Documents

A Volta do Filho Pródigo - Henry Nouwen - com anotações.pdf

Description
O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen A Volta do Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen O Retorno do Filho Pródigo, c. 1669 Página 1 de 96 O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen Página 2 de 96 O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen A história de dois filhos e seu pai Havia um homem que tinha dois filhos. O mais jovem disse ao Pai: “Pai, dá-me a parte da herança que me cabe”. E o Pai dividiu os bens entre eles. Poucos dias depois, ajuntando todos os seus haveres, o filho mais jovem partiu para uma regiã
Categories
Published
of 96
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen Página 1  de 96   A Volta do Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen O Retorno do Filho Pródigo  , c. 1669    O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen Página 2  de 96    O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen Página 3  de 96   A história de dois ilhos e seu !ai Havia um homem que tinha dois filhos. O mais jovem disse ao Pai: “Pai, dá-me a parte da herança que me cae!. o Pai dividiu os ens entre eles. Poucos dias depois, ajuntando todos os seus haveres, o filho mais jovem partiu para uma regi#o long$nqua e ali dissipou sua herança numa vida devassa. gastou tudo. %oreveio &quela regi#o uma grande fome e ele começou a passar privaç'es. (oi, ent#o, empregar-se com um dos homens daquela regi#o, que o mandou para seus campos cuidar dos porcos. le queria matar a fome com as olotas que os porcos comiam, mas ningu)m lhas dava. caindo em si, disse: “*uantos empregados de meu pai t+m p#o com fartura, e eu aqui, morrendo de fome ou-me emora, procurar o meu pai e dier-lhe: Pai, pequei contra o /)u e contra ti0 já n#o sou mais digno de ser chamado teu filho. 1rata-me como um dos teus empregados!. Partiu, ent#o, e foi ao encontro de seu pai. le estava ainda longe, quando seu pai o viu, encheu-se de compai2#o, correu e lançou-se-lhe ao pescoço, corindo-se de eijos. O filho, ent#o, disse-lhe: “Pai, pequei contra o /)u e contra ti0 já n#o sou digno de ser chamado teu filho!. 3as o pai disse aos seus servos: “4de depressa, traei a melhor t5nica e revesti-o com ela, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos p)s. 1raei o novilho cevado e matai-o0 comamos e festejemos, pois este meu filho estava morto e tornou a viver0 estava perdido e foi encontrado!. começaram a festejar. %eu filho mais velho estava no campo. *uando voltava, já perto de casa ouviu m5sicas e danças. /hamando um servo, perguntou-lhe o que estava acontecendo. ste lhe disse: “6 teu irm#o que voltou e teu pai matou o novilho cevado, porque o recuperou com sa5de!. nt#o ele ficou com muita raiva e n#o queria entrar. %eu pai saiu para suplicar-lhe. le, por)m, respondeu a seu pai: “Há tantos anos que eu te sirvo, e jamais transgredi um s7 dos teus mandamentos, e nunca me deste um carito para festejar com meus amigos. /ontudo, veio esse teu filho, que devorou teus ens com prostitutas, e para ele matas o novilho cevado!. 3as o pai lhe disse: “(ilho, tu estás sempre comigo, e tudo o que ) meu ) teu. 3as era preciso que festejássemos e nos alegrássemos, pois esse teu irm#o estava morto e tornou a viver0 ele estava perdido e foi encontrado!. 8   8    A História de dois filhos e seu pai   9c 8;,88-<=>    O Filho Pródigo Henri J. M. Nouwen Página  de 96  
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks