Internet

ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA SOBRE O TEMA SISTEMAS DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO

Description
ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA SOBRE O TEMA SISTEMAS DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NATALIA LUISA FELICIO MACEDO (UFSCAR) Ricardo Coser Mergulhao (UFSCAR) O objetivo
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA SOBRE O TEMA SISTEMAS DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NATALIA LUISA FELICIO MACEDO (UFSCAR) Ricardo Coser Mergulhao (UFSCAR) O objetivo desse artigo é apresentar a evolução das publicações sobre sistema de medição de desempenho no decorrer dos anos. Para isso foi realizada uma análise bibliométrica através de uma pesquisa realizada na base de dados da web of Scieence e por meio da utilização do software CiteSpace. Foram levantadas considerações sobre os trabalhos mais citados, analisando os indicadores fornecidos pelo software, como o grau de centralidade de cada citação, a silhueta de cada cluster e o sigma de cada trabalho. Palavras-chaves: sistema de medição de desempenho, análise bibliométrica 1. Introdução Analisando o cenário atual, é possível diagnosticar mudanças nas organizações em relação ao último século. Para alcance de maior competitividade, fez-se necessário vencer limitações e melhorar o conceito dos produtos e/ou serviços ofertados. As empresas procuram métodos para auxiliar a melhoria de produtividade, eficiência, lucratividade, objetivando satisfazer as necessidades dos seus clientes. Os sistemas de medição de desempenho se destacam entre esses métodos, pois atuam de maneira a monitorar os processos envolvidos desde o nível estratégico até o operacional. De acordo com Neely (1998, p.5), um sistema de medição de desempenho possibilita que decisões e ações sejam tomadas com base em informações, porque ele quantifica a eficiência e a eficácia de decisões passadas por meio da aquisição, compilação, arranjo, análise, interpretação e disseminação de dados adequados. Esta definição comprova a importância do sistema de medição de desempenho para as organizações, já que eles monitoram tanto atividades estratégicas quanto operacionais, fornecendo o embasamento necessário para ao processo de tomada de decisões. Devido a essas características o tema sistema de medição de desempenho tem sido muito estudado por diferentes autores e consequentemente na literatura encontram-se vários trabalhos sobre o assunto. O objetivo desse artigo é apresentar a evolução das publicações sobre sistema de medição de desempenho no decorrer dos anos. Para realização desse trabalho foi utilizado uma pesquisa bibliométrica, que Segundo Vanti (2002), era conhecida anteriormente como bibliografia estatística, e é definida como sendo uma técnica quantitativa de pesquisa que objetiva classificar e mensurar a produtividade de autores em um determinado campo chave. Este trabalho está estruturado em três seções, método de pesquisa, resultados e análise dos dados, além das partes de introdução e conclusão do estudo. Na metodologia está presente a descrição da análise bibliométrica e os principais conceitos que estão relacionados a ela. Na próxima seção os dados são apresentados para relatar a situação das publicações na área e posteriormente são analisados na seção Método de Pesquisa Para Gil (1999, p.42), a pesquisa é pragmática, é um processo formal e sistemático de desenvolvimento do método científico. O objetivo fundamental da pesquisa é descobrir respostas para problemas mediante o emprego de procedimentos científicos. O método científico é o conjunto das atividades sistemáticas e racionais que, com maior segurança e economia, permite alcançar o objetivo -conhecimentos válidos e verdadeiros -traçando o caminho a ser seguido, detectando erros e auxiliando as decisões do cientista (LAKATOS e MARKONI, 2010, p.65) Portanto, a pesquisa é um conjunto de ações definidas com o objetivo de solucionar um problema, por meio de métodos racionais e sistemáticos. É realizada quando há questionamentos e não há informações suficientes para respondê-los. Para desenvolver uma boa pesquisa, é preciso conhecer bem qual é o seu objetivo. O objetivo desse trabalho é detalhar a evolução das publicações sobre o tema sistemas medição de desempenho para que pessoas que estejam envolvidas com o assunto possam 2 visualizar um panorama da literatura disponível e para aqueles que pretendem desenvolver um conhecimento maior acerca do tema. Para desenvolvimento do trabalho será realizado uma análise bibliométrica. O termo bibliometria foi criado por Paul Otlet em 1934, no Tratado da Documentação, sendo que anteriormente essa ciência era denominada de bibliografia estatística, termo definido por Hulme em O termo consolidou-se apenas em 1969, após a publicação do artigo de Pritchard, sob o título Bibliografia estatística ou Bibliometria? (VANTI, 2002). De acordo com Araújo (2006, p.12) bibliometria é uma técnica quantitativa e estatística de medição dos índices de produção e disseminação do conhecimento científico. A definição mais utilizada para bibliometria é a definida por Pritchard (1969), que afirma que são todos os estudos que tentam quantificar os processos de comunicação escrita. O termo definido por Pritchard é ao mesmo tempo objetivo e amplo, pois em poucas palavras elucida a essência dos estudos bibliométricos. Para a realização da análise bibliométrica será utilizado o software CiteSpace, que é uma aplicação Java e está disponível gratuitamente para a realização de análises sobre a literatura científica. Foi desenvolvido como uma ferramenta para visualização evolutiva do domínio do conhecimento e se concentra em identificar pontos críticos no desenvolvimento de um determinado assunto, especialmente pontos de inflexão e pontos importantes. 2.1 Análise bibliométrica A análise bibliométrica foi desenvolvida em duas etapas. A primeira etapa foi elaborada a partir do levantamento dos dados feitos na base da Web of Science, sendo que esses dados foram salvos em uma planilha no formato.txt sem passar por nenhum refinamento. Já na segunda etapa, como forma de visualizar melhor o cenário de publicações de sistema de medição de desempenho relacionados a engenharia de produção foi feito um refinamento dos dados. Abaixo segue a figura 1 que descreve o passo a passo da pesquisa sem o refinamento. Obtenção dos dados da Web of Science Salvar os dados em um arquivo no formato.txt Importar os dados para o CiteSpace Analisar os dados no CITESPACE Figura 1: Análise bibliométrica sem refinamento dos dados Fonte: Elaborada pelos autores Passo1 Obtenção dos dados da Web of Science: para obter os dados e desenvolver a análise bibliométrica foi utilizada a pesquisa através de palavra chave no portal da Isi web of knowledge, na base de dados Web of science. O termo utilizado para pesquisa foi performance measurement system. Foram encontrados 249 trabalhos. Passo 2 - Salvar os dados em uma planilha no formato.txt: Após a realização da pesquisa é necessário salvar os dados para uma planilha no formato.txt. Ao final da página da pesquisa tem um campo que permite selecionar os arquivos que deseja salvar, depois deve-se escolher a opção de análise, nesse trabalho foi escolhida a opção completa de análise e finalmente salva-se o arquivo e para isso escolha a opção plain text para salvar os trabalhos. 3 Passo 3 Importar os dados para o CiteSpace: o software está disponível para dowload gratuito no site Após o dowload crie uma pasta dentro do diretório raiz para analise dos dados e dentro dessa pasta crie mais duas, uma para dados e outra para projetos. Na pasta dados salve a planilha gerada pela Isi web of knowledge. Abra o software e na página incial ou no site é possível acessar um tutorial que auxilia sua utilização. Passo 4 Analisar os dados no CiteSpace: com a leitura do tutorial é possivel compreender como realizar a análise dos dados no software. O software vem com um projeto salvo, que possibilita que usuário implante esse projeto e acompanhe seu desenvolvimento juntamente com as explicações do tutorial. A figura 2 apresenta o passo a passo considerando o refinamento dos dados. Obtenção dos dados da Web of Science Refinamento dos dados Salvar os dados em um arquivo no Importar os dados para o CITESPACE Analisar os dados no CITESPACE Figura 2: Etapas do refinamento dos dados Fonte: Elaborada pelos autores Nessa análise foi feito um refinamento dos dados com objetivo de focar as publicações estudadas dentro da área de engenharia de produção e áreas afins. Para tanto, foram adotados dois critérios para exclusão dos trabalhos. 1 No site da Isi web of knowledge é possível visualizar as áreas estudadas nos trabalhos, como mostra a figura 3. A partir disso foi feito o primeiro refinamento, excluindo as áreas que não estão relacionadas a Engenharia de Produção. Para esse estudo foram mantidos os trabalhos das áreas business economics, engineering, operations research management system e tranportation. Ao final desse refinamento ficaram 161 trabalhos para análise. Figura 3: Áreas de pesquisa dos trabalhos Fonte: Isi web of science 4 2 Apesar de ter feito o refinamento por áreas ainda é provável que existam alguns trabalhos fora da área de Engenharia de Produção. O próximo refinamento feito foi a leitura dos títulos e do abstract de cada trabalho, que resultaram em 5 exclusões. Portanto, o estudo com refinamento vai ser realizado com 156 trabalhos. A tabela 1 apresenta os trabalhos que foram excluídos após o refinamento. Fonte: Elaborada pelos autores Tabela 1: Trabalhos excluídos após o refinamento 3. Resultados A partir da primeira pesquisa sobre sistema de medição de desempenho desenvolvida sem nenhum refinamento, foi feita uma análise bibliométrica dos resultados encontrados. Com a utilização do software citespace, os dados foram importados para esse programa e os resultados obtidos são apresentados a seguir. Após a importação dos dados, o programa começa a fazer iterações para agrupar os trabalhos em clusters. Nessa pesquisa, o software rodou 1000 iterações e formou vários clusters diferentes que estão representados na figura 4. É possível visualizar na figura 4 a formação de muitos clusters menores, porém há uma cluster central que se destaca. Foram gerados ao todo pelo programa 55 clusters, na tabela 2 estão as informações dos 5 maiores clusters formados. Como a pesquisa realizada não passou por nenhum refinamento, houve clusters que apresentaram resultados não muito significativos para um estudo de sistema de medição de 5 desempenho voltado para a Engenharia de Produção. Para realizar uma análise bibliométrica mais detalhada, vamos utilizar a pesquisa realizada com o refinamento dos dados. É possível visualizar a diferença entre a pesquisa com e sem refinamento ao analisar as figuras 5 e 6. Na figura 6 houve uma concentração maior dos trabalhos e um número menor de clusters isolados. Portanto, será considerada a pesquisa com refinamento para a elaboração detalhada da análise bibliométrica. Figura 4: Clusters gerados a partir da pesquisa sem refinamento Fonte: software CiteSpace Para uma melhor compreensão dos clusters encontrados, é preciso apresentar a definição de alguns indicadores fornecidos pelo software para auxiliar na análise das informações. O primeiro diz a respeito a silhueta de um cluster. Para Chen et al(2009, pág.8) a silhueta é utilizada para estimar a incerteza envolvida na identificação da natureza de um cluster. O valor da silhueta de um cluster, variando de -1 a 1, indica a incerteza que é preciso levar em conta na interpretação da natureza do cluster. O valor de 1 representa um separação perfeita de outros clusters. 6 Fonte: Adaptada do software CiteSpace Tabela 2: Maiores clusters gerados a partir da pesquisa sem refinamento Outro indicador utilizado é a centralidade, que é medida para cada nó de uma rede. Significa medir a extensão a qual o nó está no meio de um caminho que liga aos outros nós na rede. (Brandes, 2001; Freeman,1977). Para Chen (2005), valores elevados de centralidade identificam potenciais publicações científicas revolucionárias. Chen et al (2009) também definiram o indicador sigma (Σ), que é utilizado como uma medida de novidade científica. Ele identifica as publicações científicas que possam representar novas ideias de acordo com dois critérios de descoberta transformadora. Como consta em estudos de casos realizados pelos autores, Prêmio Nobel ou outro prêmio de pesquisa tende a ter valores mais elevados deste indicador. A figura 5 mostra os clusters gerados. 7 Figura 5: Clusters gerados a partir da pesquisa com refinamento Fonte: software CiteSpace Para a pesquisa realizada foram encontrados 47 clusters. O maior cluster encontrado foi o 17, que possui 33 membros e o valor de sua silhueta é de 0,273, o que indica que esse cluster apresenta relação com outros clusters gerados. A citação mais atual desse cluster é de Bourne et al. (2000), que aborda questões sobre a concepção, implementação, utilização e a contínua atualização do sistema de medição de desempenho. Esse trabalho foi um muito relevante para a área, pois apontou que os processos específicos realizados dentro de uma empresa são necessários para alinhar de maneira contínua o sistema de medição de desempenho com a estratégia da organização. O cluster 34 foi o segundo maior e possui 31 membros e valor de silhueta de 0,743, ou seja apesar de estar mais próximo de 1 esse cluster ainda apresenta relações com outros clusters, não está totalmente isolado. A citação mais atual desse cluster é de Grigoroudis et al (2012), que apresenta o desenvolvimento de um sistema de medição de desempenho para as organizações de saúde públicas, no contexto da metodologia do BSC. Aborda uma temática interessante, mas que já vem sendo discutida a mais tempo e em decorrer disso e de ter sido publicado recentemente não possui um número significativo de citações. O terceiro maior cluster é o 42 e também possui 31 membros, só que apresenta uma silhueta de 0,833. A citação mais atual desse cluster é de Nelly et al(2005), que aborda a importância da atuação da medição de desempenho. Esse é um trabalho muito significativo para a área, uma das suas principais contribuições foi apresentar uma estrutura que realça o fato de que um sistema de medição de desempenho pode ser examinado em três níveis: as medidas de desempenho individuais; o conjunto de medidas de desempenho - o sistema de desempenho como uma entidade; a relação entre o sistema de medição de desempenho e o ambiente no qual ele opera. Considerando todos os clusters gerados pela pesquisa, a tabela 3 apresenta os trabalhos que mais vezes foram citados. Número de citações Referências Cluster 46 KAPLAN R.S.; NORTON D.P.The Balanced Scorecard: Measures that drive performance. Harvard Business Review (January-February) KAPLAN R.S.; NORTON D.P; The balanced scorecard: translating strategy into action. Harvard Business Press, páginas. 27 DIXON, J.R., NANNI, A.J., VOLLMANN, T.E. The New Performance Challenge: Measuring Operations for World-class Competition. Business One Irwin, KAPLAN R.S.; NORTON D.P.The Balanced Scorecard: Measures that drive performance. Harvard Business Review (January-February) KAPLAN R.S.; NORTON D.P, Using the balanced scorecard as a strategic management system, Harvard Business Review, Vol. 74 pp NEELY, A.; GREGORY, M.; PLATTS, K. Performance Measurement System Design. A literature review and research agenda. International Journal of Operations & Production Management, Vol nº 4, 1995, pp BOURNE, M. ET AL. Designing, implementing and updating performance measurement systems. International Journal Of Operations And Production Management, Sp, p jan NEELY, A.; RICHARDS, J. M.; PLATTS, K.; BOURNE, M. Designing performance measures: a structured approach. International Journal Of Operations & Production Management,. v.17, n.11, p , JOHNSON, H.T., KAPLAN, R.S. Relevance Lost The Rise and Fall of Management Accounting, Harvard Business School Press, NEELY, A.; MILLS, J; PLATTS, K., et al. Performance measurement system design: developing and testing a process-based approach. International Journal Of Operations & Production Management, Vol: 20, no. 9-10, p.p Fonte: Adaptado do software CiteSpace Tabela 3: Principais citações O trabalho mais citado é o de Kaplan e Norton que propõem o quadro original do Balanced Scorecard, identificando as perspectivas: Financeira, Clientes, Processos Internos e Aprendizado e Crescimento e propondo que sistemas de medição de desempenho orientados à estratégia devem possuir em média 5 ou 6 métricas para cada uma das perspectivas relatadas. O segundo trabalho mais citado são dos mesmos autores, porém é um livro que expressa e reforça de maneira mais detalhada o que foi abordado no artigo de O próximo trabalho é o de Dixon et al(1990), onde foi proposto um modelo de diagnóstico para identificar métricas que favorecem a melhoria e o alinhamento com a estratégia do negócio. Eles propuseram um questionário de medição de desempenho (PMQ) para identificar os pontos fortes e falhas no sistema atual de medição de desempenho e a partir disso realizar um workshop para desenvolver e aprimorar o conjunto de medidas de desempenho. Outro trabalho entre os mais citados é o do Neely et al(1997) que aborda sobre a importância de definir corretamente as medidas de desempenho. Para a escolha da medida adequada deve ser considerada a frequência da medição, seu objetivo e a fonte de onde os dados serão coletados. Já o livro publicado por Johnson et al (1987), abordou a temática de contabilidade gerencial. Foi um trabalho que teve um impacto muito significativo nessa área, principalmente ao explorar a evolução da gestão da contabilidade em empresas americanas. Eles ressaltam a importância de empresas modernas modificarem sua maneira de gerenciar custos. O último trabalho relacionado é o de Neely et al (2000), que apresenta a criação e o teste de uma metodologia estruturada para o projeto de Sistemas de medição de desempenho. Os autores ressaltam no trabalho que pouca atenção tem sido dada à questão de como utilizar estruturas do tipo balanced scorecard e performance prism, ou seja como os gestores podem decidir especificamente quais medidas adotar. Após analisar o número de citações é importante analisar o indicador de centralidade. A tabela 4 apresenta um ranking dos trabalhos com maior grau de centralidade. 9 Centralidade Referências Cluster 0,23 KAPLAN R.S.; NORTON D.P.The Balanced Scorecard: Measures that drive 34 performance. Harvard Business Review (January-February) ,19 KAPLAN R.S.; NORTON D.P; The balanced scorecard: translating strategy 34 into action. Harvard Business Press, páginas. 0,16 DIXON, J.R., NANNI, A.J., VOLLMANN, T.E. The New Performance 17 Challenge: Measuring Operations for World-class Competition. Business One Irwin, ,11 KAPLAN R.S.; NORTON D.P.The Balanced Scorecard: Measures that drive 26 performance. Harvard Business Review (January-February) ,08 ABERNETHY, M. and A. LILLIS. The Impact of Manufacturing Flexibility 38 on Management Control System Design. Accounting, Organizations and Society, Vol. 20, Issue 4, ,07 KAPLAN R.S.; NORTON D.P, Using the balanced scorecard as a strategic 34 management system, Harvard Business Review, Vol. 74 pp ,06 BOURNE, M. ET AL. Designing, implementing and updating performance 22 measurement systems. International Journal Of Operations And Production Management, Sp, p jan ,06 KAPLAN, R. S.. The evolution of management accounting. The Accounting Review (July): Fonte: Adaptado do software CiteSpace Tabela 4: Ranking dos trabalhos com maior grau de centralidade. Analisando os trabalhos com maior grau de centralidade, apareceram três trabalhos que ainda não haviam sido referenciados. O Primeiro é o de Abernethy et al (1995) que apontam evidências de uma maior utilização de medidas de desempenho não financeiras em empresas que buscam uma estratégia de líder por diferenciação e aquelas que buscam uma estratégia de liderança em custos utilizam mais as medidas de desempenho financeiras. Outro trabalho é o de Kaplan (1984), que apresenta uma revisão das estruturas de medição de desempenho nas organizações até a década de 80. O trabalho ressalta que neste período as empresas seguiam a linha de avalição baseando-se em critérios financeiros e a partir disso o autor propõe a nece
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks