estímulos fisiológicos. Eles dão srcemàs Marcas Mnêmicas, registros de repetição de experiência. Quando uminteroceptor é estimulado, a sensação é de que o estímulo está dentro da criança.Quando o exteroceptor é estimulado em seguida ao interoceptor, a criançadecodifica que o estímulo passou de fora para dentro. Mas se o exteroceptor nãoé estimulado, o estímulo é apenas sentido como que ocorrido dentro da criança, enão que tenha estado fora e depois entrado.O núcleo do eu é uma leitura psicológica dos processos fisiológicosevolutivos. o que a princípio é percebido como se srcinado dentro de si, maistarde é experimentado como vindo de fora. Uma experiência não invalida a outra,tendo seus significados ao indivíduo no momento em que ocorrem.O fisiológico e o social, no ser humano, estão geneticamentepredeterminados para complementarem-se e gerarem um registro (MM). Esteregistro é a base de futuras respostas pois condensa esta interação, e asrespostas a partir desse momento são automatizadas. As Estruturas GenéticasProgramadas Internas e Externas são os nomes que recebem os elementos queparticiparam dessa interação.A boca é interna, por exemplo, e complementária do seio materno que éexterno. Do ato de mamar resulta a marca mnêmica correspondente. Estas EGPssão as que formam três funções não automatizadas indispensáveis àsobreviv6encia do organismo: ingestão, defecação e micção. O núcleo do eu seestrutura em dois anos.Conforme os focos de estimulação vão predominando e decrescendo emintensidade, vão produzindo registros correspondentes, iniciando-se com aingestão, dando lugar ao papel de ingeridor. a ele se segue a defecação, dandosrcem ao papel do defecador e por último a micção, srcina o papel do urinador.  Estes são os papéis Psicossomáticos que se estruturam concomitantemente àdiscriminação dos anos a que pertencem as Estruturas Genéticas Programadas.Na teoria do núcleo do eu, as 3 áreas consideradas por Pichon-Riviere-mente,corpo, ambiente, estão interrelacionadas com os papéis psicossomáticos. O papeldo ingeridor delimita as áreas corpo-ambiente. Este papel se estrutura durante oprimeiro trimestre de vida (extra-uterina). O defecador delimita as áreas ambiente-mente, entre o terceiro e o oitavo mês. O papel do urinador delimita mente-corpo,entre o oitavo e o vigésimo quarto mês.O eu resulta da integração dos 6 elementos que intervém na estruturaçãodo núcleo do eu, e é uma instância nova e diferente, pois embora constituído pelos6 elementos que formam o núcleo do eu, é diferente deles.Papéis e modelos Psicossomáticos Papel do Ingeridor: Ao nascer, a criança possui uma sensação cenestésica de existir. Seu psiquismo éindiferenciado e caótico, não havendo vontade, pensamento, limites e diferençasentre próprio e alheio, entre sensações e fatos. este é o Si Mesmo Fisiológico,onde se inicia o desenvolvimento deste papel.Ao ser saciada a fome da criança, há ausência de tensão. Com a fome,srcinam-se contrações gástricas, chegando a um nível de tensão que necessitaser descarregado. Esta tensão difunde-se por todo o seu corpo, gerando agitaçãoe choro. Ao ser alimentada, acalma-se e dorme. Assim se estabelece o ciclo fomo-saciedade, e a tensão e desconforto, antes no organismo todo, focaliza-se noestômago, e toda a atividade psíquica gira em seu redor. a partir da repetição dociclo a criança já manifesta externamente respostas mais específicas do queglobais e dispersas.Inicialmente, a fome e saciedade são experiências globais, não havendodiscriminação entre continente e conteúdo, depois, com a maturação do SN, oestômago se separa de alimento.  O órgão efetor específico da fome é o estômago, e não a boca. Ascontrações gástricas desconfortáveis comprometem todo o organismo. Asaciedade também. ambos são vivenciados como fenômenos totais, sentindo acriança como se fosse inteira fome e inteira saciedade.Aos poucos, com a repetição da experiência, continente e conteúdo sãodiscriminados. a fome é a falta e a saciedade é a exist6encia. A criança começa adescobrir o que não é si mesmo.Os exteroceptores influenciam esta percepção. Quando a integraçãogastro-es6ofago-bucal é alcançada, culminando com o limite exteroceptivo, edescoberta do afuera oral , o processo de estruturação deste modelo estácompleto, ocorrendo por volta do terceiro mês. A criança para o exterior o que sepassa no seu interior, de forma ativa e clara. Ela sorri para as pessoas que seaproximam dela, pois houve a gestalt do rosto humano. Nesses primeiros 3meses, a criança vivencia o nível bipolar do prazer (quietude)-desprazer. Acomplementariedade EGIP-E pode ser prazerosa ou desprazerosa. Prazeirosa-houve descarga tensional completa; desprazerosa- a necessidade não foisatisfeita totalmente. a marca mnêmica é completa ou incompleta. O climaemocional envolvido também contribui para a descarga completa ou incompleta.Descobrindo o afuera oral , o mundo para a criança é perdido pela boca erecuperado pelos olhos. Ela já não é mais responsável pela fome ou saciedade. Eos olhos produzem atividades visuais bifocais, reconhecendo e conhecendo coisase pessoas.A ingestão se dá dentro e fora do ato alimentar, ingere de forma cenestésicaos climas emocionais, dentro de um território demarcado pela senso percepção dacriança - a aura do ingeridor. Papel e modelo de Defecador: Este papel é estruturado sobre a função fisiológica da defecação. A atenção dacriança passa a ser atraída da zona oral para as sensações que a formação do
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks