Documents

SALMO 119.9_O JOVEM É A SENTINELA DO SEU PRÓPRIO CAMINHO

Description
AGOSTO: MÊS DA JUVENTUDE BATISTA (CBB)
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  O JOVEM É A SENTINELA DO SEU PRÓPRIO CAMINHOSALMO 119.9Quando afirmamos que o jovem é a sentinela do seu próprio caminho, queremosdizer que ele o guardará do modo como bem lhe convier.Mas, ser jovem (adolescente) significa também, viver a plenitude das incertezas,das incompreensões de si mesmo. Acrescente-se a isso tudo a administração das outrasincompreensões.Aqui, deixo transparecer um pouco do que nós mesmos vivemos em nossa juventude. A nossa juventude passada na igreja na década de 1970 (Parece que foiontem!). Nós adultos, fomos jovens um dia.Como jovem que viveu a igreja, e isso desde o rol de berços (No interior doParaná nem existia isso), aprendi desde cedo que eu deveria ser a sentinela do meu próprio caminho.Embora a maioria das traduções use a expressão ‘purificará o seu caminho’,estou usando uma versão alternativa que traduz ‘guardará’ para a palavra hebraica  zakah (ser claro, puro, limpo) (NIBB). Assim sendo, uso o texto da seguinte forma: “Como o jovem guardará puro o seu caminho?”. I – O DRAMA JÁ COMEÇA NO ESTABELECER DO PRÓPRIO CAMINHO 1. A juventude é o tempo das definições e indefinições. Foi assim com todos osque passaram por essa fase. Alguns decidiram com mais firmeza o seu própriocaminho; outros viveram incertezas diante das muitas possibilidades e dosdiversos conselhos. (Nós adultos gostamos de aconselhar (geralmente para quesejam como nós mesmos)). 2. Desde muito pequenos somos induzidos à escolha dos melhores caminhos. Nãoraro os pais dizem para os seus pequenos: “Não passe por aí; passe por ali”. São as primeiras escolhas, e elas, por indução. 3. Mas nós crescemos, e os nossos pais já não nos induzem como faziam.Começamos assim, a decidir pelo que julgamos ser o melhor para nós mesmos. 1  4. Para alegria de todos os jovens, quero dizer que, os pais nunca deixarão de dar um palpite em sua vida. Peça você ou não; queira você ou não. Os pais têm odivino direito de opinar, reclamar, e de indicar um melhor caminho sempre. Ofilho crescido não perde a qualidade de filho.5.Digo então para qualquer jovem: deixe os seus pais o seu drama quando for estabelecer o seu próprio caminho. Não faça dos seus pais o inimigo da hora.II – ESTABELECIDO O CAMINHO, QUEM SE JUNTA A MIM NESSA TRILHA? 1. Caminho ou trilha. O caminho dá maior ideia de amplitude, de largueza, deespaço. Mas, muitas vezes, parece mesmo que estamos na trilha, ou seja,apertados em um trajeto que parece nos levar sozinhos. Engano, nunca se andasozinho neste mundo. E ainda bem que isso nunca acontecerá. 2. Deixe a sua trilha e corra livre por um caminho amplo, preenchido por aquelesque ajudam a escrever sua história. São eles: Deus, a família, a igreja, asociedade e o Estado. 3.  Na família você chega para fazer a diferença. Antes de você a família era menosalegre. Na família somos dependentes sendo disciplinados para a independência.Quando a Bíblia diz que é preciso ensinar à criança o caminho em que deveandar, está sugerindo que haverá um dia de plena independência. Na verdadesomos todos interdependentes. 4.  Na igreja aprendemos a ser melhores. A igreja tem a característica de fazer  pessoas melhores. Alguém me disse esta semana: ‘Depois que ele passou afrequentar a igreja, melhorou muito’. O jovem crente tem parcela do seuconhecimento, das suas atitudes, das coisas que faz e deixa de fazer moldadas pela sua convivência na igreja. A igreja é formadora de bons cidadãos; e asociedade agradece. 5.  Na sociedade vemos o fruto da família e da igreja. O que o jovem representa nasociedade é o resultado das suas próprias decisões, mas que por não andar sozinho na trilha do caminho, deixou-se moldar por valores da família e daigreja. Embora não o faça, é bom pensarmos: ‘O Estado agradece’ 2  6. O Estado agradece, porque o jovem formado em família, com reforço da igreja,saberá respeitar as suas normas, regras e leis.III – GUARDANDO PURO O CAMINHO DA JUVENTUDE. 1. Diante de um mundo que oferece tantas opções, não tinha como o salmista nãoficar preocupado; o salmista anônimo estava preocupado com a juventude. Afamília, a igreja e o Estado deixarão de existir com o fim da juventude. 2. Vamos pensar na preocupação do salmista: “Como o jovem guardará puro o seucaminho?”. A preocupação antiga é a mesma de hoje; nós temos a mesma preocupação do salmista. Qual dos pais de hoje não têm preocupação com osseus filhos? 3. A preocupação do salmista era tanto social como religiosa. Mas sabemos que areligiosa falava mais alto nas suas perturbações. O jovem que recebe e pratica ainstrução bíblica tem muito mais chance de sobreviver em um mundo perverso ecorrompido. Veja o seguinte dado: “ A “onda jovem”, fenômeno de crescimento populacional na faixa etária entre 15 e 24 anos detectado pelos demógrafos, tem aspectos preocupantes. Pesquisas indicam o crescimento da violência provocada por jovens que tem como principais vítimas a própria juventude com uma média de 42 mortes por dia. Nunca fomos tão jovens, tão violentos, tão sem emprego e tão sem educação. Nunca, numericamente, o Brasil teve tantos habitantes na faixa etária entre 15 e 24 anos. Nunca tantos  jovens ficaram sem acesso a escola e, em conseqüência, a empregos dignos. Com isso, agrava-se uma atmosfera propícia ao aumento da violência, violência esta de que os jovens não apenas são os principais atores, mas as primeiras vítimas”. (Fonte: www.sinpro-rs.org.br). 4. Ainda outro dado: “ A ONU estima que 7.400 pessoas sejam infectadas diariamente pela Aids no mundo, 45% delas têm entre 15 e 24 anos. 3  Um total estimado em 2,7 milhões de pessoas contrai o HIV a cada ano em todo o mundo. São 500.000 jovens infectados diariamente por DSTs (excluindo o HIV). Mais da metade das novas infecções por HIV ocorrem entre jovens dos 15 aos 24 anos” (Fonte:www.abcdaids.com.br). 5. A preocupação do salmista, que são as nossas também, devem continuamentefazer eco em nossas mentes. Mas o próprio salmista oferece a solução para asincertezas do tempo de juventude: “Vivendo de acordo com a tua palavra”. A palavra de Deus jamais deverá cair em desuso na vida de qualquer jovem crente. 6. É menos importante se você usa a Bíblia impressa ou arquivosmicroprocessados. O que importa mesmo é que o jovem deixe Deus falar ao seucoração. 7. A igreja de hoje, não espera nem mais nem menos, do que esperaram o salmistae Paulo dos jovens dos seus dias. Disse Paulo a Timóteo: “Ninguém temenospreze por seres jovem, mas procura ser exemplo para os fieis, na palavra,no comportamento, no amor, na fé e na pureza” (1 Tm 4.12). CONCLUSÃOOs jovens têm tudo para realizar a obra do Senhor: têm vigor, força, dons e talentos.Mas para que sejam úteis à obra na casa de Deus e no Seu reino, precisam ser assentinelas do seu próprio caminho.Estabelecido o caminho, os jovens devem buscar ajuda na família, na igreja e entreamigos sinceros, para que não caminhem sós a trilha da vida.Que Deus abençoe a nossa juventude.Amém.PR. Eli da Rocha Silva 02/08/2009Igreja Batista em Jardim Helena – Itaquera – São Paulo - SP 4
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks