REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
 A perda de carga é uma restrição à passagem do fluxo do fluido dentro da tubulação,esta resistência influenciará diretamente na altura manométrica de uma bomba (H) e suavaão volumétrica (!)" #abe$se %ue %uanto maior a velocidade de um fluido dentro de umatubulação maior será a perda de carga deste fluido, assim para diminuir a perda de cargabasta diminuir a velocidade do fluido" &as velocidade menor para manter uma mesma vaãovolumétrica será necessário utiliar tubulaç'es de maior dimetro, o %ue acarreta em umainstalação de custo mais elevado"
Perda de Carga Localizada
 a perda de carga causada pelos acess*rios de canaliação (peças necessáriaspara a montagem da tubulação e para o controle do fluxo do escoamento), %ue provocamvariação brusca da velocidade, em m*dulo ou direção, intensificando a perda de energia nospontos onde estão localiadas" +ssa perda está associada ao coeficiente de perda ou coeficiente de resistência (
-
), %ue éum valor determinado experimentalmente pelo fabricante dos componentes.
h
 L
=
 K 
 L
× V 
2
2
g
#endo a e%uação da continuidade.
Q
=
V ×A
/nde ! é a vaão volumétrica, 0 é a velocidade média do escoamento e A área dasecção transversal determinada por.
 A
=
π D
2
4
+ntão,
 L
 .
 L
=
 K 
 L
16
π 
2
 D
4
2
gQ
2
 
1onsiderando.
 K 
i
=
8
π 
2
 D
4
g
 K 
l
¿
 K 
 L
×
i
2em$se então.
 L
=
 K 
l
×Q
2
Perdas de carga distribuídas ou ri!"rias#
 A parede dos dutos retil3neos causa uma perda de pressão distribu3da ao longo docomprimento do tubo 4untamente com as caracter3sticas do fluido (densidade e viscosidade),faendo com %ue a pressão total vá diminuindo gradativamente ao longo do comprimento"  Através da formula de 5arc6$7eissbac8 pode$se obter uma maneira de calcular essaperda de carga distribu3da"
 D
=
 L D
2
2
g
#endo
 D
 é perda de carga (m),
 é fator de atrito, - comprimento total datubulação (m), g aceleração da gravidade"
Fator de atrito $
%
/ fator de atrito (
), ou 1oeficiente de 9erda de 1arga 5istribu3da, é calculado emfunção do :;mero de <e6nolds (<e).
=
64
#endo.
ℜ=
VDv
 
/nde 0 é a velocidade média do escoamento, 5 é o dimetro de tubo e v é aviscosidade cinemática do fluido"/ valor do fator de atrito também depende da rugosidade relativa (=>5 ou ?>5),
%ue éa raão entre a altura média da rugosidade superficial do tubo e o dimetro nominaldo tubo (5)"  um valor %ue vem tabelado em gráficos, ou em funç'es"
Rugosidade dos tubos
 As irregularidades presentes internamente nos tubos são importantes na análise doescoamento dos fluidos, pois interferem diretamente na perda de carga distribu3da" @Arugosidade superficial, representada pela letra = ou ? é uma dimensão linear, %ue dependedo tipo de acabamento superficial utiliado no processo de fabricação como usinagem,fundição, retificação, conformação e outros (Buonicontro)"
&uestio'"rio
C)!ual a unidade dos termos da e%uação de Bernoullia"CD termo E mb"FD termo E mc"GD termo E mF)!uais as  condiç'es necessárias para aplicação da e%uação de BernoulliI J K <egime permanenteJJ K Lluido incompress3velJJJ K Mma entrada e uma sa3daJ0 K #em atritoG)!uais as  condiç'es necessárias para aplicação da e%uação da continuidadeIJ K <egime estacionárioJJ K Lluido incompressivelJJJ K Mma entrada e uma sa3da
 
J0 K #em atrito)/bserve esta figura, leia o roteiro e complete as frases a seguir"a"/ termo
 Δh
 representa a perda de carga %ue é a energia dissipada em forma decalor" +sta perda ocorre devido ao desvio de fluido pela mudança da direção doescoamento e é c8amada de perda localiada" Ná a perda distribu3da ocorre devido aoatrito do l3%uido com a parede do tubob"/ valor da perda de energia em uma tubulação é relacionado ao termo
 L
 con8ecidocomo coeficiente de perda ou coeficiente de resistência"c"A perda de carga distribu3da ocorre em trec8os retos de tubulação devido ao atrito dol3%uido com as paredes do tubo rugosas"d"A perda distribu3da é função de vários elementos" 1inco deles são. rugosidade da parededo tubo, a viscosidade e a densidade do fluido, a velocidade do escoamento, o grau deturbulência do movimento e o comprimento percorrido"e"/ fator de atrito é um coeficiente %ue depende do n;mero de <e6nolds e a forma decalcular depende do tipo de escoamento. laminar ou turbulento" f" A rugosidade relativa é a raão entre a altura média da rugosidade superficial do tubo e odimetro do tubo"
of 5