Documents

A Veracidade da Doutrina da Eleição, Doutrina Eleição, Cap. 4 - Arthur Walkignton Pink.pdf

Description
Traduzido do original em Inglês The Doctrine of Election By A. W. Pink A presente tradução consiste somente no Capítulo 4, Its Verity, da obra supracitada Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries) Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Dezembro de 2014 Salvo indicação em contrário, as citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel | ACF ã Copyright © 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Bras
Categories
Published
of 18
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
          Issuu.com/oEstandarteDeCristo   Traduzido do srcinal em Inglês The Doctrine of Election By A. W. Pink  A presente tradução consiste somente no Capítulo 4, Its Verity,  da obra supracitada    Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries)   Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Dezembro de 2014 Salvo indicação em contrário, as citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel | ACF ã Copyright © 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil.  Traduzido e publicado em Português pelo website oEstandarteDeCristo.com, com permissão do ministério Providence Baptist Ministries, sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International Public License.  Você está autorizado e incentivado a reproduzir e/ou distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, as fontes srcinais e o tradutor, e que também não altere o seu conteúdo nem o utilize para quaisquer fins comerciais.    Issuu.com/oEstandarteDeCristo   A Veracidade da Doutrina da Eleição Por Arthur Walkington Pink [Capítulo 4 do livro The Doctrine of Election ã Editado]   Antes de prosseguir com uma exposição ordenada desta profunda, mas preciosa doutrina, pode ser melhor (especialmente para o benefício daqueles menos familiarizados com o assunto), que agora seja demostrada a sua origem bíblica. Não devemos tomar nada como garantido, e como alguns dos nossos leitores nunca têm recebido qualquer instrução siste-mática sobre o assunto —  sim, alguns deles não sabem quase nada sobre isso —  e como outros já ouviram e leram apenas perversões e caricaturas desta doutrina, parece essencial que façamos uma pausa para que estabeleçamos a sua veracidade. Em outras palavras, o nosso presente objetivo é fornecer provas de que o que estamos escrevendo. A doutrina da eleição não é uma invenção teológica de Calvino ou de qualquer outro homem, mas é algo claramente revelado na Sagrada Escritura, a saber, que Deus, antes da fundação do mundo, fez diferença entre as Suas criaturas, escolhendo algumas pessoas para serem os objetos especiais de Seu favor. Vamos lidar com o assunto de uma forma mais ou menos geral, ocupando-nos com o fato em si; reservando a análise mais detalhada e esboços de distinções para capítulos posterio-res. Vamos começar com a pergunta: Será que Deus tem um povo eleito? Agora, esta ques-tão deve ser proposta para o próprio Deus, pois só Ele é competente para responder. É, portanto, para a Sua Santa Palavra que devemos nos voltar se quisermos conhecer Sua resposta àquela pergunta. Todavia, antes disso, precisamos sinceramente pedir a Deus que nos conceda um espírito dócil, para que possamos humildemente receber o testemu-nho Divino. Ninguém pode conhecer as coisas de Deus até que o próprio Deus as declare; mas quando Ele as declara, não é somente loucura crassa, mas uma presunção ímpia, alguém contender ou descrer nelas. As Sagradas Escrituras são a regra da fé, bem como a regra da conduta. À lei e ao testemunho, agora nos voltamos. No que diz respeito à nação de Israel, lemos: “o Senhor teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há s obre a terra” (Deuteronômio 7:6); “Porque o Senhor escolheu para si a Jacó, e a Israel para seu próprio tesouro” (Salmo 135:4); “Porém tu, ó Israel, servo meu, tu Jacó, a quem elegi descendência de Abraão, meu amigo; tu a quem tomei desde os fins da terra, e te chamei dentre os seus mais excelentes, e te disse: Tu és o meu servo, a ti escolhi e nunca te rejeitei” (Isaías 41:8 -9). Estes teste-munhos tornam inequivocamente claro que o antigo Israel foi o eleito e favorecido povo de
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks