Digitalização: SANDRA
 
Nossos e-books são disponibilizados gratuitamente, com a única finalidade de oferecer leitura edificante a todos aqueles que não tem condições econômicas para comprar.Se oc! " financeiramente priilegiado, então utilize nosso acero apenas para aaliação, e, se gostar, abençoe autores, editoras e lirarias, adquirindo os liros.Semeadores da #alara e-books eang"licos$%N&' $(S()'*-N+S % +N&%%* N+SS+ '%*$+ % %-++/S 0*1)(S2
 
Terceira Edição: arço de !""#ED$T%RA Naos
 Av. Fuad Lutfalla, 45 — 02968-000 / São Paulo
& S'
Tel-Fax (!"992-806 ###.ed$to%a&ao'.o).*% ed$to%a&ao'+ed$to%a&ao'.o).*% 
Contracapa
 Antes do arre(atamento vir) a resta*ração. A c*ra da $gre+a est) acontecendo, não -i*e de -ora0m de-initivo mover espirit*al est) para acontecer a *al*er momento. Trar) consigo *m -orte e derradeiro apelo da graça de De*s. as para ser *m ve1c*lo e-icaz de com*nicação do Evangelho do Reino at2 aos con-ins da terra, a $gre+a precisa de c*ra. 3es*s vir) para (*scar *ma noiva *e dever) apresentar4se a ele sem manchas, sem m)c*las e sem de-eito alg*m. Não podemos apresentar para a -esta de (odas apenas *ma caricat*ra.  A resta*ração da Noiva ser) o 5ltimo ato do Esp1rito Santo na 2poca da graça. % momento e6ige diagn7sticos realistas e *m tratamento e-icaz. Este livro den*ncia e diagnostica alg*ns dos pro(lemas pelos *ais a com*nidade eclesi)stica est) passando. Enganos, pecados corporativos, ra1zes da
 
en-ermidade, +oio, ação de satanistas e a -alsa igre+a são alg*ns dos ass*ntos tratados.  A Dra. Ne*za $tio8a s*gere procedimentos terap9*ticos para *ma noiva doente.S*a om*nidade precisa deste ()lsamo, desta (risa trans-ormadora, desta )g*a -resca. ;amos +*ntos ao encontro do Noivo. < meia noite e +) vem vindo o Noivo
 %e$&o do' u'  'e)ela&te a u) %e$ ue ele*%ou a' *oda' de 'eu f$lo. &t%a&do 1o%), o %e$ 1a%a ve% o' ue e'tava)  )e'a, &otou al$ u) o)e) ue &ão t%a3$a ve'te &u1$al e 1e%u&tou-le
4
 A)$o, o)o e&t%a'te au$ 'e) ve'te &u1$al  ele e)udeeu. &tão o%de&ou o %e$ ao' 'e%ve&te' -  A)a%%a$-o de 1' e )ão' e la&7a$-o 1a%a fo%a, &a' t%eva' al$ ave% o%o e %a&e% de de&te'.:
=ate*s !!:!,>>4>?@
Índice
$NTR%D0B% C 'rimeira 'arte % 'AN% DE DE0S 'ARA A $RE3A ap1t*lo > 4 A $RE3A %% N%$;A F ap1t*lo ! 4 % %R'%, 0 %RAN$S% ;$;% ># ap1t*lo ? 4 A ENTRA$DADE DE R$ST% !> ap1t*lo C 4 %S 'R$N$'AD%S E A $RE3A ?" ap1t*lo # 4 A 0T0A$DADE N% %R'% C> ap1t*lo G 4 A AA DE 0A $RE3A CF ap1t*lo H4 A $RE3A $DEA#H Seg*nda 'arte A REA$DADE DA N%$;A ap1t*lo F 4 % ENAN% DA $RE3A GC ap1t*lo I4 % 'EAD% %R'%RAT$;% H#
 
ap1t*lo >" 4 RAJKES DA ENLER$DADE F# ap1t*lo >> 4 % 3%$% E % TR$% >"> ap1t*lo >! 4 SATAN$STAS >>C ap1t*lo >? 4 MAM$N$A, A LASA $RE3A >?" Terceira 'arte %% 0RAR A $RE3Aap1t*lo >C 4 ANO$SE DAS $RE3AS >CC ap1t*lo ># 4 $RE3AS E M0SA DA 0RA >CF ap1t*lo >G 4 RESTA0RADA N%S $N$ST<R$%S >GF ap1t*lo >H 4 D$AN%ST$AND% 0A $RE3A >F! ap1t*lo >F 4 %MTEND% A 0RA DA $RE3A >FC ap1t*lo >I 4 %% ANTER A 0RA DA $RE3A >I> ap1t*lo !" 4 A N%$;A, %% EA DE;E SER >IC
Introdução
D*rante *m per1odo de treinamento para mission)rios -*i proc*rada por *ma irmã. Ela era *ma das treinadoras e *eria compartilhar comigo *ma visão *e ela tinha tido, en*anto orava. Disse4me *e nem todos aceitariam a s*a e6peri9ncia, e *e não a reconheceriam como verdadeira. as ela sa(ia *e e* poderia entend94la, e por isso resolve* compartilhar comigo a*ela vio, a-irmando estar certa de t94la rece(ido de De*s.Era a visão de *ma noiva. P0ma noiva es*isitaP & disse4me ela 4 Ppor*e tinha as ro*pas rasgadas. Estava tam(2m s*+a, ca1da e (9(ada.P E ela o*vi* *ma voz dizer: PEssa noiva est) (9(ada de tanto tomar a )g*a do m*ndo.Pom pesar, concl*1mos *e De*s estava lhe mostrando o deplor)vel estado da $gre+a. A noiva era a -ig*ra da $gre+a de risto. Estava im*nda, com as vestes rotasQ ela achava4se completamente degradada. E tinha se em(riagado tanto com a (e(ida do m*ndo, estava o comprometida com as coisas m*ndanas *e +) não havia sinais de santidade e p*reza. Ela parecia ter perdido essas caracter1sticas. A $gre+a tinha perdido t*do o *e tinha, ao en*adrar4se
of 11