Como fazer uma revisão bibliográca
A
revisão bibliográca
 é a base que sustenta qualquer pesquisa científca.Acredite: algumas horas a mais na biblioteca podem poupar alguns meses de trabalho nolaboratório ou a campo. Para proporcionar o avanço em um campo do conhecimento épreciso primeiro conhecer o que já oi reali!ado por outros pesquisadores e quais s"o asronteiras do conhecimento naquela #$ianna% &''(). *esta orma% a revis"o bibliográfca é indispensável para a delimitaç"o doproblema em um projeto de pesquisa e para obter uma ideia precisa sobre o estado atualdos conhecimentos sobre um tema% sobre suas lacunas e sobre a contribuiç"o dainvestigaç"o para o desenvolvimento do conhecimento #+a,atos e -arconi% &'(').Além de auiliar na defniç"o dos objetivos da pesquisa científca% a revis"obibliográfca também contribui nas constr/es teóricas% nas compar/es e navalidaç"o de resultados de trabalhos de conclus"o de curso e de artigoscientífcos #-edeiros e 0omasi% &''1).2eali!ar uma revis"o bibliográfca a! parte do cotidiano de todos os estudantes ecientistas. 3 uma das tareas que mais impulsionam o aprendi!ado e o amadurecimentona área de estudo. Atualmente% as bibliotecas digitais t4m acilitado e simplifcado muitoessa tarea% pois tra!em recursos de busca e cru!amento de inormaç/es que acilitam avida de todos.-as as novas tecnologias n"o resolvem tudo. Por isso% preparamos este guia comalgumas consideraç/es importantes sobre a revis"o bibliográfca.
1. Saiba aonde quer chegar
 0odo teto acad4mico precisa de um 5fo condutor6% uma linha de raciocínio queguie a leitura do teto% levando o leitor das premissas 7s conclus/es. Assim% antes decomeçar a revis"o bibliográfca% leia os chamados 5livros clássicos6 sobre o tema% paradescobrir8relembrar os conceitos e as ideias principais relacionados ao seutrabalho #9ervo e ilva% &'';).9om uma vis"o geral sobre o tema% e com os pontos principais em mente% épossível elaborar um roteiro para a revis"o bibliográfca% com os itens e subitens que oteto deverá ter para chegar 7 sua conclus"o. <ste roteiro é de grande ajuda paramanter o oco e n"o se perder em meio 7 enorme quantidade de inormaç/es a quetemos acesso.= segredo de uma boa revis"o bibliográfca é a organi!aç"o e oplanejamento #antos% &'(>).
2. Selecione as fontes de referência
As principais ontes a serem consultadas para a elabor"o da revis"obibliográfca s"o artigos em periódicos científcos% livros% teses% dissertaç/es e resumosem congresso #-edeiros e 0omasi% &''1).9omo atualmente eiste uma eacerbada press"o por publicaç"o de artigoscientífcos% é bem provável que aquela tese ou dissertaç"o tenha sido publicada tambémna orma de artigo% assim como os resumos de congressos.*esta orma% recomenda?se a preer4ncia por artigos publicados em periódicoscientífcos% com comit4 de editores e processo de revis"o por pares. @ma boa dica éobservar com cuidado as reer4ncias bibliográfcas de tetos já publicados sobre o temae% desta orma% identifcar os autores e os periódicos que s"o reer4ncia na área.*4 prioridade #nesta ordem) a:#i) artigos publicados em periódicos internacionais#ii) artigos publicados em periódicos nacionais reconhecidos#iii) livros publicados por bons editores#iv) teses e dissertaç/es%#v) anais de coner4ncias internacionais#vi) anais de coner4ncias nacionais. 0ome cuidado com reer4ncias antigas. A ci4ncia tra! novidades em um ritmorelativamente rápido% por isso deve?se evitar utili!ar reer4ncias com mais de de! anos.e possível% e isso irá depender do tema pesquisado% tente concentrar a maior parte dascitaç/es com menos de cinco anos #Andrade% &'(B).
3. screva a revisão bibliográca de forma clara e ob!etiva
<vite apresentar a revis"o bibliográfca no ormato de fcha de leitura #isto é% oautor 5A6 disse isso% o autor 5C6 disse aquilo% o autor 596 disse outra coisa% etc.). <ncontre
 
os pontos de concordDncia e diverg4ncia entre os autores e conte a história da pesquisa.@m eemplo de teto do tipo 5fcha?de?leitura6 é:egundo hingo #(EE;)% a idéia central do istema 0oFota de Prod"o épromover um Guo harmHnico dos materiais entre os postos de trabalho% produ!indocomponentes nas quantidades e nos momentos em que s"o necessários. Para tanto% acomunicaç"o entre postos de trabalho deve ser promovida de orma efciente.Para =hno #(EEB)% o istema 0oFota de Produç"o pode ser resumido como5produ!ir nas quantidades certas e no momento em que as partes s"o necessárias6. =autor risa a importDncia do Guo de inormaç/es entre os trabalhadores nas dierentescélulas ou postos de trabalho.=bserve como os dois autores est"o di!endo essencialmente a mesma coisa%apesar de maniestarem suas ideias de maneira dierente. = seu trabalho comopesquisador é compreender qual a ideia central% identifcar os pontos divergentes epontos em comum entre os autores e escrever de orma clara e objetiva. =s parágraosacima poderiam ser resumidos da seguinte orma:A ideia central do istema 0oFota de Produç"o é promover um Guo harmHnico demateriais entre os postos de trabalho% produ!indo componentes nas quantidades e nosmomentos em que s"o necessários. Ieste sentido é importante promover um Guoefciente de inormaç/es entre trabalhadores nas dierentes células ou postos de trabalho#JKIL=% (EE; =JI=% (EEB).$eja como o teto fca mais ácil de ler% contendo as ideias comuns a ambos osautores epostas de maneira direta% sem repetiç/es. Além disso% os parágraos n"oiniciam com 5egundo =hno #(EEB)6 ou 5Para hingo #(EE;)6% ou 5*e acordo com hingo#(EE;)6% que s"o ormas n"o muito elegantes de redaç"o.
". #rganize os trabalhos consultados
Para a elaboraç"o de uma boa revis"o bibliográfca é preciso pesquisar% selecionare ler uma grande quantidade de artigos% livros e resumos. < uma boa organi!aç"o destematerial irá acilitar encontrar determinada ideia ou um autor específco em meio aquelasalada de P*Ms.<istem várias erramentas que permitem gerenciar sua coleç"o de reer4nciasbibliográfcas e que podem acilitar seu trabalho. "o os Lerenciadores de 2eer4ncias.<emplos importantes s"o o Nab2e% erramenta em digo aberto e muito Otilespecialmente para quem trabalha com +a0e% e o <ndIote.<ssas erramentas permitem obter os dados das reer4ncias diretamente nasbibliotecas digitais% criam uma base de dados com essas inormaç/es% permitem inseriras citaç/es e reer4ncias diretamente nos tetos que est"o sendo editados% e tambémorgani!am a coleç"o de tetos srcinais dos artigos. A longo pra!o% sua base de dadosmantida por um gerenciador de reer4ncias é um recurso muito valioso para procurarreer4ncias para citar em seus tetos.
$. vite os %rinci%ais erros
<rrar é humano% mas a banca avaliadora do seu trabalho normalmentedesconsidera este tipo de ato. endo assim% consulte sempre o seu orientador sobre apossibilidade de estar cometendo algum dos erros abaio: revis"o bibliográfca muito breve #por pressa% alta de tempo% desinteresse% etc.)obras e autores essenciais n"o oram incluídos no trabalho. revis"o bibliográfca construída em cima de muito poucos autores ou estudos#normalmente% este erro ocorre em paralelo com o primeiro erro% acima). áreas afns n"o oram abordadas na revis"o bibliográfca.reer4ncias incompletas ou erradas% indicando que voc4 na realidade n"oconseguiu encontrar um fo condutor nas obras que consultou. aus4ncia de uma seç"o de conclus/es que reOna as ideias principais abordadasno teto. má organi!aç"o do material: revis"o bibliográfca com seç/es muito curtas #comum ou dois parágraos% apenas)% com repetiç"o de ideias #o estilo 5fcha?de?leitura6)% ousem uma estrutura ou lógica identifcável de apresentaç"o. interpretaç"o ou adaptaç"o de ideias de outros autores para que elas fquemparecidas ou reorcem as suas. QQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQ 
 
 0eto adaptado por Nosé +uis *uarte 2ibeiro a partir do srcinal elaborado porMlavio Mogliatto e Liovani da ilveira.
of 3