Documents

Araujo Introd a Filosfia Da Ciencia Metodo Delimit Histo p 13 a 38

Description
Delimitaçao historica do método da ciência
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  CoordenaçãodeProcessosTécnicos.SistemadeBibliotecas,UFPRCoordenaçãoEditorial:MarildesRocioArtigasSantosCoordenaçãodeRevisão:AndréMaurícioCorrêaRevisão:VivianBocheBárbaraReisChavesAlvimRevisãofinal:daAutoraCapaeeditoraçãoeletrônica:ElianeRibeiroCampos li) O \J ..ã i) O ...  , <   a:   o. o g 2 J i~ o « UJ . o   lf:'   ~ UJ o   a: o ..J ãi   u:: a: ..J ~ UJ Z 0 ::J::J 8 a: o. a: u..   - ::J : L:  E o  O Ia i ai o :::l i= o ©InêsLacerdaAraújo INTRODUÇÃO À FILOSOFIADACIÊNCIA 1. edição1993 2.aedição 1998SérieDidátican.21 Araújo,InêsLacerda,1950-Introduçãoàfilosofiadaciência/InêsLacerdaAraújo.3.eel..Curitiba:Eel.UFPR,2003233p..(Dielática;n.21)IncluibibliografiaISBN85·7335·112·8I.Ciência·Filosofia2.Ciência-HistóriaI.Título11.SérieCDU101.1CDU501 ISBN85-7335-112-8Ref.120DireitosdestaediçãoEditoraUFPRCentoPolitécnica-JardimdasAméricasCaixapostal19.029Tel./fax:(41)361-338081531-980-Curitiba-Paranáwww.editora.ufpr.breditora@ufpr.br2003 Sumário INTRODUÇÃO/9ACIÊNCIA,SEUMÉTODO,SUASDELIMITAÇÕESEBREVEHISTÓRICOConceituaçãodeciência/13Delimitações/21Osparadigmascientíficos/27AABORDAGEMNEOPOSITIVISTADACIÊNCIAOCírculodeViena/39AdelimitaçãocientíficaparaCarnap/43AdelimitaçãocientíficaparaPopper/51Discussãocrítica/61AABORDAGEMDIALÉTICAOrigens/71Ométododialético-marxistaeasciências/75Consideraçõescríticas/89AABORDAGEMFUNCIONALISTADASCIÊNCIASHUMANASOfuncionalismo/99Osprecursores/101Aexplicaçãodosocial 103Ofuncionalismonasociologianorte-americana 107Confrontocrítico/111AABORDAGEMESTRUTURALISTADASCIÊNCIASHUMANASEstruturalismo,umaescola?/119Origensdomovimentoestruturalista/121Ométodoestruturalista/125Conseqüênciasfilosóficasdoestruturalismo/131Opós-estruturalismo/137Discussãocrítica/141  Conceituaçãodeciência A proposta de uma ilosofia do Método ientífico Aciência,oconhecimentocientífico,seusmétodos,suasexplicaçõese,ainda,osresultadosdapesquisaaplicada,marcamnossaépoca.AFilosofia,comoreferencialnecessáriodopensamentocrítico,temnaciênciaumtemafundamental.Cabeaofilósofopensarsobrequetipodeconhecimentoéoconhecimentocientífico,seualcanceevalidade.Aestatarefaepistemológicavemseacrescentarumamaisespecífica-adareflexãoacercadométodocientífico.AFilosofiadoMétodoCientíficotemcomoobjetodereflexãoeanálise,osmétodosefetivamenteempregadospeloscientistasemsuasexplicações,visandodistinguirseusprocedimentosespecíficoseavaliarseualcance,evidenciandoasconseqüênciasfilosóficasdesuaadoção,bemcomoosprincípiosfilosóficosquesustentamsuasmetodologias.Ofilósofodométodocientíficonãotemopropósitodedecidirqualéométodoadequadoenemensinarouproporprocedimentosmetodológicos.Seuobjetivonãoéaprópriapesquisacientífica,masasatitudeseospressupostosfilosóficosqueestãopordetrásdaadoçãodo s método s científico s . 13  INTRODUÇÃO À FILOSOFIADACIÊNCIA Estaanálisesuscitaráalgumasquestõescomo:a)aquestãodaunidadedométodocientífico,istoé,seháumúnicométodocientí-ficoouumapluralidaderelativaacadatipodeciência ciênciafor-mal,ciêncianatural,ciênciahistórica,ciênciasocial);b)adoesta-tutoepistemológicodaciênciaemgeraledasciênciashumanasemparticular;c)adoscritériosdecientificidade;d)adaobjetividadeedaneutralidadecientíficas;e)adoalcanceelimitesdométodoci-entífico,ovaloreopapelhistóricodaciência,edecomoelasedelimitaemrelaçãoàtécnica,aosensocomumàfilosofia;   adeseoconhecimentocientíficoestáounãoimuneàstendenciosidades,valoreseideologiasouseestaimunizaçãonãoseprestaria,elapró-pria,aumusoideológico.Cadaposturafilosófica positivismo,dialética,funcionalismoeestruturalismo)concebediferentementeasquestõesacimaapon-tadas.Procuraremosexplicitarosconteúdosetemasprincipaisdecadaumaeosconfrontaremoscriticamenteentresi,procurandoevi-denciarsuaconsistênciametodológica. Ciência métodoetécnica Numacaracterizaçãodaciência,umdosaspectosmaiscorri-queiramenteevidenciados,enaltecidosesolicitadoséodeseusre-sultadospráticos,doavançotécnicoetecnológicoporelapropiciadoedautilizaçãodesuasexplicaçõeseteorias.Asociedadevênaciên-ciaaprovedoradeumconhecimentoaplicávelquepermiteaoho-memodomíniodanatureza,semoqualahistóriadacivilizaçãocertamenteteriasidodiferente.Arazãodeprivilegiarmosesteladopráticodaciênciasedeveaoseupapeldeprovedoradeconhecimentos,queagilizameincrementamosetorprodutivo.Porém,estafacetadaciêncianãonosautorizaumaconceituação.Porsuavez,seformosanalisarumoutrotraçoseu,odequeela sepropõeaatingirconhecimentosistemáticoeseguro,desorteque 14INÊSLACERDAARAÚJO seusresultadospossamsertomadoscomoconclusõescertasapropó-sitodecondiçõesmaisoumenosamplaseuniformessobasquaisocorremosváriostiposdefenômenos ,lveremosqueobterconheci-mentodestamaneiranãoéumaexclusividadedaciência.Semdis-pordométodocientífico,ohomemjádesfrutavadeconhecimentossistemáticosquelhepermitiramlevaradianteváriasatividades.Osensocomumétambémsistemáticoenemporissotemcarátercien-tífico.Podemosdizeraindaqueaciênciaécoerenteeconsistenteeoutrostiposdeconhecimentonãosão.Mas,comomostraFeyerabend,senafísica,porexemplo,houverinsistênciaemdefenderascondi-çõesdecoerênciaeconsistênciaatodocusto,muitasincertezasnuncapoderãoserrefutadas.Adefesadacoerênciapoderedundaremdogmas. Avariedadedeopiniõesénecessária,ensinaele,paraoconhecimentoobjetivo. 2Apossibilidadedetestareeventualmenterefutarhipóteseseteoriascientíficascaracterizamelhoroprocedimentodocientistadoqueaobtençãodeverdadeecertezaacercadefatos.Naconceituaçãodaciênciadevemoslevaremcontatrêsfato-res:a)todaciênciasecompõedeumconjuntodehipóteseseteoriasresolvidasearesolver;b)possuiumobjetoprópriodeinvestigaçãoqueéumdeterminadosetordarealidaderecortadoparafinsdedes-criçãoeexplicação;c)possuiummétodo,semoqualastarefasaci-maseriamimpraticáveis.Os métodos têmalcancemaisamploqueas técnicas Técni-cassãoprocessosdefinidosedelimitadosqueservemparaatingirconhecimentosúteis;servemdeguiasparaapráticademodogeral,podendoserviraindaapropósitosespecíficosdecadaciência,taiscomo:mensuração,usodeinstrumentos,modosdeagirnacoletadedados,empregodequestionários,levantamentosestatísticos,proje-çõesgráficasetc.Jáosmétodosdependemde regras gerais,cujoempregocapacitaaavaliar,aceitarourejeitaroconjuntobastante 1NAGEL,E. LaestruturadeIaCiencia Trad.de:NéstorMiguez.BuenosAires:Paidos,1974.p.15.2FEYERABEND,P. ContraoMétodo Trad.de:SilvaMata;LeônidasHegenberg.RiodeJaneiro:FranciscoAlves,1989.p.57.15  INTRODUÇÃO   FILOSOFIADACIÊNCIA amplodastécnicas.Ométodo,comoindicaapalavra,éumcaminho,umconjuntoderegraseprocedimentoscomunsaváriasciências,quepermitemobterexplicações,descriçõesecompreensão,sendoacompreensãomaisadequadaparaasciênciashumanas.Tendoemvistaesteobjetivo,ométodopoderáserodaobservaçãoedescrição,odaexperimentação,odaconstruçãodesistemasformaisemodelosexplicativos,odolevantamentoetestedehipóteses,comexplicaçõesatravésdeleise/outeorias.Todoselestêmcaráterdedutivo,indutivoouambos.Doempregodeumoumaisdessesmétodos,resultamconhecimentosacercadeumdeterminadorecortedarealidade,suscetíveisdealgumtipodevalidação,sejaosimplestesteempírico,sejaoconfrontocríticodehipóteseseteorias.Darelaçãoentreciênciaetécnicaresultamavançosformidáveistantoparaumacomoparaoutra.Atécnicaalgumasvezesprovémdaciência,outrasvezeséaciênciaqueédevedoradosaparatostécnicosquefavorecemmedidascadavezmaisdetalhadaseobservaçõescadavezmaisprecisas.Datécnicadamensuraçãodesolosnasceu,porexemplo,ageometriaedamáquinaavapornasceramoselaboradosconceitosdatennodinâmica.Maisrecentemente,aciênciapassouaterseusconhecimentosteóricosaplicadoseoresultadodistoéatecnologiamoderna,queoutracoisanãoésenãoapurapesquisacientíficaaplicada.Aciêncianãotem,noentanto,asofisticaçãodatécnica.Aciêncianasceantesde obstáculos de problemas queaobservaçãoatentaeaexperimentaçãorigorosadetectamcomosendofatosincompatíveiscoma s)teoria s)científica s)vigente s). Deduçãoeindução Oconhecimentocientíficobuscametodicamenteexplicaçõesqueforneçamummodeloderealidadetraduzidoemleiseteorias. É precisoumalinguagemadequada,umateoria-guiaefenômenosdarealidadeempírica,istoé,situações-problemaquedemandemexplicações. 16 INÊSLACERDAARAÚJO Omodelometodológicomaiscorrenteéodo métodoexperi-mental. Oquenãosignificaqueopontodepartidadaciênciasejamassimplesobservaçõesouasexperimentações.O observador registraeo experimentador interferenarealidadeempírica,modificandoosfatorescomosquaiselelida.Asexperimentaçõessóseviabilizamnumateoriadada,quesefaznecessáriaparaqueosfatospossamserdetectados.Ofatocientíficonãoé descoberto ,puraesimplesmente.Ofatosóadquiresignificaçãoaoconfirmaroucontradizerumateoria.Oempirismopropõequeométodocorretosejaoda observa-çãodosdados atravésdossentidos,semparticipaçãodageneralização estasóvemdepoisdaobservação)oudamentedoobservador.Estedeveafastarpreconceitoseidéiasqueimpeçamumcontatodiretocomarealidadeempírica,deveestarisentodepaixõeseserrigoroso.Assim,oempirismopropõequeométodosejaoindutivo;observamosanaturezaecomosdadosobtidos,partimosparaagene··ralização.Pelainduçãoobtemosumaleigeralapartirdeumgrandenúmerodefatosconstatados.Kant 1724-1804)afirmavaqueainduçãoésempre alJosteriori querdizer,obtidaapósaobservaçãoempírica.Naproposição todos os corpossãolJesados opredicado sãol esados nãoestásimplesmentecontidonoconceitodosujeito corpos. Aocontrário,foiprecisoumaverificaçãoexperimentalparaque pesados pudesseserpredicadode corpos.3 Osjuízossintéticos aposteriori deacordocomKant,possibilitamqueoconhecimentoavance,porémtêmadesvantagemdenãoseremnecessários.Asproposiçõesdasciênciasempíricas,sendocontingentes,semprepoderãovirasercomprovadascomofalsasenuncateemosumagarantiadeverdadenaqualpossamosconfiarplenamente.Somenteosjuízosanalíticospossibilitamuma universalidadeverdadeiraourigorosa quenãoadmiteexceção,dizKant.Afontedaverdadeanalíticasãoosjuízosanalíticos.Elesservemparaelucidar,poisnelesopredicadoestájácontidonanoçãodosujeito.Sãoabsolutamentecertos,poisqueobtidospela dedução querdizer,deuma 3KANT,E. Críticadarazãopura. Trad.de:ValérioRoehden;UdoB.Moosburger.SãoPaulo:AbrilCultural,1980.p.26·27. Ospensadores). 17
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks