Data & Analytics

PIBID NA UNISUL A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO INTEGRADO DAS LICENCIATURAS: FORMAÇÃO DOCENTE E COMPROMISSO SOCIAL E OS PRINCIPAIS RESULTADOS ALCANÇADOS

Description
PIBID NA UNISUL A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO INTEGRADO DAS LICENCIATURAS: FORMAÇÃO DOCENTE E COMPROMISSO SOCIAL E OS PRINCIPAIS RESULTADOS ALCANÇADOS Adriana Mendonça Destro 1 Nádia Maria Soares Sandrini 2
Published
of 12
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
PIBID NA UNISUL A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO INTEGRADO DAS LICENCIATURAS: FORMAÇÃO DOCENTE E COMPROMISSO SOCIAL E OS PRINCIPAIS RESULTADOS ALCANÇADOS Adriana Mendonça Destro 1 Nádia Maria Soares Sandrini 2 RESUMO: Este artigo apresenta o processo de implantação, na Unisul, do Projeto Integrado das Licenciaturas: formação docente e compromisso social, que integra o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Pibid, vinculado a CAPES, aborda as propostas dos cursos, as atividades desenvolvidas e os principais resultados alcançados. Tem como objetivo identificar a importância e os principais resultados alcançados. As informações referem-se aos anos 2010/2011 e como fontes foram utilizados documentos, relatórios e os resultados de pesquisa realizada com os bolsistas de iniciação à docência e os diretores das escolas. Ratifica, nas considerações finais, a aproximação efetiva da Universidade com a comunidade escolar, a satisfação dos bolsistas de iniciação á docência, professores e diretores com as principais atividades desenvolvidas os resultados até aqui alcançado. PALAVRAS-CHAVE: Projeto Integrado; Pibid; Iniciação À Docência. 1. Introdução Nos últimos anos, tem-se percebido o incentivo do Ministério da Educação em relação à formação de professores. Com o objetivo de melhorar a educação no Brasil, muitos projetos não só atendem as escolas em si, mas antes disso a formação de seus professores nos cursos de Licenciaturas oferecidos no país. Desta maneira, políticas do governo têm atuado não somente na formação inicial, mas também na formação continuada dos professores que já atuam na rede pública. O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) uma das primeiras iniciativas na América Latina de conhecimento dos problemas e das deficiências do sistema educacional tem como objetivo orientar as políticas governamentais de melhoria da qualidade do ensino. Desde quando criado, em 1990, assumiu papel central e estratégico no monitoramento do sistema educacional, subsidiando o aperfeiçoamento de programas e projetos em prol da qualidade dos sistemas de ensino. Como diagnóstico da qualidade do aprendizado nacional, comparando o desenvolvimento de habilidades e competências básicas entre os anos escolares investigados, 4º e 8º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio, o Saeb têm reiterado: a constatação de que transformar a realidade brasileira implica um sistemático e bem orientado investimento na qualidade do ensino, considerando diversas dimensões, tais como as condições de funcionamento das escolas, a capacitação e a valorização dos profissionais, o desenvolvimento de sistemas para melhor gerenciamento das políticas educacionais, a implementação de práticas educacionais eficientes na promoção do desenvolvimento do conhecimento em sala-de-aula e o fortalecimento da cultura escolar das famílias brasileiras (PACHECO, 2010, p. 103). 1 Mestre em engenharia de produção pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Docente da Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul. 2 Mestre em Educação pela Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul. Docente da Unisul. 1 Sendo assim, os cursos de Licenciatura assumem, neste contexto, o desafio de contribuir para a qualidade da educação no país como um todo e, nesse interim, no âmbito do Programa de Desenvolvimento da Educação (PDE), o Ministério da Educação em dezembro de 2007, lança Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). Este programa integra-se também ao conjunto de reformas iniciadas em 2001, com a promulgação de Diretrizes Nacionais para a Formação, em nível superior, de Professores para a Educação Básica (Parecer CNE/CP 009/2001 e Resolução CNE/CP nº1/2002). Apresenta-se com um duplo objetivo: por um lado, integrar-se ao conjunto de ações que visam à formação inicial e a permanência na docência, junto aos estudantes de licenciaturas e contribuir para a elevação dos processos de aprendizagem. O programa oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos presenciais que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e que, quando graduados, se comprometam com o exercício do magistério na rede pública. O objetivo é antecipar o vínculo entre os futuros mestres e as salas de aula da rede pública. Este vínculo, essência dos cursos de formação, também é uma defesa de muitos educadores. Ser professor é compreender os sentidos da instituição escolar, integrar-se numa profissão, aprender com os colegas mais experientes. É na escola e no diálogo com os outros professores que se aprende a profissão. O registro das práticas, a reflexão sobre o trabalho e o exercício da avaliação são elementos centrais para o aperfeiçoamento e a inovação. São estas rotinas que fazem avançar a profissão. (NÓVOA, 2009) Com essa iniciativa, o Pibid faz uma articulação entre a educação superior, através dos Cursos de Licenciatura, a escola e os sistemas estaduais e municipais, mas principalmente, viabiliza a aproximação do acadêmico com professores experientes oportunizando práticas integradas, dialogo, reflexão e avaliação tão necessárias para fazer avançar a profissão como apregoa Nóvoa (2009). Mais do que uma habilitação, as Licenciaturas objetivam preparar professores, com o profissionalismo necessário, para modificar a realidade educacional em seu entorno. Além do compromisso acadêmico com os conteúdos obrigatórios curriculares e extracurriculares, a formação docente implica a inserção do acadêmico na realidade profissional, daí a importância de projetos que os levem para as escolas. Este artigo tem como objetivo apresentar a experiência vivenciada na Unisul, da concepção à implantação e da ação a avaliação do Projeto Integrado das Licenciaturas: formação docente e compromisso social, que integra o Pibid, identificando sua importância e os principais resultados alcançados. 2. A formação docente nos cursos de licenciatura da Unisul Os Cursos de Licenciatura da UNISUL, ao longo dos últimos 47 anos, têm se comprometido com a educação da região e, consequentemente, do próprio País, promovendo reflexões e projetos integrados com ações interdisciplinares em escolas da rede pública de modo a contribuir com a formação inicial e continuada dos professores da educação básica. Num trabalho de articulação entre teoria e prática, os acadêmicos são levados ao exercício permanente de observação, análise, reflexão, resolução de problemas e registros de situações que contemplem os espaços e os sujeitos do meio educacional, pois, conforme Pimenta (2002, p.186), para formar professores, é necessário que se tome o campo social da prática educativa e de ensinar como objeto de análise, de compreensão, de crítica, de proposição, que desenvolva no professor a atitude de pesquisar, como forma de aprender . 2 Esta preocupação com as vivências da escola se justifica porque aprender a ensinar e a tornar-se professor é um processo pautado em diversas experiências e conhecimentos histórico-culturais que vão constituindo o sujeito antes mesmo da sua preparação formal e que prossegue ao longo da carreira, permeando toda sua prática profissional. Tardif (2002) afirma que os professores são produtores de um saber que é social, por ser adquirido no contexto de uma socialização profissional. Nesse contexto, os saberes são incorporados, modificados, adaptados em função dos momentos e dos aspectos de uma carreira, ao longo de uma história profissional em que o professor também aprende a ensinar, refletindo sobre seu próprio trabalho. Este saber é desenvolvido pelos professores no exercício de suas funções e na prática da sua profissão, baseados em seu trabalho cotidiano e no conhecimento de seu meio. É o saber produzido na e pela experiência profissional (Ibidem). Para Pimenta (1999), os saberes da experiência são aqueles que provêm da experiência anterior ao ingresso no curso de formação para a docência e aqueles que os professores produzem no cotidiano docente. A valorização destes saberes é aqui entendida como condição emancipatória do professor e não como uma visão do docente como um simples reprodutor e aplicador de conhecimentos e técnicas de ensino. Daí o papel da Universidade em levar os acadêmicos a repensarem suas experiências, num primeiro momento como aluno e, num segundo momento, como futuro professor. Partindo deste desafio, os Cursos de Licenciatura da UNISUL procuram aproximar as necessidades das unidades escolares ao compromisso da Unisul, definindo claramente os papeis desta relação interinstitucional promovendo, com base no Parecer CNE/CP 009/2001 (p. 29), a profissionalização docente, para que seja ela própria agente de crítica da tradicional visão de professor como alguém que se qualifica unicamente por seus dotes pessoais de sensibilidade, paciência e gosto no trato com crianças, adolescentes, jovens e adultos. Por isso, a partir da leitura do Parecer, toma para si os seguintes desafios de formação do profissional da educação preparado para:... Comprometer-se com sua formação e com as instituições educacionais à sua volta; Envolver-se com as políticas públicas educacionais; Promover a inclusão social: de jovens, adultos e idosos, de índios, de portadores de necessidades especiais; Relacionar-se com as diversas tecnologias que estão a serviço da educação; compreender a necessidade de formação continuada ao longo de sua vida profissional; fomentar o espírito investigador e de pesquisa; estimular a leitura crítica e reflexiva de mundo. (CNE/CP 009/2001) Esta proposta rompe com uma visão fragmentada de conhecimentos e áreas de estudo, redimensionando a prática acadêmica de ensino e de aprendizagem e impelindo as disciplinas dos cursos para se inter-relacionarem, bem como os próprios cursos entre si. Foi justamente este histórico de integração com a rede pública de ensino que subsidiou a UNISUL a apresentar a proposta institucional Projeto Integrado das Licenciaturas: formação docente e compromisso social ao Edital n018/2010 da Capes Programa Institucional de Bolsa de Incentivo à Docência (Pibid). Proposta esta que foi aprovada e está em pleno desenvolvimento. 3. Projeto Integrado das Licenciaturas: formação docente e compromisso social O Projeto Institucional do PIBID - Unisul partiu das seguintes diretrizes: formação docente continuada e permanência no magistério; articulação entre os cursos de Licenciatura da Universidade e as escolas; participação em experiências metodológicas de caráter inovador e interdisciplinar. Trilhar essas diretrizes implicou em aprofundar a formação do futuro docente por meio de sua inserção na realidade escolar, de forma a envolver-se reflexivamente 3 sobre os desafios do cotidiano escolar aproximando a Universidade e a comunidade educacional de seu entorno e comprometendo-se com o fortalecimento da qualidade de ensino da região. O ponto de partida para definir as escolas foi o diagnóstico dos problemas identificados nos processos de ensino e de aprendizagem do cotidiano escolar e dados do IDEB. Considerando que os Estágios e os Projetos de Prática de Ensino, Extensão e Pesquisa na Unisul já promovem a aproximação com as Escolas da região, as realidades destas já estavam mapeadas e, por isso, a definição seguiu os parâmetros: escolas com IDEB abaixo da média nacional e os dados coletados nos relatórios de estágio e dos demais projetos articulados entre os cursos e as escolas. Foram selecionadas 12 escolas distribuídas em 08 (oito) municípios: Araranguá; Tubarão; Jaguaruna; Imbituba; Palhoça; São José; Braço do Norte. As escolas pertencem às Redes Municipal e Estadual e, para firmar a parceria, foram realizadas entrevistas com os dirigentes para avaliar o interesse e, principalmente, a intenção de comprometer-se com as ações previstas no projeto. O Projeto Institucional da Unisul é de responsabilidade da Pró-Reitoria de Ensino, representada por 01 (um) coordenador institucional, as ações ocorrem articuladas às coordenações dos cursos de licenciatura, envolvendo 05 (cinco) coordenadores de área, e os dirigentes das escolas por meio dos 20 (vinte) supervisores das escolas e, principalmente, os acadêmicos envolvendo 100 (cem) bolsistas de iniciação à docência. Prevê a constituição de uma Comissão Institucional, indicada pela Pró-Reitoria de Ensino responsável pelo acompanhamento e avaliação das atividades previstas no projeto institucional e nos subprojetos das áreas; Organização e realização do processo de seleção dos alunos bolsistas; Organizar e realização da seleção dos professores supervisores; Realização de encontros preparatórios, visando orientar a atuação dos Bolsistas e Professores Supervisores; Organizar de reuniões periódicas da comissão PIBID/UNISUL com os coordenadores dos subprojetos para acompanhamento e avaliação das atividades integradas desenvolvidas; Elaboração de relatórios das atividades integradas desenvolvidas nos subprojetos; Realização de Seminários de Socialização das Atividades Desenvolvidas no PIBID, com a participação de todos os alunos bolsistas, professores das escolas e demais professores e estudantes dos diferentes cursos de licenciatura; Publicação de relatos de experiências e reflexões sobre os resultados do PIBID/UNISUL; Avaliação do do PIBID com todos os envolvidos diretamente no projeto: licenciandos, supervisores, coordenadores de área e institucional, gestores das escolas, representantes da comunidade e dirigentes das Secretarias Municipais e Regionais de Educação. Participam do Pibid Unisul, constituindo subprojetos, os cursos de licenciatura de Biologia, Letras, Matemática e Pedagogia. Os licenciandos estão organizados em 08 Grupos de Trabalho Interdisciplinar (GTI), para atuar simultaneamente em todas as 08 (oito) escolas da microrregião de Laguna e Tubarão. Já nas escolas pertencentes aos municípios de Florianópolis, Araranguá, Palhoça e São José atua somente o subprojeto de Pedagogia. O Projeto Institucional PIBID da UNISUL está organizado em dois eixos integradores: o eixo Gestão da Prática Pedagógica e Pesquisa-ação, que, com acompanhamento dos coordenadores de área e dos professores supervisores da escola, orientam os grupos de acadêmicos no planejamento e desenvolvimento de atividades interdisciplinares, avaliando-as continuamente. O quadro a seguir resume os objetivos e atividades dos subprojetos a partir de cada um dos dois eixos. 4 QUADRO 1 Projeto Institucional PIBID da UNISUL: objetivos e atividades dos eixos integradores definidos nos subprojetos. EIXOS OBJETIVOS ATIVIDADES Aprimorar a formação docente através do trabalho pedagógico compreendido como processo. GESTÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA Possibilitar maior aproveitamento do ensino e da capacidade de aprendizagem; melhor qualidade de relacionamento com colegas e professores. Possibilitar para a escola melhoria do processo de ensino, identificação de problemas individuais e/ou coletivos e maior agilidade na solução com envolvimento de acadêmicos, gestores e professores. Oportunizar ao licenciando a imersão na complexidade do processo de apropriação da escrita e a necessidade de práticas de letramento. Estabelecer estratégias didáticopedagógicas e criar recursos que atendam às diversidades da sala de aula. Envolver o uso de software para a solução de situações-problema, como por exemplo, de educação estatística, educação financeira, comunicação e expressão, saúde, dentre outros. 1- PROJETOS DE APRENDIZAGEM: 1.1- Planejamento integrado, no início de cada semestre, das atividades a serem realizadas avaliando junto com cada escola os temas a serem trabalhados Planejamento por subprojeto dos conteúdos/estratégias a serem trabalhados nas monitorias/tutorias. Este processo se repetirá para cada um dos projetos a serem desenvolvidos. 2 - MONITORIA/TUTORIA: 2.1 Organização de atividades interdisciplinares de monitoria/ tutoria no contra turno: serão realizadas nas diversas áreas do conhecimento, a partir do diagnóstico feito na aplicação dos projetos de ensino e de aprendizagem. 2.2 Alfabetização e Letramento (alunos de 1º, 2º e 3º ano do Ensino Fundamental): desenvolvimento de atividades diversificadas para apropriação da linguagem escrita, com atendimento individualizado aos alunos que apresentam dificuldades. 2.3 Salas de Leitura (alunos de 4ª e 5ª ano do Ensino Fundamental): organizar salas de leitura para dinamizar a biblioteca escolar e ou comunitária. 2.4 Jogos e recursos didáticos para a alfabetização matemática (alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental): organização de jogos que atendam à especificidade desta fase de escolarização. 2.5 Encontro com os pais: realização de oficinas com os pais dos alunos atendidos pela monitoria para orientação de planos de estudo. 3-OFICINAS PEDAGÓGICAS: Ampliar e promover a leitura e interpretação de textos ricos e diversificados. Estudar e aplicar os princípios pedagógicos que orientam a alfabetização Matemática dos alunos do 1º ao 3º ano do ensino fundamental. Oportunizar o envolvimento dos pais no processo de aprendizagem dos filhos. Interagir com crianças em processo de alfabetização potencializando o trabalho desenvolvido no turno regular de 3.1 Organização de oficinas, envolvendo os professores das escolas, sobre temáticas das diferentes áreas de conhecimento. 3.2 Multimídia: atividades que possibilitem o uso de diferentes mídias; 3.3 Socialização de experiências pedagógicas: partilhar boas práticas de sala de aula. 3.4 Educação ambiental: Debater sobre e implementar a seleção de resíduos sólidos nas escolas; utilizar material reciclável para a confecção de brinquedos e materiais didáticos. 3.5 Pesquisa e produção de jogos e material didático: Realização bimestral a fim de atender às diversidades da sala de aula. 3.6 Alfabetização e Letramento (alunos de 1º, 2º e 3º 5 aulas. Possibilitar a análise e produção de textos em gêneros e tipologias diversos. Produzir recursos didáticos teórico-práticos como estratégias para uma prática pedagógica caracterizada por metodologias diferenciadas. ano do Ensino Fundamental):, desenvolvimento atividades diversificadas para apropriação da linguagem escrita. 3.7 Leitura, Análise e Produção de Textos: estudo de teorias sobre texto / textualidade e composição de um corpus teórico como suporte ao planejamento e à realização de oficinas. 3.8 Gestão Escolar: Participação nas discussões sobre o Projeto Pedagógico, reuniões de planejamento, conselho de escola, conselho de classe, reuniões de pais e pedagógicas. PESQUISA AÇÃO. Promover o aperfeiçoamento docente através do estudo de temas relevantes. Estimular a utilização de materiais concretos como facilitadores para a organização do ensino e a criação de situações didáticas que propiciem a formação de conceitos nas diversas áreas do conhecimento. Fomentar o hábito do registro como momento essencial de formação do docente pesquisador. GRUPOS DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES: Encontros periódicos com os GTIs, e ou com os professores envolvidos nas escolas para estudar temas relevantes sobre formação do professor em duas etapas: 1 Planejamento: planejar duas ações, a) intenso diagnóstico que será realizado nas escolas, constantemente; b) planejar atividades pedagógicas, leituras e debates. 2 Preparação das estratégias: produção de materiais e atividades pedagógicas que potencializem o desenvolvimento dos conceitos pedagógicos que serão abordados. 3 Diário de bordo: registro das práticas desenvolvidas nas escolas e as narrativas dos docentes. Fonte: Projeto Institucional do PIBID-Unisul e Subprojetos, Todas essas atividades mobilizaram acadêmicos e profissionais da universidade e das escolas com vistas a um fim comum: a melhoria da qualidade da educação básica através de um processo de ensino aprendizagem integrado somando experiência e vontade de aprender, ação e reflexão, saber e sabor. As evidencias já se fazem presentes e estão demonstradas e relatadas a seguir. 4. Resultados e Relatos A inserção do futuro docente no ambiente escolar, proporcionada pelo PIBID, está oportunizando experiências riquíssimas com en
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks